Cadastre seu Email

sábado, 23 de maio de 2009

Reunião da Associação da Guarda Municipal de Goiânia com o presidente da AGM

Palavras do presidente: ...na sexta feira as 16:00 hs estivemos em reunião com o nosso presidente e encaminhamos a ele as nossas reividicações que são REPT e a correção dos graus 6 para os gms e 8 para os inspetores o mesmo nos disse que estaria despachando com o senhor prefeito ate quarta feira e voltaresmos a nos reunir.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

AGMG REALIZA A 1ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

Nos 23 e 24 de maio, a Agência da Guarda Municipal realiza a 1ª Conferência Municipal de Segurança Pública de Goiânia. O encontro, que será realizado no Auditório do Colégio Atheneu Dom Bosco no Setor Oeste, discutirá os problemas e propostas na área de Segurança Urbana. O Seminário também terá como objetivo definir princípios e diretrizes orientadoras da Política Nacional nesta área. Para isso, o evento contará com a participação de representantes da sociedade civil, poder público e trabalhadores em segurança pública. De acordo com os organizadores do evento, que é coordenado pela Agência da Guarda Municipal de Goiânia - AGMG, ao final da Conferência, um documento será elaborado com as prioridades do município para a área da segurança como direito fundamental de cada cidadão. Serão eleitos também, um representante da sociedade civil e um Guarda Municipal para as etapas nacional e estadual da Conferência. Segundo o Coronel Gercy Joaquim Camêlo, presidente comandante da AGMG e coordenador municipal da conferência, o encontro será um evento preparatório e eletivo para a 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg), que será realizada de 27 a 30 de agosto em Brasília, com o slogan Segurança com Cidadania: participe desta mudança. “O objetivo do Ministério da Justiça é de que toda a sociedade civil, trabalhadores, guardas municipais, instituições militares e de segurança pública possam contribuir na formulação de políticas públicas de segurança”, explica o presidente. Eixos temáticos O 1º Seminário Municipal de Segurança Pública de Goiânia terá sete eixos temáticos a serem discutidos, confira: I. Gestão democrática, controle social e externo, integração e federalismo; II. Financiamento e gestão da política pública de segurança; III. Valorização profissional e otimização das condições de trabalho; IV. Repressão qualificada da criminalidade; V. Prevenção social do crime e das violências e construção da paz; VI. Diretrizes para o Sistema Penitenciário; VII. Diretrizes para o sistema de prevenção, atendimentos emergenciais e acidentes.

domingo, 17 de maio de 2009

PRIMEIRA NOTICIA OFICIAL DO MAIOR EVENTO DE GUARDAS DE TODOS OS TEMPOS

A LUTA NÃO PÁRA AQUI - SUCESSO TOTAL Senador pede pressa na aprovação da PEC das Guardas Municipais Brizza Rodrigues No seminário, foram debatidos temas como a relação entre as guardas e a polícia militar. O senador Romeu Tuma (PTB-SP) informou nesta quinta-feira que pediu ao presidente da Câmara, Michel Temer, para colocar na pauta do Plenário na próxima semana a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 534/02, de sua autoria, que amplia as competências das guardas municipais. \"Espero que Deus me dê vida até a próxima semana para ver a proposta aprovada\", disse Tuma. A PEC autoriza essas instituições a atuarem na proteção dos habitantes. Atualmente, elas podem trabalhar somente na proteção dos bens, serviços e instalações das prefeituras. Tuma participou do 1º Seminário de Guardas Municipais e Segurança Pública, promovido pela Comissão de Legislação Participativa (CLP) para debater as principais propostas em tramitação no Congresso sobre o tema. O senador disse que enfrentou muitas resistências contra a PEC. Os que eram contra, observou, alegavam que prefeitos poderiam usar as guardas contra seus adversários. Estrutura precária Durante o seminário, a coordenadora-geral de Ações de Prevenção da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Cátia Gonçalves, afirmou que as grandes dificuldades para regulamentar as guardas estão nas desigualdades municipais. Segundo ela, muitas prefeituras não têm estrutura para equipar as guardas para atender à população, pois sobrevivem exclusivamente com os repasses do FPM. Cátia Gonçalves ressaltou que a Senasp vem trabalhando, há seis anos, para melhorar as guardas municipais. Ela informou que os profissionais do setor foram incluídos em cursos de capacitação a distância oferecidos pela secretaria. Integração O secretário de Segurança de Valinhos (SP), Ruyrillo de Magalhães, explicou que a luta para aprovação da PEC tem o objetivo de \"convalidar o que muitos guardas municipais já fazem\". No que se refere à posição contrária da polícia militar, ele disse que as guardas não precisam lutar contra as demais forças, mas buscar a integração. Segundo o deputado Dr. Talmir (PV-SP), o que a instituição quer é \"unir forças com as polícias militar e civil contra a violência e em favor da paz\". O deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ) manifestou seu apoio à PEC. Na avaliação dele, os municípios precisam valorizar as guardas para garantir o sucesso da segurança pública. O presidente da ONG SOS Segurança dá Vida, Maurício Domingues, disse que em 2007 as guardas municipais já passavam de mil e atualmente \"nasce uma por semana\". \"A guarda municipal é uma nova polícia que está nascendo e precisa ser cada vez mais capacitada\", afirmou. Fonte: http://www2.camara.gov.br/internet/homeagencia/materias.html?pk=134695 www.guardasmunicipais.com.br

