Cadastre seu Email

sexta-feira, 9 de março de 2012

Foragida, aluna de curso de Guarda Municipal é presa no Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quarta-feira, a foragida da Justiça Jessica da Silva Coelho, 25 anos. Ela fugiu da operação Dedo de Deus, que desarticulou a máfia do bicho no Estado do Rio. Segundo o delegado Rafael Willis, Jessica foi detida em São Cristóvão, quando participava do curso de formação para a Guarda Municipal do Rio.

Ela foi encaminhada para carceragem da Polinter/Grajaú, e em seguida, levada para o presídio feminino em Bangu. A ação que resultou na prisão de Jéssica contou com o apoio do setor de inteligência da Guarda Municipal.

Acusado de assalto é posto em liberdade QUA, 07 DE MARÇO DE 2012

Acusado de assalto é posto em liberdade

QUA, 07 DE MARÇO DE 2012Foi posto em liberdade na tarde desta quarta-feira (07) por força de um mandado judicial expedido pelo juiz da comarca de José de Freitas, Dr. Lirton Nogueira, o jovem Hélcio Aurélio da Costa, vulgo Helcinho, residente no bairro Tijuca em José de Freitas, preso no dia 3 de fevereiro deste ano pela Guarda Municipal.

Helcinho é acusado de espancar e assaltar em companhia de outro elemento, o gerente da agência da empresa São Joaquim, José Luis Soares, de 62 anos de idade. O crime foi praticado na madrugada do dia 3 de fevereiro, a poucos metros da casa da vítima, na Rua José de Sampaio Almendra, centro, José de Freitas.

O advogado do acusado, Dr. Edivaldo Cunha, declarou que o relaxamento da prisão do seu constituinte aconteceu por excesso de prazo da promotoria para fazer a denúncia do acusado junto ao Juiz. O defensor informou ain que o pedido de relaxamento da prisão foi feito baseado no artigo 46 do Código Penal Processual Brasileiro (C.P.P.B), que estando preso acusado, o órgão acusatório tem o prazo de cinco dias para oferecer a denúncia ao juiz, fato que não aconteceu.

Dr. Edivaldo Cunha, advogado do acusado

Edivaldo relatou também que seu cliente atende aos requisitos necessários para concisão da medida, considerando que o acusado é réu primário, tem bons antecedentes e emprego fixo e que diante disso seu constituinte reapoderar o processo em liberdade condicional.

Por Chagas Silva (Portal Em Dia)

Quinta, 08 de Março de 2012 - 10h10 ( Atualizado em 08/03/2012 - 14h55 ) Ladrão morre após troca de tiros com a Guarda Municipal

Quinta, 08 de Março de 2012 - 10h10 ( Atualizado em 08/03/2012 - 14h55 )

Ladrão morre após troca de tiros com a Guarda Municipal

Quatro homens armados arrombaram uma loja de roupas no centro de Sertãozinho

Da reportagem

Tamanho da LetraA-A+

Foto: Aline Bonilha / A CidadeLadrões utilizaram um Voyage para arrombar a porta; veja mais fotosLadrões utilizaram um Voyage para arrombar a porta; veja mais fotos

Um homem morreu e outro foi preso durante troca de tiros com Guarda Civil Municipal (GCM) de Sertãozinho, na madrugada desta quinta-feira (8).

Por volta das 4 horas da manhã, um guarda que fazia patrulhamento na Praça 21 de Abril, região central da cidade, ouviu um forte barulho e foi até o local verificar o que aconteceu.

Ao se aproximar de uma loja de roupas que estava com a porta arrombada, o guarda foi recebido a tiros por quatro suspeitos e pediu reforço pelo rádio.

Os ladrões utilizaram um Voyage furtado em Ribeirão Preto para invadir a loja, conhecida por vender peças de marcas famosas. Após cinco viaturas realizarem o cerco, os bandidos abandonaram o carro dentro do estabelecimento e fugiram em um Golf verde, com placas de Uberaba, que dava apoio aos suspeitos.

