Cadastre seu Email

sábado, 29 de junho de 2013

Canhão sônico poderá dispersar manifestações

Ferramenta poderá ser usada por policiais do Rio de Janeiro e da Bahia para dispersar multidões caso manifestações ameacem a segurança da Copa das Confederações


Divulgação
Imagem divulgada no Facebook em post que acusa PM do Ceará de usar canhão sônico
Imagem divulgada no Facebook em post que acusa PM do Ceará de usar canhão
São Paulo - As polícias militares do Rio e da Bahia poderão usar uma nova ferramenta tecnológica para dispersar multidões caso as manifestações que acontecem pelo país ameacem a segurança dos dois últimos jogos da Copa das Confederações, que acontecerão no domingo (30) no Rio de Janeiro e em Salvador.
sonoras capazes de provocar desorientação, tontura, náuseas e dores no peito. As pessoas próximas ao canhão, diz o fabricante, podem sentir vontade de vomitar e até desmaiar se permanecerem muito tempo próximos à arma.
Apelidado de “Inferno”, o canhão emite um alarme com som similar ao de uma sirene comum, porém a frequência dos barulhos é considerada muito elevada e capaz de afetar a saúde de pessoas próximas ao canhão. O uso da arma é controverso pois atinge também moradores próximos a manifestações, além animais domésticos.

Grupamento Tático Municipal de Nova Friburgo, RJ, recebe certificado

Grupamento Tático Municipal de Nova Friburgo, RJ, recebe certificado


Guardas darão apoio aos Bombeiros, Cruz Vermelha e Polícia Militar.
Grupo participou de treinamento em São Lourenço.

Do G1 Região Serrana
1 comentário
18 guardas municipais fazem parte do GTAM (Foto: Daniel Marcus/Divulgação)18 guardas municipais fazem parte do GTAM (Foto: Daniel Marcus/Divulgação)
Dezoito guardas municipais que tiveram treinamento tático especial para formação da primeira turma do Grupamento Tático Municipal de Nova Friburgo (GTAM), Região Serrana do Rio, receberam seus diplomas numa formatura realizada no Parque Juarez Frotté, no bairro Cascatinha.
O guarda da GTAM, Diego Magalhães Carvalho, disse que a ideia do comando de criação desse grupamento trouxe melhorias à estrutura da Guarda Municipal. Para ele, foi bom o aprendizado. “Recebemos treinamentos com os bombeiros, a Cruz Vermelha, e isso nos valoriza. Vamos atuar junto à segurança da população nas ruas e apoiar a Cruz Vermelha, os bombeiros, a Polícia Militar, o trânsito”, frisou.
O coronel Marques, secretário de Ordem Urbana, revelou que, após assumir o cargo, participou de um seminário onde o prefeito apresentou metas de sua administração de busca pela eficiência e qualidade. A partir daí, o secretário traçou metas como a implantação da Guarda Ambiental, em 15 de abril, e agora, o grupamento tático que exercerá vigilância diurna e noturna em escolas, unidades de saúde, vias, praças, ruas, além de atuar como agentes fiscalizadores pela preservação do meio ambiente e na defesa civil.
Rogério cabral participou hasteando a bandeira do Brasil (Foto: Daniel Marcus/Divulgação)Rogério cabral participou hasteando a bandeira
do Brasil (Foto: Daniel Marcus/Divulgação)
“É uma grande missão. Sentimos a necessidade de continuar a qualificação assim como não medimos esforços para preparar esses 18 guardas, que foram exigidos em determinação, companheirismo e dedicação”, disse coronel Marques, lembrando que contou com apoio da Marinha, do Exército, do Corpo de Bombeiros, da Cruz Vermelha, Polícia Militar e comunidade de São Lourenço durante todo o treinamento.
Já o comandante da Polícia Militar, coronel Marcelo Freiman, disse que a formação é muito importante, pois entende que a capacitação é a melhor forma de trazer qualidade ao serviço, principalmente quando se fala de segurança pública.
“O pedido de criação do grupamento partiu do comandante Ronald Pereira, que teve apoio do coronel Hudson, quando passou pela secretaria de Ordem Urbana, e, atualmente, do coronel Marques”, afirmou o prefeito Rogério Cabral. Segundo ele, é preciso qualificar a guarda municipal e vários setores da prefeitura, ressaltando que os movimentos populares em todo o Brasil exigiram grande participação dos organismos de segurança. “Em Nova Friburgo, as manifestações foram exemplo de organização e trarão benefícios para a cidade, através dos investimentos divulgados pelo governo federal em segurança, mobilidade urbana, educação e saúde”, contou Rogério.

