Cadastre seu Email

quarta-feira, 5 de março de 2014

TIMON:Prefeitura cria Pelotão de Trânsito da Guarda Municipal

A Prefeitura Municipal de Timon anunciou, por meio do decreto nº 049/2014, a criação do pelotão da Guarda Municipal de Trânsito – GMTRANS. Por meio do pelotão, agentes efetivos da Guarda passam a ter autoridade para operar em ações do trânsito da cidade. Os agentes da GM que ficarão lotados nessa nova função não perderão suas funções e responsabilidades de guardas. O Departamento Municipal de Trânsito de Timon (Dmtrans) ficará responsável pela instalação do pelotão de trânsito criado pelo decreto.
Segundo informações cedidas pelo Chefe de Departamento Municipal de Trânsito de Timon (Dmtrans), Jeremias Sampaio, a maiorias dos Guardas Municipais já possuem conhecimento e experiência em atuações de trânsito.
Publicado Por: Igor Leonardo

TIMON:Prefeitura cria Pelotão de Trânsito da Guarda Municipal

A Prefeitura Municipal de Timon anunciou, por meio do decreto nº 049/2014, a criação do pelotão da Guarda Municipal de Trânsito – GMTRANS. Por meio do pelotão, agentes efetivos da Guarda passam a ter autoridade para operar em ações do trânsito da cidade. Os agentes da GM que ficarão lotados nessa nova função não perderão suas funções e responsabilidades de guardas. O Departamento Municipal de Trânsito de Timon (Dmtrans) ficará responsável pela instalação do pelotão de trânsito criado pelo decreto.
Segundo informações cedidas pelo Chefe de Departamento Municipal de Trânsito de Timon (Dmtrans), Jeremias Sampaio, a maiorias dos Guardas Municipais já possuem conhecimento e experiência em atuações de trânsito.
Publicado Por: Igor Leonardo

TIMON:Prefeitura cria Pelotão de Trânsito da Guarda Municipal

A Prefeitura Municipal de Timon anunciou, por meio do decreto nº 049/2014, a criação do pelotão da Guarda Municipal de Trânsito – GMTRANS. Por meio do pelotão, agentes efetivos da Guarda passam a ter autoridade para operar em ações do trânsito da cidade. Os agentes da GM que ficarão lotados nessa nova função não perderão suas funções e responsabilidades de guardas. O Departamento Municipal de Trânsito de Timon (Dmtrans) ficará responsável pela instalação do pelotão de trânsito criado pelo decreto.
Segundo informações cedidas pelo Chefe de Departamento Municipal de Trânsito de Timon (Dmtrans), Jeremias Sampaio, a maiorias dos Guardas Municipais já possuem conhecimento e experiência em atuações de trânsito.
Publicado Por: Igor Leonardo

Carro da Guarda Municipal pega fogo no Centro de João Pessoa


Condutor do veículo disse que o fogo começou ao parar no sinal.
Bombeiros foram chamados e ninguém ficou ferido.

Do G1 PB
Comente agora
Um veículo da Guarda Municipal deJoão Pessoa pegou fogo na noite desta sexta-feira (28) na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Lyceu Paraibano e Primeira Igreja Batista no Centro da capital.
O Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a ocorrência e constataram que os danos foram parciais, atingindo o motor, painel, capô e rodas dianteiras.
Segundo o motorista do carro o fogo teria começado quando ele parou em um sinal de trânsito.
“Ao parar aqui no sinal o carro começou a pegar fogo, eu creio que deve ter sido algum problema de instalação”, disse o inspetor Aílton Teixeira, que conduzia o veiculo no momento do incêndio. Apesar do susto nenhuma pessoa ficou ferida.

São Paulo

Na cidade mais violenta de SP, guarda municipal vai usar arma letal

Município de Caraguatatuba, no litoral, registrou índice de 28,3 homicídios por 100.000 habitante – quase o triplo da média do Estado

