Cadastre seu Email

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Guarda Municipal de Belo Horizonte abre inscrições para 600 vagas

A Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) abriu nesta segunda-feira (7/12) o período de inscrições da selelão que preencherá 600 vagas para o cargo de guarda municipal. Do total de oportunidades, 570 são reservadas para homens e 30 para mulheres. A remuneração varia de R$ 512 a R$ 1.152.

Os interessados podem se inscrever até às 14h do dia 5 de janeiro, pelo site da Fundação Guimarães Rosa, empresa responsável pela seleção. As inscrições presenciais podem ser feitas em um dos espaços do programa BH Digital, com os endereços disponibilizados no edital. A taxa de participação é de R$ 45.

Para se inscrever, o interessado deve possui o nível fundamental completo, ter no mínimo 18 anos e altura mínima de 1,65m para o sexo masculino e de 1,60m para o sexo feminino. O vencimento inicial para uma jornada de 36 horas semanais é de R$ 512, mas a carga horária poderá ser alterada para 44 horas semanais. Neste último caso, o servidor terá uma gratificação por desempenho de atividade especial de segurança no valor de R$ 640. Além disso, o servido terá direito a vale-transporte, vale-refeição e vale-lanche.

O processo seletivo constará de seis etapas. A data de aplicação da prova objetiva está prevista para 7 de fevereiro. As próximas fases serão as de análise de títulos, capacitação física, exame psicológico, sindicância social e exame médico.

Torcedores que foram ao Maracanã na noite desta quarta-feira para assistir ao jogo do Fluminense com a LDU, na final da Copa Sul Americana, reclamaram

Dos 5.347 candidatos ao concurso da Guarda Municipal de Londrina, 462 faltaram, que corresponde a aproximadamente 9% de ausentes. De acordo com o Instituto de Promoção de Capacitação e Desenvolvimento (Iprocade), os faltosos deixaram de comparecer por “diversos motivos”. A confusão no início da prova em relação ao ensalamento e à falta de fiscais, segundo os organizadores, não prejudicaram os candidatos. O gabarito também foi divulgado nesta segunda-feira (7).

O número de ausentes foi considerado “dentro da normalidade” pelo Iprocade, diante de outros concursos. A quantidade de ausentes também foi considerada normal pela prefeitura de Londrina. “Normalmente a média é de 10%. Mas a gente tem concursos que chegam até a 20% de ausentes. Teve um para estagiário que superou todas as médias. Como não paga a inscrição e foi realizado próximo a um feriado, o pessoal se mandou e tivemos mais de 50% de faltas”, lembrou a diretora de pessoal da secretaria de Gestão Pública, Silvely Gazola.

De acordo com Silvely, o tumulto provocado na chegada dos candidatos, atribuído pela organização a “problemas de observância dos candidatos, que não sabiam em qual bloco fariam as provas”, não atrapalhou a realização da prova. “Na hora em que eu fechei os portões, pelo menos um candidato ficou para fora. Mas ele chegou mais atrasado que o normal, já que os portões foram fechados com alguns minutos de atraso. Antes de fechar, eu fui até à calçada e vi que havia algumas pessoas correndo. Então esperei”, disse.

Gabarito

O gabarito provisório, assim como o conteúdo da prova foi divulgado no site da prefeitura e do Iprocade na tarde desta segunda-feira (7). Pelo menos uma questão foi anulada. De acordo com o gabarito, a questão número 17 apresentou um erro. O Iprocade não informou qual erro foi encontrado, mas disse apenas que a questão era de matemática. Os candidatos que saíram com menos de três horas de prova e, por causa disso, não levaram a prova, podem consultá-la na internet.

Torcedores reclamam da atuação da PM e da Guarda Municipal no Maracanã

Torcedores que foram ao Maracanã na noite desta quarta-feira para assistir ao jogo do Fluminense com a LDU, na final da Copa Sul Americana, reclamaram da violência empregada pela Polícia Militar e da falta de repressão aos flanelinhas, que estavam cobrando R$ 20 para estacionar carros no entorno do Maracanã. Os postos de gasolina colocaram placas cobrando R$ 40 pelo estacionamento.

Para controlar um acidente sem gravidade, PMs lançaram gás de pimenta contra os torcedores que estavam numa área entre a rampa, próximo a estátua de Belini, e o muro do estádio. Os torcedores, mesmo os que não tinham nada a ver com a briga, ficaram encurralados:

-- Os PMs jogaram o gás de pimenta num lugar fechado, onde só tinha torcedores do Fluminense, um monte de idosos e crianças. As pessoas queriam correr mas não podiam por causa da multidão. Foi o caos, as pessoas vomitaram, a garganta fechava, não parava de sair água dos olhos, todos tossiam sem parar. Qual a necessidade de os PMs fazerem isso? Foi uma grande demonstração de falta de preparo, de comando, de bom senso. Isso tudo num estádio de futebol onde só havia torcedores de um clube, famílias. Quase morri -- reclamou a comerciaria e estudante Bárbara Oliveira, que foi ao Maracanã com um grupo de amigos.

