Cadastre seu Email

quarta-feira, 31 de outubro de 2012


Guarda municipal é flagrado em posse de bolsa com drogas em Londrina

Um guarda municipal foi flagrado em posse de uma bolsa com drogas neste domingo (21), na base sul da corporação, recentemente inaugurada às margens do Lago Igapó I. O caso será investigado pela Corregedoria; enquanto isso o profissional deve fazer apenas serviços internos.

O corregedor adjunto da corporação, Júlio César Sales, informou que o guarda encontrou uma bolsa feminina com entorpecentes e não teria relatado o caso, como é de praxe. O objeto foi encontrado pelo supervisor em uma das mesas da base, que repassou ao diretor da Guarda, Deividy Leal.
Por volta das 15h30 deste domingo, Deividy Leal foi comunicado e puniu preventivamente o profissional. O fato deve ser entregue em até três dias à Corregedoria da Guarda Municipal, que terá a responsabilidade de descobrir se o homem quis se apropriar indevidamente da bolsa e seu conteúdo.
Recentemente, a Corregedoria abriu um inquérito para apurar uma denúncia feita pelo portal odiario.com de que um guarda municipal estaria com uma arma de eletrochoque no atendimento de uma ocorrência na Rua São Salvador.
O equipamento é proibido pela corporação e só pode ser utilizado após a realização de um curso de treinamento.
Em 24/10/2012 - 12:00 
Guardas Municipais de Araras recebem novos uniformes
Por: Redação Canal Rio Claro
 


A Guarda Municipal continua recebendo investimentos do Governo de Araras. Essa semana foram entregues 400 novos conjuntos de uniformes aos gms. Cada um deles é composto por boné, camisa, calça e camiseta - recentemente, os guardas também receberam novos coturnos.

Durante a atual administração, foram adquiridas ainda 15 novas viaturas, equipamentos de comunicação e de transmissão de dados de GPS (Sistema de Posicionamento Global – rastreamento via satélite das viaturas), coletes à prova de bala, além da contratação de novos gms. O objetivo é garantir mais condições de trabalho aos integrantes da corporação e mais segurança aos munícipes.

Camuflados
Nesta quarta-feira (24), também está prevista a entrega de conjuntos de uniformes camuflados que serão utilizados pelas equipes da Ronda Rural, responsável pelo patrulhamento de toda área rural do município, visando evitar crimes e aumentar a segurança para a população que reside no campo.

As pessoas que precisarem do auxílio da Guarda Municipal podem entrar em contato pelos telefones 153 ou 3541-1532. A denúncia pode ser feita anonimamente.


25/10/2012 13:29

Aprovada emenda que amplia atuação da Guarda Municipal em Campo Grande

Aumentar texto Diminuir texto
Wendell Reis
Os vereadores de Campo Grande aprovaram na sessão desta quinta-feira (25), com 17 votos favoráveis, a Proposta de Emenda à Lei Orgânica nº 55/12, de autoria do vereador Alex do PT, que modifica o artigo 81 da Lei Orgânica do Município de Campo Grande, ampliando a área de atuação da Guarda Municipal, que passará a cuidar e proteger também a integridade física da população.
Como o projeto é uma emenda à Lei Orgânica, não há necessidade de aguardar o prefeito sancionar e a lei já passa a ter validade a partir da publicação, após assinatura do presidente da Câmara, Paulo Siufi.
O presidente da Associação dos Guardas Municipais, Hudson Pereira Bonfin, explicou que o projeto é importante e fará com que os guardas municipais possam ter respaldo para agir contra as pessoas que quebram a ordem pública ou constranjam um cidadão. Agora, a guarda não precisará chamar a Polícia Militar para atender uma ocorrência.  Sobre o uso de armas de fogo, o presidente da associação comentou que a previsão é que comecem a usar no próximo ano. “Já tivemos o primeiro treinamento, o de manuseio da arma. Agora vamos fazer o treinamento de tiro e psicológico. Hoje a Guarda Municipal conta com 1.400 homens”, afirmou Hudson.
O presidente da Câmara lembrou que o projeto é importante porque a guarda deixa oficialmente de cuidar paredes e computadores para auxiliar na segurança pública, papel já exercido, a exemplo, na Câmara. Para ele, agora sim os servidores poderão sentir-se guardas municipais.
O autor do projeto, vereador Alex do PT, destacou que a guarda passa a proteger a vida humana, principal patrimônio do mundo. O vereador Airton Saraiva (DEM) e a vereadora Thais Helena (PT) lembraram da questão salarial e da necessidade de melhorar a segurança da cidade, que está entre as principais reclamações da sociedade.
O vereador Athayde Nery (PPS) acredita que a lei fará com que os guardas deixem de ser tratados como empregados dos policiais e também possam se defender, visto que agora terão que andar armados para proteger o cidadão e a própria vida.
O projeto também foi assinado também por Paulo Siufi (PMDB), Profª Rose (PSDB), Thais Helena (PT), Herculano Borges (PSC), Dr. Jamal (PR), Vanderlei Cabeludo (PMDB), Pau