Eduardo Gonçalves
Vista aérea da cidade de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo
Vista aérea da cidade de Caraguatatuba, no litoral de São Paulo (Alexandre Battibugli)
Para tentar conter a onda de criminalidade que assola o município há três anos, a cidade litorânea de Caraguatatuba, a mais violenta do Estado de São Paulo, decidiu armar a Guarda Civil Municipal (GCM). Nesse período, a cidade figurou no topo do ranking de mortes por arma de fogo, com uma taxa de 28,3 homicídios por 100.000 habitantes – quase o triplo da média estadual, de 10,5 homicídios por morador. Também vai na contramão do Estado, que registrou redução no número de homicídios no ano passado.
Nesta semana, o prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva (PSDB), anunciou que abrirá um edital para contratar 80 homens guardas, que andarão armados – pistolas 380 e espingardas calibre 12. Os guardas começarão a atuar em dezembro, época em que a população da cidade praiana quadruplica por causa das férias. Cidades vizinhas, como São Sebastião e Ubatuba, já possuem uma GCM armada.
A delegada Nilze Baptista Scapulatiello, titular dos municípios de Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilha Bela, é uma das defensoras da ideia: “Tudo que vem para somar é importante. A GCM tem acesso a lugares, que não são de nossa competência, como escolas, hospitais e praças”. No entanto, ela ressalta a necessidade de a guarda receber “treinamento adequado”  para o porte de armas letais – na maioria das cidades, os homens da GCM não usam armas de fogo, atribuição das Polícias Militar e Civil.
Com 29 anos de experiência como delegada na capital paulista, Nilze, de 58 anos, está lotada há dois meses em Caraguatatuba com a missão de fortalecer a polícia local. “Estamos tentando agregar conhecimento [entre a capital e o litoral]. É preciso ter um setor de chefia de investigação, que coordene investigações e cobre relatórios melhor produzidos", disse ela, citando como exemplos a criação de departamentos de inteligência, nos últimos meses.
Os homicídios em Caraguatatuba estão relacionados a dois fatores: tráfico de drogas e brigas em bar. “O consumo de álcool e entorpecente estão sempre relacionados com os assassinatos”, disse a delegada. Ela ainda afirma que a maioria dos crimes ocorre no período noturno na periferia da cidade, onde os morros foram ocupados por construções irregulares. “O acesso a essas favelas é muito difícil. Outros criminosos ainda se escondem na Mata Atlântica”, afirmou a delegada, apontando uma das dificuldades na captura dos criminosos.
Assim como o prefeito, a delegada também não concordou com a posição de Caraguatatuba no ranking de homicídios por 100.000 habitantes. Segundo ela, o cálculo não levou em conta a população flutuante da cidade. No ano passado, foram registrados 31 homicídios, dois a mais do que em 2012. Os meses com maior incidência do crime foram janeiro (4), dezembro (4) e abril (5). "Este por causa do feriado de Páscoa", disse a delegada.

Imagens mostram agressão a guardas municipais no Vale do Itajaí


Agentes de Balneário Camboriú foram atacados com garrafas de vidro.
Suspeitos foram identificados pela Polícia Militar na tarde desta terça (4).

Do G1 SC
4 comentários
Imagens mostram o momento em que jovens arremessam garrafas de vidro contra seis guardas municipais na madrugada desta terça-feira (4) em Balneário Camboriú, no Vale do Itajaí. O vídeo mostra quando a Polícia Militar chegou ao local para reforçar a segurança, mas os suspeitos não se intimidaram e lançaram mais objetos (veja ao lado).
Uma pane no sistema impediu as câmeras de monitoramento da PM de gravar o ataque à Guarda Municipal de Balneário Camboriú por volta das 2h30 desta terça (4), mas o vídeo divulgado foi feito por uma pessoa que estava no local e registrou a cena. O flagrante ocorreu nas proximidades da Praça Almirante Tamandaré, na avenida Atlântica, e os suspeitos foram identificados pelos agentes.
Durante uma coletiva, na tarde desta terça (4), o secretário de Segurança Pública Dão Koeddermann disse que um agente foi ferido. "Houve um disparo de arma de fogo por alguém que estava no local que nós não conseguimos identificar", declarou. Uma viatura teve o vidro da parte traseira destruído. Na fuga, os criminosos ainda quebraram o vidro da fachada de uma loja no Centro da cidade e as roupas da vitrine foram furtadas.
A Polícia Civil informou que vai investigar os fatos. "Contamos com o auxílio da população para que nos enviem fotos ou imagens que foram captadas e registradas durante o evento para que possam nos auxiliar na identificação dessas pessoas e, consequentemente, responsabilizá-las pelos crimes que praticaram", disse o delegado Osnei de Oliveira.

