Cadastre seu Email

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Guarda municipal é legítimo para efetuar prisão

Prisão em flagrante efetuada por guarda municipal é legal por ser ato de proteção à segurança social. Com esse entendimento, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou o Habeas Corpus impetrado por um condenado por tráfico de drogas em São Paulo. Ele pretendia anular o processo e a sentença condenatória com base na alegação de ilegalidade da prisão feita por guardas municipais. O relator do caso, ministro Arnaldo Esteves Lima, negou a liminar ajuizada pela defesa. Ao examinar o mérito, agora pela Turma, a prisão foi mantida. “Eventual irregularidade praticada na fase pré-processual não tem o condão de inquinar de nulidade a ação penal, se observadas as garantias do devido processo legal, da ampla defesa e do contraditório, restando, portanto, legítima a sentença condenatória”, asseverou o ministro. Segundo ele, mesmo não sendo a prisão atribuição dos guardas municipais prevista constitucionalmente, trata-se de ato legal, em proteção à segurança social, razão pela qual não cabe nulidade. O ministro lembrou que a Constituição estabelece, no artigo 144, parágrafo 8º, que os municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme disposição da lei. E o artigo 301 do Código de Processo Penal prevê a prisão de qualquer um encontrado em flagrante. “Se a qualquer do povo é permitido prender quem quer que esteja em flagrante delito, não há falar em proibição ao guarda municipal de proceder à prisão”, concluiu Arnaldo Esteves Lima. De acordo com os autos, a defesa do acusado alegou constrangimento ilegal na prisão feita por autoridade incompetente, fator que vicia todo o processo. Pediu que fosse declarado nulo o processo, bem como o decreto condenatório. A defesa pediu, ainda, o relaxamento da prisão. Com informações da assessoria de imprensa do Superior Tribunal de Justiça. HC: 129.932

segunda-feira, 26 de abril de 2010

SP-Assaltante morre baleado em troca de tiros com guardas municipais em Boituva, SP

Um assaltante morreu baleado após uma troca de tiros com a Guarda Municipal dentro de um posto de combustíveis em Boituva, a 117 km de São Paulo, nesta madrugada. Segundo a Guarda Municipal, quatro suspeitos de assaltar uma pizzaria foram abordados no momento em que foram abastecer o carro num posto de combustíveis.

A câmera de circuito interno do estabelecimento registrou a reação dos criminosos. Houve troca de tiros. Um dos quatro assaltantes foi baleado e morreu. Os três foram presos e encaminhados à delegacia da cidade. Dois deles, maiores, devem ser encaminhados a alguma cadeia da região. Um outro, menor, ficará à disposição da Justiça.

RS-BM critica uso de arma pela Guarda Municipal

Coronel afirma que servidor errou ao disparar arma que feriu adolescente em Novo Hamburgo.

Em guerra com a prefeitura desde que assumiu o comando da Brigada Militar no Vale do Sinos, o coronel Nicomedes Barros criticou duramente a Guarda Municipal de Novo Hamburgo pela abordagem mal-sucedida, que acabou com um adolescente baleado na sexta-feira. O oficial condena o uso de armas de fogo pela corporação, principalmente ao fiscalizar o trânsito. – A missão constitucional das guardas é cuidar do patrimônio público e não fazer o trabalho da polícia. Eles cuidam do trânsito armados e quando há situações como essa querem agir como policiais, o que não sabem fazer – reclama Barros. Segundo o comandante, até ontem a BM não tinha sido avisada da ocorrência, que culminou com o garoto Manolo Ferreira da Silva, 12 anos, ferido na cabeça por um tiro desferido pelo agente Celso Barbosa, 39 anos. Conforme a versão do guarda à polícia, um motorista de um Santana não respeitou o alerta para parar e tentou atropelá-lo. Para parar o veículo, Barbosa teria atirado duas vezes para acertar os pneus do carro, mas um dos tiros acertou Manolo, que estava em outro carro com o pai. O garoto, que permanece internado, deve receber alta no início desta semana. – Se o motorista não parou, não vai ser a guarda que fará isso. Eles deveriam ter acionado a Brigada. Fizeram tudo errado – lamenta Barros A partir dessa falha, a Brigada pretende entrar no caso. O coronel já pediu o relatório ao grupamento da BM responsável por fiscalizar os treinamentos e licenças das guardas municipais. Barros quer saber se os agentes estão com as permissões e os cursos de reciclagem em dia. O atrito do oficial com a prefeiturao se acirrou com a disputa sobre a operação das câmeras de vigilância no fim de 2009. O coronel requisitava que o serviço, hoje executado pela guarda, fosse repassado à BM. Com a guerra aberta, os convênios com a Brigada acabaram, inclusive os treinamentos dos agentes.
OBS; AINDA BEM QUE NAS GUARDAS MUNICIPAIS DO BRASIL , O USO INDEVIDO DE ARMAS DE FOGO NÃO É CORRIQUEIRO, É CASO ISOLADO. NAS PMs PELO BRASIL TODOS OS DIAS TEM INCIDENTE DE TIRO, SE DESCOBREM QUADRILHAS FARDADAS ,TRAFICANTES ENTRE ELES,MATADORES DE ALUGUEL,ETC. E POR ''LÁ'' TUDO ISSO É NORMAL.NINGUEM OS QUESTIONA,O DESPREPARO É COTIDIANO! .....É POR ISSO QUE VIEMOS PRA FICAR,GUARDAS MUNICIPAIS,POLICIAMENTO LOCAL COM DIGNIDADE SEM CORRUPÇÃO NEM PRECONCEITO.

