Cadastre seu Email

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

a Guarda Municipal de Goiânia entra em greve por melhores salários, condições dignas de trabalho

Greve: Guarda Municipal de Goiânia No dia 24 de agosto de 2009, a Guarda Municipal de Goiânia entrou em greve por melhores salários, condições dignas de trabalho e um plano de carreira para toda corporação. As condições de trabalho dos guardas municipais de Goiânia estão em estado deplorável, fardas como mais de 3 anos de uso, grande maioria estão usando apenas uma camiseta branca em péssimo estado, não tem equipamentos de proteção como: tonfa, algemas, e armas. Na manha de hoje no pc da GMG da SEFUR ouve uma proposta do Inspetor Eulalio para adesão dos inspetores! Com adesão o movimento de greve toma mais força para ir para mesa de negociação e alcançar os objetivos da corporação Neste ano a guarda municipal de Goiânia não vai participar do desfile cívico por que a farda está desbotada e a administração não quer passar vergonha. Fonte sindguarda: (62) 8191 7040

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A partir da próxima segunda-feira (24), a Guarda Municipal de Timon terá suas atividades paralisadas7

A partir da próxima segunda-feira (24), a Guarda Municipal de Timon terá suas atividades paralisadas. Isso deve acontecer porque, no último sábado (15), o Sindicato dos Guardas Civis de Timon decidiu deflagrar greve por tempo indeterminado em assembléia geral da categoria. As principais críticas da corporação dizem respeito à falta estrutura e ao não pagamento da gratificação por risco de morte. De acordo com o presidente do Sindicato dos Guardas Civis de Timon, Aurélio de Sousa Lima, as falhas encontradas dentro da corporação são flagrantes. "Os problemas estruturais são muito grandes: nos faltam fardas, cacetetes, coletes, algemas... Enfim, é só o guarda e a sua farda", desabafa. "Além disso, também não recebemos gratificação por risco de morte, o que é uma reivindicação antiga nossa", argumenta. Com a paralisação das atividades da Guarda Municipal, um total de 84 agentes ficará de braços cruzados. Aurélio de Sousa Lima explica que um outro ponto contribui para essa situação. "A Guarda Civil de Timon está há mais de quatro meses sem um comandante. Esperamos que, após essa paralisação, esse problema também seja resolvida e seja feita a nomeação de um comandante para a corporação", assinala. Não é a primeira vez que os guardas civis de Timon reivindicam melhorias junto à administração municipal da cidade maranhense. No início do ano, a categoria fez uma manifestação semelhante, mas nada foi resolvido. Ainda assim, Aurélio de Sousa Lima não se mostra contrário a uma futura negociação. "Nós estamos abertos às negociações. Entretanto, enquanto isso não for resolvido, permaneceremos em estado de greve por tempo indeterminado", alerta. Atualmente, os 84 guardas civis de Timon recebem salário bruto de R$ 1.023,00 e trabalham 30 horas semanais, revezando em escalas e garantindo a segurança dos bens dos municípios e de seus serviços e instalações de domingo a domingo. Criada por lei em 1995, a Guarda Municipal de Timon funciona, efetivamente, há pouco menos de um ano.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Categoria promete acampar hoje na porta da prefeitura

Categoria promete acampar hoje na porta da prefeitura Léo Arcoverde do Agora Insatisfeitos com a postura do prefeito Gilberto Kassab (DEM) diante da greve, os guardas-civis decidiram acampar a partir das 7h de hoje em frente à prefeitura. Segundo o Sindguardas (sindicato da categoria), serão oferecidas barracas para os grevistas. A estimativa é que, no mínimo, 1.700 GCMs participem do ato. “Vamos ficar de vigília por 24 horas. Não arredaremos o pé de lá enquanto algo de concreto sobre o reajuste não for apresentado pela prefeitura”, diz o diretor do sindicato, Ronaldo Gonçalves. Durante todo o dia de ontem, manifestantes fizeram um protesto no local, pedindo uma audiência com o secretário de Gestão, Rodrigo Garcia. “Já que o secretário da Segurança Urbana [Edsom Ortega] já mostrou que não tem competência para negociar um aumento, vamos falar com quem resolve”, disse o presidente do sindicato, Carlos Augusto Souza. Segundo ele, a principal reivindicação da categoria é que a prefeitura aumente a Retp (regime especial do trabalho policial) de 60% para 140% do salário. “Com isso, o salário inicial de um guarda-civil de terceira classe vai subir de R$ 855 para R$ 1.281. Não é um bom salário, porém, já é um avanço”, disse. “Quando eu me aposentar, meu salário vai ser de R$ 534. Como vou sustentar a minha família assim?”, questionou um dos grevistas, que pediu para não ser identificado temendo represálias. Sobre a adesão à paralisação, Silva rebateu a declaração do prefeito Gilberto Kassab (DEM), que afirmou que os grevistas nem sequer correspondem a 10% do efetivo da GCM. “Cerca de 70% da categoria está parada. Se a adesão é tão pouca, para que chamar a PM para assumir nosso lugar?”, questionou. Silva também afirmou que a greve é legal. “Diferentemente dos PMs, que não podem parar, somos servidores municipais, civis e sindicalizados.” Greve da GCM para ronda escolar e fiscalização Léo Arcoverde e Flávia Martins y Miguel do Agora O primeiro dia da greve da GCM (Guarda Civil Metropolitana) foi marcado ontem pela ausência absoluta de guardas-civis em escolas da rede municipal, parques e praças da capital, além da diminuição de cerca de dois terços do efetivo que fiscaliza a ação de camelôs na região da rua 25 de Março (região central). Na Escola Municipal de Educação Infantil Arnaldo Arruda Pereira, na praça da República (região central), os dois guardas-civis que fazem a segurança diária não apareceram em nenhum dos dois turnos de aula. As mães dos alunos, que aguardavam a saída dos filhos, reclamaram da falta de policiamento. “É uma vergonha. Aqui é perigoso, cheio de drogas e de pessoas mal-intencionadas. Agora não podemos contar com ninguém”, disse Maria Bezerra Faria, 51 anos, mãe de um aluno. No parque da Luz, também na região central, segundo um vigilante, nenhum guarda-civil foi trabalhar ontem. Já na região da rua 25 de Março, de acordo com um inspetor da GCM, o efetivo ficou abaixo do normal. Com isso, camelôs tomaram conta das calçadas dos dois lados da via, seguros de que não perderiam a mercadoria em uma apreensão. Protesto Entre as 6h e as 17h de ontem, centenas de guardas-civis ocuparam a frente da prefeitura. O Sindguardas (sindicato da categoria) estima que 1.200 manifestantes passaram pelo local ao longo do dia. Já a PM diz que em nenhum momento a aglomeração ultrapassou a marca de 400 pessoas. A prefeitura não aceitou conversar com a categoria, que reivindica aumento de salário e melhores condições de trabalho. A greve não tem data para acabar. A faixa da direita da esquina do viaduto do Chá com a rua Líbero Badaró teve de ser interditada para que a população, impedida de usar a calçada, pudesse passar. De acordo com a SPTrans (empresa que gerencia o transporte municipal), cinco linhas de ônibus que passam pelo local tiveram o itinerário alterado por conta da manifestação. Tags: GCM, grèves, Guarda, Kassab, Polícia, Prefeitura SP, salários, SindGuardas, sindicatos 3 COMENTÁRIOS PARA "Intransigência de Kassab agrava greve da GCM": Comentado por gemanhosa em 26/08/2009 - 11:27h: ja esta bem claro que kassb não gosta da gcm haja visto o tanto de coroneis, que comanda orgãos puplico, alen do mais só esta no poder das inspetorias quem o Ortega pode manipular.E com isso quem sofre com punições é o guarda, até pareçe que as chefias, ganham por punições aplicadas. se o senhor prefeito não gosta da corporação acabe com ela,se acha que a PM é suficiente para suprir a corporação, fique com ela , Ou o prefito esta galgando o governo nas proxima eleição e precisa dos votos da PM. Comentado por Ladislau Xavier Santana em 26/08/2009 - 12:41h: Nós, GCMs da capital, somos o “Patinho Feio” da Prefeitura, não temos condições dignas de trabalho, e absurdamente estamos sem reajuste salarial ha pelo menos 14 (quatorze) anos. HU MI LHA ÇÃO !!! Em comparação entre outras Guardas do Estado de São Paulo, embora sejamos da maior cidade, estamos em Vigésimo Segundo lugar em termos de Salário…. Vergonha… Kassab/Serra podam e humilham o trabalho da GCM Comentado por jaqueline silva freitas em 26/08/2009 - 13:26h: o prefeito kassab só faz o que lhe convém, apenas o que for dar lucro para ele. nem cuidar de uma cidade ele nao consegue… dê os Guardas Civis o aumento que dignamente eles merecem, pois fazer até mais do que o serviço deles. trabalham com um armamento antigo, sem spray de pimenta, com coletes que agora estao sendo de uso coletivo, pois a falta de respeito pela parte do prefeito é tao grande, que nem coletes novos ele enviou aos GCM’s, e agora eles tem que ficar revezando… que vergonha prefeito, pede o voto dos cidadaos e faz essa pilantragem com a gente.

