Cadastre seu Email

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Advogada dá voz de prisão à PM por abuso de autoridade

O Vídeo que a Rede Globo foi proibida de repetir !

Caminhões fazem coleta de lixo com escolta da Guarda em Piracicaba, SP


Coletores da Ambiental atuaram no Centro, na terça à noite, diz Prefeitura.
Representantes do sindicato da categoria e da Ambiental se reúnem hoje.

Do G1 Piracicaba e Região
Comente agora
Caminhões fazem coleta do lixo durante a madrugada em Piracicaba (Foto: Valter Martins/Piracicaba em Alerta)Caminhões fazem coleta do lixo na noite de terça, em Piracicaba (Foto: Valter Martins/Piracicaba em Alerta)
Caminhões da empresa Ambiental recolheram lixos pelas ruas do Centro e da Rua do Porto, em Piracicaba (SP), durante a noite desta terça-feira (14), segundo informou a Prefeitura. Eles foram escoltados por carros da Guarda Municipal (GM). A medida emergencial deve-se à greve dos funcionários da coleta de lixo, que teve início na segunda-feira (13). Uma nova reunião entre representantes do sindicato e funcionários da categoria é realizada nesta manhã de quarta-feira (15), mas a greve continua.
Na terça, a Prefeitura havia informado, por meio de nota, que o prefeito Gabriel Ferrato havia se reunido com representantes da Ambiental, que é a responsável pela coleta de lixo na cidade, acompanhado de técnicos da Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) e da Procuradoria-geral. "Gabriel ouviu novamente as explicações da empresa sobre o movimento", disse a administração por meio de assessoria de imprensa.
O Executivo disse ainda em nota que a "Ambiental aguarda deferimento de liminar pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas (SP) para que a categoria cumpra o mínimo de trabalhadores na rua (30%), conforme prevê lei de greve para serviços essenciais". 
Lixo acumulado na Rua XV de Novembro no Centro de Piracicaba (Foto: Leon Botão/G1)Lixo acumulado na Rua XV de Novembro, na terça,
no Centro de Piracicaba (Foto: Leon Botão/G1)
Reivindicações da categoria
O movimento reivindica aumento do salário dos coletores para R$ 1,2 mil e pagamento correto das horas extras. Além disso, os trabalhadores pedem planos de saúde para as famílias e cestas de Natal. Outro pedido deles é para melhorar a distribuição das rotas de coleta e o aumento de funcionários e caminhões.
Em diversos pontos da cidade é possível ver lixo acumulado nas calçadas. No Centro, os pedestres que vão ao comércio precisam desviar dos sacos próximos às entradas das lojas nas ruas XV de Novembro e Governador Pedro de Toledo. O mesmo acontece no Bairro Alto, conforme os flagrantes do internauta Helder do Prado Sousa, de 53 anos, que enviou fotos da situação na região pelo VC no G1.
Reunião desta quarta
Nesta quarta foram feitas negociações, com proposta da empresa de aumento de 5% do vale-refeição e mais 5% no salário a partir de março. Os coletores não aceitaram e, depois de nova negociação por mais meia-hora, a empresa fez a mesma proposta com data a partir de fevereiro. Os coletores não aceitaram e, até as 10h30, ainda mantinham a paralisação. 
Trânsito15/01/2014 | 11h44

PM, Guarda Municipal e Detran realizam fiscalização com foco em veículos com placas internacionais, no Norte da Ilha

Operação visa monitorar irregularidades nas ruas de acesso às praias de Jurerê Internacional, Canasvieiras e Ingleses

Nesta quarta-feira, dia 15, uma operação conjunta, entre Polícia Militar (PM), Guarda Municipal e Detran, visa monitorar irregularidades em veículos estrangeiros, que estejam de passagem pelas praias do Norte da Ilha, em Florianópolis. A fiscalização teve início às 10h e segue até o fim da tarde, sem horário específico. 

O monitoramento iniciou na Avenida das Raias, na entrada de Jurerê Internacional e pretende passar, após o meio dia, pelas praias de Canasvieiras e Ingleses, ainda sem ponto definido. 

Segundo a Guarda Municipal, o objetivo é verificar veículos com placas internacionais, mas não descartam a possibilidade de pararem os demais condutores. Até o momento só houve registro de excesso de passageiros em um carro de placas do Uruguai.
HORA DE SANTA CATARINA