Forças de segurança usam novas armas não-letais para conter manifestações

Forças de segurança usam novas armas não-letais para conter manifestaçõesLançador de tinta e canhão sônico já estão nas mãos de policiais e guardas municipais

Publicação: 28/06/2013 12:35 Atualização:

Lançador FN-303 deverá ser carregado com tinta, para facilitar identificação de vândalos (Éder Silva/Guarda Municipal de Campinas / Divulgação)
Lançador FN-303 deverá ser carregado com tinta, para facilitar identificação de vândalos
Novas gerações de armas não letais, mais avançadas tecnologicamente que as usuais bombas de gás e balas de borracha, serão utilizadas pela polícia para conter tumultos durante a onda de manifestações que toma conta do Brasil. Forças de segurança de São Paulo e Rio e Rio de Janeiro já estão munidas com equipamentos e poderão utilizá-los de imediato.
 A Guarda Municipal de Campinas, no interior de São Paulo, utilizará um lançador de cápsulas de tinta. A ideia é pintar grupos que estejam cometendo atos de vandalismo, para facilitar a identificação e agilizar a prisão. As armas FN-303, de origem belga, foram compradas em 2011, mas ficaram guardadas e ainda não foram utilizadas.


Cada lançador FN-303 custa cerca de R$ 10 mil e pode ser carregado com cinco tipos de munição: tinta lavável, tinta indelével, pimenta, impacto e impacto com pó inerte. Apesar não ser letal, a arma tem que ser utilizada de modo seletivo, pois pode provocar ferimentos graves, como perda de visão, caso a cápsula seja disparada contra o olho.
 No Rio de Janeiro, a Polícia Militar utilizará um canhão sônico, sugestivamente batizado de Inferno. A arma consiste em uma espécie de alarme que opera em quatro frequências simultaneamente, que vão de 2 Khz a 5 Khz, com potência de aproximadamente 123 db. O barulho é insuportável ao ouvido humano e quem o ouve foge imediatamente.
 A arma provoca desorientação e tontura, podendo causar até náuseas e vômito dependendo do tempo de exposição. Contudo,  não é capaz de gerar ferimentos. A potência sonora é semelhante à dos alarmes convencionais; o que muda é a combinação simultânea de frequências. O canhão sônico já foi utilizada na capital fluminense, durante a chamada “Operação Aldeia Maracanã”. Assista ao vídeo que mostra a arma em ação:

ei de Diretrizes Orçamentárias Vereadores aprovam projeto da LDO e três emendas Texto passará por votação final na manhã de sexta e seguirá para sanção do prefeito

ei de Diretrizes Orçamentárias

Vereadores aprovam projeto da LDO e três emendas

Texto passará por votação final na manhã de sexta e seguirá para sanção do prefeitoA Câmara Municipal de Curitiba acatou em primeiro turno, na sessão extraordinária desta quinta-feira (27), a proposta do Executivo municipal da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2014. Os vereadores também aprovaram as três emendas modificativas, apresentadas pela Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, que tramitavam junto ao projeto.

A matéria (013.00003.2013) prevê R$ 7,165 bilhões em receitas e R$ 7,082 bilhões em despesas, com destaque para investimentos em saúde, obras e educação. O texto passa pela votação final em nova sessão extraordinária, na manhã desta sexta (28) e segue para a sanção do prefeito Gustavo Fruet.

Segundo a presidente da Comissão de Economia, Professora Josete (PT), a proposta em pauta é mais genérica e embasa a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser encaminhada à Casa até o dia 30 de setembro.