Com greve da Guarda Civil, Kassab pode recorrer à PM

Com greve da Guarda Civil, Kassab pode recorrer à PM Na terça, primeiro dia da paralisação, o combate aos camelôs e as rondas escolares foram prejudicados Cristiane Bomfim e Mônica Cardoso, Jornal da Tarde e O Estado de S. Paulo Tamanho do texto? A A A A Camelôs tomam conta das calçadas e até de uma pista na Rua 25 de Março. Foto: Sérgio Neves/AE O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, informou que a Secretaria Estadual de Segurança Pública, por meio da PM, ofereceu apoio no caso de eventual necessidade de uso da força policial na capital. "Se entendermos que a Guarda Civil Metropolitana (GCM) não está agindo, vamos pedir a colaboração da Polícia Militar, que se colocou à disposição da Prefeitura." Ontem, no primeiro dia de paralisação da GCM, a fiscalização do comércio ambulante irregular no centro e a ronda escolar ficaram prejudicados e o governo pediu que se decretasse a ilegalidade da greve. . Camelôs sem a autorização da Prefeitura para trabalhar nas ruas - o chamado Termo de Permissão de Uso (TPU) - tiveram uma terça-feira tranquila. Na Rua 12 de Outubro, na Lapa, os fiscais da administração municipal passaram o dia com as mãos no bolso e batendo papo. O veículo para carregar as mercadorias apreendidas permanecia vazio até as 17h30. "Sem a GCM para nos proteger não tem como trabalhar", afirmou um dos fiscais, que preferiu não se identificar. "Fica muito difícil chegar para o camelô irregular e falar que os produtos vão ser apreendidos. E se o cara disser não? Saio correndo?" Na região da Rua 25 de Março, a presença de alguns guardas-civis não inibiu o trabalho dos ambulantes. "Eles estão aqui mas é como se não estivessem. Ficam circulando, mas não atrapalham", explicou o camelô João da Silva, de 30 anos. Encostado em uma viatura, na esquina da 25 de Março, um guarda, que não se identificou, explicou. "A greve vai até recebermos aumento. Estou apenas cumprindo a lei de greve." A Lei nº 7.783/1989 determina que em casos de serviços essenciais, como a GCM, deve ser mantido o mínimo do efetivo nos postos de trabalho. De acordo com o presidente do Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos da Cidade de São Paulo (SindGuardas), Carlos Augusto Sousa Silva, a adesão à greve foi de 70% do efetivo escalado para trabalhar no plantão do dia. Segundo ele, 404 servidores deixaram de trabalhar. "Mas estamos tendo dificuldades em apurar os números porque alguns responsáveis pelos comandos não estão passando as informações." Já Kassab ressaltou que o "número de grevistas é bastante inferior ao que está sendo divulgado e não chega a 10% do total do efetivo". O prefeito também não sinalizou com nenhum possível aumento nem gratificação para a categoria. "Eu tenho dito ao longo da semana que existem os momentos adequados e as formas corretas de negociação salarial." Ele voltou a afirmar que a greve é ilegal e vai adotar as medidas cabíveis para responsabilizar os grevistas. Escolas O Estado percorreu ontem dez escolas municipais, nas zonas norte e sul da capital, onde a GCM realiza rondas escolares. Desse total, os policiais visitaram apenas duas, seis não receberam a ronda e duas se recusaram a responder. As escolas mantêm um caderno de anotações sobre as rondas da GCM. A ronda não foi feita, por exemplo, na Escola Tenente Aviador, na Vila Nova Cachoeirinha, zona norte, onde os policiais costumam ficar na porta ou dentro da própria escola. Pela Escola Plínio Ayrosa, na Freguesia do Ó, zona norte, os policiais não passam desde a sexta-feira da semana passada

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A revolta com a falta de condições não é só aqui em Goiânia,é em todo o Brasil!!!! veja :