NERVOSINHO NO PLANTÃO

Médico do João XXIII ameaça guarda municipal que foi baleado em UPA

Oftalmologista teria se irritado ao receber uma multa de outros guardas por estacionar em local proibido; segundo vítima, doutor disse que ele era culpado e, por isso, receberia "tratamento diferenciado"



PUBLICADO EM 03/03/14 - 09h40
Depois do susto de ficar entre a vida e a morte após ser baleado na semana passada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Belo Horizonte, o guarda municipal Leanderson Leonardo de Souza, de 32 anos, passou por uma situação, no mínimo, constrangedora dentro do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na região Leste de BH. Antes de receber alta, nesse domingo (2), o homem foi ameaçado por um médico que teria sido multado por colegas de profissão da vítima.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a companheira de Souza contou que seu marido se recuperava dos ferimentos em um dos quartos da enfermaria quando um técnico de enfermagem chegou e o apresentou ao médico oftalmologista.
Em seguida, o doutor, que ainda não foi identificando, teria mostrado ao paciente um canhoto de notificação de trânsito e questionou se o guarda saberia informar quem havia aplicado a multa.
Mesmo com o homem internado, o médico ainda alegou que sempre estacionou o seu carro no mesmo lugar e nunca foi notificado. Além disso, o suspeito afirmou que o guarda seria o culpado pela multa, uma vez que, com ele internado no hospital, aumentou o número de guardas no local.
Por fim, o oftalmologista disse que era influente na unidade de atendimento e que, a partir daquela situação, Souza receberia “tratamento diferenciado”. Militares do 1º Batalhão foram acionados e não conseguiram localizar o doutor.
O técnico em enfermagem responsável por levar o médico ao paciente disse que só o conhecia de vista e que ele estaria de plantão nesse domingo. A coordenação do João XXIII tomou conhecimento do caso, os militares foram até a sala em que o suspeito deveria ficar, mas ele não estava.
Ainda conforme informações da coordenação passada aos militares, o profissional de oftalmologia que deveria ficar no plantão no domingo era uma médica. O registro do B.O foi acompanhado pela companheira de Souza e por um outro guarda municipal.
A  assessoria de imprensa  da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), responsável pelo hospital, informou que as denúncias serão apuradas pela direção do João XXIII para que as medidas cabíveis sejam tomadas. Já a assessoria da Guarda Municipal disse que a investigação do ocorrido ficará a cargo da Polícia Civil. 
Relembre o caso do guarda
Souza foi baleado no dia 24 de fevereiro após tentar impedir que três homens entrassem de uma só vez para visitar um paciente que estava internado na UPA Norte. Na ocasião, uma enfermeira de 53 anos também foi atingido por disparos da arma de fogo.
No dia 26, dois homens foram detidos suspeitos de participação no crime. Rafael Maciel Corrêa, de 26, conhecido pelo apelido de "Sinistro", foi capturado após o roubo de um veículo no bairro Jardim Vitória, região Nordeste da capital.
O suspeito é pai da criança que estava recebendo atendimento na unidade. Além dele, um adolescente de 17 anos também foi apreendido.

Guarda Municipal é atacada por grupo de vândalos em praça de Balneário Camboriú


Cinco agentes da Guarda Municipal de Balneário Camboriú foram atacados por vândalos  na madrugada desta segunda-feira, na praça Almirante Tamandaré, no centro da cidade, por volta das 2h, minutos após o término do show de Luana Santana, que foi realizado no Pontal Norte.
A confusão teve início com uma briga entre algumas pessoas que estavam na praça, que foi inicialmente contida pelos guardas municipais. Minutos depois, a briga reiniciou e quando os agentes da Guarda Municipal faziam uma nova intervenção começaram a ser atacados com pedras e garrafas por aproximadamente 100 pessoas, segundo o relato de testemunhas.
Divulgação/PMSC/ND Vale
Confusão ocorreu depois do show no Pontal Norte
Os objetos foram atirados contra os agentes, os automóveis e também contra a base de segurança da guarda, que fica instalada na praça. De acordo com o secretário de Segurança de Balneário Camboriú, Dão Koeddermann, dois disparos de arma de fogo foram efetuados durante a confusão.
Os guardas pediram reforço da Polícia Militar que usou bombas de feito moral, balas de borracha e spray de pimenta para tentar controlar a situação. Pessoas que não estavam envolvidas no confronto tentaram se abrigar em bares e restaurantes que tiveram que fechar as portas para proteger os clientes.
Parte dos vândalos que conseguiu fugir do cerco da polícia seguiu pelas avenidas Atlântica e Central, destruindo placas de trânsito e lixeiras. Uma loja teve a vitrine quebrada e foi saqueada pelos criminosos.
Dez pessoas foram presas, entre elas três adultos e sete menores, que foram encaminhados à delegacia da mulher. Ninguém ficou ferido com gravidade.
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!