Cadastre seu Email

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

GM NO O HOJE

Assalto Extra

Supermercado Extra é assaltado por quadrilha

Supermercado Extra é assaltado por quadrilha

O supermercado Extra, localizado na Av. Independência, sofreu um roubou na noite desta quinta-feira, 5. Uma quadrilha invadiu o local no momento em que a loja encerra as atividades.

O dinheiro e as mercadorias levadas pelos assaltantes foram recuperados. Quatro dos seis bandidos foram presos, após o flagrante da Polícia Militar e da Guarda Municipal. O carro em que eles estavam também foi apreendido.

Um dos bandidos estava armado com um fuzil e um outro com um revólver 38, ninguém ficou ferido na ação.

Um cartaz no portão do supermercado na manhã desta sexta-feira, 6, dizia que o supermercado estava fechado temporariamente para manutenção. No entanto, às 9h o local funcionava normalmente.

Mais informações e a cobertura completa do caso no Jornal de Vinhedo deste sábado, 7.

Confira abaixo imagens da Delegacia no momento em os PMs revistavam o carro dos suspeitos e também das armas apreendidas.

Projeto de Lei institui Guarda Municipal de Tibagi

Os vereadores de Tibagi aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei do Executivo que institui a Guarda Municipal de Tibagi. A expectativa é que ela esteja em atuação até o Carnaval para proteger o patrimônio, bens, serviços e instalações públicas do Município, bem como para apoiar a Administração no exercício de seu poder de polícia administrativa. Outro projeto em andamento é para a implantação de câmeras de monitoramento nas ruas. Nilton Piedade, secretário de Administração, explica que, de imediato, a Prefeitura deverá contratar o gerente da Guarda Municipal, que será formada primeiramente por 20 servidores públicos que já atuam como vigilantes ou em serviços gerais. “Era um sonho de prefeito, de vereadores, da população e todo o projeto vai acontecer a partir de agora”, ressalta.

Leia a matéria na integra no JM impresso.

Guarda Municipal terá campo de paintball para treinamento

A empresa tem 30 dias para entregar uma documentação que é necessária ter junto ao Exército e deve deixar o local pronto para uso a partir de março.

A Guarda Municipal de Ponta Grossa passará a contar a partir de março com um campo de 'paintball' para o treinamento dos guardas municipais. O espaço servirá também para o uso de policiais militares e civis. O resultado da licitação para o fornecimento do material foi publicado ontem no Diário Oficial do Município. Uma empresa de Curitiba venceu a concorrência e v

A Guarda Municipal de Ponta Grossa passará a contar a partir de março com um campo de 'paintball' para o treinamento dos guardas municipais. O espaço servirá também para o uso de policiais militares e civis. O resultado da licitação para o fornecimento do material foi publicado ontem no Diário Oficial do Município. Uma empresa de Curitiba venceu a concorrência e vai montar o 'paintball' por R$ 100 mil. A empresa tem 30 dias para entregar uma documentação que é necessária ter junto ao Exército e deve deixar o local pronto para uso a partir de março. A pista de treinamento de 'paintball' será instalada em uma área dentro dos antigos barracões da Conab, no Conjunto Santa Bárbara, que são de propriedade do Município. Segundo o responsável pela Guarda Municipal, José Edimir de Paula, os recursos foram repassados pelo governo federal. Ele explica que se trata de uma verba “carimbada”, ou seja, não seria possível aplicar em outra área dentro da Guarda que não fosse o treinamento com 'paintball'.

A Guarda Municipal de Ponta Grossa passará a contar a partir de março com um campo de 'paintball' para o treinamento dos guardas municipais. O espaço servirá também para o uso de policiais militares e civis. O resultado da licitação para o fornecimento do material foi publicado ontem no Diário Oficial do Município. Uma empresa de Curitiba venceu a concorrência e vai montar o 'paintball' por R$ 100 mil. A empresa tem 30 dias para entregar uma documentação que é necessária ter junto ao Exército e deve deixar o local pronto para uso a partir de março. A pista de treinamento de 'paintball' será instalada em uma área dentro dos antigos barracões da Conab, no Conjunto Santa Bárbara, que são de propriedade do Município. Segundo o responsável pela Guarda Municipal, José Edimir de Paula, os recursos foram repassados pelo governo federal. Ele explica que se trata de uma verba “carimbada”, ou seja, não seria possível aplicar em outra área dentro da Guarda que não fosse o treinamento com 'paintball'.

