Cadastre seu Email

terça-feira, 16 de abril de 2013

MAPA DA VIOLÊNCIA EM GOIÁS MOSTRA CRESCIMENTO DA INSEGURANÇA PÚBLICA

MAPA DA VIOLÊNCIA EM GOIÁS MOSTRA CRESCIMENTO DA INSEGURANÇA PÚBLICA

dados alarmantes sobre o Brasil e Goiás
16MAI

Mapa da violência revela dados alarmantes sobre o Brasil e Goiás

Avalie este artigo
(3 votos)
 O estado de Goiás tem o 15º maior índice de homicídios no país, são 30 assassinatos a cada 100 mil habitantes, número maior que a média nacional, que é de 26. No Brasil, o índice diminui, enquanto o ritmo dos homicídios em Goiás cresce ano após ano.
50 mil assassinatos no Brasil em um ano; taxa de homicídios em Goiás beirando 30 assassinatos para cada 100 mil habitantes; mais de 30 mil mulheres assassinadas a cada década. Esses são alguns dados revelados pelo estudo Mapa da Violência no Brasil, realizado pelo Instituto Sangari e divulgado mês passado. O documento faz uma análise da violência entre os anos 1980 e 2010.
No país, o ritmo atual é de 137 homicídios diários. São 26 assassinatos a cada 100 mil habitantes. “Fica difícil compreender como, em um país sem conflitos religiosos ou étnicos, de cor ou de raça, sem disputas territoriais ou de fronteiras, sem guerra civil ou enfrentamentos políticos violentos, consegue-se exterminar mais cidadãos do que na maior parte dos conflitos armados existentes no mundo”, ressalta o estudo.
Goiás
A taxa de homicídios em Goiás é crescente. No mesmo ano, 2010, a taxa de assassinatos subiu de 20,2 para 29,4 a cada 100 mil habitantes. No país, esse percentual recuou de 26,7 para 26,2. Em dez anos, a taxa de homicídios no estado subiu 45%, colocando Goiás como o estado com o 15º maior índice de homicídios no país.
A população goiana vive insegura e sofre com o aumento das ocorrências de roubos, assassinatos, corrupção, violência policial, tráfico de drogas e de pessoas. Apesar dos dados alarmantes, o Governo Estadual se mantém indiferente, sem uma atuação efetiva em busca de soluções para diminuir os casos de violência no Estado.
A violência policial é gritante em Goiás. Integrantes da Polícia Militar são acusados, frequentemente, de graves violações aos direitos humanos. Ano passado, a Operação Sexto Mandamento revelou a existência de grupos de extermínio, formados por PMs, que executavam jovens. Mais de dez anos de execuções de jovens foram necessários para que houvesse divulgação pública da existência desses grupos.
Mulher
Entre 1980 e 2010, mais de 90 mil mulheres foram assassinadas no Brasil. Sendo que a última década concentrou 43,5% das ocorrências do período avaliado. O caderno Homicídio de Mulheres no Brasil apresenta índices de assassinatos contra mulheres. O percentual de vítimas identificadas anualmente cresceu mais de 200% em 30 anos. São cerca de 4,4 homicídios para cada grupo de 100 mil representantes do sexo feminino. Essa situação coloca o Brasil em sétimo lugar no ranking dos países onde mais ocorrem feminicídios.
O Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde aponta 48.152 atendimentos a mulheres relativos à violência doméstica, sexual e outras formas de agressão. A cada cinco minutos, uma mulher é agredida no país. A mulher sofreu a agressão na própria residência em quase 70% dos casos notificados, sendo o cônjuge o principal agressor.
A Lei Maria da Penha Mapa, sancionada em 2006, desencadeou uma diminuição na taxa de homicídios contra as mulheres. Em 2007, ocorreu a única queda, dentro do período de 30 anos, na taxa de feminicídio. No ano seguinte, o índice voltou a crescer.  


