Cadastre seu Email

sábado, 19 de abril de 2014

Prefeitura de São José assina convênio com Polícia Federal para armamento da Guarda Municipal

Publicado em 02/04/2014 Editoria: São José Comente!



Foto: crédito Aline Scatolin - Secom/PMSJ
Foto: crédito Aline Scatolin - Secom/PMSJ
A solenidade será nesta quinta-feira (3), às 10h, em frente ao prédio da Prefeitura.
Dentro de aproximadamente um mês, os agentes da Guarda Municipal de São José poderão trabalhar com arma de fogo. Nesta quinta-feira (3), às 10h, será assinado o convênio com a Polícia Federal autorizando o uso das armas pelos agentes do município.
A solenidade será realizada em frente ao prédio da Prefeitura. Durante o ato, também haverá a posse do novo Comando da Guarda Municipal de São José e feita a entrega de quatro motos Honda NX 400 Falcon para uso da Polícia Militar.
Antes da solenidade, cerca de 30 agentes receberam na tarde desta quarta-feira (2) um treinamento com o sargento Pierre do 7º Batalhão da Polícia Militar, com orientações quanto ao emprego da arma de fogo, cuidados básicos, manuseio da arma e abordagem de pessoas. Outros treinamentos serão realizados até o final do mês para atender todos os agentes.
O sargento Pierre explica a importância do treinamento antes do agente sair na rua portando uma arma. “O treinamento serve para evitar que os agentes tomem atitudes errôneas e que venham causar algum mal maior para eles ou para a comunidade”. Segundo o sargento, os agentes devem utilizar a arma somente em casos específicos, para legítima defesa e defesa de terceiros.
O treinamento passado pela corporação permite o uso de pistolas 380 e espingarda calibre 12. O comandante da Guarda Municipal de São José, Marcelo Muller, explica que existe ainda a possibilidade do uso de armas de menor potencial ofensivo, como pistolas de choque e gás de pimenta. “Todos foram capacitados também em armas não letais para situações especiais”, completa.
Aproximadamente 120 agentes já receberam cursos realizados pela Polícia Rodoviária Federal, com 100 horas/aula e exame psicotécnico. As armas já foram adquiridas pela administração municipal e o Município dependia apenas do convênio com a Polícia Federal para que as armas possam ser usadas e a segurança das ruas seja reforçada.


Anabolizantes são encontrados em Camaro recolhido pela Guarda Municipal
Publicado em 02/04/2014, às 11h16 
Última atualização em 02/04/2014, às 11h16

Divulgação
Documentos, anabolizantes e outros objetos foram encontrados dentro de veículo apreendido na sexta-feira (28)
Camaro: Documentos, anabolizantes e outros objetos foram encontrados dentro de veículo apreendido na sexta-feira (28)

Volta Redonda
Nove caixas de anabolizante ‘Durateston' e uma caixa do anabolizante ‘Testenat Depot', de origem paraguaia, além de três seringas completas e duas agulhas de seringas, foram encontrados dentro do Camaro, placa ABN-8889, apreendido pela Guarda Municipal de Volta Redonda.
O veículo foi apreendido na última sexta-feira (28), na Rua Teodoro Piza, no bairro São João, pois estava bloqueando a via e por irregularidades na documentação.
De acordo com o gerente da Guarda Municipal, Batista, uma advogada dizendo ser a representante legal do proprietário esteve na sede do órgão, na Ilha São João, no dia 29, para retirar alguns pertences do interior do carro, mas foi orientada para que retornasse em horário comercial, acompanhada do dono do veículo. Ainda assim, a advogada voltou à sede da GMVR mais três vezes, nesse mesmo dia.
Como o recibo apresentado pela advogada tinha apenas a firma reconhecida do vendedor, este ainda seria a pessoa responsável pelo carro. Sendo assim, nessa terça-feira, dia 1º, a advogada retornou com o Leomar de Souza Ferreira, de 35 anos, que se dizia proprietário do Camaro, para pegar os pertences no interior do mesmo.
O comandante da GMVR, major Luiz Henrique Monteiro Barbosa, solicitou a presença de um policial da 93ª DP, para que acompanhasse a entrega dos pertences, "a fim que não pairasse nenhuma dúvida sobre essa entrega", ressaltou. Foi designado pelo delegado Antônio Furtado, o inspetor Leon para o acompanhamento.
Em meio à retirada de documentos, dinheiro e relógios foram encontradas os anabolizantes. Segundo o gerente Batista, "a partir daí, Leomar de Souza Ferreira informou que não era proprietário daquele material e que, na verdade, o veículo estava com o documento em seu nome, mas já havia sido vendido para Leonardo Tavares Scatolino, de 32 anos, e que ele é que tem andado com o veículo", contou ele.
Além disso, foram encontrados diversos documentos da boate Mistura Carioca, como o contrato de show do cantor Naldo, show ocorrido dias atrás; multa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em nome da boate, no valor de R$ 6 mil e já paga, bem como diversos outros, que foram entregues a Leonardo Tavares Scatolino, por determinação do delegado.
Segundo o registro de ocorrência da 93ª DP, Leomar Ferreira disse em depoimento que vendeu o carro para Leonardo Scatolino, que seria sócio da boate Mistura Carioca, que funciona no bairro Conforto. Que ele foi procurado por Leonardo e sua advogada para "retirar documentos que estavam no interior do veículo e para que reconhecesse a sua firma no recibo de compra, pois o veículo estava no depósito e precisava ser liberado", afirmou, acrescentando que o carro estava em poder de Leonardo há cerca de dois meses.

