Cadastre seu Email

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Blitz da Lei Seca prende motorista de 25 anos em Florianópolis


Fiscalização começou a ser intensificada na sexta-feira (3).
Bafômetro indicou a concentração de 0,91mg/l; aceito é 0,05 mg/l.

Do G1 SC

A fiscalização da Lei Seca começou a ser intensificada na noite desta sexta-feira (3) em Florianópolis. Durante a blitze, um motorista de 25 anos foi detido após fazer o teste do bafômetro na madrugada de sábado (4).
A operação, coordenada pela Guarda Municipal, teve dois momentos - o primeiro, com caráter educativo, foi para orientar os motoristas sobre os riscos de beber e dirigir. Com o auxílio de um etilômetro descartável - que indica se a pessoa ingeriu bebida alcoólica, agentes da Guarda Municipal testaram o equipamento em quem concordou.
Jovem fez teste do bafômetro, que indicou a concentração de 0,91 mg/l (Foto: Reprodução/RBS TV)Jovem fez teste do bafômetro, que indicou a
concentração de 0,91 mg/l (Foto: Reprodução/RBS TV)
Depois da meia-noite, a blitze se concentrou na avenida Beira-Mar Norte. Documentos e veículos foram fiscalizados e condutores convidados a soprarem o bafômetro. Durante a operação, um motorista que vinha de uma festa no Norte da Ilha fez o teste, e o resultado confirmou que ele bebeu.
O bafômetro indicou a concentração de 0,91 miligramas de álcool por litro de ar, enquanto que o aceito é 0,05 mg/l.  O rapaz foi preso em flagrante e levado até a delegacia, onde prestou depoimento. O condutor foi autuado por dirigir embriagado, pagou uma multa de R$ 2 mil e foi liberado.
A Guarda Municipal afirma que a partir de agora operações como essa devem acontecer mais frequência. A ideia é fazer pelo menos uma vez por semana a blitze da Lei Seca, sempre em diferentes pontos da cidade.
http://youtu.be/KbhtEFU4oqE


Mais segurança

Com problemas estruturais, Ponte Edgard Perdigão passa por reforma

Bruno Lima
Créditos: Nirley Sena
Obra custa, ao todo, R$ 301.916,63
Para oferecer maior segurança aos usuários do Terminal Edgard Perdigão, na Ponta da Praia, o Fundo de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista (Fundo) investe pesado na reforma do local. A última reforma no equipamento público foi feita no final de 2006 e custou R$612.935,00. 

Segundo os usuários, o nível de insegurança física na ponte é elevadíssimo, principalmente à noite, quando inúmeros assaltos e furtos são praticados sem que os guardiões-cidadãos tenham condições de impedi-los.  O passageiro conta que até o material comprado para ser usado na reforma do local costuma ser alvo de furtos no decorrer da madrugada. 

“As lâmpadas de emergência, instaladas aqui recentemente, já foram subtraídas. O que o guardinha(o guardião-cidadão) vai fazer? Até ele chamar o Guarda Municipal ou a Polícia Militar o ladrão já chegou em casa”, comenta.

Ao todo, R$ 301.916,63 são gastos em obras como: substituição dos pisos de madeira e cerâmica, melhorias à acessibilidade, troca dos guardas-corpos (barras de segurança) e cabeço de amarração (onde se prendem as embarcações que chegam e saem do Terminal). Apesar dessas ações pontuais, como define o secretário-adjunto de Infraestrutura e Edificações de Santos, Nilson Barreiro, as intervenções estão longe de satisfazer quem passa por lá.

“As mudanças são necessárias. Algumas madeiras estão podres e, quando vamos pegar as embarcações, temos receio de ver tudo ir por água abaixo”, relata um usuário do Terminal Edgard Perdigão, que prefere manter a identidade em sigilo. “Mas a questão do policiamento também precisa ser revista. Não dá para manter somente um guardião-cidadão aqui, porque os bandidos agem e nada é feito para evitar isso”, reclama ele. 

Dica

Uma das sugestões do usuário e de um morador das redondezas, que também prefere se manter anônimo, é de transferir a travessia de passageiros de Santa Cruz dos Navegantes para outra ponte.“Existe um terminal, depois de o Clube de Pesca ter sido desativado, que poderia ser aproveitado com essa travessia. Assim, esse espaço ficaria somente para o turismo de escuna e o restaurante (existente no pavimento superior)”, opina o morador. 

Iniciada em 25 de fevereiro, a obra estava prevista para terminar em 60 dias, ou seja, no último dia 26. No entanto, o secretário-adjunto de Infraestrutura e Edificações revela que “por conta da troca do piso de madeira do lado direito da ponte, estamos num ritmo mais lento e os trabalhos seguirão até o final de maio”, justifica Barreiro. 