15/04/2013 21h58 - Atualizado em 15/04/2013 21h58

Jovens são detidos por participar do crime da 'marcha à ré' em N. Odessa

Adolescentes de 14 e 15 anos integravam grupo de oito ladrões, diz a GM.
Bando usou Belina para arrombar porta de loja no Centro e furtar produtos.

Do G1 Piracicaba e Região

Crime da marcha à ré em Nova Odessa (Foto: Divulgação/Prefeitura de Nova Odessa)Bermudas e sapatos estavam com os jovens
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Nova Odessa)
A Guarda Municipal de Nova Odessa (SP) apreendeu nesta segunda-feira (15) dois adolescentes envolvidos no furto de uma loja do Centro da cidade. O estabelecimento foi invadido após um veículo em marcha à ré ser usado para arrombar a vitrine do estabelecimento. Os adolescentes, de 14 e 15 anos, integravam o grupo de oito pessoas que participaram da ação, segundo testemunhas.
O furto aconteceu durante a madrugada. Três veículos (uma Belina, um Gol e um Uno) teriam sido usados para o crime. O grupo derrubou a porta da loja com a Belina e furtou 10 pares de sapato, 30 blusas de moleton e 60 bermudas em uma ação que durou 30 segundos. O material foi avaliado em R$ 1.100.

Os adolescentes foram conduzidos à delegacia, onde teriam dito que estavam em uma festa em um posto de gasolina e foram convidados para participar do crime. Os garotos prestaram depoimento e foram liberados aos pais, que devem apresentá-los à Vara da Infância e Juventude. O Uno havia sido furtado e foi devolvido à proprietária.
A Guarda Municipal foi acionada. No Jardim São Jorge, os agentes viram três jovens descendo de um Fiat Uno na rua Goiânia e correndo sentido o Jardim Basilicata, emSumaré (SP). Houve perseguição e apenas dois foram capturados. Com eles foram apreendidas 15 bermudas. No interior do veículo havia um par de sapatos
.


  atualizado às 16h35

Skinhead que aparece enforcando homem em rede social é preso em SP

Suspeito tem antecedentes criminais por lesão contra negros, moradores de rua e homossexuais

Preso neste domingo em Americana havia postado foto enforcando um homem, em Belo Horizonte Foto: Reprodução
Preso neste domingo em Americana havia postado foto enforcando um homem, em Belo Horizonte
Foto: Reprodução
  • Direto de Belo Horizonte
Foi preso no domingo em Americana, interior de São Paulo, Antônio Donato Baudson Peret, 25 anos. Ele era procurado pela Polícia Civil de Belo Horizonte (MG) e ficou conhecido após postar uma foto na rede social Facebook enforcando um morador de rua e fazendo apologia ao nazismo. O auxiliar de ourives foi pego após trabalho da Guarda Municipal (GM) de Americana. 
Quando desembarcou na rodoviária, a GM deu voz de prisão ao mineiro. Ele estava com a namorada que mora em São Paulo, e ambos voltavam da casa da avó da jovem. De acordo com a polícia, Peret ficou hospedado em dois hoteis na capital durante o tempo que era procurado em Minas, se envolvendo em confusões.
O auxiliar de ourives foi pego após trabalho da Guarda Municipal (GM) de Americana Foto: Divulgação
O auxiliar de ourives foi pego após trabalho da Guarda Municipal (GM) de Americana
Foto: Divulgação
Após um contratempo em um dos locais em que ele ficou hospedado, funcionários do estabelecimento decidiram procurar o rapaz na internet e encontraram notícias dos problemas em que ele se envolveu. Com isso, decidiram comunicar a Guarda Municipal que ele estava na cidade. Junto com Peret foi encontrado um soco inglês, um facão e três facas.
O rapaz já foi ouvido em Americana e encaminhado para Belo Horizonte, onde ficará pelo menos um mês cumprindo prisão preventiva. Ele deve ser indiciado por apologia ao crime e formação de quadrilha. Três companheiros de Peret também foram presos e estão na capital mineira. A Delegacia de Crimes Cibernéticos também investiga a relação de Donato com os trotes nazistas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).  
Apesar de negar, Antônio é acusado de no mínimo seis ocorrências em Minas Gerais, sendo elas lesão corporal, ameaça e agressão. De acordo com a Polícia Civil, os alvos sempre são negros, moradores de rua e homossexuais.
Especial para Terra