Furto de água
O gerente Batista contou, em seu depoimento na delegacia que tudo começou no último dia 28, quando houve uma denúncia de que na boate Mistura Carioca estaria ocorrendo furto de água, que foi devidamente constatado por funcionários do Saae e registrado na delegacia. A fiscalização contou com o apoio da GMVR, que verificou o Camaro estacionado em frente à boate, mas de forma regular, apesar da divergência entre a cidade constante no documento e a tarjeta da placa do veículo.  Mais tarde, chegou a denúncia de que havia um carro na Rua Toledo Piza atrapalhando a circulação de outros veículos, porque estava estacionado de forma irregular. Tratava-se do mesmo Camaro que estava e frente à boate.   

Autuações
O veículo foi autuado porque estava estacionado bloqueando a via; em cima de uma curva, colocando a segurança da via em risco, além de estar na contramão de direção. Ele foi removido ao Depósito Público, cumprindo a medida administrativa. Ao pesquisar no Infoseg, o gerente descobriu o Camaro tem a documentação de 2012; está em nome de uma empresa e a placa consta do município de Caçapava (SP), apesar apresentar na tarjeta da placa o município de São Paulo.

O caso está sendo investigado pela 93ª DP.        



Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,87554,Anabolizantes%20sao%20encontrados%20em%20Camaro%20recolhido%20pela%20Guarda%20Municipal.html#ixzz2zKryOq5W

Guarda municipal é morto por tribunal do tráfico no Complexo da Maré

Informante de polícia, a vítima foi assassinada por M

Do R7
William foi torturado e morto pelo tribunal do tráfico, lIderado por Menor PReprodução/Cidade Alerta
Após ocupação do Complexo da Maré, zona norte do Rio, no último domingo (30), casos envolvendo o tribunal do tráfico vieram à tona. Um guarda municipal foi torturado e morto por traficantes em outubro do ano passado, após o chefe do tráfico na comunidade, Marcelo Santos das Dores, o Menor P,  descobrir que William Mendes de Oliveira, de 38 anos, era informante do Exército e da polícia. A mãe do guarda teria assistido à tortura do filho.
Nascido e criado na Maré, William monitorava e registrava imagens da movimentação dos bandidos para ajudar nas investigações sobre o tráfico no local, principalmente na Vila do Pinheiro. Menor P teria descoberto sobre William após pagar R$ 50 mil pela informação.
A vítima foi torturada por horas e o próprio Menor P teria levado a mãe do guarda municipal para o local onde ele foi assassinado.
Caso semelhante aconteceu com o jogador do Vasco, o meio campo Bernardo. Ele teria sido sequestrado e espancado pela quadrilha de Menor P no ano passado. O motivo seria o suposto envolvimento do atleta com Dayane Rodrigues, de 23 anos. Ela é apontada como namorada do chefe do tráfico na Maré.
Outra assassinato envolvendo o tribunal do tráfico foi a morte de Rafael Paixão, conhecido como DJ Chorão, em setembro de 2012. Segundo investigações, o músico foi sequestrado, torturado e esquartejado ainda vivo pelos traficantes.
Chorão era considerado informante pelos bandidos do grupo de Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga. A vítima foi vista saindo de um baile em uma comunidade dominada por milícias rivais ao tráfico. Outro motivo para o assassinato do DJ seria o envolvimento dele com namorada de um dos bandidos. Ela teria engravidado do músico. Cinco homens são acusados pela morte de Chorão.
Assista ao vídeo:

Guardas municipais param após greve da PM na BA, diz sindicato



Segundo coordenador, agentes estão resguardados na sede da guarda.
Apenas 96 guardas pararam e outros 1.296 estão nas ruas, diz prefeitura.