POR AMOR A GUARDA CIVIL METROPOPLITANA DE SÃO PAULO, PROJETO É ADIADO! Projeto é adiado e vereadores reconhecem que a GCM/SP deve ser valorizada. Informamos aos companheiros de luta , que enquanto estes guerreiros travavam esta luta na câmara municipal, Através deste portal vários e-mails foram enviados à toda mídia, com o objetivo de mostrar a sociedade paulistana que estamos de forma ordeira e sensata solicitando o que é de direito; VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL. Veja como procederam as negociações ,Antes de qualquer coisa, temos que ressaltar a presença marcante e significativa de inúmeros Guardas Municipais na Câmara Municipal de São Paulo, que de forma organizada estão conseguindo levar a mensagem sobre a necessidade de sermos valorizados pelo poder legislativo e pelo governo. Nesta data estava prevista a votação do projeto de lei que visa criar a gratificação dos policiais militares que prestam os serviços que deveriam ser prestados por agentes municipais. Os Guardas Municipais compareceram para reivindicar para a nossa categoria a mesma valorização que está sendo oferecida pelo governo municipal aos servidores estaduais. Objetivando colocar a Guarda Civil Metropolitana nas mesmas condições de benefícios oferecidos aos policiais militares, o vereador Abou Anni (PV) apresentou uma emenda para que o Projeto de Lei fosse aprovado também em favor da GCM. O Governo manifestou a vontade de que o projeto de gratificação aos policiais militares fosse aprovado sem a emenda apresentada pelo Vereador Abou Anni, e informou que as propostas que beneficiariam a GCM seriam apresentadas em outro momento. O vereador Abou Anni conseguiu sensibilizar as demais bancadas de vereadores, que reconheceram a necessidade de valorização da GCM. Para evitar desgastes, foi acordado entre o líder do Governo, Vereador José Pólice Neto, e o defensor da GCM, Vereador Abou Anni, o ADIAMENTO da votação até que o Governo chegue ao consenso sobre a valorização salarial dos Guardas Civis Metropolitanos. Houve um trabalho heróico do vereador Abou Anni, que conseguiu travar a pauta com o apoio do Presidente da Câmara Municipal, vereador Antonio Carlos Rodrigues, que declarou que votaria junto com Abou Anni para que a GCM fosse inclusa. Com este trabalho o Governo recuou na propositura de aprovação do projeto na integra, e abriu espaço para negociação. Porem, ficamos tristes ao saber que alguns representantes da categoria trabalharam contra a inclusão da GCM no projeto, e que da galeria da câmara ofenderam os vereadores e os hostilizaram. Hoje consideramos a retirada do projeto original como um grande ganho para a GCM, pois isto poderá dar o tempo necessário para que o Governo e a maioria dos Vereadores se sensibilizem da inclusão dos filhos do município no recebimento de gratificações, os quais estavam esquecidos no projeto original, conforme palavras do Vereador Abou Anni. O vereador atendeu aos anseios da GCM, pois em Audiência Pública realizada no dia 12 deste mês, todas as entidades representativas solicitaram a inclusão da GCM no projeto. Não entendemos como é que agora alguns representantes se colocaram contrários a proposta de inclusão da GCM. O vereador Abou Anni conseguiu a assinatura dos demais vereadores para a inclusão da sua emenda de inclusão da GCM nas gratificações. Todos os representantes das entidades presentes em audiência publica do dia 12 pediram a inclusão da GCM no projeto. É de conhecimento de todos o compromisso firme que o Vereador Abou Anni tem para com a GCM, e que tem patrocinado lutas consistentes, como a Aposentadoria Especial, Comando de Carreira, aumento de RETP, impediu a aprovação de leis nocivas para a GCM, a exemplo da lei que abolia a atribuição de fazer o policiamento preventivo e comunitário, e outras reivindicações. Portanto não compreendemos como alguns representantes puderam se posicionar com dureza e aspereza contra aquele que jamais sequer deixou de atender a qualquer GCM em seu gabinete, bem como a qualquer entidade de classe da GCM. A hora é de união em torno de um objetivo comum. Temos que saber que o momento político é para a luta da inclusão da GCM no projeto. Não podemos utilizar desta bandeira para desvirtuar os pedidos e tumultuar as negociações. Não podemos nos apegar a ideologias partidárias ou rivalidades políticas. Não podemos recusar ofertas benéficas do governo, nem almejar que a situação seja sempre ruim, para termos sempre um pretexto para apenas nos vangloriarmos, protestar por protestar e atacar um governo de um partido concorrente. Nosso partido deve ser apenas a Guarda Civil Metropolitana.Com comportamento pouco prático e pouco produtivo de alguns representantes, corremos o risco de não sermos inclusos no projeto e de termos maiores percas com o fechamento do governo nas negociações para com a GCM. O projeto original só não foi aprovado em sua totalidade pelo trabalho compromissado do vereador Abou Anni, e do apoio irrestrito do Presidente da Câmara. O caminho está aberto para a discussão, e agora as emendas serão estudadas. Isto foi uma conquista! Agradeço por termos um Vereador compromissado com o trabalhador da GCM e muito me entristece ver que alguns e nosso meio usam da sua representação política para se promover de forma partidária, sacrificando a própria instituição e os seus integrantes, a quem deveriam defender de verdade. O meu partido com muito orgulho é o Azul Marinho e agradeço com muita honra aqueles que lutam pelo partido Guarda Civil Metropolitana. Obrigado Vereador Abou Anni por esta luta, e esperamos que os nossos representantes de Classe afinem o discurso com aquilo que falaram e se comprometeram em audiência pública na Câmara Municipal, ou seja, a inclusão da GCM no projeto. www.guardasmunicipais.com.br

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Concurso para a Guarda Municipal de Campinas

