Cadastre seu Email

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Trio armado rende vigilantes e leva armas de fórum no Paraná

O Fórum de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, foi alvo de bandidos na tarde deste sábado (19). O prédio localizado entre as ruas João Ângelo Cordeiro e XV de Novembro foi invadido por pelo menos três homens armados, segundo informou a Guarda Municipal (GM). 

Os vigilantes do prédio foram rendidos, mas ninguém ficou ferido. Dentro do local, o trio usou um maçarico para abrir um cofre que guardava documentos com provas. Além disso, eles levaram 90 armas. 

Ainda conforme a GM, os bandidos vestiram uniforme de uma empresa de vigilância para enganar os funcionários. Até a manhã de hoje, ninguém havia sido preso. A Polícia vai abrir inquérito para investigar o caso. (Com informações da Banda B).
18/12/2015
Prefeitura de Ubatuba faz reestruturação da Guarda Municipal
Corporação recebeu na sexta-feira, 20 rádios (ht), cinco rádios para viaturas e uma base de rádio central
A Prefeitura de Ubatuba continua com sua política de fortalecer e equipar a Guarda Civil Municipal. A corporação recebeu na sexta-feira, dia 18, 20 rádios (ht), cinco rádios para viaturas e uma base de rádio para sua base central.
A ação faz parte da reestruturação da GCM ubatubense, que há muitos anos não recebia esse tipo de melhoria e de valorização profissional.
Em abril deste ano, a Guarda já havia recebido sete novas viaturas: três automóveis Fiat/Siena e quatro motocicletas Honda/Bros.
Atualmente, pouco mais de 50 homens da GCM patrulham as ruas da cidade.
Vale destacar que agora, os guardas fazem a patrulha durante o verão com fardas especiais, que trazem mais conforto e amenizam o desgaste das altas temperaturas.

Santista aprova decisão de armar a Guarda Municipal

É a posição de 54,6% dos entrevistados pelo Instituto de Pesquisas A Tribuna

21/12/2015 - 07:17 - Atualizado em 21/12/2015 - 07:25
Ainda considerado um tema bastante polêmico pela população e até mesmo entre os guardas municipais (GMs), o uso de arma de fogo por integrantes dessa corporação em ações de apoio à segurança pública será uma realidade em Santos.
A Prefeitura já anunciou que pretende capacitar os GMs para essas situações. A proposta conta com a aprovação de 54,6% dos moradores do Município, segundo o Instituto de Pesquisas A Tribuna (IPAT). 
O resultado consta no levantamento realizado com 800 entrevistados, com 16 anos ou mais, nos últimos dias 14 e 15. 
A ideia de armar a GM tem amplo apoio dos idosos com mais de 69 anos e entre cidadãos que têm renda familiar mensal de R$ 4.001,00 a R$ 8 mil (64,5%). O fato de a corporação passar a patrulhar as ruas em apoio à segurança na Cidade também tem o aval de 92,8% dos consultados. 
Para ajudar a melhorar a sensação de segurança no Município, a Prefeitura investiu, nos últimos anos, na ampliação do número de câmeras pela Cidade. A medida foi considerada acertada pelos participantes da consulta do IPAT, porque 95% deles entendem que o objetivo previsto foi alcançado.
Registro de ocorrências
Segundo as autoridades policiais, um fator essencial para melhorar o policiamento e mapear as áreas críticas dos municípios é o registro dos boletins de ocorrência (BOs). Este tipo de comunicação às autoridades é considerado importante para 91,6% dos consultados.
Na avaliação de 74% dos entrevistados entre 25 e 34 anos, a notificação dos casos é fundamental para investigar os delitos praticados e facilitar a prisão de criminosos. 
Na opinião de 20,7% das pessoas com renda mensal familiar de R$ 1.001,00 a R$ 2 mil, os BOs auxiliam o controle estatístico para melhorar a eficiência da polícia. 
A preservação dos direitos da vítima foi outro aspecto mencionado sobre a necessidade de se fazer o BO. Isto foi lembrado por 18,5% dos moradores residentes nos bairros da orla da praia.
Por esse motivo, a melhoria considerada mais importante para estimular e facilitar o registro de roubos, furtos e outros casos de violência para 52% dos santistas é a manutenção das delegacias abertas 24 horas por dia, inclusive durante os finais de semana e feriados.
Outros itens também foram mencionados pelos consultados pelo instituto, como ampliar os tipos de ocorrência que podem ser registradas pela internet (17,7%), destacar mais escrivães e delegados para agilizar o atendimento e capacitar funcionários para melhorar o atendimento às vítimas nos distritos policiais (13,7%).
Nas entrevistas, os participantes tiveram de responder ao IPAT quais ações deveriam ser priorizadas para melhorar a segurança na Cidade. O item mais lembrado foi um aspecto sempre cobrado por comunidade, imprensa e autoridades locais: o aumento do efetivo policial (45%).
Também fazem parte dessa lista a aprovação de leis mais rigorosas para punição de criminosos (20,9%), mais integração entre as polícias Civil, Militar e Guarda Municipal (19%) e redução da maioridade penal (13,5%).

Guarda Civil forma alunos do curso de Intervenções Táticas Especiais

Escrito em 22/12/2015 12:00
Agentes participaram da formatura brevê dentro dos trabalhos da Ronda Ostensiva Municipal 

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) realizou nesta terça-feira, 22, a formatura da primeira turma de alunos do curso de Intervenções Táticas Especiais (Cite). Os 50 guardas civis que finalizaram a atividade participam da formatura brevê dentro dos trabalhos da Ronda Ostensiva Municipal (Romu). O objetivo é qualificar cada vez mais os guardas civis para o patrulhamento preventivo e ostensivo, além de contribuir com as forças de segurança pública da capital goiana.

Os agentes participantes da atividade tiveram treinamento rigoroso e constante, e possuem características diferenciais, como o voluntariado, o controle emocional e a capacidade de decisão. “O apoio destes alunos-guardas será vital, pois atenderá ocorrências que necessitam da ação de um grupo especializado no controle de distúrbio urbano, na mediação de conflito e em todo tipo de intervenção”, destaca o comandante da GCM, Elton Magalhães.

O grupo passou por 30 dias de estágio teórico e 60 de aulas práticas em parceria com o Bope, a Rotam e o Giro da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), além do GT-3 da Polícia Civil. A formatura é baseada na Lei 13.022 do Estatuto das Guardas Municipais do Brasil. Um dos padrinhos de aluno-guarda, Jonathan Brandão Cardoso, disse que este tipo de formação é um motivo de orgulho: “Ver a corporação chegar a este patamar prova o empenho em contribuir ainda mais com o bem-estar da sociedade”.

De acordo com a portaria nº 362/2015, a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) foi criada para as ações de segurança pública, como operações especiais de controle de distúrbios civis e apoio aos demais núcleos e divisões da corporação no patrulhamento preventivo e ostensivo - baseada na Lei 13.022 do Estatuto das Guardas Municipais do Brasil. O grupo é subdividido em equipes (Alfa, Bravo, Charlie e Delta) e atua 24h nas ruas da Capital de forma preventiva e ostensiva.

Luiz Galvão, da editoria de Segurança - Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

Foto: GCM Tiago Diniz


Voltar
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!