29/10/2012 07h31 - Atualizado em 29/10/2012 10h21

Discussão iniciou após motorista expor guarda ao risco de atropelamento.
Caso ocorreu na Avenida Fausto Pietrobom na noite de domingo (28).


Um guarda municipal foi detido após agredir uma mulher que não obedeceu a ordem de parada na Avenida Fausto Pietrobom, no Jardim Planalto, em Paulínia (SP). O caso ocorreu na noite deste domingo (28).
Segundo a Polícia Militar, a discussão teria começado por conta do risco de atropelamento que a motorista colocou o guarda. O bate-boca atraiu a atenção de quem passava pelo local e a polícia foi chamada. Quando os policiais chegaram a mulher estava com ferimentos no corpo e o veículo estacionado na avenida.
O guarda foi levado para a delegacia, autuado por lesão corporal e abuso de autoridade. Após prestar esclarecimentos, o homem foi liberado. A motorista passou por exame de corpo de delito. O caso foi registrado no plantão policial da cidade.

A Guarda Municipal informou que está acompanhando o caso e se comprovado o excesso por parte do guarda, será aberto procedimento apuratório.

Para ler mais notícias do G1 Campinas e Região, clique em g1.globo.com/campinas. Siga também o G1 Campinas e Região no Twitter e por RSS.

Pará
Publicidade

Segurança não deve ser deixada de lado




Em uma cidade composta por mais de 390 mil jovens entre 15 e 29 anos - de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) , a maior preocupação com a garantia da segurança passa longe do simples aumento de efetivo dos profissionais que atuam na coibição e prevenção de crimes e delitos, apesar da necessidade.
Com 914 homens na ativa e mais 315 em preparação, a Guarda Municipal de Belém, órgão de vigilância do município, possui, atualmente, um déficit de pelo menos 1.700 homens. Independente disso, para o geógrafo e especialista em segurança pública e planejamento urbano, Aiala Colares, o principal desafio da segurança para a gestão de Belém está ligado à implantação de políticas públicas que atuem de dentro para fora nos bairros mais necessitados. “Quando se pensa em políticas públicas, se percebe a ausência de projetos sociais que não atingem alguns bairros de Belém. As políticas públicas, hoje, ficam muito aquém do que a população precisa”, afirma o especialista. “O principal desafio é fazer com que políticas cheguem às áreas que mais precisam, pensadas de dentro para fora”.