Já está disponível no Diário Oficial do Município desta terça-feira, dia 18 de agosto, o edital do concurso para a Guarda Municipal de Campinas. Ao todo, estão sendo oferecidas 100 vagas, sendo 80 para homens e 20 para mulheres. As inscrições poderão ser feitas no período de 24 de agosto a 10 de setembro, no site http://www.caipimes.com.br/ . Além de remuneração de R$ 1.855,65 (salário base de R$ 1.484,52 + 25% de adicional de risco de vida), ao serem efetivados, os novos Guardas Municipais terão direito, ainda, ao auxílio alimentação de R$ 428,80 e ao vale-transporte. Entre pré-requisitos, o candidato deve ter ensino médio completo, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria B, idade entre 18 e 30 anos e altura de 1,70m para homens e 1,65 para mulheres. A taxa de inscrição tem valor de R$ 40,00 e deverá ser paga até o dia 10 de setembro. Mais informações podem ser obtidas pelo serviço 156 da Prefeitura, no portal da Administração Municipal ou ainda no site da empresa responsável pela organização do concurso (http://www.caipimes.com.br/) Fases O concurso será dividido em sete fases: prova objetiva, exame antropométrico (aferição de altura), teste da aptidão física, avaliação psicológica, exame médico específico para o cargo, pesquisa social e o curso de formação na Academia da Guarda Municipal. A primeira fase do concurso – a prova objetiva - está prevista para o dia 4 de outubro. Ela será composta por 50 questões de múltipla escolha, divididas em conhecimentos básicos e específicos, conforme conteúdo programático disponível no edital. Apenas os aprovados na prova objetiva serão convocados para a segunda fase. (confira abaixo cronograma previsto) De acordo com os organizadores do processo de seleção, é importante que o candidato leia atentamente o edital antes de se inscrever. Todas as informações necessárias podem ser encontradas no Diário Oficial do Município desta terça-feira, dia 18, e dos dias 19 e 20 de agosto. O DOM está disponível no portal da Prefeitura, no endereço http://www.campinas.sp.gov.br/ . ServiçoConcurso Público para a Guarda Municipal de CampinasVagas: 100 – sendo 80 para a GM Masculina e 20 para a GM femininaPeríodo de inscrições: 24 de agosto a 10 de setembroTaxa de inscrição: R$ 40,00Informações: Diário Oficial do Município dos dias 18, 19 e 20 de agosto, portal da Prefeitura e site do Caipimes (http://www.caipimes.com.br/) CRONOGRAMA PREVISTO CRONOGRAMA GERAL DATAS PREVISTAS Período para inscrições via internet 24/08 a 10/09 Período de inscrições dos candidatos isentos (doadores de sangue) via internet 24 a 27/ago Período para envio de SEDEX com os comprovantes de doação de sangue24 a 28/agoPublicação, no Diário Oficial do Município (DOM), da relação de inscrições deferidas e indeferidas dos candidatos isentos (doadores de sangue)05/setPeríodo para pagamento de taxa de inscrição dos candidatos que tiveram seus requerimentos de isenção indeferidos 08 a 10/set Divulgação no site http://www.caipimes.com.br/ da lista geral dos candidatos inscritos com consulta do status do candidato 17/set Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), da convocação da Prova Objetiva 25/set PROVA OBJETIVA 04/10/2009 Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), dos gabaritos e notas em ordem alfabética da Prova Objetiva 14/out Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), da convocação para exame antropométrico e teste de aptidão física 27/out EXAME ANTROPOMÉTRICO E TESTE DE APTIDÃO FÍSICA 09 e 10/11 Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), das notas em ordem alfabética do teste de aptidão física 20/nov Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), da convocação para avaliação psicológica 10/dez AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA 20/dez Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), do resultado da Avaliação Psicológica 05/jan Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), da classificação preliminar 19/jan Publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), da classificação final 29/jan HOMOLOGAÇÃO 30 de jan de 2010 APENAS UMA OBSERVAÇÃO: A INSTITUIÇÃO QUE IRÁ PROMOVER O CONCURSO (CAIPIMES) É A MESMA QUE PROMOVEU O \"DESASTROSO\" CONCURSO INTERNO DE ACESSO NA GCM DE SP, ONDE MAIS DE 1.500 CONCORRERAM E APENAS 15 PASSARAM.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Triste informação pra nos de Goiania-Estados e municípios integrantes do Pronasci

Estado do Acre Rio Branco Brasiléia Cruzeiro do Sul Estado de Alagoas Maceió Estado da Bahia Salvador Camaçari Lauro de Freitas Simões Filho Estado do Ceará Fortaleza Juazeiro do Norte Estados DF e GO (RIDE) Brasília Águas Lindas de Goiás Aparecida de Goiânia Cidade Ocidental Cristalina Formosa Luziânia Novo Gama Pirenópolis Planaltina Valparaíso de Goiás Estado do Espírito Santo Vitória....... veja o restante aqui http://www.mj.gov.br/data/Pages/MJE24D0EE7ITEMID306E59EBED074B93A702ACB0A249141FPTBRIE.htm

Pronasci entrega bases da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Pronasci entrega bases da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo Brasília, 13/08/2009 (MJ) – Acreditando no ditado que diz “em time que está ganhando, não se mexe”, o Ministério da Justiça reforçará a estratégia de atuação da Guarda Civil Metropolitana (GCM) de São Paulo com mais 35 bases comunitárias móveis. A cerimônia de entrega das chaves será nesta sexta-feira (14), às 11h, na sede da prefeitura de São Paulo e contará com as presenças do ministro da Justiça, Tarso Genro, e do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Proansci) firmou convênio para o repasse de R$ 13 milhões para ações de segurança pública no município de São Paulo. Especificamente para as Bases Comunitárias, os valores foram de R$ 3,15 milhões. Hoje, a Guarda Civil Metropolitana possui três bases comunitárias móveis, numa experiência para apoiar o controle de espaços de uso público, atender demandas da população em espaços de grande movimento e colocar-se presente em regiões consideradas mais vulneráveis. As medidas seguem as diretrizes do “policiamento comunitário”, articulado com a Secretaria Municipal de Segurança Pública. Pretende-se com este projeto incorporar 35 novas bases móveis, a serem alocadas nas 31 subprefeituras e também na proteção de parques da cidade. Forças de segurança mais perto do cidadão

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Guarda Municipal ainda não tem data para multar Ainda faltam alguns acertos para que a Guarda Municipal de Belo Horizonte tenha autorização legal para emitir multas de trânsito. De acordo com uma fonte ligada ao prefeito Marcio Lacerda (PSB), embora cerca de 150 guardas municipais estejam atuando no trânsito, o poder de multa ao efetivo não é prioritário. A fonte confirmou que, no início deste ano, o prefeito reuniu-se com o secretário municipal de Segurança Urbana, coronel Genedempsey Bicalho, e o presidente da BHTrans, Ramon Victor Cesar, para avaliar como a cidade receberia os guardas municipais com talões de multas nas mãos. Outro obstáculo é que o Ministério Público Estadual ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adi) no ano passado questionando o poder de multa da Guarda Municipal. “O prefeito está acertando políticas de sustentabilidade e, por enquanto, o cenário de guardas municipais multando em Belo Horizonte ainda está em avaliação e não é prioritário”, disse o interlocutor. Fontes da Guarda Municipal informaram que há interesse na atuação em duplas, com porte de arma, e também com poder de aplicar multas. “Mas essa é uma decisão que cabe unicamente ao prefeito.

