Cadastre seu Email

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A revolta com a falta de condições não é só aqui em Goiânia,é em todo o Brasil!!!! veja :

POR AMOR A GUARDA CIVIL METROPOPLITANA DE SÃO PAULO, PROJETO É ADIADO! Projeto é adiado e vereadores reconhecem que a GCM/SP deve ser valorizada. Informamos aos companheiros de luta , que enquanto estes guerreiros travavam esta luta na câmara municipal, Através deste portal vários e-mails foram enviados à toda mídia, com o objetivo de mostrar a sociedade paulistana que estamos de forma ordeira e sensata solicitando o que é de direito; VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL. Veja como procederam as negociações ,Antes de qualquer coisa, temos que ressaltar a presença marcante e significativa de inúmeros Guardas Municipais na Câmara Municipal de São Paulo, que de forma organizada estão conseguindo levar a mensagem sobre a necessidade de sermos valorizados pelo poder legislativo e pelo governo. Nesta data estava prevista a votação do projeto de lei que visa criar a gratificação dos policiais militares que prestam os serviços que deveriam ser prestados por agentes municipais. Os Guardas Municipais compareceram para reivindicar para a nossa categoria a mesma valorização que está sendo oferecida pelo governo municipal aos servidores estaduais. Objetivando colocar a Guarda Civil Metropolitana nas mesmas condições de benefícios oferecidos aos policiais militares, o vereador Abou Anni (PV) apresentou uma emenda para que o Projeto de Lei fosse aprovado também em favor da GCM. O Governo manifestou a vontade de que o projeto de gratificação aos policiais militares fosse aprovado sem a emenda apresentada pelo Vereador Abou Anni, e informou que as propostas que beneficiariam a GCM seriam apresentadas em outro momento. O vereador Abou Anni conseguiu sensibilizar as demais bancadas de vereadores, que reconheceram a necessidade de valorização da GCM. Para evitar desgastes, foi acordado entre o líder do Governo, Vereador José Pólice Neto, e o defensor da GCM, Vereador Abou Anni, o ADIAMENTO da votação até que o Governo chegue ao consenso sobre a valorização salarial dos Guardas Civis Metropolitanos. Houve um trabalho heróico do vereador Abou Anni, que conseguiu travar a pauta com o apoio do Presidente da Câmara Municipal, vereador Antonio Carlos Rodrigues, que declarou que votaria junto com Abou Anni para que a GCM fosse inclusa. Com este trabalho o Governo recuou na propositura de aprovação do projeto na integra, e abriu espaço para negociação. Porem, ficamos tristes ao saber que alguns representantes da categoria trabalharam contra a inclusão da GCM no projeto, e que da galeria da câmara ofenderam os vereadores e os hostilizaram. Hoje consideramos a retirada do projeto original como um grande ganho para a GCM, pois isto poderá dar o tempo necessário para que o Governo e a maioria dos Vereadores se sensibilizem da inclusão dos filhos do município no recebimento de gratificações, os quais estavam esquecidos no projeto original, conforme palavras do Vereador Abou Anni. O vereador atendeu aos anseios da GCM, pois em Audiência Pública realizada no dia 12 deste mês, todas as entidades representativas solicitaram a inclusão da GCM no projeto. Não entendemos como é que agora alguns representantes se colocaram contrários a proposta de inclusão da GCM. O vereador Abou Anni conseguiu a assinatura dos demais vereadores para a inclusão da sua emenda de inclusão da GCM nas gratificações. Todos os representantes das entidades presentes em audiência publica do dia 12 pediram a inclusão da GCM no projeto. É de conhecimento de todos o compromisso firme que o Vereador Abou Anni tem para com a GCM, e que tem patrocinado lutas consistentes, como a Aposentadoria Especial, Comando de Carreira, aumento de RETP, impediu a aprovação de leis nocivas para a GCM, a exemplo da lei que abolia a atribuição de fazer o policiamento preventivo e comunitário, e outras reivindicações. Portanto não compreendemos como alguns representantes puderam se posicionar com dureza e aspereza contra aquele que jamais sequer deixou de atender a qualquer GCM em seu gabinete, bem como a qualquer entidade de classe da GCM. A hora é de união em torno de um objetivo comum. Temos que saber que o momento político é para a luta da inclusão da GCM no projeto. Não podemos utilizar desta bandeira para desvirtuar os pedidos e tumultuar as negociações. Não podemos nos apegar a ideologias partidárias ou rivalidades políticas. Não podemos recusar ofertas benéficas do governo, nem almejar que a situação seja sempre ruim, para termos sempre um pretexto para apenas nos vangloriarmos, protestar por protestar e atacar um governo de um partido concorrente. Nosso partido deve ser apenas a Guarda Civil Metropolitana.Com comportamento pouco prático e pouco produtivo de alguns representantes, corremos o risco de não sermos inclusos no projeto e de termos maiores percas com o fechamento do governo nas negociações para com a GCM. O projeto original só não foi aprovado em sua totalidade pelo trabalho compromissado do vereador Abou Anni, e do apoio irrestrito do Presidente da Câmara. O caminho está aberto para a discussão, e agora as emendas serão estudadas. Isto foi uma conquista! Agradeço por termos um Vereador compromissado com o trabalhador da GCM e muito me entristece ver que alguns e nosso meio usam da sua representação política para se promover de forma partidária, sacrificando a própria instituição e os seus integrantes, a quem deveriam defender de verdade. O meu partido com muito orgulho é o Azul Marinho e agradeço com muita honra aqueles que lutam pelo partido Guarda Civil Metropolitana. Obrigado Vereador Abou Anni por esta luta, e esperamos que os nossos representantes de Classe afinem o discurso com aquilo que falaram e se comprometeram em audiência pública na Câmara Municipal, ou seja, a inclusão da GCM no projeto. www.guardasmunicipais.com.br
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!