Leia a matéria na integra no JM impresso.

aintball' por R$ 100 mil. A empresa tem 30 dias para entregar uma documentação que é necessária ter junto ao Exército e deve deixar o local pronto para uso a partir de março. A pista de treinamento de 'paintball' será instalada em uma área dentro dos antigos barracões da Conab, no Conjunto Santa Bárbara, que são de propriedade do Município. Segundo o responsável pela Guarda Municipal, José Edimir de Paula, os recursos foram repassados pelo governo federal. Ele explica que se trata de uma verba “carimbada”, ou seja, não seria possível aplicar em outra área dentro da Guarda que não fosse o treinamento com 'paintball'.

Leia a matéria na integra no JM impresso.

violência Guarda municipal é baleado durante tentativa de assalto no Espinheiro

Igor Kramert estava voltando para casa, quando foi abordado por dois bandidos. Ele teria reagido à investida

Publicado em 05/01/2012, às 08h12

Do JC Online

Um guarda municipal ficou gravemente ferido durante uma tentativa de assalto na madrugada desta quinta-feira (5), no bairro do Espinheiro, Zona Norte do Recife. De acordo com a polícia, Igor Kramert, de 41 anos, estava voltando de moto para casa, em Casa Amarela, pela Avenida Norte, quando parou num semáforo e dois homens se aproximaram a pé anunciando um assalto. A vítima teria tirado a chave da ignição e correu para fugir da investida. Os dois bandidos atiraram contra ele e fugiram. Igor foi atingido na nuca e na boca. Ele está no Hosital da Restauração, no Derby, área central do Recife.

Cenas de guerrilha em retirada de invasores

O confronto da Guarda Municipal de Belém (GBel) com alguns sem-tetos que invadiram um terreno no bairro do Tapanã acabou com alguns feridos e com muitos “barracos” destruídos. Com paus, pedras e fogos de artifício, os invasores tentavam se defender da ação da GBel que chegou com balas de borracha e bombas de efeito moral para retirar as pessoas que haviam tomado posse do terreno que pertence ao Instituto de Previdência e Assistência do Município de Belém (Ipamb).O confronto da Guarda Municipal de Belém (GBel) com alguns sem-tetos que invadiram um terreno no bairro do Tapanã acabou com alguns feridos e com muitos “barracos” destruídos. Com paus, pedras e fogos de artifício, os invasores tentavam se defender da ação da GBel que chegou com balas de borracha e bombas de efeito moral para retirar as pessoas que haviam tomado posse do terreno que pertence ao Instituto de Previdência e Assistência do Município de Belém (Ipamb). O terreno ocupado fica na avenida São Clemente, no conjunto Cordeiro de Farias, no bairro do Tapanã. De acordo com a representante do grupo, Sandra Monteiro, eles estão no terreno desde o dia 28 de dezembro. “Nós viemos pra cá, porque víamos que o terreno está abandonado e precisamos de local para morar”, comentou Sandra. Ela ainda disse que o terreno estava apenas demarcado por áreas e que o local antes de ser ocupado servia para a prática de vários crimes e de esconderijo de bandidos. Aproximadamente 200 famílias estavam ocupando o local. Sandra informou que uma escritura foi apresentada pela GBel para alguns dos invasores, mas que não comprovava que o terreno seria realmente do Ipamb. “Não temos comprovação se o lote 35 é realmente do município”, disse. As informações repassadas pelos invasores são de que o terreno seria usado para construir um clube. A maioria das pessoas que ocuparam o terreno não tem moradia e vive agregada em casas de parentes na proximidade. “Não podemos aceitar que retirem essas famílias para que um clube seja construído. Precisamos de local para morar”, lamentou o vendedor autônomo José Orlando, de 38 anos. Ele, juntamente com a mulher e o filho, moravam na casa da sogra. Segundo ele, o local já está abandonado há 25 anos e a intenção das famílias é apenas lotear a área que não estava sendo usada e preservar o campo de futebol que já é usado para lazer. SEM MANDADO A GBel, por meio da assessoria de comunicação, explicou que não levou mandado de reintegração, pois o terreno está apenas demarcado e não ocupado pelas famílias. A reintegração só seria necessária se as famílias estivessem previamente estabelecidas no local. Em relação à ação realizada pela guarda, a assessoria diz que foi para defesa, pois já foram recebidos com paus e pedras. A GBel ainda informa que no terreno deve ser construída uma unidade de saúde e uma sede administrativa do Ipamb. O responsável pela ação na terça-feira à tarde era o comandante da GBel, Avelar. Para fazer a retirada das madeiras que estavam sendo utilizadas para demarcação foram usados caminhões e escavadeiras. Ação de retirada terminou no final da tarde As cenas de guerrilha entre guardas municipais e sem-tetos no terreno do Instituto de Previdência e Assistência do Município de Belém (Ipamb), no bairro do Tapanã, se repetiram novamente, na tarde de ontem. A ordem dada pela prefeitura foi de retirada de todos os possíveis invasores da área. E assim foi feita a operação, que teve início às 15h30 e terminou por volta de 18h. Em comboio, chegaram os guardas municipais municiados de vários equipamentos para a retirada do grupo de pessoas alojadas no terreno. De forma objetiva, os guardas chegaram ao local e entraram no terreno com escudos, atirando bomba de efeito moral e balas de borracha com intuito de evacuar as pessoas do local. Os invasores tentaram resistir à ação da guarda, mas foi questão de minutos para os agentes da prefeitura tomarem conta da terra. Alguns invasores saíram feridos. Na medida em que os guardas tomavam conta do terreno o trator e as caçambas entraram atrás para fazer a derrubada das barracas montadas e a retirada dos pedaços de madeira. Nesse momento, Joyce Quaresma protagonizou uma cena de desespero. Ela foi retirada à força de dentro do terreno, junto com a filha de quatro anos, portadora de deficiência. Aos prantos, a moça resistiu em ser retirada de sua barraca, mas uma mulher da guarda imobilizou Joyce, enquanto outro agente da guarda tirou a filha do colo dela. “Me dá a minha filha sua ...(dizia palavrões para uma guarda municipal), tira essa tua farda e vem brigar comigo”, gritava a moça revoltada. Não foi contabilizado o número de pessoas feridas no confronto. Além da guarda municipal, viaturas da policiais militares e da Rotam foram acionados para manter a ordem. (