Houve perseguição e aproximadamente três quarteirões do local os assaltantes abandonaram o segundo veículo, iniciando a troca de tiros.

Nivaldo Nuno Almeida Barbosa, de 18 anos, morreu baleado, e Paulo Vitor Spindola, 24 anos, foi preso em flagrante. Outros dois homens conseguiram fugir, porém a polícia já possui pistas sobre a identidade dos suspeitos.

Um revólver foi apreendido e cerca de 120 peças de roupas que estavam no porta-malas do Golf foram recuperadas. Segundo o delegado que registrou a ocorrência, Spindola deve responder por tentativa de homicídio, furto qualificado, formação de quadrilha e receptação.

Mulher é agredida pelo irmão em Uberaba

Mulher é agredida pelo irmão em Uberaba
Guardas tiveram que disparar a arma taser para conter o agressor. Vitima não vai prestar queixa.
Foto: g1.globo.com
Leia Também
Uma mulher foi espancada na noite desta segunda-feira (5) em Uberaba pelo próprio irmão, no Bairro Fabrício. O agressor foi flagrado por guardas municipais e reagiu. Ele só parou quando um dos guardas usou a arma de choque. Ele foi preso e disse que agrediu a irmã para se defender. Os guardas municipais contaram que faziam ronda pelo bairro quando foram surpreendidos por gritos. “Nós paramos a viatura e fomos ver a situação, a mulher estava pedindo socorro e quando chegamos até ela o agressor se recusou a parar de bater e veio para cima dos guardas. Neste tipo de situação somos autoridades e precisamos disparar o taser - que emitem uma descarga elétrica capaz de imobilizar uma pessoa”, explicou o guarda municipal Esdras Siqueira. A vítima informou que há muito tempo vinha se desentendendo com o irmão, mas que foi a primeira vez que chegaram à agressão física. Segundo ela, ele tem problemas psicológicos e estava embriagado. Os dois receberam atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro São Benedito. A mulher teve fratura no nariz e vários hematomas pelo corpo. Já o agressor precisou retirar do abdome os dardos lançados pela arma de choque. “O agressor foi medicado e foi constatada apenas a lesão do taser”, contou Siqueira. Segundo informações da UPA, o estado de saúde dele é estável. A mulher disse que não vai representar contra o irmão.
Fonte: g1.globo.com