O segundo-secretário do Legislativo, Serginho do Posto (PSDB), que integra o colegiado de Economia, também tratou das sugestões apresentadas pela população, tanto nas consultas realizadas pela prefeitura, quanto pela Câmara Municipal. Na Regional do Bairro Novo, o destaque foi para a saúde; no Boa Vista, CIC e Matriz, para a segurança; e no Boqueirão, Cajuru e Pinheirinho, para melhorias em vias públicas. Na Regional de Santa Felicidade, segurança e vias empataram no número de proposições, ambas com 11%.

Emendas

Das 30 emendas apresentadas ao projeto da LDO, nove foram admitidas pela Comissão de Economia, em reunião realizada na semana passada, e seguiram para a deliberação em plenário. A presidente do colegiado enfatizou que o parecer de admissibilidade atende à análise de critétrios técnicos.

As três proposições da Comissão de Economia, aprovadas na sessão, modificam o texto “para adequar a boa técnica legislativa”. Uma delas (304.00002.2013) suprime do texto a possibilidade de o Executivo alterar itens do orçamento por meio de decreto, ficando o trâmite restrito à apresentação de mensagens à Câmara Municipal para a abertura de créditos adicionais.

Mauro Ignacio (PSB), Jorge Bernardi (PDT) e Kuzma retiraram suas emendas. Os textos abordavam, respectivamente, a reforma no Terminal Santa Felicidade, a revitalização da Alameda Doutor Carlos de Carvalho, a implantação de academia para treinamentos da Guarda Municipal e a construção de escola municipal de educação especial – as duas últimas apresentadas por Kuzma.

A proposição da líder da oposição, Noemia Rocha (PMDB), foi derrubada em votação nominal, com 15 vereadores favoráveis à aprovação e 15 contrários. O desempate foi realizado por Tito Zeglin (PDT), que no momento presidia a sessão. A parlamentar queria a construção de centro de repouso e desenvolvimento de atividades diurnas para os idosos.

Em votação simbólica, o Professor Galdino (PSDB) também teve emenda rejeitada. Ele pedia a inclusão na LDO da construção do Centro de Referência de Atendimento a Animais em Risco (Cras). Nos dois casos, os vereadores que votaram pela derrubada afirmaram não ser contrários aos méritos das proposições.

Chico do Uberaba (PMN), Valdemir Soares (PRB), Dirceu Moreira (PSL) e Rogério Campos (PSC) também participaram do debate sobre as diretrizes orçamentária

Jovens são detidos por vandalismo em Volta Redonda
Publicado em 28/06/2013, às 08h23 
Última atualização em 28/06/2013, às 08h23
Volta Redonda

Dois adolescentes, de 14 e 16 anos e um jovem de 21 anos, foram detidos na noite de ontem (28), suspeitos de vandalismo. Eles teriam depredado 19 cúpulas de acrílico de postes instalados em toda a extensão da Beira Rio.
De acordo com informações da 93ªDP, agentes da Guarda Municipal estavam em patrulhamento quando, ao passarem pelo local, foram acionados por pessoas que denunciaram a ação dos jovens.
Os agentes então abordaram os suspeitos e os encaminharam para a delegacia de Volta Redonda, onde teriam informado que haviam participado da manifestação ocorrida no auditório do Colégio João XXIII, no bairro Retiro, e que impediu a apresentação do projeto para o Bilhete Único, organizada pela prefeitura.
Os rapazes negaram que teriam praticado vandalismo. Segundo eles, a autoria seria de um grupo de cinco pessoas encapuzadas, porém, foram reconhecidos por testemunhas.
A prefeitura de Volta Redonda informou que as cúpulas custam, em média, R$ 400 cada. Eles responderão por dano ao patrimônio público.


Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,75557,Adolescentes%20sao%20detidos%20por%20vandalismo%20em%20Volta%20Redonda.html#ixzz2XcaQR4Tb
Ministério Público pede desarmamento da Guarda Municipal de Umuarama
28/6/2013
Impressão

Umuarama - A Prefeitura de Umuarama informou que a partir das 13 horas de quinta-feira, a Guarda Municipal foi desarmada a pedido de uma recomendação legal feita pelo Ministério Público do Paraná, entretanto, a determinação é temporária, até que os agentes de segurança urbana tenham o Porte Legal de Arma expedido pela Polícia Federal.
As informações foram repassadas pelo procurador jurídico da Prefeitura, Marcelo Gomes da Silva, durante uma coletiva de imprensa, ontem (27) à tarde. Segundo ele, o prazo para que toda a documentação lícita seja emitida é de 180 dias.
“Temos 34 agentes, e todos eles farão o processo exigido pela Polícia Federal para conseguir o Porte Legal de Arma”, afirmou Gomes da Silva. Até que o documento seja liberado, os agentes devem ficar restritos apenas à guarda patrimonial.
“Todas e quaisquer operações de rua e atendimentos à comunidade estão suspensos, por enquanto”, declara o procurador jurídico. Ele crê que a medida não vai, teoricamente, tirar algum bem da população, já que o trabalho de fiscalização urbana cabe, em tese, à Polícia Civil e Militar.
“A Guarda Municipal cumpria com um dever que não lhe cabe [reforço], embora isso providenciaremos o mais rápido possível a liberação do documento exigido [pelo Ministério] para manter a atuação dos agentes em ações da polícia.”
Desde ontem, as rondas e patrulhas da Guarda Municipal foram interrompidas. De acordo com Gomes, agora, cabe aos agentes cumprir o dever de apenas fiscalizar estabelecimentos públicos. Conforme o procurador, eles cumpriram o expediente na sede da Guarda e irão fazer a segurança em prédios públicos, quando for solicitada à presença deles.
“Se esta medida não fosse cumprida, poderia acarretar até mesmo à prisão dos agentes armados”, justifica o procurador jurídico da Prefeitura. Atualmente, a Guarda Municipal possui 10 armas. O armamento foi adquirido em 2006 e de lá para cá, o município briga para conseguir a liberação do Porte.
No entanto, embora os agentes tenham participado de cursos e provas, o Ministério Público exige que o Porte seja adquirido, de método legal, como cumprimento da lei.

Trânsito
Apesar do desarmamento, a Prefeitura garante que as fiscalizações de trânsito da Guarda Municipal devem continuar normalmente, isso porque algumas rondas não exigem a utilização de armamentos. Expectativa é de quem em 60 dias, alguns agentes já tenham concluído processo para liberação de portar armas de fogo.
 

canhão sonoro

Entenda como funciona o canhão sonoro

Arma está sendo usada pela PM do Ceará e pela Guarda Municipal para conter manifestantes em Fortaleza
por Luciana Galastri

Editora Globo
Canhão sonoro usado pela Marinha Americana // Crédito: divulgação American Technology Corporation
A Guarda Municipal de Fortaleza, em conjunto com a Polícia Militar do estado do Ceará, usou uma nova tecnologia para conter manifestantes nesta quinta-feira, 27. O "canhão sonoro", que emite um forte alarme com um raio de até três quilômetros, tem como objetivo impedir que os protestantes atrapalhem o progresso do jogo da Copa das Confederações entre Espanha e Itália.
Como ele funciona? O sistema se chamaria "Inferno". É uma espécie de alarme que usa frequências simultâneas entre 2 e 5Khz, com uma potência de 123 dB - a título de comparação, a decolagem de um avião, registrada de forma próxima, emite 140 dB.
O que ele provoca? Os efeitos, além da esperada dor de ouvido, são náuseas, tontura, desorientação e dores no peito, o que obriga o 'alvo' a fugir das proximidades. Se continuar exposto ao som sem proteção, a pessoa pode vomitar e cair, por ter a noção de equilíbrio comprometida. Isso acontece não apenas pela potência sonora, mas pela combinação de frequência simultâneas, responsáveis por causar a sensação de desconforto.
O diretor da Guarda Municipal, Antônio Vieira, afirma que participou de testes do "Inferno" e garante que não há danos a saúde. Ele nega que o sistema possa causar tontura e enjôos e dor, e conta que o aparelho também vem equipado com um microfone, que pode ser usado para passar orientações aos manifestantes.
Qual é a utilidade desse tipo de arma? Não é a primeira vez que tecnologias similares são usadas para controlar o público de eventos esportivos. Os canhões sonoros estavam à disposição da polícia inglesa durante as Olimpíadas de Londres. Além disso, este tipo de arma não-letal também foi usado para operações militares dos americanos no Iraque, enquanto a marinha dos EUA já as usou em operações contra piratas da Somália.
Há possibilidade de danos permanentes? Os canhões sonoros americanos causam dor extrema a quem estiver a 100 metros de distância. Eles também podem emitir sons curtos e frequentes, que causam dores de cabeça severas em quem estiver a um raio de 300 metros de distância. E, quem estiver a 15 metros, pode sofrer perda permanente de audição.
Confira um deles em ação nos EUA durante uma manifestação em 2009 (deixe o volume de seu computador em níveis baixos):
Leia Mais