    Após 106 horas de buscas corpo de técnico é encontrado

                     
    (Foto: Reprodução do Facebook)
    Após 106 horas de muito empenho das equipes do Corpo de Bombeiros, Marinha, Águia 19 de Araçatuba, Guarda Municipal, Polícia Militar, Civil, Ambiental e outros demais voluntários, terminaram as buscas com uma notícia triste, o corpo do técnico em mecânica, Adilson Bonfim de Carvalho, 39 anos, morador na cidade de Ilha Solteira, casado, pai de família, que se encontrava desparecido desde a noite da última sexta-feira (10) foi localizado nesta tarde de quarta-feira (15), na Usina do Jupiá, que faz divisa com Castilho e Três Lagoas. A reportagem do Paparazzi News esteve no local e acompanhou os trabalhos realizados com exclusividade. O auxiliar de mecânico José de Lima Bezerra contou que estava efetuando a limpeza da grade, da tomada de água quando avistou o corpo, entre as turbinas 13 e 14, “essa foi a primeira vez que encontro um cadáver, já vimos de tudo, até ilhas de algas são constantemente estacionadas aqui, mas um corpo, confesso que fiquei assustado”. “Tivemos duas embarcações dos Bombeiros e várias embarcações voluntárias que chegavam a todo instante esperando atingir os objetivos, estávamos preparados para continuar as buscas, os dias de trabalhos realizados foram árduos, durante cinco dias as equipes realizaram uma varredura no rio e hoje infelizmente estamos aqui onde foi encontrado o corpo, nós comunicamos a Usina sobre o desaparecimento de um corpo no rio e então o corpo percorreu em extensão de rio cerca de 50 km junto à correnteza” informou Gilmar Batista Soares, Secretário da Defesa Civil. Equipes dos Bombeiros de Três Lagoas em conjunto com os de Ilha Solteira resgataram o corpo com auxílio de uma balsa da Usina que transportou o corpo até um local onde a Policia Cientifica e o Dr. Pedro Paulo Negri realizaram os exames e posteriormente os agentes funerários transladaram o corpo para a cidade de Ilha Solteira, onde seria enterrado após passar pelo Instituto Médico Legal. O desaparecimento do técnico tinha completado cinco dias. Ele sumiu no rio Paraná, na tarde da última sexta-feira (10), quando o barco balançou e o mesmo foi arremessado na água enquanto pescava. Foram mais 106 horas desde o ocorrido e até o fim da tarde desta quarta onde o corpo foi encontrado. A tragédia ocorreu pouco depois das 19h abaixo do Porto. A procura pelo corpo da vítima teve início no fim da mesma noite, avançou sábado, domingo, segunda, terça e foi retomada nesta quarta de manhã. Um grupo de bombeiros, liderado pelo sargento Ramalho, passou várias horas dentro d´água e vasculhou uma área nas imediações onde a vítima caiu e se afogou. Por várias vezes e de forma cadenciada, a equipe efetuou buscas pela margem do rio, ao lado da Ilha para tentar encontrar o cadáver. O sargento esperava ter êxito, levando em conta o prazo de 100 horas passadas para o corpo boiar, mas ele também não descartava o fato dele ter sido levado pela correnteza. “Ele saiu de casa às 19h20 após um longo dia de serviço onde seguiu com destino ao Porto para pescar e logo após seguir para um rancho de barco onde familiares o esperavam para passar a noite junto com seu filho Kaio Guilherme, de 19 anos. Passaram amigos nossos e informaram que o viram pescando e que já estava vindo embora, só que escureceu e ele não apareceu então ficamos preocupados” explicou um familiar. A família encontrou apenas o barco rodando sozinho. “Não sabemos o que houve. Se foi um mal súbito, na noite anterior ele chegou a passar mal, a pressão caiu, mas depois se sentiu bem”. Um dos voluntários que cooperou nas buscas foi o senhor Nilson de Jesuis Ordunho, de 57 anos, morador do Jardim Aeroporto, que acompanhou as buscas todos os dias, e esperava encontrar a vitima bem. Um amigo de infância da vítima que se encontrava desaparecida confidenciou à reportagem que na sexta, o técnico ligou convidando o mesmo para participar da pescaria e posteriormente prosseguir ao rancho da família, tudo deu errado. Outra pessoa viu a vítima momentos antes, feliz, abastecendo o tanque de combustível para seguir pro rio. O mesmo conversou por alguns minutos dizendo que iria “bater uns tucunaré” e depois iria descer para o rancho. Outro amigo de serviço que passou no local onde foi encontrado o técnico disse que na sexta-feira esteve com o mesmo no serviço e naquele dia a vitima estava muito alegre e se despediu de todos dizendo que iria pescar. 

    O Caso - o acidente teria acontecido no início da noite desta sexta-feira, por volta das 19h30. Pescadores teriam visto o momento em que o barco de Adílson estava balançando próximo à ilha que dá nome à Ilha Solteira, derrubando-o na água. Como ele não foi visto retornando à superfície, os bombeiros foram acionados. O barco que Adílson estava foi encontrado à deriva, ainda na noite de sexta-feira. O Corpo de Bombeiros informou que ele caiu em um trecho do rio que possui de quatro a seis metros de profundidade e de difícil acesso, devido ao grande volume de algas.


    Um homem foragido da justiça foi preso no Jardim Nova Olinda com arma 21...

    SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!