Do G1 BA
8 comentários
Os guardas municipais de Salvador paralisaram as atividades nesta quarta-feira (16) em razão da greve da Polícia Militar na Bahia, deflagrada na terça-feira (15). De acordo com Bruno Carianha, coordenador do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps) e da Guarda Municipal, os agentes deixaram as ruas e estão resguardados na sede da guarda, no bairro San Martin.
De acordo com informações do coronel Peterson Portinho, superintendente de Prevenção à Violência e Segurança, apenas 96 guardas municipais armados não estão nas ruas, pois o trabalho desses profissionais é atrelado ao da Polícia Militar. Eles atuam fazendo operações de poluição sonora, comércio irregular, entre outras fiscalizações. Segundo o coronel, o restante do efetivo, 1.296 guardas municipais, continuam trabalhando normalmente.
"Estamos parados, resguardados e protegendo a nossa sede. Ninguém está indo às ruas por conta do caos que está lá. A gente não pode estar na rua se a marginalidade está solta. É muito marginal para pouco guarda", disse o coordenador ao G1.
Ao longo da manhã desta quarta-feira, aulas foram suspensas, supermercados saqueados, um banco arrombado e ônibus recolhidos em Salvador. Por causa da greve, o Sindicato dos Rodoviários informou que muitos ônibus não deixaram as garagens em razão da falta de segurança.
Saques e arrombamentos
O supermercado da Cesta do Povo do Vale do Ogunjá foi saqueado na madrugada desta quarta-feira. Segundo testemunhas, até os carrinhos de compras foram roubados.
No bairro da Calçada, uma agência do Banco Itaú foi arrombada. A unidade foi revirada e teve o vidro da entrada quebrado. Não há informações se o dinheiro da agência foi levado.
Agência do Banco Itaú é arrombada em Salvador (Foto: Imagens/TV Bahia)Agência do Banco Itaú foi revirada em Salvador (Foto: Imagens/TV Bahia)
Aulas e serviços
Alegando falta de segurança, a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e o Colégio Salesiano suspenderam as aulas nesta quarta-feira. O mesmo ocorreu com a Academia Alpha Fitness, que chegou a emitir nota informando que "nem segurança privada aceitou trabalhar diante da situação".
Movimento na Avenida Getúlio Vargas, uma das principais de Feira de Santana, está menor do que o de costume (Foto: Imagens/TV Subaé)Movimento na Avenida Getúlio Vargas, uma das
principais de Feira de Santana, está menor do que
o de costume (Foto: Imagens/TV Subaé)
Interior
Em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, passageiros informaram que os ônibus não estão circulando. Na Avenida Getúlio Vargas, uma das principais da cidade, o movimento de populares nesta manhã está reduzido. O posto da PM instalado neste local está fechado.
Já em Itabuna, no sul do estado, não houve grande alteração na rotina de moradores. As viaturas estão fazendo rondas normalmente. Policiais informaram que não receberam das associações em Salvador qualquer orientação sobre a greve. Os ônibus estão circulando. Segundo a Polícia Civil na cidade, de terça-feira até esta quarta não foram registrados incidentes graves, como homicídios.
Em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, os policias militares trabalharam normalmente na noite de terça-feira. Ainda nesta quarta-feira, a categoria irá decidir se vai paralisar as atividades no município. Os ônibus estão circulando e algumas instituições de ensino cancelaram as atividades nesta quarta-feira em razão da possibilidade de greve. A Câmara de Dirigentes de Lojistas de Vitória da Conquista emitiu uma nota solicitando uma maior atenção dos lojistas e pedindo que eles reforcem a segurança.
Assembleia aprovou o início da greve da PM (Foto: Imagens/G1)Assembleia aprovou o início da greve da PM
(Foto: Imagens/G1)
Greve
A decisão pela greve só ocorreu depois das 19h30, após representantes de associações analisarem a proposta da Secretaria de Segurança Pública da Bahia(SSP-BA). Marco Prisco, presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) anunciou a proposta do governo da Bahia à massa de policiais e perguntou se eles aprovavam, sendo que a maioria respondeu que não.
Alguns pontos da proposta do "Plano de Modernização da PM", que foiapresentado pelo governo na semana passada, foram alterados como contraproposta. Entre elas, ficaram acertados o aumento da CET (Condição Especial de Trabalho), que prevê reajuste de 25% no valor do soldo de policiais do administrativo; de 17% para 35% no valor de soldo para quem já recebia o reajuste; e os motoristas, que tinham 35%, ficarão com 60%. O código de ética e dos processos disciplinares serão revisados.
o sobre o plano de cargos e salários, além da equiparação salarial com a Polícia Civil, o governo se comprometeu a revisão destes tópicos e a abertura de progressões como quatro mil vagas de soldado para cabo, duas mil de cabo para sargento e 500 vagas de subtenente para sargento.
Pontos de divergência
O presidente da Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM-BA), Agnaldo Sousa, destacou alguns ítens cobrados pelos policiais. Veja os pontos exigidos pelos PMs e qual o posicionamento do governo