Câmara de Piracicaba solicita reforço na segurança para 'enfrentar' protesto

As equipes da PM e da GM devem chegar ao Legislativo a partir das 17h.
'Reaja' fará manifestação contra os salários dos vereadores nesta quinta.

Do G1 Piracicaba e Região
1 comentário
GMs acompanham movimentação desta quinta à tarde na Câmara de Piracicaba (Foto: Leon Botão/G1)GMs acompanham movimentação na Câmara de Piracicaba na tarde desta quinta-feira (Foto: Leon Botão/G1)
A Câmara de Piracicaba (SP) solicitou à Polícia Militar e à Guarda Municipal reforço na segurança da sede do Legislativo na noite desta quinta-feira (27), quando acontece a última sessão do semestre antes do recesso parlamentar e para quando também está prevista nova manifestação do Reaja Piracicaba contra o aumento de 66% nos salários dos vereadores.
De acordo com o diretor do Departamento de Comunicação da Câmara, Carlos Eduardo Gaiad, a mesa diretora pediu que as corporações enviassem equipes para o Legislativo, que fica no Centro de Piracicaba, a partir das 17h. Por volta das 14h, porém, já havia uma base da GM parada no estacionamento da Casa de Leis. Gaiad negou que o Legislativo teria contratado segurança particular.

Reaja Piracicaba
A sessão desta quinta, conforme o diretor, não será suspensa. Na quinta-feira passada (20), quando houve protesto contra o reajuste da tarifa de ônibus, a Câmara fechou mais cedo e suspendeu a reunião ordinária programada para aquele dia. "Até agora, a programação inicial segue sem alterações", relatou Gaiad à reportagem do G1 às 14h15.
O movimento Reaja Piracicaba pretende reunir manifestantes na frente da Câmara a partir das 18h. A ideia do grupo é acampar no local para, às 19h, iniciar um ato público com cartazes, apitaço e coleta de adesões para um abaixo-assinado que deve chancelar um projeto de lei de iniciativa popular para reduzir para R$ 6,5 mil os vencimentos mensais dos parlamentares, que subiram para R$ 10,9 mil em janeiro deste ano.
Pula Catraca
Também está previsto para esta quinta-feira novo protesto do movimento Pula Catraca, que é contrário ao reajuste da passagem de ônibus no município. A manifestação deve ter início às 17h em frente ao Terminal Central de Integração (TCI) e também pode seguir em passeata até a Câmara, que fica na Rua Alferes José Caetano, também na área central de Piracicaba

Indaiatuba vai multar quem usar cerol em linha de pipa

Indaiatuba vai multar quem usar cerol em linha de pipa
FISCALIZAÇÃO SERÁ FEITA PELA GUARDA MUNICIPAL DA CIDADE
Operação Cerol, vai ser intensificada pela Guarda Municipal de Indaiatuba durante as férias escolares de julho.

O objetivo é evitar o uso do material cortante em linhas de pipa. Crianças e adultos, mesmo os maiores de idade, que forem pegos com linha de pipa com material cortante estarão na mira da Guarda Municipal e Defesa Civil e serão levadas pra polícia.

No caso dos menores de idade, o pai terá de pagar multa que varia entre R$ 96,95 e R$ 969,50, de acordo com a gravidade do caso. Comércios que venderem cerol também estão sujeitos a multa.