Política
Enviado por Redação 12/4/2013 21:21:03
Local também abrigará nova sede para Guarda Municipal (Foto: Divulgação) ::

Niterói vai ganhar nova DP

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves anunciou ontem, junto com o secretário estadual de Obras, Hudson Braga, a construção da nova sede da Guarda Municipal da cidade e de uma Delegacia de Homicídios da Polícia Civil no terreno onde funcionava o 4º GCAM (Grupo de Companhias de Administração Militar), no Barreto. No mesmo local, será construída também uma arena esportiva multiuso, além da expansão do colégio Pedro II.
“É muito importante para o Barreto ter uma delegacia já que a 80ª DP foi fechada há mais de 15 anos. Essa nova delegacia vai contribuir com o nosso esforço de integração das forças de segurança para a melhoria da segurança de Niterói”, disse o prefeito, que estava acompanhado também do presidente da Câmara, vereador Paulo Bagueira (PPS), e dos secretários municipais de Obras, Domício Mascarenhas, e de Ordem Pública, Marcus Jardim.
Itaipu - O prefeito e o secretário estadual de Obras visita, em seguida, as obras da 81ª DP (Itaipu), que será transformada em delegacia legal. Segundo Rodrigo Neves, a conclusão está prevista para junho e a inauguração para a primeira quinzena de julho.
“Essa delegacia ficará responsável por uma região que está em expansão e onde estamos preparando importantes investimentos, como a Transoceânica, obras de pavimentação e drenagem em parceria com o governo estadual, além de estarmos concluindo as obras da estrada Francisco da Cruz Nunes, no Largo da Batalha. A nova 81ª DP vai contribuir para a sensação e ações de segurança na região e conclui o cinturão de Niterói que já tem quatro delegacias legais no Fonseca, Icaraí, Charitas e Centro. A de Itaipu era a única que faltava e será um avanço importante na área de segurança”, disse Rodrigo Neves. 
 

13 DE ABRIL DE 2013 - 11H08 

Ubes repudia ação truculenta contra os estudantes de Manaus


A ação truculenta da guarda municipal manauense é destaque nos jornais de todo país, símbolo máximo de um governo que fecha as portas para a democracia, respondendo com gás de efeito moral e balas de borracha aos estudantes que tentavam diálogo com o prefeito, Artur Neto.


Infelizmente, a cena não é novidade no Brasil. A agressão física, moral e antidemocrática assombra a nossa história desde a ditadura militar, transparecendo mais uma vez contra a juventude na última quinta-feira (11), em frente à Prefeitura de Manaus.

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) vem a público manifestar seu repúdio ao comportamento intolerante do prefeito diante da tentativa de diálogo dos estudantes que foram às portas da casa do povo contestar o aumento da passagem e a meia passagem na catraca. Estamos falando de estudantes secundaristas – de onze, quinze anos, que foram falar com o prefeito de sua cidade sobre os postos de carga do passe de ônibus pouco acessíveis e do alto custo da passagem. Em uma ação de direito legítimo, a tentativa era de alguma maneira, mostrar quais são as reais necessidades da população.

Diferente do que temos conquistado em todo o Brasil, os estudantes não foram recebidos pelo prefeito, mas pela tropa da guarda municipal. Mesmo diante de um Brasil mais democrático que estamos conquistando, será que a Prefeitura de Manaus continuará fechando as portas para o povo? A violência será o único canal entre a juventude e seu governo?