Apesar de o entorno do Maracanã estar bem policiado por PMs e Guardas Municipais, os flanelinhas agiram à vontade, sem qualquer tipo de repressão. Depois de cobrar R$ 20 pelo estacionamento, eles desapareciam das ruas e logo a seguir os carros eram levados por dezenas de reboques da Secretaria de Ordem Pública. Na Avenida Radial Oeste, a frota de reboques interrompeu o trânsito, provocando um grande congestionamento poucos minutos antes do início do jogo. Eles rebocaram dezenas de carros estacionados na calçada junto ao muro do Metrô que não traziam nenhum prejuízo ao fluxo de trânsito.

Depois do jogo, as ruas no entorno do Maracanã foram tomadas por vans e ônibus piratas, que não foram reprimidos pela Guarda Municipal. Os torcedores também reclamaram dos táxis, que escolhiam os passageiros de acordo com o trajeto.

Guarda quebra vidro e tira bebê esquecido dentro de carro pela mãe em Jundiaí, SP

SÃO PAULO - Um gari e um guarda municipal tiraram uma criança desacordada dentro de um carro em Jundiaí, no interior de São Paulo. A vítima, uma menina de um ano e meio, estava com princípio de desidratação e febre e foi levada ao pronto-socorro, onde foi medicada e liberada em seguida. A mãe disse que tinha ido fazer compras.

Além de poder responder por abandono de incapaz, a mãe foi autuada pelos agentes de trânsito, pois estacionou em um local proibido, no centro de Jundiaí.

Há 26 anos na Guarda Municipal de Jundiaí, o sub-inspetor Carlos Antônio Neves nunca se deparou com uma situação dessa. Foi ele quem quebrou o vidro do carro e retirou a criança depois de esperar 15 minutos.Antes, ainda tentou encontrar a mãe ou o pai, mas eles não estavam no local.

Como os vidros do carro são escurecidos, a criança só foi percebida por um gari que avisou a Guarda Municipal. Adriana Miuki Nakama reencontrou a filha na delegacia. Muito nervosa e abalada com a situação, não quis gravar entrevista, mas disse que deixou a menina no carro por apenas dois minutos, pois iria fazer compras.

Responsável pelo 'tolerância zero' dos EUA dá palestra para Guarda Municipal

O inspirador da política de Choque de Ordem adotada pela administração carioca, Rudolph Giuliani, visita a capital fluminense, nesta quinta-feira. Ele fará uma palestra para a Guarda Municipal, onde irá contar suas experiência, bem como os resultados obtidos quando adotou a política de "tolerância zero" em Nova York (EUA). O ex-prefeito da cidade americana ainda vai junto com o prefeito Eduardo Paes, no Complexo do Alemão, conhecer o projeto "Escolas do Amanhã", implantado em 150 unidades escolares do Rio localizadas em áreas de risco. Giuliani governou Nova Iorque de 1994 a 2002 e ficou conhecido mundialmente por sua política de "tolerância zero" que reduziu em 57% os índices de criminalidade e 65% os de assassinato na cidade, considerada uma das cidades mais segura e com maior qualidade de vida dos Estados Unidos. Ele também mudou o sistema de educação pública de Nova Iorque, criando o Fundo de Aperfeiçoamento das Escolas para ajudar escolas na compra de equipamento e instalações, introduzindo novos programas de instrução de leitura, universalizando o acesso dos alunos a computadores, restaurando a educação artística no currículo escolar, instalando bibliotecas nas salas de aula e introduzindo aulas nos fins de semana. Além disso, Giuliani também conseguiu limpar o metrô e os espaços públicos de Nova York.

*As informações são da Prefeitura do Rio de Janeiro

RP:SP- Guarda Municipal inicia "Operação de Natal"

A Guarda Civil Municipal iniciou nesta semana em Ribeirão Preto a "Operação Natal", que prossegue até o dia 24 de dezembro no centro da cidade.

Os guardas circularão a pé em toda a extensão do calçadão e nas Praças XV de Novembro, Carlos Gomes e Bandeiras, todos os dias, divididos em dois turnos, que compreendem o período das 8h às 23 horas. Um reforço no patrulhamento será realizado com viaturas, motos e bicicletas em todo o quadrilátero central.

A "Operação Natal" foi iniciada para aumentar a segurança no comércio para as compras de final de ano, já que o comércio ficará aberto das 9h às 22h de segunda a sexta-feira. foi iniciada para aumentar a segurança no comércio para as compras de final de ano

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!