JUVENTUDE
Em processo de realização de um estudo que avalia a geografia do crime na metrópole, o professor não consegue ver outra saída para a diminuição da criminalidade que não a prevenção a partir dos jovens. “Hoje a quantidade de jovens envolvidos na criminalidade é muito grande. Que projetos municipais de cultura e lazer que realmente funcionem nós temos hoje?”, questiona. “Não conheço projetos que procurem tirar os jovens das ruas. Existe uma dificuldade grande de manter alunos dentro da sala de aula. São problemas que, muitas vezes, estão dentro do ambiente familiar. Os jovens se envolvem muito cedo nos crimes”.
Apontados por muitos como uma das grandes medidas para coibir a violência nos bairros periféricos, o asfaltamento de ruas também não é visto por Aiala como a melhor saída para os problemas enfrentados por Belém com relação à criminalidade. “Mas do que asfaltar ruas, é necessário fazer com que o asfalto chegue junto com outros projetos sociais. Só o asfalto gera conflito entre a polícia e os criminosos”, acredita.
“Hoje, o que se tem é uma cultura do crime e o grande desafio da prefeitura é saber como quebrar esse modelo para construir um novo tipo de cultura que parta do olhar de quem mora na periferia”.



GBEL
Subcomandante da Guarda Municipal de Belém, o inspetor Adailton Tavares, também acredita que a prevenção é um dos caminhos que podem levar à diminuição da violência. “A constituição prevê que a Guarda deve proteger bens, serviços e instalações, mas não nos exime em colaborar na segurança pública. Nós, inclusive, sempre somos chamados para atuar em operações conjuntas com as Polícias Civil e Militar”, afirma. “Nós também atuamos de forma ostensiva através de agentes em pontos fixos e das rondas ostensivas”.
(Diário do Pará)

camara municipal de goiania aprova beneficios para funcionarios

NotíciasVoltar
APROVADA JORNADA DE 20 HORAS SEMANAIS PARA ESPECIALISTA EM SAÚDE APROVADA JORNADA DE 20 HORAS SEMANAIS PARA ESPECIALISTA EM SAÚDE 
30/10/2012 11:57
Após muita discussão, plenário aprovou redução da jornada semanal de várias categorias da área da saúde
Após inclusão e inversão de pauta, o plenário aprovou hoje(30) por maioria dos votos (15X6) em segunda e última votação, matéria do Executivo que concede uma série de benefícios a várias categorias profissionais no funcionalismo público municipal, entre elas, a redução da jornada de trabalho de Especialistas de Saúde para 20 horas semanais à semelhança dos médicos do Município.

A discussão do projeto ocupou praticamente toda a sessão que foi acompanhada das galerias por dezenas de farmacêuticos que reivindicavam a inclusão da categoria na redução da jornada de trabalho.

No uso da tribuna livre o presidente do SindSaúde, Fábio Basílio, cobrou empenho dos parlamentares ressaltando as péssimas condições de trabalho que o Município oferece nas unidades públicas de saúde. Ele acrescentou que a extensão da jornada de 20 horas/semanais irá beneficiar 14 categorias profissionais da Prefeitura.

Para isso foi acatado parecer da comissão do Trabalho e Serviço Público com emenda do vereador Geovani Antônio(PSDB) ao parágrafo 2 do artigo 10 da lei 8.916 e que passa a ter a seguinte redação: “A jornada de trabalho dos ocupantes dos cargos de Médico e Especialista em Saúde será de 20 horas semanais”.

As outras categorias que serão beneficiadas, além dos farmacêuticos são: fisioterapeutas, biólogos, biomédicos, assistentes sociais, nutricionistas, enfermeiros, fonoaudiólogos, arteterapeutas, musicoterapeutas, profissionais de educação física, psicólogos, químicos e bioquímicos.

Além da redução da jornada de trabalho, o projeto original enviado pelo prefeito Paulo Garcia também prevê o adicional por tempo integral para o servidor da saúde, “no percentual correspondente ao acréscimo de até 20 horas semanais, sem prejuízo das demais vantagens”.

O projeto aprovado hoje também modifica dispositivos de outras leis relativas aos servidores da educação: agente de apoio educacional, assistente administrativo e ao analista em obras-engenharia de Segurança do Trabalho, que segundo justificativa do Executivo, visa adequar o Plano de Cargos e Salários ao que preceitua a Constituição Federal. O projeto segue agora para sanção do Executivo.
(Quézia Alcântara)
 
Todas as notícias
Câmara Municipal de Goiânia Av. Goiás, 2001 Setor Central - Goiânia - GO 74.063-900 Fone (62) 3524-4200
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!