Prefeitura SP vai gastar mais com PM do que se contratasse Guardas Municipais para fazer o mesmo serviço

Enviado para publicação pelo Marcos Marques, a quem agradeço: Embora o Prefeito Kassab seja formado em economia pela USP, tem uma conta de matemática simples, que até garotos de ensino básico saberia fazer para economizar mais dinheiro para a Prefeitura. Um Guarda iniciante na carreira ganha hoje pouco mais do que R$ 800,00. No lugar de pagar verbas e gratificações para os policiais militares, ele poderia contratar mais guardas municipais para fazer o mesmo serviço “MUNICIPAL” que ele quer delegar para a PM. O Prefeito Kassab quer pagar além do salário pago pelo Estado de R$ 2.200, mais R$ 1.800,00 pagos pela prefeitura para um soldado da Polícia Milita trabalhar fazendo o serviço público municipal de “Fiscal de Trânsito” . Concluímos então que um soldado da Polícia Militar pode custar aos cofres públicos (Prefeitura e Estado) o total de R$ 4.000,00 em remuneração. Na Cidade do Rio de Janeiro quem faz o servíço público municipal de “Fiscal de Trânsito” é o Guarda Municipal. O Código de Trânsito define que o serviço de fiscalização de trânsito deve ser feito pela prefeitura. Na Cidade de São Paulo ele também é feito PARCIALMENTE pela prefeitura através do CET. E pela Polícia Militar mediante delegação de competência do município ao Estado (PM). Além disso, com o convênio de trãnsito o Policial Militar estará agindo fora das suas atribuições constitucionais que é fazer segurança pública através do policiamento preventivo e ostensivo. A CONCLUSÃO. A Prefeitura de São Paulo poderia economizar R$ 1.000,00 por cada agente de târânsito se seguir o exemplo do Rio de Janeiro e contratar mais e colocar os Guardas Municipais para fazer a fiscalização do trânsito, em vez de delegar para uma força estadual fazê-lo. Em termos de economia do dinheiro público, poderia economizar R$ 3.200,00 se contratasse o guarda municipal. Confira a conta abaixo: Fiscalização de Trânsito (Pode ser feita por Policias Militares por delegação, ou pelo próprio município através dos Guardas) Dinheiro do Estado Dinheiro do Município Total do Dinheiro Público Gasto Soldado PM R$ 2.200,00 + R$ 1.800,00 = R$ 4.000,00 Guarda Municipal R$ 0,00 R$ 800,00 = R$ 800,00 Se o prefeitoKassab resolvesse contratar mais guardas municipais, atualizar monetariamente os salário dos Guardas Municipais, pagando ao menos o valor da gratificação que ele quer pagar para os policiais militares (R$ 1.800), ainda assim haveria benefício para a sociedade, pois, haveria economia do dinheiro público, haveria mais policiais e guardas nas ruas, e o policial militar estaria livre para cumprir sua atribuição constitucional, ou seja, fazer policiamento preventivo e ostensivo. Ou será que mesmo após esta demonstração ele vai manter sua vontade? Vai deixar o guarda (seus filhos) passando fome para dobrar o salário dos policiais militares (filhos do vizinho), tirando o policial militar do policiamentos das ruas para cuidar do trãnsito, quando um guarda municipal poderia realizar essa função? NÃO HÁ RAZÕES PARA INSTITUIR FUNÇÕES DELEGADAS (TAREFA DO MUNICÍPIO DELEGADA AO ENTE ESTADUAL) COM ESSE MESMO DINHEIRO É BEM MELHOR CONTRATAR MAIS GUARDAS MUNICIPAIS E DEIXAR QUE O MUNICÍPIO FAÇA O SERVIÇO MUNICIPAL, SEM DELGAR A OUTROS.

Motorista é preso pela Guarda Municipal de Cotia

Sábado, 15 de Agosto de 2009 Motorista é preso pela Guarda Municipal de Cotia durante descarregamento de maconha Uma pessoa foi presa na madrugada deste sábado (15) em Cotia, na Grande São Paulo, acusada de tráfico de drogas. Por volta das 2h20, um carro da Guarda Civil do município fazia ronda quando desconfiou de alguns veículos parados em uma avenida da cidade. Cinco pessoas que estavam retirando pacotes de uma van fugiram ao perceber a aproximação da guarda. Segundo o guarda civil Fabrício Dourado, a carga era formada por maconha, separada em pacotes de 2 kg, 5 kg e 10 kg, somando mais de uma tonelada. A droga tinha uma espécie de "selo de qualidade" onde constava uma foto da planta. A maconha estava sendo distribuída para outros dois carros. De acordo com Dourado, o veículo que transportava a maconha havia quebrado, e o motorista do veículo não conseguiu fugir. Além da droga, foram apreendidos três veículos, uma moto e uma balança. O caso será registrado da delegacia central de Cotia. Fonte: g1.globo.com

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Os novos salários da Guarda Municipal do Rio.

Tags: guarda (2), guarda municipal, rio de janeiro (5) Com o aumento, o piso da Guarda (nível GM1A) vai passar de R$ 812,32 para R$ 850,83. Já o teto, correspondente ao nível GM6A do plano de carreira, será reajustado para R$ 4.881,88. O tíquete-refeição também foi reajustado, em um percentual maior do que o dos salários: 7%. O valor diário passa de R$ 6,60 para R$ 7,10. Para quem recebe tíquete-alimentação, para uso em supermercados, o valor mensal será de R$ 213. A Guarda paga tíquete pelos 30 dias do mês, inclusive enquanto o empregado está de férias. no próximo dia 25, a Guarda libera o crédito adicional de R$ 75, relativo à diferença do tíquete-refeição, cujo aumento também é retroativo a março. Na mesma data, os funcionários da corporação vão receber a recarga de agosto, já reajustada. O acordo trouxe também melhorias no plano de saúde — a Guarda vai passar a arcar com metade dos custos de um dependente — e em outras cláusulas econômicas. O empréstimo de material escolar, por exemplo, destinado a guardas que estejam estudando ou seus filhos, passa de R$ 1 mil para R$ 1.100, podendo ser adquirido duas vezes ao ano e parcelado em até seis vezes. Já o auxílio-dependente (para quem tem filhos com necessidades especiais), passa de R$ 434,15, para R$ 455 e o reembolso-creche sobe de R$ 358,17 para R$ 375. Com o reajuste, o anuênio, um percentual do vencimento básico, também aumenta. Fonte: O dia Site do GM do Rio Cargo Nível Salário 1 Guarda Municipal GM1A R$ 850, 83 2 Guarda Municipal GM1B R$ 884, 92 3 Guarda Municipal GM1C R$ 920, 57 4 Guarda Municipal GM1D R$ 957, 10 5 Guarda Municipal GM2A R$ 1021,04 6 Guarda Municipal GM2B R$ 1061,89 7 Guarda Municipal GM2C R$ 1104,36 8 Guarda Municipal GM2D R$ 1148,55 9 Guarda Municipal GM3A R$ 1276,30 10 Guarda Municipal GM3B R$ 1327,36 11 Guarda Municipal GM3C R$ 1380,45 12 Guarda Municipal GM3D R$ 1435,67 13 Subinspetor GM4A R$ 1914,48 14 Subinspetor GM4B R$1991,07 15 Subinspetor GM4C R$ 2070,71 16 Subinspetor GM4D R$ 2153,51 17 Inspetor GM5A R$ 3254,60 18 Inspetor GM5B R$ 3384,81 19 Inspertor GM5C R$ 3520,21 20 Inspertor Regional GM6A R$ 4881,88