A UBES, que ocupa seu lugar ao lado dos secundaristas na Jornada Nacional de Lutas da Juventude Brasileira em 2013, relembra que em diversos estados os estudantes tem conquistado grandes vitórias: em São Paulo, uma comissão de juventude foi recebida pelo Secretário de Educação, assim como na prefeitura, conquistando até cadeira no conselho da cidade. A própria Presidenta Dilma Rousseff recebeu a demanda dos estudantes na primeira semana de abril, em Brasília.

Manaus está entre as capitais do país que realizou a maior jornada de 2013, com quase 5 mil nas ruas, o que reafirma a existência de uma juventude aberta para o diálogo. Em nome da juventude manauense que tem em seu histórico de luta as passeatas pacíficas, os protestos nas praças que reúnen até mesmo trabalhadores e pais de família junto à estudantada, a UBES manifesta seu pedido por uma real abertura democrática na cidade e repúdio contra toda e qualquer forma de violência para os estudantes, o futuro do Brasil.

Fonte: Portal da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas



Vereadores votam na terça-feira uso de armas pela guarda municipal

DA REDAÇÃO 14/04/2013 15h15
 
foto
Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado
Guardas Municipais atualmente utilizam apenas cassetette
Na sessão de terça-feira (16), a Câmara Municipal de Campo Grande vota Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município que libera o uso de arma para os guardas municipais.
A proposta modifica a redação do inciso IV do artigo 8° e acrescenta parágrafos ao artigo 81, ambos da Lei Orgânica do Município de Campo Grande.
A iniciativa é de autoria dos vereadores Alceu Bueno, Mario César, Eng. Edson, Paulo Siufi, Coinga, Carla Stephanini, Carlão, Herculano Borges, Edil Albuquerque, Zeca do PT, Profª Rose, Cazuza, Airton Saraiva, Otávio Trad, Gilmar da Cruz, Prof. João Rocha, Flávio César, Elizeu Dionízio, Chiquinho Telles, Vanderlei Cabeludo, Waldecy Chocolate, Delei Pinheiro e Grazielle Machado.
PEC 37
Na terça-feira a Câmara Municipal também dará oportunidade para Fabiano Ruiz Castaldi, presidente da Associação dos Delegados – representante da Polícia Civil e  Antonio Carlos Knoll, diretor regional da Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal, que falarão sobre a PEC 37 que trata da competência para investigação criminal. 