SP-Guarda Municipal de Volta Redonda faz treinamento

Nesta segunda-feira (26), 20 guardas municipais de Volta Redonda farão um treinamento para utilização do novo sistema de rádio de comunicação, que passará a ser digital.

Esta é mais uma etapa de implantação do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que entrará em funcionamento a partir de maio. Os guardas serão divididos em duas turmas - no período da manhã e da tarde - e a capacitação será ministrada em uma empresa especializada, no bairro Aterrado.

Segundo o comandante da Guarda Municipal, major Luiz Henrique Monteiro Barbosa, "cada guarda municipal na via terá seu equipamento, que passa de analógico para digital, sendo que as viaturas terão ainda um GPS, que facilitará aos operadores do Ciosp a identificar quem está mais próximo para fazer o deslocamento e atender à ocorrência".

Ainda segundo Luiz Henrique, os atendimentos de socorro ganharão mais agilidade e a integração entre as forças de segurança da cidade - Guarda Municipal, Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Central de Ambulâncias -, trará mais tranquilidade e eficiência, beneficiando a todos.

Ainda esta semana, integrantes do Batalhão de Choque da Policia Militar do Rio de Janeiro estarão em Volta Redonda para treinar os 250 guardas municipais e 50 vigias patrimoniais sobre os aspectos legais e o emprego do bastão ‘tonfa'.

SC-Guarda amplia efetivo nas ruas de Blumenau

A Guarda Municipal de Trânsito de Blumenau pede que o motorista tenha paciência na volta para casa no final de tarde desta segunda-feira. O fluxo de veículos deve ser intenso nas principais ruas da cidade. Apenas a Rua 1º de Janeiro, no Bairro Itoupava Norte, continua interditada por causa da enchente. A Guarda de Trânsito também interditou a passarela de pedestres da Rua Pedro Zimmermann, entre a Uniasselvi e a BR-470. A Rua Progresso, que ficou interditada durante quase todo o dia, já está liberada. A Guarda de Trânsito colocou um efetivo maior de agentes na rua nesta segunda-feira para organizar a volta para casa do blumenauense.

MS-Guarda Municipal faz blitz na área Central de Dourados

A Guarda Municipal por volta das 10h realizou na Rua Hayel Bon Faker com Pedro Rigote uma blitz de trânsito. A operação contou com 16 GMs, 07 viaturas da GMD e 01 equipe da Polícia Militar. Foram fiscalizados vários tipos de infrações com destaque para os condutores que estavam com a documentação do veículo atrasada, dirigindo veículo sem habilitação. Os condutores também foram notificados por terem modificado o escapamento da moto sem autorização do Detran. O resultado final contabilizou várias notificações de trânsito, sendo recolhidos para o pátio de DETRAN-MS 10 motos e 02 veículos de passeio.

SP-Ladrões invadem Catedral de Jundiaí, SP, e levam dinheiro de doações de fiéis

As doações feitas por fiéis católicos na Catedral de Jundiaí, a 65 km de São Paulo, durante a semana passada, foram furtadas neste fim de semana. Os ladrões entraram por um dos vitrais da catedral, e depois arrombaram os seis cofres. O furto foi feito durante a madrugada, quando a igreja permanece fechada. Segundo a administração da igreja, é impossível calcular o valor do prejuízo, já que não há controle sobre as doações antes da contabilidade.

A invasão aconteceu pelo lado menos movimentado da igreja. Assim os ladrões também evitaram a câmera de segurança da Guarda Municipal.