A Prefeitura informou ainda que a operação ocorre apenas nas férias escolares em julho, dezembro e janeiro. Durante o resto do ano, são feitas campanhas educativas nas escolas para prevenir a criançada dos riscos da linha cortante.

  • Teste psicológico para concurso da Guarda Municipal de Londrina é antecipado para domingo

    A Prefeitura de Londrina conseguiu antecipar o teste psicológico dos candidatos do concurso da Guarda Municipal. A avaliação será feita neste domingo (30). A informação foi divulgada em primeira mão pelo prefeito Alexandre Kireeff (PSD), na tarde desta quinta-feira (27).

    "Vamos lá: concurso da guarda municipal. Foi publicada a data dos exames picológicos para os candidatos aprovados nas primeiras fases do concurso. Será no dia 30. os detalhes estão no edital 112/2013", escreveu Kireeff, que vem utilizado a rede social Facebook para divulgar ações do município.
    Segundo o secretário municipal de Defesa Social, coronel Rubens Guimarães, a antecipação do teste é mais uma fase vencida pelo município para garantir, ainda neste ano, a colocação de 200 homens e mulheres nas ruas de Londrina.
    Nesta etapa participarão 364 candidatos. A empresa vencedora do certame, Consep - Concursos Residências Médicas, Avalições e PesquisasLtda., vai receber R$ 16.598,40 dos cofres públicos para a aplicação do teste. Serão gastos R$ 45,60 por candidato.
    O exame será realizado na Escola Municipal Doutor Joaquim Vicente de Castro, no Conjunto Anibal Siqueira Cabral, na zona norte de Londrina. O resultado deve ser publicado em até cinco dias. Os candidatos deverão ainda apresentar os exames médicos. A previsão é que no dia 2 de agosto a prefeitura inicie o chamamento dos aprovados no concurso, com curso de formação com início já na sequência.
    As aulas serão ministradas por servidores da prefeitura e guardas municipais. A Secretaria Municipal de Defesa Social não descarta a possibilidade de firmar convênio com a Polícia Militar (PM). A realização de um curso de tiro para os guardas já formados passa por análise da Procuradoria Geral.

Após protesto violento em Sumaré, SP, guardas ganham armas de fogo

Prefeitura forneceu 32 pistolas para reforçar equipamentos da corporação. 
Efetivo denunciou falta de equipamentos durante manifestação na Câmara.

Do G1 Campinas e Região
Guardas estavam sem equipamentos de seguranças apropriados durante protesto na Câmara de Vereadores (Foto: Reprodução/ EPTV)
Guardas estavam sem equipamentos apropriados
no protesto na Câmara (Foto: Reprodução/ EPTV)
Após atos violentos e da depredação do prédio da Câmara de Sumaré (SP) provocados por vândalos durante uma manifestação, que deixou três guardas municipais feridos, a Prefeitura entregou 32 novas pistolas automáticas para a corporação. No protesto na noite de terça-feira (25), o efetivo denunciou a falta de equipamentos de segurança e armamento para conter os atos criminosos.
A Prefeitura não informou se os guardas vão passar por treinamento específico para lidar com o armamento, apenas disse que os 129 guardas passam periodicamente por cursos de reciclagem, que contemplam aulas de defesa pessoal e primeiros socorros.
Além das armas e munição, a Administração afirmou que um procedimento para a locação de novas viaturas está na fase final, mas não informou o prazo para a conclusão do processo. Sobre o ofício, assinado pelos vereadores e enviado nesta quarta-feira (26), exigindo coletes, escudos e bombas de efeito moral, a Prefeitura informou que já foi solicitado à compra de protetores corporais, escudos e capacetes.
Durante os protestos na noite de terça-feira (25), um grupo de vândalos atirou pedras e quebrou vidraças do prédio do Legislativo. Os guardas municipais foram atacados sem revidar, pois estavam armados apenas com cassetetes. Antes do confronto, os participantes da manifestação pacífica entregaram uma lista de reivindicações aos vereadores, exigindo melhorias no transporte público da cidade.
A prefeita Cristina Carrara (PSDB) explicou por meio de assessoria que a tarifa dos ônibus não tem reajuste desde 2011. "A tarifa de Sumaré é uma das menores da região metropolitana de Campinas, de R$ 2,50. É um compromisso de nosso governo melhorar o sistema de transporte”, comentou em nota.