Segurança Pública

Segurança será reforçada nos bairros e no Centro

Ação faz parte de uma estratégia maior que visa aproximar cada vez mais a Guarda Municipal da população
O anel central de Curitiba terá, em breve, rondas 24 horas feitas de bicicleta por agentes da Guarda Municipal de Curitiba, as ciclopatrulhas. Elas irão substituir as atuais motocicletas, que serão deslocadas para reforçar a segurança nos bairros mais afastados.
A ação faz parte de uma estratégia maior que visa aproximar cada vez mais a Guarda Municipal da população, resgatando o conceito de polícia comunitária.
Este foi um dos anúncios feitos na noite desta sexta-feira (12) durante consulta pública sobre o orçamento do próximo ano, que discutiu o tema segurança. Mais de 300 pessoas compareceram ao auditório da Fesp, no Centro da cidade.
No local, foram recebidas aproximadamente 150 sugestões. As discussões foram acompanhadas em tempo real por 23 mil pessoas, pela internet. A próxima consulta pública será realizada na segunda-feira (15), no Clube de Pesca Veneto, em Santa Felicidade, e discutirá os temas Ação Social e Abastecimento.
“Segurança é um tema que provoca intenso debate e grande participação da população”, comentou o prefeito Gustavo Fruet. “Embora a responsabilidade pelo assunto seja do Estado, existe uma pressão cada vez maior da sociedade pela busca de soluções locais e nós temos muitas ações neste sentido”, disse.
O prefeito lembrou que, logo nos primeiros dias de sua gestão, criou o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) de Segurança Pública Municipal, do qual ele é presidente e que reúne representantes municipais, estaduais e federais. “É necessário integrar todos os órgãos para melhorar a segurança. Essa é a nossa prioridade”.
O aposentado Januário Alves de Aquino, que já participou de outras duas consultas públicas nos últimos dias, queria falar exatamente sobre este assunto. “Para melhorar a segurança é preciso integrar as forças locais, estaduais e federais”, disse. Ele comentou sobre a importância da população fazer como ele e aproveitar a oportunidade de estar nos debates públicos. “Temos que participar das decisões sobre a cidade”, disse.
Durante a consulta, outro anúncio feito por Fruet foi sobre o aumento no número de Centros de Atenção Psicossocial de Curitiba (Caps) Álcool e Drogas 24 horas, que passará em breve a ter nove novas unidades. “É o maior investimento da história da cidade neste setor, o que demonstra um olhar para o futuro, de esperança”.
O diretor do departamento de Política Pública Sobre Drogas da Secretaria Municipal da Defesa Social, Diogo Busse, comentou que as drogas são hoje a causa direta de grande parte dos problemas na área de segurança de uma cidade. Ele informou que a meta principal é fortalecer a prevenção, o tratamento e a reinserção social.
“O foco não deve ser o produto químico, mas o ser humano que se tornou vítima do problema”, explica. A perspectiva, segundo ele, é que Curitiba se torne uma referência nacional no enfrentamento às drogas.
Outra pasta envolvida nos debates sobre a segurança foi a da Secretaria Extraordinária da Mulher. "A questão da violência contra a mulher deve tambem ser prioridade da Defesa Social", disse a secretária, Roseli Isidoro.
Ciclopatrulhas
Fortalecer a Guarda Municipal de Curitiba e resgatar a sua imagem de aliada da população é um dos grandes desafios atuais, segundo informou o prefeito Gustavo Fruet. “Os guardas municipais são parceiros da cidade e devem ter a confiança da população”, disse.
Para isso, uma das ações previstas é a implantação das ciclopatrulhas. “O fato de patrulharmos o Centro da cidade em bicicletas nos aproximará da população”, afirmou o diretor da Guarda Municipal, Cláudio Frederico de Carvalho. “As rondas com bicicletas permitirão uma maior interação dos guardas com moradores e comerciantes”, disse.
 Um aumento na mobilidade e visibilidade, além de maior proximidade com as pessoas são os grandes benefícios do novo modelo de patrulha. Segundo o diretor da Guarda Municipal, a Guarda Cidadã é uma filosofia de preservação máxima da vida, proposta pela atual gestão municipal para a área da Defesa Social de Curitiba.
 “A meta é aproximar cada vez mais a Guarda Municipal da população, priorizando o diálogo ao uso de armas”, enfatizou. O primeiro passo já foi dado, com a descentralização das viaturas nos bairros, criando eixos monitorados pela Guarda Municipal em todas as regionais da cidade.
 Outra ação recente foi a inauguração de 27 câmeras de videomonitoramento, no bairro Sítio Cercado. Com alta tecnologia, os equipamentos são interativos, contam com interfones e permitem ao cidadão se comunicar com a Guarda.
 Segundo informou Carvalho, o sistema de videomonitoramento de Curitiba conta com 153 câmeras de segurança em operação. No início deste ano, 56 câmeras de segurança da cidade estavam sem condições de uso, pois há três anos não recebiam manutenção. Destas, 34 já foram consertadas. A previsão é alcançar o número de 800 equipamentos até o fim do ano.
O prefeito destacou também os cursos de qualificação profissional, pelos quais 35% do efetivo da Guarda Municipal de Curitiba já foram submetidos neste ano. A meta é atingir 100% do efetivo, ou cerca de 1500 guardas, até o fim de 2013. “Vamos fortalecer cada vez mais a corporação”, disse.
 Pichação
A campanha “Pichação é Crime: Denuncie”, parceria entre a Associação Comercial do Paraná (ACP) e a Prefeitura de Curitiba, foi outro assunto abordado na consulta pública. “Este é um ótimo exemplo de parceria de sucesso entre o poder público e a sociedade privada”, disse o diretor da Guarda.
Nos primeiros dois meses de campanha, foram registradas cerca de 600 denúncias, através do fone 153 da Guarda Municipal de Curitiba, resultando em mais de 100 autuações. “Pedimos que a população continue participando e fazendo denúncias sobre pichações e sobre qualquer outra espécie de crime”.
Defesa Civil
Um dos primeiros moradores convidado a fazer sua pergunta ao prefeito durante a consulta pública sobre segurança foi Paulo Coelho Neto. Ele indagou sobre a capacitação da Defesa Civil do município. “No caso de um desastre ambiental ou uma calamidade, como enchentes, por exemplo, estamos preparados?”, perguntou.
Além de tranquilizar o morador em relação ao assunto, já que as equipes da Defesa Civil – que estão ligadas à secretaria municipal da Defesa Social - estão capacitadas para atender ocorrências graves, Fruet lembrou que o secretario municipal do Meio Ambiente, Renato Lima, é um dos maiores especialistas na área de catástrofes do País.
“Curitiba caminha para ser um modelo nacional na gestão de risco”, informou Lima. Ele detalhou ao morador várias ações recentes realizadas neste setor, inclusive com a criação de um novo departamento em sua secretaria, focado especialmente na gestão de situações de risco.
Paulo Ronan entrega uniformes novos para a Guarda Municipal - 13/04/2013
Conjunto tem botas especiais, fardas, calças e cinturões personalizados com as iniciais da corporação;
temp
temp-thumb
O prefeito de Águas de São Pedro, Paulo Ronan (PSDB), entregou na tarde desta sexta-feira 22 novos conjuntos de uniformes para a GCM (Guarda Civil Municipal). A aquisição foi feita com recursos próprios da prefeitura, e a intenção é investir nos homens e mulheres que ajudam a manter a segurança de moradores, turistas e veranistas.

