Cadastre seu Email

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Vereador critica ‘descaso’ com a Segurança
12/08/2013
Hilário Ruiz (PT) cobra do Executivo policiais para distritos, função delegada e criação da Guarda Municipal
O vereador Hilário Juliano Ruiz de Oliveira (PT), classificou como “descaso com os munícipes” a não implantação imediata da chamada função delegada em Olímpia, atividade por meio da qual policiais militares trabalham para o município em suas horas de folga, usando o aparato da corporação – viaturas, armas, uniformes, etc., cuidando do patrimônio municipal e sendo remunerados pelos cofres públicos.
“Temos projeto votado na Câmara criando as bases (de segurança) de Baguaçu e Ribeiro dos Santos. Foi total descaso com os munícipes”, classificou Ruiz também quanto ao não atendimento dos moradores daqueles distritos que clamam por mais segurança.
Quanto ao dilema da segurança na cidade de modo geral, diz ele que “enquanto a população cresceu 11% nos últimos dez anos, a Polícia Civil encolheu 11%. E na PM não é diferente, você pergunta e eles dizem que não têm efetivo”, relatou.
Diante dessa situação, Ruiz vê como solução a criação em Olímpia da Guarda Civil Municipal. “Temos que tratar disso”, cobra. “Este ano é ano de discutir Orçamento. Vamos abrir uma rubrica no Plano Plurianual, na Lei de Diretrizes Orçamentárias e começar a discutir a implantação da Guarda Municipal. Podemos começar com um efetivo menor, vamos aumentando depois por meio de parcerias, mas temos que iniciar. Existe a lei, que precisa ser reformulada, mas precisamos implantar a Guarda Municipal, é uma demanda de muitos anos”, complementa.
Sobre as alegações do Executivo de que o alto custo inviabiliza a proposta, Ruiz diz que, se for assim, “vamos discutir a função delegada, na qual também vai recurso, por meio das gratificações que irão para a PM”.
“Nosso orçamento tem crescido ano a ano. Para onde estão indo os recursos?”, pergunta. “Temos que direcionar, priorizar, e a Segurança, como a Saúde e a Educação, tem que ser prioridade. A Guarda Municipal, já passou da hora. Tem município menor que tem”, finaliza.

Intenção de roubar dinheiro fica clara em reconstituição, diz delegada

Intenção de roubar dinheiro fica clara em reconstituição, diz delegada


Ação foi realizada nesta quinta-feira (22), em Mairinque (SP).
Menor participou da reconstituição na casa do subcomandante da GCM.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí

O menor de idade suspeito de participação no crime esteve na reconstituição encabeçada pela Polícia Civil do crime que matou o subcomandante da Guarda Civil Municipal de Mairinque (SP), Laércio de Souza Lanes, de 48 anos, e a mulher dele, Lindalva Prado Lanes, de 38 anos, nesta quinta-feira (22). 
 Segundo a delegada Fernanda Ueda, responsável pela investigação, o menor refez todas as cenas encapuzado para não ser identificado. Para a delegada, a reconstituição deixou clara a intenção dos criminosos. "Eles entram [na casa] com a finalidade de subtrair as armas e o dinheiro. Isso ele [menor]  confirma. Inclusive, aponta quem pega o dinheiro, quem pega as armas. Isso está claro para gente", ressalta Fernanda.
A ação, que contou com a participação de policiais militares, civis e de guardas municipais, durou 45 minutos. Os peritos criminais fotografaram todos os momentos da reconstituição, realizada na casa da família do subcomandante. A polícia usou dois carros na garagem da casa para simular os veículos da família.A delegada conta que o jovem confirmou a versão do crime que contou na delegacia. "O adolescente infrator, que já se encontra custodiado na Fundação Casa, manteve sua versão, confirmando alguns comparsas e sua participação no crime", comenta.
Com o crime esclarecido, a polícia investiga por pistas de outros participantes do crime. Além do menor que participou da reconstituição, outras duas pessoas já foram detidas pela polícia suspeitas de terem participado da ação criminosa que resultou na morte do casal.
A polícia também identificou outro suspeito de ter participado do crime: um jovem, de 21 anos, que está foragido, é apontado pela polícia como mentor intelectual do crime e responsável pelos disparos que mataram o guarda Laércio e Lindalva, e deixou o filho de 10 anos ferido, também baleado na cabeça. Ainda conforme a polícia, o rapaz que está sendo procurado era vizinho da família.
O filho do subcomandante da Guarda Civil Municipal que foi atingido por um tiro na cabeça continua internado na UTI do Hospital Regional. Segundo os médicos, ele está consciente e o estado de saúde é considerado estável.
Entenda o caso
Laércio e a esposa foram mortos na noite do dia 9 de agosto dentro de casa. Segundo a polícia, o subcomandante foi encontrado sentado à mesa da sala de jantar. Ele ainda estava com a farda da Guarda Municipal, pois havia acabado de chegar do trabalho. A mulher estava caída ao lado dele, com as mãos amarradas para trás.
Os dois foram atingidos com tiro na cabeça. A princípio, a arma usada seria uma espingarda calibre 36, usada para caça. Eles morreram no local. O filho do casal também levou um tiro na cabeça e foi internado no Hospital Regional de Sorocaba.
Os criminosos fugiram nos dois carros da família. Um deles capotou na fuga e o outro veículo foi encontrado queimado. As duas armas do guarda também foram levadas.
Segundo a polícia, o caso foi registrado como latrocínio, pois os criminosos invadiram a residência da família para roubar o dinheiro da venda do imóvel do guarda. Ainda conforme a polícia, os ladrões não conseguiram o dinheiro, pois a venda teria sido feita por transação bancária.
  •  
Menor detido participou de reconstituição de crime que matou guarda municipal de Mairinque (Foto: Reprodução/TV TEM)Encapuzado, menor de idade detido participou da reconstituição na casa do subcomandante da Guarda Civil Municipal morto em Mairinque (Foto: Reprodução/TV TE
M