A respeito da possibilidade de se substituir o guardião-cidadão por um guarda municipal diariamente no terminal, no período da noite, a Secretaria Municipal de Segurança informa que a Guarda Municipal realiza rondas periódicas no local, com motos e com suas viaturas.
Créditos: Nirley Sena
Segundo os usuários, o nível de insegurança física na ponte é elevadíssimo, principalmente à noite

'Botão do pânico' é acionado pela 1ª vez por mulher em Vitória


Mulheres vítimas de violência doméstica receberam dispositivo em abril.
Guarda Municipal atendeu chamado e diz que agressor não foi encontrado.

04/05/2013 18h19 - Atualizado em 05/05/2013 09h47

'Botão do pânico' é acionado pela 1ª vez 


O primeiro atendimento do botão do pânico, da patrulha Maria da Penha, foi realizado pela Guarda Municipal de Vitória na madrugada deste sábado (4), em frente à Universidade federal do Espírito Santo (Ufes). De acordo com a prefeitura, os agentes chegaram três minutos após o alarme ter sido acionado por uma mulher, que disse ter sido ameaçada pelo companheiro. Câmeras de videomonitoramento filmaram a ação da Guarda. O agressor não foi encontrado.

Mulheres vítimas de violência doméstica receberam botões do pânico em abril deste ano. Trata-se de um dispositivo eletrônico de segurança preventiva que possui GPS e também gravação de áudio. No momento em que o botão é pressionado, disponibiliza um processo de escuta e a central de monitoramento recebe um chamado. A Guarda Municipal da capital disponibiliza quatro viaturas para atenderem exclusivamente as demandas relacionadas à Lei Maria da Penha geradas por meio do dispositivo.
O primeiro acionamento ocorreu às 3h40 deste sábado, em um posto de gasolina em frente à Ufes, na Avenida Fernando Ferrari. Segundo a Guarda, a mulher que acionou o botão foi vítima de ameaças por parte do agressor, que teria dito para ela se retirar do local, caso contrário seria agredida. O homem foi embora logo depois, antes que a viatura dos agentes chegasse ao posto.

A partir do momento em que o alarme foi acionado, operadores do videomonitoramento passaram a observar o local e flagraram o instante em que a Guarda foi ao encontro da vítima. Após a explicação do acionamento, para preservar a mulher, os agentes a levaram até sua residência

.

Guarda apreende pé de maconha e detém 6 suspeitos em Valinhos, SP


Suspeitos estavam com drogas e dinheiro no Jardim do Lago.
Dois menores estavam junto com o grupo e foram liberados pela polícia.

Um grupo formado por seis suspeitos foi detido na tarde deste sábado (5) por tráfico de drogas no Jardim do Lago, em Valinhos (SP). Durante a abordagem, a Guarda Municipal também apreendeu quatro porções de maconha e R$ 75 em dinheiro.
No celular de uma mulher de 23 anos foram encontradas fotos de armas e drogas. Ao chegar até a casa dela no bairro São Luiz, os guardas encontraram um pé de maconha na lavanderia. Segundo informações repassadas, a jovem disse que ganhou a planta do namorado como presente de aniversário. No local foram apreendidos outros 15 pinos de cocaína, papelote de maconha e dinheiro.

A mulher e outros três suspeitos foram encaminhados ao plantão policial da cidade, enquanto os dois adolescentes foram liberados pela polícia.
  •  
Guarda apreendeu pé de maconha, dinheiro e pinos de cocaína em Valinhos (Foto: Sidney Aureliano/ Divulgação GCM Valinhos)Guarda apreendeu pé de maconha, dinheiro e cocaína (Foto: Sidney Aureliano/ Divulgação GCM Valinhos)

tópicos:

‘Gangue do Maçarico’ troca tiros com a polícia em tentativa de roubo a banco no PR

Suspeitos entraram em rua sem saída durante fuga, mas conseguiram fugir

Do R7, com Rede Record
Criminosos entraram em rua sem saída e conseguiram fugir pulando um muroJoão Carlos Frigério/Estadão Conteúdo

Guardas Municipais de Curitiba (PR) trocaram tiros com a chamada ‘Gangue do Maçarico’ na madrugada desta quinta-feira (9). Os guardas foram alertados por um vigilante particular que informou uma movimentação suspeita em uma agência do Banco Santander na avenida Winston Churchill, no bairro Pinheirinho.
Os guardas se dirigiram até o local e avistaram um veículo Ford Focus fugindo em alta velocidade. Iniciou-se então uma perseguição em direção ao Bairro Novo. Ao chegarem na Rua Araruna, os suspeitos não sabiam que a rua não tinha saída e foram encurralados.
Três criminosos desceram do veículo atirando contra os guardas, pularam um muro e fugiram em um grande terreno próximo ao Contorno Leste. A polícia fez um cerco, porém eles não foram localizados.
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!