EMERGÊNCIA POLICIAL 153

EMERGÊNCIA POLICIAL 153 Este Blog Link daqui Minha lista de blogs Este Blog Link daqui Minha lista de blogs ATENÇÃO GUARDAS CIVIS PARTICIPEM,ENVIEM SUAS OCORRÊNCIAS PARA NÓS ,PARA AUMENTARMOS NOSSA GRANDE FAMÍLIA AZUL MARINHO. PARA O EMAIL : bloggmgo@gmail.com "MIL CAIRÃO AO TEU LADO, DEZ MIL A TUA DIREITA, E TU NÃO SERÁS ATINGIDO." (Salmo 91) CITAÇÃO "A Farda não é uma veste, que se despe com facilidade e até com indiferença, mas uma outra pele, que adere à própria alma, irreversivelmente para sempre." Pesquisar este blog A GUARDA MUNICIPAL DE DOURADOS INFORMA 14/08/09 A Guarda Municipal de Dourados informa que nos plantões do dia 14 de agosto de 2009, em suas atividades de Patrulhamento a pé e motorizado atendeu as seguintes ocorrências: Evadido do Semi – Aberto ( captura) Por volta das 17h15min uma equipe da Guarda Municipal recebeu informação do Diretor do Presídio Semi Aberto, que um dos seus internos estaria evadido do estabelecimento. A equipe da GM após rondas localizou entre a Av: Weimar G. Torres e a Rua Santos Dumont, Francisco José Rodrigues da Silva de 35 anos, o vulgo Chicão Jardineiro. Diante dos fatos foi detido e encaminhado ao 1º DP. Perturbação do sossego ou trabalho Uma equipe da Ronda Escolar da Guarda Municipal deteve uma adolescente de 15 anos. A aluna estuda em uma escola da periferia da cidade e estaria atrapalhando a aula da professora, ameaçando duas colegas de sala. A Diretora Adjunta da escola disse a guarnição que por diversas vezes tentou conversar com a adolescente sobre seu comportamento e sobre a atitude da aluna de sair da sala de aula sem permissão da professora. No momento em que a equipe da GM conduzia à jovem para VTR, ela tentou agredir as vítimas. Diante do acontecido foi encaminhada ao DEPAC para os devidos procedimentos. Ameaça Outra equipe da Ronda Escolar foi solicitada pelo Diretor de uma Escola também na periferia de Dourados. Segundo informações do Diretor uma de suas alunas de apenas 11 anos de idade estaria sendo ameaçada de morte. Segundo denúncia da vítima, o autor das ameaças seria o ex-namoradinho de 16 anos, que não aceitou o término do namoro e passou a ameaçar a menina. A equipe realizou rondas pelas imediações da escola não localizando o autor da ameaças, posteriormente encaminhou o Boletim de Ocorrência a Delegacia de Repressão ao Menor Infrator. Jonecir dos Santos Ferreira - GM supervisor Dpto Operacional GM-2º Classe. Sérgio Mondadori Assessor de Imprensa 14 de agosto de 2009 Postado por PREZOTTO às 14:50 0 comentários Links para esta postagem GUARDA CIVIL DE COTIA APREENDE 1 TONELADA DE MACONHA E DETÉM TRAFICANTE A droga estava acondicionada em pacotes de 5 e 10 quilos com a inscrição "Colômbia Puro Nino". Cerca de uma tonelada de maconha foi apreendida, no início da madrugada deste sábado, 15, por guardas civis de Cotia, na parte oeste da região metropolitana de São Paulo. Em patrulhamento pela Avenida Odair Pacheco Pedroso (antiga Estrada Velha do Maranhão), dois quilômetros após o Centro de Formação de Atletas (CFA) do São Paulo F.C., no bairro Colinas de Cotia, os guardas flagraram um grupo de pelo menos seis pessoas transferindo, de um caminhão para outros três veículos, a carga de maconha. Cinco suspeitos fugiram para o interior de um matagal e até as 2h45 eram caçados por cerca de 20 guardas civis. Um dos integrantes do grupo não conseguiu correr e foi detido no local. A carga, segundo os guardas civis, estava distribuída em pacotes de dois, cinco e dez quilos, tudo muito bem embalado e com um selo de qualidade com os seguintes dizeres: "Colômbia Puro Nino". Foram apreendidos um Traffic, uma Sprinter, um Fiat Uno, uma moto, vários capacetes e uma balança. O grupo, após realizar o transbordo da maconha, iria seguir com os três veículos pela Rodovia Régis Bittencourt no sentido Taboão da Serra. Nenhuma arma foi encontrada com o rapaz detido. PARÁBENS A GLORIOSA GUARDA CIVIL DE COTIA Postado por PREZOTTO às 14:44 0 comentários Links para esta postagem Prefeitura anuncia aumento para a GMBH A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou nessa quinta-feira o reajuste no salário-base de algumas categorias de servidores. O aumento será de 15% para auxiliares administrativos (de R$ 1.129 para R$ 1,3 mil), de 18% para agentes de combate a endemias (de R$ 693 para R$ 819) e de 54% para os guardas municipais (de R$ 1,1 mil para R$ 1,7 mil). Professores da educação infantil passam a receber R$ 812 pela jornada complementar, o segundo turno de trabalho, em vez dos R$ 500 anteriores, o que significa um acréscimo de 62%. As medidas anunciadas precisam agora passar por votação na Câmara Municipal e os reajustes valerão a partir do mês de setembro. Já os aumentos para os guardas municipais serão concedidos gradualmente a partir de janeiro de 2010 até o final de 2011. A prefeitura anunciou ainda a estruturação do plano de cargos e salários para a guarda municipal e outros benefícios para servidores nas áreas da saúde e da educação. Na saúde, haverá a correção dos valores dos abonos de urgência e a servidores que trabalham em áreas de vulnerabilidade social, dos valores de plantões médicos em datas comemorativas e a criação do banco de horas de treinamentos técnicos para progressão de carreira. Os agentes comunitários de saúde passarão a receber adicional por insalubridade. FONTE: Portal UAI Renato Aguiar dos Santos Guarda Municipal de Contagem Blog: www.guardamunicipaldecontagem.blogspot.com E-Mails: gmcrenato@yahoo.com.br gmcblog@yahoo.com.br MSN: gmcrenato@hotmail.com Celular: 8513-2648 Postado por PREZOTTO às 14:39 0 comentários Links para esta postagem Sábado, 15 de Agosto de 2009 Guarda municipal de Camaragibe é morto em troca de tiros no bairro da Iputinga Um guarda municipal de Camaragibe foi assassinado no início da noite desta sexta-feira (14), na esquina da Rua Ambrósio Machado, uma das ruas transversais da Avenida Caxangá, na Iputinga, Zona Oeste do Recife. De acordo com informações da Polícia , Valdomiro Francisco do Nascimento, 41 anos, estava no local esperando pela esposa e pela mãe, quando dois homens se aproximaram em uma bicicleta e tentaram assaltá-lo. Apesar de estar à paisana, ele estava armado e reagiu ao assalto, disparando vários tiros contra os assaltantes. Testemunhas que não quiseram se identificar informaram que o guarda ainda chegou a atingir os dois, mas foi baleado com um tiro no tórax e morreu na hora. Policiais da Força-tarefa da Secretaria de Defesa Social informaram que um dos suspeitos pelo crime foi baleado e levado ao Hospital Getúlio Vargas, no Recife. Ele está sob vigilância da polícia.