GM DE VOLTA REDONDA

VOLTA REDONDA Serviços de Resgate inicia treinamento de novos acadêmicos Publicado em 4/1/2012, às 14h39 Última atualização em 4/1/2012, às 14h39 Volta Redonda Os 48 estudantes de Medicina aprovados para o Serviço de Resgate foram recebidos, na manhã de hoje (4), no auditório da prefeitura de Volta Redonda. Os alunos estiveram com o prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB), com o comandante da Guarda Municipal, major Luiz Henrique Monteiro Barbosa e com o coordenador do Resgate, o médico Alex Monteiro. Após assistirem a um filme sobre os serviços prestados na área da saúde no município, o prefeito Neto deu as boas vindas, afirmando que este ano aumentou o número de acadêmicos - de 32 para 48 -, devido à demanda crescente do atendimento. - Estamos entre as cinco melhores cidades do país na saúde pública, mas ainda precisamos avançar. Um dos nossos grandes projetos é o Resgate, que está sendo copiado em várias partes do país, pois atendemos a uma média de 1200 pessoas por ano - lembrou Neto, acrescentando que "a agilidade é o diferencial". Esta é a 11ª turma do Serviço de Resgate, cujo treinamento teve início imediato. Logo após a apresentação, os acadêmicos foram até o Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) que faz o comunicado sobre os acidentes de trânsito ao Resgate. Tempo médio para a chegada ao local do acidente é de três minutos. Durante duas semanas, os estudantes do 8º e 9º períodos do curso de Medicina do Centro Universitário de Volta Redonda recebem orientações de como proceder diante de um acidente de trânsito com vítima. - No ano passado, os integrantes do Serviço de Resgate se aproximaram mais da Guarda Municipal e é disso que precisamos para fazer um trabalho mais eficaz, pois a integração só aprimora o resultado final - ressaltou o major Luiz Henrique

CAMARA ELOGIA AGMGO

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!