Cadastre seu Email

domingo, 6 de novembro de 2011

Resende Sempre que ocorre um homicídio tem-se a impressão de que a violência na cidade está atingindo seu ápice, mas, apesar do índice ser alto, ele tem diminuído em Resende. De acordo com um relatório divulgado esta semana pelo Centro de Estatística e Informação da Guarda Civil Municipal de Resende (GCMR), de janeiro a dezembro do ano passado a polícia registrou 43 casos de homicídios na cidade, número proporcionalmente superior ao total de registros realizados este ano, que chega a 30. Como faltam menos de dois meses para terminar 2011, para que o índice de homicídios deste ano fique igual ao de 2010 seria preciso que ocorresse mais de um homicídio por semana, em média, até o fim de dezembro. Os números da Guarda Municipal, baseados em registros da 89ª DP (Resende), em dados da Perícia Técnica e do IML (Instituto Médico Legal) computam ainda que o número de acidentes com mortes, apesar de muito alto, também diminuiu proporcionalmente. Em 2010 foram registrados 45 acidentes com mortes no município, contra 26 óbitos até o início de novembro. De acordo com o delegado titular da 89ª DP, Marcus Drucker, Resende é uma cidade tranquila no que se refere à criminalidade: - Os casos de homicídios em Resende têm diminuído, mas o que acontece, às vezes, é que um determinado crime chama mais atenção e então as pessoas ficam comentando. O caso repercute na mídia e isso dá a impressão de que tem aumentado o número de homicídios, mas realmente esse não é o caso do município - afirmou o delegado, ressaltando que estatisticamente o número de crimes com homicídios tem diminuído. Ele, porém, faz um alerta: - Quando o final de ano se aproxima sempre aumenta o nível de violência. É a época do Natal e as pessoas acabam se desentendendo, ficam angustiadas por causa de salário, isso sempre acontece. Uns ficam mais alegres e brigam, outros mais tristes e também brigam. As estatísticas mostram que a situação fica tumultuada nesse período. Para Drucker - que assumiu a 89ª DP em janeiro, o grande problema de Resende é social e não criminal, como acontece em muitas cidades. - São famílias pouco estruturadas, que brigam, criam problemas. Com relação ao problema criminal o índice é pequeno, nós tivemos problema no meio do ano com relação ao tráfico, mas conseguimos prender dois dos principais traficantes e a situação ficou estagnada. Resende tem uma situação geograficamente complicada, estamos na divisa com o estado de São Paulo e o crack vem de lá. O uso é muito pulverizado, então trabalhamos muito, mas sabemos que temos que estar sempre enxugando gelo, porque não vai secar - concluiu o delegado. Confira a matéria na íntegra na edição impressa do DIÁRIO DO VALE deste domingo, 6 de novembro Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,48527,Numero-de-homicidios-diminui-em-Resende.html#ixzz1cxmZcacj

Em fuga, carro com assaltantes despenca em viaduto da BR-277 Eles tinham acabado de roubar um carro Kia Soul no bairro Cajuru. Um morreu na queda

Uma perseguição policial terminou em um grave acidente de trânsito durante a tarde desta quinta-feira (03), no viaduto da BR-277 com a Linha Verde, em Curitiba.Os dois bandidos, que tinham acabado de roubar um carro Kia Soul, na rua Luiz França, no bairro Cajuru, estavam no carro. Um morreu e outro sofreu ferimentos leves. Era por volta das 15h40 quando os assaltantes saíram em disparada ao avistarem a chegada da Guarda Municipal, mas a fuga terminou no viaduto da BR-277, sentido Curitiba, como explicou o guarda Rafael Santiago. “O carro deles bateu na traseira de um Celta e voou por cima do viaduto, caindo na marginal. Eles estavam armados e um revólver calibre 38 foi apreendido”, destacou. Ainda segundo o guarda, os assaltantes fizeram menção de atirar contra a viatura da guarda. “Foi por pouco que não houve troca de tiros. Um cidadão de bem nos avisou sobre os ladrões, abordaram a senhora quando chegava para trabalhar, com uma criança junto”, detalhou. Um suspeito, ainda não identificado, morreu na hora, ele teria sido ejetado do veículo. O outro, Everton Marcondes Farias, segundo os socorristas do Siate, foi salvo pelo air bag. Ele será encaminhado ao Hospital do Cajuru e, em seguida, levado até a delegacia. As informações são da Rádio Banda B.

Frota da Guarda Municipal ganha 13 novos veículos

A patrulha da Guarda Municipal do Recife contará com 13 novos veículos a partir desta sexta-feira (3). Os carros serão utilizados em rondas escolares, proteção de praças, teatros, monumentos e outros equipamentos municipais. Com os novos carros, a Guarda Municipal passa a contar com uma frota de 25 viaturas. Os veículos são do modelo Palio Weekend 1.6 e possuem ar-condicionado, adesivos refletivos para melhor identificação e sirene em LED. Os carros são equipados com tela de proteção de aço separando o motorista dos bancos traseiros, nos moldes das viaturas policiais. A nova frota custou R$ 468 mil à Prefeitura do Recife.

GM de Arapongas é referência estadual

Com pouco mais de três anos, a Guarda Municipal de Arapongas (GMA) já é considerada modelo para outros municípios do Paraná. A unidade de guarda civil é uma das mais bem equipadas e atuantes da região. Ao interagir e agir com a Polícia Militar, tem contribuído com o serviço de segurança pública, mesmo não utilizando armas de fogo. Os equipamentos dos guardas são a arma de eletrochoque não letal, Taser, cassetete, escudo, colete à prova de balas, algemas e rádio comunicador. A equipe, composta por 56 guardas, conquistou o respeito da comunidade, como parceira no serviço de segurança, que vai além do cuidado com prédios públicos. “Hoje podemos afirmar que é referência até fora do Estado, porque temos prezado pela qualificação e treinamento permanente da equipe”, diz o secretário Municipal de Segurança de Arapongas, Edwain Arduim. Os guardas municipais já participaram de operações de caça a assaltantes, apreensão de drogas, resgate e outras. O efetivo foi subdividido em grupos seccionados, em guardas do trabalho ostensivo e trânsito, operadores da Central de Monitoramento Eletrônico da cidade e Grupo de Apoio Tático (GATE), composto por oito profissionais, com quatro motos, e duas picapes. “Temos o GATE Canil, que atua integrado com a Polícia Militar para ações especiais”, conta Arduim.

Programa Goiânia Mais Segura completa 100 dias

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!