A entrega simbólica foi feita com a presença do comandante da Guarda Municipal, Carlos Alberto Haber. Os conjuntos consistem em fardas, cinturões personalizados com as iniciais da corporação, além de botas normais e especiais para o patrulhamento com o auxílio de motos.

Os cinturões especializados têm coldre de manuseio rápido para arma de fogo, compartimento para spray de pimenta, além de outros acessórios utilizados pela Guarda.

“Os uniformes chegam em ótima hora, e isso faz com que o próprio Guarda desempenhe seu papel de forma mais tranqüila e segura. Investir na Guarda é sempre um ótimo caminho para manter a segurança da população”, afirmou o comandante da Guarda.

O prefeito da cidade destacou o ótimo trabalho da corporação, que além de fazer a vigilância de prédios públicos e assistir à população, também auxilia nas ações das polícias Civil e Militar.

“Águas de São Pedro sempre teve uma segurança exemplar, bem como os homens e mulheres de nossa Guarda. A prefeitura sempre procurou investir na corporação de acordo com o que é de nosso alcance”, falou o chefe do Executivo.

COLETES – No ano passado, a Guarda também recebeu 21 novos coletes à prova de balas e rádios para comunicação interna. Na ocasião, foram investidos R$ 18 mil. Antes, a corporação dispunha de apenas 11 coletes, os quais tinham que ser revezados entre os guardas diariamente.

Além disso, a Guarda de Águas de São Pedro é armada desde a década de 80 e desde o ano passado conta com um sistema de monitoramento eletrônico com 17 câmeras espalhadas em pontos estratégicos da cidade.