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Senador pede pressa na aprovação da PEC das Guardas Municipais

O senador Romeu Tuma (PTB-SP) informou nesta quinta-feira que pediu ao presidente da Câmara, Michel Temer, para colocar na pauta do Plenário na próxima semana a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 534/02, de sua autoria, que amplia as competências das guardas municipais. “Espero que Deus me dê vida até a próxima semana para ver a proposta aprovada”, disse Tuma. A PEC autoriza essas instituições a atuarem na proteção dos habitantes. Atualmente, elas podem trabalhar somente na proteção dos bens, serviços e instalações das prefeituras. Tuma participou do 1º Seminário de Guardas Municipais e Segurança Pública, promovido pela Comissão de Legislação Participativa (CLP) para debater as principais propostas em tramitação no Congresso sobre o tema. O senador disse que enfrentou muitas resistências contra a PEC. Os que eram contra, observou, alegavam que prefeitos poderiam usar as guardas contra seus adversários. Estrutura precária Durante o seminário, a coordenadora-geral de Ações de Prevenção da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Cátia Gonçalves, afirmou que as grandes dificuldades para regulamentar as guardas estão nas desigualdades municipais. Segundo ela, muitas prefeituras não têm estrutura para equipar as guardas para atender à população, pois sobrevivem exclusivamente com os repasses do FPM. Cátia Gonçalves ressaltou que a Senasp vem trabalhando, há seis anos, para melhorar as guardas municipais. Ela informou que os profissionais do setor foram incluídos em cursos de capacitação a distância oferecidos pela secretaria. Integração O secretário de Segurança de Valinhos (SP), Ruyrillo de Magalhães, explicou que a luta para aprovação da PEC tem o objetivo de “convalidar o que muitos guardas municipais já fazem”. No que se refere à posição contrária da polícia militar, ele disse que as guardas não precisam lutar contra as demais forças, mas buscar a integração. Segundo o deputado Dr. Talmir (PV-SP), o que a instituição quer é “unir forças com as polícias militar e civil contra a violência e em favor da paz”. O deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ) manifestou seu apoio à PEC. Na avaliação dele, os municípios precisam valorizar as guardas para garantir o sucesso da segurança pública. O presidente da ONG SOS Segurança dá Vida, Maurício Domingues, disse que em 2007 as guardas municipais já passavam de mil e atualmente “nasce uma por semana”. “A guarda municipal é uma nova polícia que está nascendo e precisa ser cada vez mais capacitada”, afirmou.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

GUARDA MUNICIPAL TERÁ BOLSA FORMAÇÃO

A Guarda Municipal da Prefeitura de Goiânia irá integrar o programa do governo federal Bolsa Formação que beneficia policial com salários de até R$ 1,7 mil por mês. O convite partiu do ministro da justiça, Tarso Genro ao prefeito Iris Rezende durante abertura do V Congresso Nacional de Execuções de Penas e Medidas Alternativas que acontece em Goiânia e é organizado pelo Ministério Público do Estado em parceira com o Ministério da Justiça. O ministro demonstrou interesse ao ser informado pelo prefeito dos investimentos que a administração municipal faz no seu efetivo, ampliando contingente e promovendo cursos de qualificação. Atualmente a Guarda Municipal é responsável pelo monitoramente dos logradouros e estabelecimentos públicos de responsabilidade da Prefeitura de Goiânia. O Programa Bolsa Formação é uma das ações desenvolvidas pelo Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, desenvolvido pelo Ministério da Justiça. Este projeto foi concebido para articular políticas de segurança com ações sociais, priorizando a prevenção e buscando diagnosticar as causas que levam à violência, considerando as estratégias de ordenamento social e segurança pública. Ao se qualificarem os policiais recebem um auxílio de R$400 por mês. Podem se inscrever no programa Policiais civis e militares, bombeiros, peritos e agentes penitenciários de baixa renda. Para ter direito ao benefício, o policial terá que participar e ser aprovado em cursos de capacitação promovidos, credenciados ou reconhecidos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça “Já temos cerca de 110 mil policiais atendidos pelo Bolsa Formação. Eles estão melhorando seu desempenho na ação policial em função da melhoria remuneratória ,” declarou o ministro. O próximo passo da Prefeitura de Goiânia é formalizar sua adesão ao Pronasci quando então a Guarda Municipal será habilitada no Sistema Nacional do Bolsa Formação – Sisfor.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Chapa 1 foi a vencedora