GUARDAS MUNICIPAIS Câmara aprova projeto de aumento 08.03.2012

GUARDAS MUNICIPAIS

Câmara aprova projeto de aumento

08.03.2012

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, na manhã de ontem, o projeto de lei ordinária que reajusta os vencimentos base dos servidores da Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza. Enviada à votação plenária com apenas uma emenda aditiva, a proposição foi votada sem qualquer discordância quanto à redação final da matéria, apesar de discussões acaloradas entre membros da base aliada e da oposição terem acontecido durante toda a manhã. Com a aprovação do projeto, os funcionários da Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza receberão, a partir de 1º de janeiro de 2012, reajuste de 3,10% no salário base, que passa de R$ 513,00 para R$ 622,00. Além disso, ficam também incorporados ao Plano de Carreiras, Cargos e Salários das categorias a Vantagem Pessoal Reajustável (VPR), no valor de R$ 295,60, e auxílio refeição de R$ 6,70 por dia de serviço, sendo ambos os benefícios exclusivos para os servidores ativos. O projeto segue agora para a sanção da prefeita Luizianne Lins (PT). Reajuste "A proposta aprovada não é a ideal, mas já representa um importante ganho para a categoria, que não recebia reajuste havia três anos", atesta Márcio Cruz, presidente do Sindiguardas, presente no plenário da Câmara, no momento da votação. O interesse da categoria, segundo ele, era o reajuste do salário base para R$ 900,00, valor que já é pago para funcionários da Guarda Municipal de diversos municípios da Região Metropolitana de Fortaleza, como Caucaia. A única emenda apresentada, de autoria da Comissão Mista de Legislação e Orçamento da Casa, garante os reajustes ao salário da categoria inclusive para efeito de aposentadoria. A emenda, conforme destacado diversas vezes pelo líder da prefeita no Legislativo municipal, Ronivaldo Maia (PT), foi formulada em conjunto com o Sindicato dos Guardas Municipais da Região Metropolitana de Fortaleza (Sindiguardas). "A aprovação da emenda, elaborada em conjunto com as próprias categorias, é a representação máxima de que, na visão da Prefeitura, o acordo está aí para ser cumprido. Agora, vamos nos empenhar para garantir ainda este mês a folha complementar para pagar os benefícios", declarou Ronivaldo. Na semana passada, o vereador João Alfredo (Psol) havia apresentado quatro emendas ao projeto, que previam uma série de benefícios adicionais para as categorias. Porém, após reunião de negociação entre o sindicato dos guardas municipais e membros da base aliada, ele concordou em retirar as emendas. "Do jeito que está, não haverá discrepância nenhuma entre base e oposição. O nosso maior interesse nesse caso é o acordo", declara o vereador. Apesar de o projeto do reajuste ter sido aceito de forma unânime, houve bate boca entre membros da base e da oposição durante toda a votação da manhã de ontem. Os ânimos esquentaram após o vereador Eron Moreira (PV) criticar a postura dos oposicionistas, que, segundo ele, antes criticavam a Guarda Municipal pela atuação no controle de manifestações de servidores.

Polícia PublicidadeSexta-feira, 09/03/2012, 00h14 Deficiente físico diz que sofreu agressão física

Polícia

Sexta-feira, 09/03/2012, 00h14

Deficiente físico diz que sofreu agressão física

O delegado Armando Mourão, diretor da Seccional da Marambaia, abriu inquérito policial, na manhã de ontem, para apurar suposto espancamento de um feirante, deficiente físico, fato que teria ocorrido no entorno do Shopping Castanheira, no dia 20 de janeiro deste ano, durante uma operação desencadeada pela Secretaria de Economia de Belém. A suposta vítima também registrou pedido de providências na 1ª Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos. Trata-se do feirante Mauro Pureza da Silva que denunciou os guardas municipais Risoneida Barros da Silva, F. Nascimento, e um terceiro guarda não identificado, de tê-lo espancado, sendo que depois, estranhamente, o levaram preso para a Delegacia do Bengui, quando o certo seria levá-lo para a Seccional da Marambaia ou, quando muito, para a Delegacia do Atalaia. No Bengui, conta Mauro, foi autuado em flagrante, pelo crime de desacato à autoridade. A vítima diz que nasceu com deficiência física na perna esquerda e a deformidade se ampliou por causa de um acidente de trabalho que sofreu. Alega que sua condição de portador de necessidades especiais foi desrespeitada pelos guardas, que o teriam algemado, humilhando-o, assim, muito mais. Antes de ser levado para o Bengui, Mauro conta que os guardas o levaram para uma sala no Pórtico Metrópole, onde a Guarda Municipal ocupa como uma espécie de posto. Ali teria sido também humilhado com palavras ofensivas. O delegado Mourão encaminhou ontem, no final da manhã, ofício solicitando à comandante da Guarda, Hellen Margarete, que faça a apresentação dos dois guardas identificados, para serem ouvidos em depoimento na seccional, na próxima semana. O feirante foi encaminhado, por Mourão, para uma perícia no Centro de Perícias “Renato Chaves”, para ser determinado o seu grau de impossibilidade física. Com relação ao terceiro guarda, serão tomadas providências para identificá-lo, isso se os dois guardas não o fizerem. (Diário do Pará)

AGMGO NO "DIÁRIO DA MANHÃ"

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!