GMs de Limeira decidem manter paralisação

Domingo, 16 de Agosto de 2009 Sem acordo, GMs de Limeira decidem manter paralisação Depois de quase três horas de reunião com o secretário da Administração, João Bozzi e o da Segurança Pública, Siddhartha Carneiro Leão, não houve avanços em relação a situação dos guardas municipais que decidiram manter a greve. A proposta de incorporação das quatro horas extras ao salário foi descartada desde o início. Houve contraproposta para que a Prefeitura incorporasse duas horas extras agora e outras duas horas no dissídio da categoria, em março do ano que vem. Mas, Bozzi disse que não tinha condições de atender a proposta, porém, diante da insistência do comando de greve, ele ficou de avaliar o impacto financeiro e legal da medida. Também não houve entendimento quanto a escala de trabalho e escolha de chefia. Siddhartha deixou claro que não poderia mudar todos os chefes, mas reconheceu que são necessários alguns ajustes e se comprometeu a avaliar a situação. Em relação ao Estatuto da Guarda Municipal, a categoria quer revisar o texto que se encontra sob análise do Departamento Jurídico da Prefeitura e discuti-lo em conferência a ser realizada em junho de 2010. Conforme informações do Departamento de Comunicação da Prefeitura, Siddhartha manterá discussões relativas aos assuntos operacionais devido a sua autonomia para discutir modificações importantes e atuar no sentido de facilitar o trabalho dos guardas. A Prefeitura também manterá diálogo quanto ao plano de carreira e estatuto, destacando que será preciso verificar o posicionamento do Tribunal de Contas do Estado e outros órgãos e também consultar a Polícia Militar no caso de construir patentes, pois a Guarda Municipal tem dificuldades quanto a isso por não se tratar de segurança militar. Em relação ao salário, não há negociação no momento. A Prefeitura só aceita discutir a questão na data-base do funcionalismo. A greve da Guarda fez com que o prefeito Silvio Félix (PDT) concretizasse a contratação emergencial de empresa de segurança privada para atuar nos prédios públicos municipais. São cerca de 30 homens que começaram a trabalhar ontem. A empresa foi escolhida com base no menor preço e pelo fato dela ser registrada junto à Polícia Federal. De acordo com informações obtidas pela reportagem, o custo de um segurança ficou 20% mais barato aos cofres públicos que de um guarda.

domingo, 16 de agosto de 2009

Aberta inscrição para 17º Ciclo SENASP

Atenção colegas da Guarda Municipal de Goiânia, a partir do dia , 14, até o dia 18 de agosto, todos poderão se inscrever para o 17º Ciclo de cursos à distância do Ministério da Justiça, o último deste ano. A nova etapa vai oferecer 210 mil vagas, começa em setembro e tem duração de um ano. Serão 55 opções de conteúdos, entre eles seis cursos novos, como por exemplo: Capacitação em Educação para o Transito e Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Portanto fiquem atentos porque no 16º ciclo, as vagas para 42 cursos se esgotaram em menos de 24 horas. Inscrições: www.mj.gov.br/ead ou http://senaspead.ip.tv

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Urgente para todos os Guardas de Gyn

O presidente do sindguarda acabou de receber um telefonema da secretaria do promotor de justiça que esta encarregado da TAC do fardamento........para falar que a partir da semana que vem o presidente da Agencia da Guarda Municipal de Goiânia, será comunicado para recolher todos os Guardas Municipais que não fizeram o curso de formação e estão .....sem farda para tirar seu serviço no ....Quartel da Guarda Municipal de Gyn. Para maiores informações liguem: 8191 7040

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

SINDGUARDA FAZ CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL

O SINDGUARDA FAZ CONVOCAÇÃO PARA TODOS OS GUARDAS DE GOIANIA PARA ASSEMBLEIA GERAL CONVOCAMOS todo a categoria para assembléia geral extraordinária do Sindguarda – No dia14 de Agosto - sexta feira as 10:30 da manha, frente a Agencia da Guarda Municipal de Goiânia. Presença da UGT união geral do trabalhadores Pauta TAC – cobrar das autoridades a fiscalização e ingresso pelo sindguarda de pedido de improbidade do presidente da AGMG e afastamento do mesmo. TAC do armamento HC coletivo Desmilitarização da guarda Dentre outros assuntos.