Plano de carreira
APPM-BA - Segundo a associação, tanto o soldado quanto o oficial têm que ter um tempo máximo nos postos de graduação. A categoria pede que seja definido um plano de carreira. "Um soldado leva hoje 25 anos sem ter uma promoção. Nós achamos isso vergonhoso. Queremos que seja definido um tempo para que ele seja promovido", diz Agnaldo.
Governo - A proposta do governo é que, após oito anos, o soldado passe a ser cabo e, depois de mais seis anos e meio, ele ascenda a 1º sargento. Hoje, um soldado passa 20 anos como soldado, sem ascenção. Depois, ele passa a ser sargento e se aposenta.
Isonomia Salarial
APPM-BA - A categoria pede isonomia entre as polícias militares e civil. "Hoje, um tenente-coronel que tem 30 anos de serviço ganha menos que um delegado, que está no início de carreira. Queremos que isso seja equiparado", relata Agnaldo.
Governo - O Estado se compromete em criar um grupo de trabalho para rever todo o sistema de remuneração da Polícia Militar. Nesse quesito, entram gratificação, adicionais, entre outras remunerações agregadas.
Código de Ética
APPM-BA - Segundo a associação, a PM não tem um código de ética. "Temos uma legislação da Polícia Militar, que está obsoleta, com coisas que estão lá há mais de 40 anos. Queremos a implantação desse código de ética", revela Agnaldo.
Governo - Um código de ética foi apresentado e as associações questionam alguns pontos. Assim, o governo está disposto a reavaliar as questões que não estão satisfazendo a categoria.
Polícia Civil
Além da Polícia Militar, os policiais civis do estado também divulgaram que paralisaram as atividades nesta quarta-feira. Durante a mobilização, que irá durar 24h, será mantido 30% do efetivo trabalhando no atendimento para prisão em flagrante, levantamento cadavérico, crimes contra a criança e contra a vida.
15 de abril de 2014 às 13:17.

Comandante da Guarda de Dourados preside conselho no Centro-Oeste

Vicente Chencarek durante evento no Rio comandante da GMD assumiu presidência do Conselho Nacional das Guardas Municipais do Centro Oeste Comandante da Guarda de Dourados preside conselho no Centro Oeste
Vicente Chencarek durante evento no Rio; comandante da GMD assumiu presidência do Conselho Nacional das Guardas Municipais do Centro-Oeste – Divulgação
O comandante da Guarda Municipal de Dourados, João Vicente Chencarek, foi empossado no Conselho Nacional das Guardas Municipais como presidente da Região Centro-Oeste. A oficialização aconteceu durante feira internacional de segurança pública, realizada de 7 a 10, no Rio de Janeiro.
A escolha representa o reconhecimento ao trabalho que a Guarda de Dourados tem desenvolvido e, de acordo com o comandante, é resultado dos investimentos e da oportunidade que o prefeito Murilo tem proporcionado à execução de projetos envolvendo a instituição.
João Vicente lembrou que não é a primeira vez que a Guarda Municipal de Dourados é destaque nacional por ser referência em Mato Grosso do Sul, principalmente em termos de estruturação.
O comandante explicou que presidir a entidade no Centro-Oeste significa participar, em nível nacional, de todas as discussões relacionadas à segurança pública nos municípios. Além disso, é ter participação efetiva na padronização das guardas municipais em todo o Brasil, que é uma das propostas do Conselho.
14 de abril de 2014 • 12h12 • atualizado às 17h52

