Cadastre seu Email

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Inauguração da sede da GCM e entrega das novas viaturas

Arma de PM dispara e atinge agente da PRF e guarda municipal em Cuiabá


COMPARTILHE
Arma disparou quando os policiais saíam de uma reunião antes de operação. Estilhaços da bala feriram a perna de um policial rodoviário federal.

A arma de um policial militar disparou acidentalmente durante concentração para a realização da primeira blitz da Operação Lei Seca, que teve início no sábado (22) e terminou neste domingo (23). A arma estava destravada e disparou após reunião para definir estratégias da operação. O tiro atingiu o chão e os estilhaços da bala feriram a perna de um policial rodoviário federal e o supercílio de uma mulher da guarda municipal de Várzea Grande, região metropolitana da capital. Os dois passam bem.

A reunão foi realizada no auditório de Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Conforme informações de uma equipe da TV Centro América, que presenciou a cena, o disparo ocorreu quando os policiais saíam dessa reunião.

Além disso, na blitz um delegado da Polícia Civil foi detido neste domingo por suspeita de dirigir embriagado na Avenida Isaac Póvoas, na capital. De acordo com a Polícia Civil, o delegado que atua como corregedor-adjunto da instituição foi autuado por dirigir sob efeito de álcool e liberado após pagar fiança.

O balanço do número de detenções durante essa primeira blitz deve ser divulgado nesta segunda-feira (24). Conforme o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, a previsão é de que sejam feitas duas blitzes por mês, com o intuito de reduzir o indíce de acidentes de trânsito motivadas por embriaguez ao volante.

Pela Lei Seca, qualquer motorista que se recusar a fazer o teste poderá ser autuado por infração gravíssima e pagar multa e perder sete pontos na carteira, tendo ou não mostrado indícios de consumo de álcool. É a mesma pena dada a quem é flagrado no bafômetro com teor igual ou superior a dois decigramas de álcool por litro de sangue. O flagrante lavrado pela Polícia Civil com os delegados da Delegacia de Trânsito que estarão no local para arbitrar a fiança, como foi o caso do delegado da Polícia Civil.







http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2014/02/arma-de-pm-dispara-e-atinge-agente-da-prf-e-guarda-municipal-em-cuiaba.html
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!