Vereadores votam na terça-feira uso de armas pela guarda municipal

DA REDAÇÃO 14/04/2013 15h15o Grande vota Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município que libera o uso de arma para os guardas municipais.
A proposta modifica a redação do inciso IV do artigo 8° e acrescenta parágrafos ao artigo 81, ambos da Lei Orgânica do Município de Campo Grande.
A iniciativa é de autoria dos vereadores Alceu Bueno, Mario César, Eng. Edson, Paulo Siufi, Coinga, Carla Stephanini, Carlão, Herculano Borges, Edil Albuquerque, Zeca do PT, Profª Rose, Cazuza, Airton Saraiva, Otávio Trad, Gilmar da Cruz, Prof. João Rocha, Flávio César, Elizeu Dionízio, Chiquinho Telles, Vanderlei Cabeludo, Waldecy Chocolate, Delei Pinheiro e Grazielle Machado.
PEC 37
Na terça-feira a Câmara Municipal também dará oportunidade para Fabiano Ruiz Castaldi, presidente da Associação dos Delegados – representante da Polícia Civil e  Antonio Carlos Knoll, diretor regional da Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal, que falarão sobre a PEC 37 que trata da competência para investigação criminal. 


Homem morre com tiro na cabeça após invadir casa no Jardim Bom Viver

Indivíduo, de 27 anos, foi baleado por um comerciante que acionou a Guarda Civil Municipal
Itu – Um homem foi morto a tiros na noite da última segunda-feira (8) no bairro Bom Viver. A vítima, de 27 anos, fazia parte de um trio que teria invadido uma residência no referido bairro. O próprio autor dos disparos foi quem acionou a Guarda Civil Municipal.
Segundo informações, por volta das 21h de segunda-feira, a Guarda Civil Municipal foi acionada para atender uma ocorrência de homicídio no bairro Bom Viver.
Um comerciante de 35 anos, disse que estava em sua casa, localizada nos fundos de uma mercearia, quando ouviu barulhos estranhos vindo do lado de fora. Ao perceber que três indivíduos invadiam a sua residência, sendo que pelo menos um deles estava com uma faca, ele efetuou um disparo de uma arma fogo e acabou atingindo a cabeça de um dos envolvidos.
Segundo os guardas municipais, o próprio comerciante fez contato via 199, informando que havia uma pessoa baleada em sua residência. Logo após o telefonema, ele deixou o local.
A Polícia Civil apreendeu o computador existente na residência, onde foram registrados arquivos da câmera instalada na porta do imóvel. Nas imagens, é possível ver o comerciante saindo da casa com um revólver na mão, pouco antes da chegada da GCM. A vítima foi identificada como Reginaldo Aparecido Barbosa, de 27 anos. A perícia técnica foi acionada e compareceu ao local do crime.


Da Redação
Curso, que vai até junho, possui nove disciplinas e carga de 20 horas / Foto: Robson de Almeida/PMSCS
Os 440 guardas civis municipais de São Caetano do Sul estão apurando suas técnicas para atender melhor a população. Desde o dia 1º de abril os integrantes da GCM passam por curso de aperfeiçoamento ministrado pelo Gabinete de Instruções da corporação. As aulas práticas e teóricas seguirão até junho, na sede da instituição (Avenida Fernando Simonsen, 160, Bairro Cerâmica).
Nove matérias compõem a grade do curso, que tem carga de 20 horas: Defesa Pessoal, Utilização da Tonfa, Técnicas de Abordagem, Técnicas Operacionais, Primeiros Socorros, Mediação de Conflitos, Policiamento Comunitário, Direitos Humanos e Segurança do Trabalho.
O curso atende exigência da Polícia Federal às guardas municipais do País. Após as instruções em sala de aula, os integrantes da corporação receberão mais 60 horas de aprendizado on-line, em ensinamento à distância ministrado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), ligada ao Ministério da Justiça.
Guardas habilitados em anos anteriores e técnicos da Prefeitura ministram o curso presencial. "Com este aperfeiçoamento os guardas, sem dúvida, estarão mais preparados para atender a população", ressalta a chefe do Gabinete de Instruções da GCM, Patrícia Cândido, que coordena a atividade com o subcomandante da corporação, Alexandre Cortez 