RJ: confronto entre sem-teto e guardas tem 1 preso e feridos

O confronto entre manifestantes retirados do prédio da Oi na última sexta-feira, no Engenho Novo, e a Guarda Municipal do Rio, ocorrido nesta segunda-feira, acabou com um homem detido e dois guardas municipais feridos, informou a corporação. O embate ocorreu quando os manifestantes, que estavam acampados em frente ao prédio da prefeitura, na Cidade Nova, bloquearam por alguns minutos uma das pistas da avenida Presidente Vargas.
Moradores removidos do prédio da Oi no Engenho Novo, no Rio, seguem acampados em frente à prefeitura do Rio. Os cerca de mil manifestantes chegaram a fechar todo o sentido centro da avenida Presidente Vargas, mas a via já foi liberada
Foto: Ale Silva / Futura Press
Foi preso em flagrante Rafael Pires da Rosa, acusado de atacar com pedradas os dois guardas. Segundo a corporação, com ele foi encontrada uma mochila contendo pedras e maconha. Rosa, que tem passagem por porte de drogas, foi encaminhado para a 6ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova). Ele foi autuado por resistência e lesão corporal. Os dois feridos foram encaminhados para o Hospital Municipal Souza Aguiar com escoriações e cortes no rosto.
Os manifestantes estenderam uma grande bandeira preta na pista e interditaram o trânsito em direção à Candelária, quando homens da Guarda Municipal munidos de cassetes e escudos intervieram e foram recebidos a pedradas e garrafas de água pelos manifestantes. Os guardas usaram cassetetes e houve muita confusão e correria, apesar dos organizadores pedirem a todo momento, do alto de carros de som, para que não houvesse reação, porque havia muitas crianças e idosos presentes.
Para liberar a pista, os guardas municipais usaram bombas de gás lacrimogêneo e cassetetes para dispersar a multidão. Depois do enfrentamento os manifestantes recuaram para a frente do Centro Administrativo da prefeitura, na Cidade Nova, onde permanecem acampados, reivindicando moradia.

Os guardas municipais fizeram uma barreira humana para impedir que a Avenida Presidente Vargas fosse novamente fechada, mas como a situação acalmou, eles desfizeram o cordão de isolamento.
publicidade
A desocupação
A desocupação terminou com um intenso confronto entre policiais e as famílias que ocupavam, havia duas semanas, o terreno que pertence à empresa Oi, no Engenho Novo, e deixou vários feridos e dezenas de detidos na sexta-feira. Cerca de 1,6 mil policiais chegaram ao local ainda na madrugada, atuando na reintegração de posse
Por volta das 6h30, a população que mora no local ofereceu resistência e entrou em confronto com a tropa de Choque da Polícia Militar.  Pelo menos cinco veículos foram incendiados, lojas foram saqueadas e bancos da região tiveram vidraças quebradas.
Alguns moradores reagiram e chegaram a jogar um coquetel molotov em direção aos militares. A polícia reagiu, atirou bombas de efeito moral e disparou tiros de borracha para dispersar os manifestantes que ocupavam várias ruas do bairro. Entre os feridos estão moradores que inalaram fumaça e policiais apedrejados.
Agência Brasil
Ter , 15/04/2014 às 08:49 | Atualizado em: 15/04/2014 às 08:49

Guardas municipais realizam assembleia nesta terça

Da Redação

  • Eduardo Martins | Ag. A TARDE
    Guardas municipais discutem problemas com operações especiais
Os guardas municipais de Salvador participam de uma assembleia na manhã desta terça-feira, 15, com a participação de representantes de todos os setores.
A reunião acontece na sede da Guarda Municipal, na avenida San Martin. Segundo o coordenador-geral do Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps), Bruno Cruz, a categoria vai discutir questões relacionadas aos problemas com as operações especiais.
"Estamos realizando assembleias setoriais para reunir o máximo de servidores possíveis. No dia 24 de abril, devemos entrar em greve", informa.
Além da Guarda Municipal, servidores de outras secretarias também vão se reunir para discutir o plano de cargos e vencimentos, de acordo com Cruz.
Em uma reunião marcada para esta quarta-feira, 16, a prefeitura deve apresentar a tabela do plano de cargos e vencimentos, que em seguida será discutida com os servidores municipais.
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!