Dentro da Catedral os ladrões arrombaram seis cofres que guardavam as doações. Um sacristão que abriu a igreja descobriu o furto nesta segunda-feira. O diácono já perdoou os assaltantes.

Depois do furto a igreja deve ser equipada com um sistema de segurança. Câmeras de vídeo serão colocadas em todas as portas para gravar o movimento de fiéis. Além disso, sensores de presença serão instalados para avisar quando o local é invadido durante a noite e madrugada. A igreja também deve retirar todos os dias os dinheiros de dentro dos cofres.

O diácono diz que em 15 anos este foi o segundo furto no local. O furto será investigado por policiais do 1º Distrito.

A trajetória e o horror do crack

Informe Geral

Os fatos criminosos, as conseqüências horripilantes na área social e familiar e o sortilégio causado ao usuário do crack, comprovam que essa droga, sem sombras de dúvidas, é mais perigosa do que todas as outras juntas.

De poder avassalador e sobrenatural, o crack sempre vicia o usuário quando do seu primeiro experimento e o que vem depois é a tragédia certa. Crack e desgraça são indissociáveis e quase palavras sinônimas. O crack é a verdadeira degradação humana.

Há alguns anos atrás, quando o crack foi introduzido no Brasil, em especial em São Paulo, seu uso estava praticamente restrito a classe paupérrima da nossa sociedade devido ao seu baixo custo de venda, começando assim a sua trajetória com os moradores de rua que eram viciados em álcool, maconha ou em cheirar cola e que assim viam naquela nova e poderosa droga mais barata e acessível, a pretensa solução para resolver ou para esquecer dos seus problemas.

Na época as autoridades constituídas viviam as ilusões de que esse subproduto da cocaína não sairia do consumo dos mendigos, dos pobres, dos desafortunados e dos desgraçados, por isso pouco se importavam com a problemática, contudo, o seu consumo rompeu esse quadrilátero, conquistou as demais classes sociais, expandindo-se rapidamente, virando uma epidemia nacional e aí, diante do clamor público, o Estado passou a correr atrás do prejuízo.

A dimensão da tragédia é difundida nos diversos Estados da Nação através de reportagens jornalísticas que comprovam o retrato devastador em todos os lugares possíveis e imagináveis aonde chegou o filho mortal da cocaína. O crack invadiu grandes e pequenas cidades, periferias e lugares de baixa a alta classe social, municípios, povoados, zona rural e já chegou até às aldeias indígenas.

O fracasso da política antidrogas do governo federal é estampado nos quatro cantos do Brasil. A cada reportagem televisiva assistimos atônitos pessoas adultas, jovens, adolescentes e crianças consumindo o crack, deitados no chão das praças, das calçadas, debaixo dos viadutos, das marquises, sem se incomodarem com nada ou mesmo correndo em desespero, vivendo aquele mundo imaginário, sem perspectiva de vida alguma. Meninos e meninas na flor da idade se prostituem até por 1 real e praticam qualquer ato ou tipo de crime possível em busca do crack. Famílias inteiras se desesperam vendo os seus entes queridos buscando o fundo do poço pelo crack.

O crack trás a morte em vida do seu usuário, arruína a vida dos seus familiares e vai deixando rastros de lágrimas, sangue e crimes de toda espécie na sua trajetória maligna. Assistimos recentemente com imensa tristeza e pesar uma reportagem mostrada na TV Record em que crianças recém nascidas de mães viciadas em crack, são também barbaramente atingidas pelos efeitos nefastos da droga. Nascem como se viciadas fossem, com crises de abstinências, com compulsão à droga, tremores, calafrios e com problemas físicos diversos, principalmente com lesões no cérebro que provavelmente os levarão às demências ou a outros tipos de problemas inerentes, ou seja, uma nova geração de vítimas do crack sem sequer ter consumido a droga por vontade própria. A maioria das mães drogadas também perdem o instinto materno e terminam doando os seus filhos debilitados.

Ao contrário da maioria das drogas, o crack não tem origem ligada a fins medicinais, muito pelo contrário, ele nasceu para alterar o estado mental do usuário, para viciá-lo de maneira sobrenatural e para aniquilar todos os seus órgãos, levando-o a uma morte breve, mas sofrível para si e para todos que o cercam.

A cocaína gerou o crack para terminar de arrasar as diversas gerações que dele buscam sensações diferentes, mas que não imaginam que na verdade caminham para a desgraça absoluta. Achando pouco os efeitos insanos da droga mãe, o homem adicionou ao lixo do processo da sua fabricação, alguns produtos químicos altamente nocivos e perigosíssimos para a saúde humana para depois repassá-la ao seu semelhante como passaporte para a morte.