gm no dm


15/4/2013 às 22h13

O município e a Segurança Pública

DIÁRIO DA MANHÃ
ADRIANA ACCORSI
Vivemos dias de grandes transformações e nos deparamos cada vez mais com as consequências delas. Nossas cidades sofrem com o grande inchaço populacional,  provocado ao longo dos anos,  pela migração das pessoas que saem de seu habitat de origem em busca de condições melhores de vida,  e na mesma proporção, crescem os  problemas estruturais, já que as políticas públicas não conseguem resolvê-los na mesma velocidade em que se dá o crescimento populacional.
A Segurança Pública, uma das áreas estruturantes, tornou-se um grande desafio para nós gestores públicos. Preconizada em nossa Constituição Federal,  no artigo 144 como dever do Estado,  direito e responsabilidade de todos,  é sem sombra de dúvidas  a área que requer todas as nossas  atenções.  
Essa realidade tem colocado em evidência  uma tendência cada vez mais forte: a participação do município na gestão local dos problemas relacionados a violência e a criminalidade. Às Guardas Municipais,  na nossa Constituição,  foi reservada a proteção dos bens, serviços e instalações, atribuições que ao longo dos anos foram sendo ampliadas de acordo com sua atuação junto à população. Uma atuação, que comprovadamente, vem ganhando legitimidade uma vez que estão mais próximas das necessidades e anseios da comunicação.
Hoje as Guardas Municipais, sem ferir as atribuições das Policias Civil e Militar, têm um papel importante na prevenção da violência junto a  população, no sentido de coibir os altos índices de violência, porque conhece as características locais de cada município, o que faz com que  a atuação delas seja  um facilitador na identificação e solução dos problemas,  colaborando na prevenção do crime e consequentemente diminuindo os índices assustadores de criminalidade. Experiências exitosas nesta perspectiva em nosso país não faltam. 
Nosso trabalho frente a Secretaria Municipal de Defesa Social e da Guarda Municipal de Goiânia tem o claro objetivo de contribuir com a busca de soluções para os problemas da Segurança Pública, o  Seminário  "O papel do município na Segurança Pública" , que acontecerá no próximo dia 16, no auditório da Asmego, é prova disso. Nele vamos colocar em pauta o tema para a cidade de Goiânia, e ao mesmo tempo enfatizar entre nós  gestores, guardas municipais e lideranças comunitárias, o debate  que já vem acontecendo, prova disso é que, no ano passado  a Secretaria Municipal de Defesa Social - Semdef,  juntamente com a Guarda Municipal e a Prefeitura de Goiânia realizou um estudo sobre a Segurança Pública de Goiânia, através da consultoria do Prof. Luis Flávio Sapori  e elaborou o Plano de Segurança Municipal, que  será apresentado durante o seminário.
A nossa chegada na Semdef e  na Guarda Municipal foi recebida com entusiasmo e fez com que intensificássemos projetos que estavam em andamento e criássemos outros tão importantes para a nossa cidade. Algumas conquistas, que antes eram sonhos: na perspectiva da valorização profissional, o Plano de Cargos e Salários; a compra de novo fardamento  e a mudança da nomenclatura. Na perspectiva das políticas públicas sobre Drogas pactuamos com o Governo Federal sobre "Crack, é possível vencer";  através de parceiros como os Conselhos Comunitários de Segurança e a Polícia Civil vamos atuar no cuidado e resgate das praças e parques de Goiânia, devolvendo-as as famílias e a curto prazo, queremos anunciar a efetivação do projeto Goiânia Mais Segura, com a construção de bases de Guardas Municipais nos setores mais violentos, com o objetivo de realizar  um trabalho de prevenção com a população local.
Mais do que nunca temos a certeza de que a Segurança Pública é um dever de todos nós como cidadãs e cidadãos, agentes e gestores públicos. A Secretaria Municipal de Defesa Social através de seus servidores e da Guarda Municipal está fazendo a sua parte!
(Adriana Accorsi, secretária municipal de Defesa Social)
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!