domingo, 9 de agosto de 2009

Guarda municipal de Goiás/Valparaiso de Goias é morto dentro de casa no Gama

Sexta-feira, 12 de Junho de 2009 Guarda municipal de Goiás/Valparaiso de Goias é morto dentro de casa no Gama 10/06/09 Um policial da Guarda Municipal de Valparaíso de Goias morreu dentro de sua casa após tentar reagir a um assalto, na noite de quarta-feira (10), no Setor Sul do Gama. Os assaltantes fugiram com R$ 20 e o revólver da vítima. Segundo a polícia, o guarda municipal da prefeitura de Valparaíso de Goiás, Vandoif Cardoso Barros, de 41 anos, estava em sua residência no conjunto H da quadra 11 do Gama. Ele e sua mulher, Marinalva Oliveira Santos, de 36 anos, resolveram pedir pizza pelo telefone. Após o pedido, Vandoif deixou o portão entreaberto aguardando o entregador de pizza chegar. Quando por volta de 21h30, dois homens entraram na casa aproveitando a brecha no portão e anunciaram o assalto, apenas um deles estava armado. Então os assaltantes deixaram o casal deitado em um quarto enquanto reviravam a casa em busca de pertences de valor. Vandoif que é guarda municipal resolveu deixar o quarto e buscar seu revólver calibre .38. Nessa hora, um dos assaltantes viu o homem andando e lhe desferiu três tiros. Os tiros acertaram sua cabeça, abdômen e perna direita, e o guarda municipal não resistiu aos tiros e morreu na hora. Os assaltantes fugiram levando um celular, R$ 20 e a arma da vítima. O delegado-plantonista da 14ª DP (Gama) Vicente Paranaíba disse ainda não ter a identidade dos suspeitos, e os agentes da delegacia estão em diligências atrás dos culpados. "Quando presos, os dois responderão por latrocínio que tem pena de 20 a 30 anos", disse. Vandoif deixou uma filha de 18 anos e uma neta de nove meses.

Guarda Municipal apreende 180 quilômetros de linha com cerol

Guarda Municipal apreende 180 quilômetros de linha com cerol 31/07/2009 Publicidade Jornal Impresso - Anuncie! Fechar anúncio Na próxima terça-feira, 04, a AGMGO apresenta o balanço geral da campanha contra o uso do cerol. A operação foi realizada pelo Grupo de Proteção ao Cidadão – GPC, iniciada dia 01 de junho de forma antecipada em relação aos anos anteriores. Todo o material apreendido durante a campanha será incinerado no quartel da corporação. Participam do evento o Diretor Geral do Hugo, Salustiano Gabriel Neto e vários acidentados com cerol. Neste ano, a AGMGO apreendeu 898 latas de linha com cerol, totalizando cerca de 180 mil metros, distância entre Goiânia e a cidade de Caldas Novas. Também foram recolhidos 27 objetos como, facas e facões nos parques municipais e muitos vasilhames. Foram 229 denúncias e 231 menores encaminhados aos pais ou responsáveis. O Presidente Comandante da AGMGO, Coronel Gercy Joaquim Camelo, afirmou: “Vamos continuar atuando de forma veemente, conscientizando a população e combatendo a comercialização do cerol para preservar a vida dos goianienses. Neste ano, não houve acidente com vítimas fatais por linha com cerol”, orgulha-se. Segundo o comandante da operação, Inspetor Pádua, os locais com maior número de ocorrência foram: Jardim Guanabara, na região norte e jardim Novo Mundo, na região leste. “Durante as vistorias, a guarda leva material informativo sobre os acidentes que o cerol pode causar. Esses dados revelam que a GM vem realizando um trabalho educativo, principalmente com os motociclistas que sempre são as vítimas mais suscetíveis a esse tipo de acidente. O auxílio da população facilita a realização de um trabalho eficiente”, explica. Pádua informa ainda que o intuito dessa operação é preservar a vida e a segurança dos cidadãos. ”AGMGO empenhou um esforço polivalente para conscientizar a população sobre os perigos do uso do cerol e obteve excelentes resultados na campanha ao designar seu grupamento de trabalho especializado GPC. O número de pessoas que sofreram algum tipo de acidente reduziu de 29, no ano passado, para 11 neste ano. Foram 372 latas com linhas apreendidas e 113 menores conduzidos aos pais ou responsáveis em 2008” informa o inspetor. Mesmo sabendo do grande risco que envolve o uso deste material, as crianças e os adolescentes persistem com esta brincadeira violenta. O guarda municipal , motociclista Antônio Peixoto,passou por uma situação traumática com esse brinquedo quando estava indo para o trabalho na Agência de Obras - AMOB. “Para a minha sorte, estava em baixa velocidade quando meu pescoço colidiu com a linha. Claro que não descarto o descuido meu em não usar, no momento do acidente, antenas de proteção e blusas com golas, acessórios recomendados para nossa segurança. mas o cerol é contra lei. Poderia ter morrido em um acidente aparentemente bobo”, lamenta o guarda. Crime - O uso e comercialização do cerol foram tipificados como crime pela Câmara Municipal de Goiânia com a aprovação da proposta de Lei Complementar de 25 de junho, que prevê multa de R$ 500,00 a R$ 1.500,00 para usuários. O comércio que for flagrado vendendo o produto poderá perder o alvará de funcionamento. O projeto é de autoria do Vereador Djalma Araújo (PT), que na ocasião explicou: “A pipa é uma cultura. Com a lei, a criançada só evitará brincar com algo perigoso como é o caso do cerol. A pipa é o brinquedo mais barato que existe, mas precisa ser utilizada com cuidado”, argumenta. A proposta aguarda sanção do Prefeito Íris Rezende. Dica – A Guarda Municipal informa que soltar pipa em ruas não é só perigoso pelo risco de atingir alguém, mas também pelo fato de estar próxima dos fios elétricos. As crianças ou adolescentes devem buscar lugares seguros, onde a brincadeira deixa de ser um motivo de preocupação para os pais e população em geral. Mais importante do que apreender pipas e linhas é a conscientização da população no sentido de não usar o cerol. A GM mantém o número telefônico 153 ou serviço de Ouvidoria 08006431153 que recebem denúncias de uso de cerol. Serviço Assunto: Incineração do material apreendido na campanha do cerol Data: 04 de agosto Horário: 08:30 horas Local: Quartel da Agência da Guarda Municipal de Goiânia – Avenida Nazareno Roriz nº.1112 Vila Aurora Fonte: Goiânia em Rede
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!