Absurdamente são adicionados à borra da cocaína para compor uma fórmula maligna e cruel, a amônia que é usada em produtos de limpeza, o ácido sulfúrico que é altamente corrosivo e usado em baterias automotivas, querosene, gasolina ou outro tipo de solvente que é para dar a combustão ao produto e, para render aumentando a sua lucratividade, a cal virgem, ou cal viva que também é tóxica e usada em construções ou plantações, que ao serem misturados e manipulados se transformam numa pasta endurecida de cor branca caramelizada onde se concentra mais ou menos 40% a 50% de cocaína. Assim nasceu o crack para o bem do traficante, para o mal da sociedade e para o horror da humanidade.

A fumaça altamente tóxica do crack é rapidamente absorvida pela mucosa pulmonar excitando o sistema nervoso, causando euforia e aumento de energia ao usuário, com isso advém, a diminuição do sono e do apetite com a conseqüente perda de peso bastante expressiva. Logo o usuário sente a aceleração ou diminuição do ritmo cardíaco, dilação da pupila e a elevação ou diminuição da pressão sanguínea, ou seja, uma transformação total da sua normalidade física.

Com o tempo o crack causa destruição de neurônios e provoca ao seu usuário a degeneração dos músculos do seu corpo, conhecida na medicina como rabdomiólise, o que dá aquela aparência esquelética ao indivíduo, ou seja, ossos da face salientes, pernas e braços finos e costelas aparentes.

O usuário do crack pode ter convulsão e como conseqüência desse fato, pode levá-lo a uma parada respiratória, coma ou parada cardíaca e enfim, a morte. Além disso, para o debilitado e esquelético sobrevivente seu declínio físico é assolador, como infarto, dano cerebral, doença hepática e pulmonar, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC), câncer de garganta e traquéia, além da perda dos seus dentes, pois o ácido sulfúrico que faz parte da composição química do crack assim trata de furar, corroer e destruir a sua dentição.

O crack vai destruindo o seu usuário em vida ao ponto dele perder o contato com o mundo externo, se tornando uma espécie de zumbi, ou morto-vivo, movido pela compulsão à droga que é intensa e intermitente. Como os efeitos alucinógenos têm curta duração, o usuário dela faz uso com muita freqüência e a sua vida passa a ser somente em função da droga.

Ainda não existem estatísticas oficiais nos Estados brasileiros que venham a comprovar o rastro da devassidão e desgraça causada pelo crack, entretanto já se comentam que as vítimas fatais mensais superam em dobro as vítimas de acidentes de trânsito, e em assim sendo, considerando que o Brasil sempre está nas primeiras colocações em mortes de transito no contexto mundial, conclui-se, portanto, que estamos caminhando para o caos absoluto por conta dessa droga.

Pelas matérias jornalísticas observa-se que o Estado do Rio Grande do Sul é o mais atingido pela tragédia do crack. Segundo o Jornal Zero Hora, há cinco usuários de crack para cada grupo de mil gaúchos, enquanto que é previsto para até o final do ano de 2012, apesar da grande taxa de mortalidade, que essa população de zumbis alcance o número de 300 mil componentes.

Já aqui no nordeste, mais de perto em Salvador, capital da Bahia, é fato em notícia que 80% das pessoas com idade entre 12 a 25 anos que vem a óbito são egressos do crack e morrem do crack ou pelo crack.

A dificuldade que o dependente do crack tem ao querer deixar o seu consumo também é imensa e requer uma força de vontade fora do comum, diferente do que acontece com os usuários das outras drogas.

A Universidade Federal de São Paulo atestou uma pesquisa que acompanhou a trajetória de 131 usuários de crack após 12 anos da saída dos mesmos de um hospital de tratamento, chegando a seguinte conclusão: Apenas 33% se recuperaram e venceram a droga, enquanto que 67% foram derrotados, e desse número, 17% continuavam dependentes, 20% desapareceram, 10% estavam presos e 20% foram mortos em decorrência do mal da droga ou assassinados por conta dela.

Conclui-se assim que estamos caminhando para uma espécie de genocídio, ou seja, morte em massa decorrente de ações de uma causa só, conforme previu o traficante colombiano Carlos Lehder Rivas, preso e condenado nos Estados Unidos da América em 1985, ao afirmar naquela data que o crack seria a terceira bomba atômica a ser lançada contra a humanidade e que iriam morrer mais pessoas do que todas as guerras mundiais juntas.