Manifestantes em frente à Câmara de Sumaré (Foto: Reprodução / EPTV)Em entrevista ao G1, o secretário de Segurança Pública do município, Luiz Carlos Piazentin, admitiu a falta de estrutura. "Os guardas não tinham capacetes", disse. O presidente da Câmara, Dirceu Dalben, informou que os guardas não tinham escudos e nem coletes à prova de balas para proteção durante o confronto. “Eles vieram com a cara e a coragem, não tinham como conter a manifestação, há tempos eles reclamam da falta de investimento”, explicou. No entanto, Piazentin, afirmou que a corporação estava em condições de evitar a invasão da Câmara. "Eles cumpriram o trabalho, onde os guardas estavam não houve invasão, nós vamos continuar protegendo o patrimônio público, é difícil, mas estamos fazendo", explicou.
Manifestantes em frente à Câmara de Sumaré durante protesto (Foto: Reprodução / EPTV)

Demora da PM
Dalben informou que os vereadores acionaram a Polícia Militar quando perceberam que os vândalos estavam tentando invadir o prédio. No entanto, segundo ele, a Tropa de Choque demorou cerca de uma hora para chegar ao local e conter a manifestação. "O tempo que demorou foi o necessário para os vândalos atacarem o prédio, ficamos presos aqui".
"Estamos desarmados, não tem bomba, estamos esperando o apoio da Polícia Militar. Segundo o comando a Polícia Militar iria apoiar a gente”, disse o guarda Rodrigo Ruiz, que estava dentro da Câmara durante a depredação do prédio. O secretário de Segurança Pública de Sumaré afirmou que não houve demora na chegada da PM.
O comando do 48º Batalhão da PM, responsável pela ação, garantiu que o trabalho da Tropa de Choque foi adequado e dentro do esperado. Quanto a demora, a PM informou que atendeu a ocorrência assim que foi chamada para conter os manifestantes, já que a proteção do prédio público é de responsabilidade da Guarda Municipal. Ainda segundo o comando da PM, a expectativa era que o protesto seria pacífico, devido a negociação entre a Secretaria de Segurança Pública e a liderança da manifestação.

Homem é detido em casa com 500 g de pasta de cocaína no guarda-roupa

Droga estava escondida em moradia no bairro Ernesto Kuhl, em Limeira.
Outros dois homens foram presos pela GM por tráfico nesta sexta-feira.

Do G1 Piracicaba e Região

Um homem de 25 anos foi detido por suspeita de tráfico de drogas no bairro Ernesto Kuhl, emLimeira (SP), na tarde desta sexta-feira (28). Na casa dele, escondidos em um guarda-roupas, guardas municipais encontraram meio quilo de pasta base de cocaína, além de 500 flaconetes da mesma droga prontos para a venda.
Essa quantidade de pasta base é suficiente para produzir ao menos 2 quilos do entorpecente, de acordo com a GM. A corporação chegou à moradia do indiciado após receber denúncia anônima.

Também foram apreendidas 33 porções da mesma droga que a dupla dispensou após ver a viatura da GM. “Nós tínhamos várias denúncias de tráfico pelo bairro e fomos checar", disse o guarda José Ronaldo de Nóbrega. Um dos suspeitos tentou assumir o crime sozinho, mas a delegada de plantão Nilce Segalla determinou a prisão dos dois homens em flagrante.
Outra apreensão da GM

Outros dois homens, um de 29 anos e outro de 25 anos, foram detidos pela Guarda Municipal por volta das 18h30 desta sexta-feira também por tráfico de drogas. Os suspeitos foram pegos no bairro Jardim São Pedro com 23 flaconetes de cocaína e R$ 119 em espécie.

Homem é detido em casa com 500 g de pasta de cocaína no guarda-roupa

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!