Marinha do Brasil Promove Parceria Com a Guarda Municipal de Ilha Solteira




A Marinha do Brasil, através da Capitânia fluvial do Tietê-Paraná, mediante convenio com a GCM de ilha Solteira estará realizando Curso de capacitação para os Guarda Municipais, para condução de embarcação e fiscalização Aquaviária.
O Secretário Municipal de Segurança de Ilha Solteira Gilmar Batista e o Chefe de Divisão de Segurança GCM Renato Augusto, foram recebidos pelo Comandante da Capitânia Fluvial do Tietê-Paraná da Marinha do Brasil Capitão de Fragata Márcio Costa Lima, sediada na cidade de Barra Bonita-SP.
O objetivo da reunião, foi de formalizar assuntos pertinentes ao Convênio para possibilitar execução do Plano de Gerenciamento de Orla em Ilha Solteira alem de Curso de Formação Aquaviário (CFAQ) para os integrantes da Guarda Municipal.
O Comandante ficou extremamente feliz pela iniciativa adotada por Ilha Solteira, tendo em vista que, em outras ocasiões à Marinha que procura as Prefeituras.
Maiores informações, poderão ser colhidas pelos telefones (18) 3742-4352 e (18)  3743-6080, ou pelo email: ilhatransito@yahoo.com.br, e ou pelo site https://www.mar.mil.br/

Policial Militar de Diadema é preso pelo assassinato do GCM Dos Anjos de São Caetano do Sul

quarta-feira, 28 de agosto de 20132comentários

Apenas seis dias depois, a Polícia Civil de São Caetano esclareceu o único homicídio registrado neste ano no município. E autuou um soldado da Polícia Militar de 25anos que trabalha em Diadema e não teve seu nome divulgado, e seu amigo, um comerciante Leonardo Antônio da Silva  Oliveira de 21, pelo assassinato do guarda municipal Neurivan dos Anjos Batista, 27, ocorrido na madrugada do dia 21, na região central da cidade. Segundo a apuração da equipe de investigação da Delegacia Sede local, o policial, que mora em Mauá, estava de folga e resolveu aproveitar a noite junto do colega, que já atuou como soldado temporário da corporação. Os dois iriam entrar em uma casa noturna na Rua Goitacazes, mas não encontravam vaga para estacionar o Fiesta preto do amigo, que dirigia o carro, o que os levou a ficar dando voltas pelo quarteirão. 

Relembre o  caso:
GCM é executado com 6 tiros de pistola .40 em São Caetano do Sul / SP

O fato de passarem repetidamente pelo mesmo lugar chamou a atenção do GCM Dos anjos e outros três guardas civis que estavam à paisana, trabalhando em um bico como seguranças de um estacionamento. Por volta da 0h10, após o policial voltar de bar na Rua Baraldi, o guarda-civil se aproximou, o que fez o policial assassino pensar que se tratava de um assalto. Como reação, sacou a pistola ponto 40 oficial da corporação e baleou três vezes a vítima. A polícia conseguiu chegar à dupla por meio de imagens das câmeras de segurança do bar e de comprovantes de pagamento com cartão. Não está descartada possível troca de tiros, já que foram achadas cápsulas da pistola calibre 380 registrada e particular que o guarda portava. Policial e amigo alegaram que ficaram desesperados com o ocorrido, por isso fugiram e se esconderam por dois dias no Guarujá, no Litoral.De acordo com o delegado titular Paulo Tucci o soldado confessou o crime. O soldado, que tem apenas três meses na corporação e nunca havia entrado em troca de tiros, foi encaminhado para o presídio Romão Gomes, na Capital, enquanto o amigo está na Cadeia municipal. Os acusados vão responder por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe. As penas podem variar de 12 a 30 anos de prisão em regime fechado.
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!