Eleição para presidente da associação da Guarda Municipal de goiania foi bastante acirrada, por uma diferença de +-25 votos a chapa 1, que tinha como candidato o Insp.Jose Eulálio vence as outras concorrentes, Gm ediel,da chapa 2 e Gm Jacksom Pedigão da chapa 3. Vamos ver se o que foi prometido na campanha sera feito na pratica .

sexta-feira, 8 de maio de 2009

GUARDA MUNICIPAL FARÁ A SEGURANÇA DO MUTIRÃO NOS BAIRROS

A Agência da Guarda Municipal (AGMG) é a responsável pela segurança do Mutirão dos bairros que será realizado no próximo final de semana, dias 09 e 10 de maio, no Parque Industrial João Braz, localizado na Região Oeste da capital. A GM disponibilizará 97 guardas, distribuídos em quatro turnos, comandados pelo inspetor Ovídio Ribeiro, comandante da 7ª regional. A banda de música será responsável pela execução do Hino Nacional e animação do evento no domingo (10). Além da segurança das instalações e das pessoas presentes no evento, a corporação também é responsável pela organização das filas nos estandes e no serviço de orientação do evento.

cursos do SENASP, escolha um e faça sua inscrição

Faça aqui sua inscrição https://senaspead.ip.tv/ e click no item 3 1 - AC - Análise Criminal - 60h 2 - AJAP - Aspectos Jurídicos da Abordagem Policial - 60h 3 - APGV - Atuação Policial Frente aos Grupos Vulneráveis - 60h 4 - BEA - Busca e Apreensão - 60h 5 - CLD - Combate a Lavagem de Dinheiro - 60h 6 - CA - Conflitos Agrários - 60h 7 - CONV - Convênios - 60h 8 - CRA - Crimes Ambientais - 60h 9 - DP - Democracia Participativa - 60h 10 - DH - Direitos Humanos - 40h 11 - EMEAD - Elaboração de Materiais para Educação a Distância - 60h 12 - EPH - Emergencista Pré-Hospitalar - 60h 13 - EPH2 - Emergencista Pré-hospitalar 2 - 60h 14 - DHAP - Filosofia dos Direitos Humanos Aplicada à atuação policial - 60h 15 - FFSP - Formação de Formadores - Senasp - 60h 16 - FFPF - Formação de Formadores da Polícia Federal - 60h 17 - GDC - Gerenciamento de Crises - 60h 18 - IDV - Identificação Veicular - 60h 19 - IIDH - Integração das Normas Internacionais de Direitos Humanos na Área de Segurança Pública - 60h 20 - IEPP - Intervenção em Emergências com Produtos Perigosos - 60h 21 - IC1 - Investigação Criminal 1 - 60h 22 - IC2 - Investigação Criminal 2 - 60h 23 - LCA - Licitações e Contratos - 60h 24 - PLCVA - Local do Crime: Isolamento e Preservação - VA - 60h 25 - MC1 - Mediação de Conflitos 1 - 60h 26 - MVVVA - Mulher Vítima de Violência Doméstica - VA - 40h 27 - PES - Planejamento Estratégico - 60h 28 - PCO - Polícia Comunitária - 60h 29 - POP - Policiamento Orientado para o Problema - 60h 30 - PTI - Português Instrumental - 60h 31 - RFH1 - Representação Facial Humana 1 - 60h 32 - RFH2 - Representação Facial Humana 2 - 60h 33 - SODVA - Saúde ou Doença: de qual lado você está? - VA - 40h 34 - SPSH - Segurança Pública sem Homofobia - 60h 35 - SCI - Sistema de Comando de Incidentes - 60h 36 - SGSP - Sistemas e Gestão em Segurança Pública - 60h 37 - TNL - Técnicas e Tecnologias Não Letais de Atuação Policial - 60h 38 - TEP - Tópicos em Psicologia Relacionados à Segurança Pública e Defesa Civil-60h 39 - TSHVA - Tráfico de Seres Humanos - VA - 60h 40 - UIG - Uso da Informação na Gestão de Segurança Pública - 60h 41 - UPFVA - Uso Progressivo da Força - VA - 60h 42 - VCPVA - Violência, Criminalidade e Prevenção - VA - 40h
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!