Correndo contra o tempo o Ministério da Saúde lançou um Programa emergencial em junho de 2009 que prevê investimentos na ordem de 118 milhões de reais até o fim de 2010, com proposta de aumentar o número de leitos e de profissionais dedicados à saúde mental, assim como, de instalações de novos núcleos de apoio à saúde da família e centros de atenção psicossocial, entretanto, essa verba, mostra-se pequena para a extensão da gravidade do problema.

Enquanto isso, milhares de pessoas no Brasil ingressam na Justiça com ações contra o Estado pleiteando direito à indenização ou ao tratamento adequado em clínicas particulares para os seus familiares viciados que estão vivendo o drama do crack. Nesse sentido o Estado de Sergipe é exemplo nacional através do Juiz de Direito da Comarca de São Cristóvão, Manoel Costa Neto, que além de desenvolver um trabalho de conscientização contra os riscos do uso dessa droga, vem decidindo em sentenças justas e humanitárias, através das ações individuais apoiadas pelo Ministério Público e posteriormente por conta de uma Ação Civil Pública ingressada pela Defensoria Pública, que todo aquele dependente químico, principalmente do crack, que reside dentro da circunscrição daquele município, já pode ter do Governo a compensação no seu tratamento, ou seja, o Estado está sendo obrigado a arcar com as despesas dos drogados em clínicas particulares.

O crime organizado continua investindo pesado do tráfico de drogas. Muita cumplicidade perversa promove e mantém o crack no seio da nossa sociedade. Tudo prolifera e floresce com muito arranjo sinistro. A política de repressão ao tráfico não esta sendo suficiente para conter o avanço do crack. A Polícia, apesar de todos os esforços empreendidos, com prisões e apreensões diariamente de muitos traficantes e de grandes quantidades de crack, não é forte o bastante para vencer essa batalha.

Assistimos também desolados, jovens e crianças abandonando as escolas e recrutados pelo tráfico em troca do crack e algumas migalhas em dinheiro. O documentário apresentado pela Rede Globo no programa Fantástico no ano de 2006 denominado “Falcão - meninos de tráfico” comprovou essa triste realidade brasileira. Durante as gravações, 16 dos 17 meninos “falcões” entrevistados morreram, sendo 14 em apenas três meses, vítimas da violência na qual estavam inseridos.

Por sua vez, apesar de tudo isso, apesar dessa realidade brutal e com perspectivas de piorar ainda mais a sua problemática, sentimos o poder público ainda meio tímido, sem verdadeira vontade política para debelar tal situação.

O Estado tem a obrigação de investir em massa não só na área curativa do mal, mas também na repressão e principalmente na prevenção que é a raiz da problemática, elaborando projetos que efetivamente influenciem os nossos jovens a nunca experimentar droga alguma, em especial o crack, ou então teremos taxas de mortalidade inaceitáveis com o suposto genocídio em ação, tragédias familiares e sociais no extremo, além do aumento geométrico da criminalidade, destarte para os crimes de furto, roubo, homicídio e latrocínio por conta dessa droga avassaladora.

Aliados a tais medidas governamentais é preciso também da conscientização popular principalmente na área da educação. Dentre as formas de prevenir está a questão de se oferecer atividades escolares extracurriculares que despertem mais atenção dos estudantes, além de um convívio mais profundo e dialogado entre alunos com professores, psicólogos e especialistas, assim como, entre pais e filhos, para enfim, lutarmos com todas as forças possíveis contra essa epidemia. Não podemos achar que a polícia e a medicina resolverão os problemas, que, muitas vezes, se iniciam nos lares, escolas, festas, shopings center e outros lugares de convivência social, principalmente dos jovens, mais expostos, por vários motivos, à atração do mundo das drogas.

(Delegado de Policia. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Publica pela Universidade Federal de Sergipe)

(Archimedes Marques)

archimedes-marques@bol.com.br

quarta-feira, 21 de abril de 2010

GO-I Seminário das Guardas Civís municipais do estado de Goiás.

Um sucesso total, com a presença macissa de GCMs locais(GO) e de outros 5 estados. Palestrantes como assessora especial do Ministerio da justiça DRa. Regina Mki. o Inspetor da Guarda Municipal de Curitiba,Claudio Frederico de Carvalho; o secretário de defesa social do municipio de Diadema-SP ,José Francisco Alves e Diretora de prevençao da SENASP , Cristina VillaNova. e sem esquecer a Presença do Dep. estadual Mauro Rubem , que esteve presente do inicio ao fim do evento.
PARABÉNS Á TODOS OS ENVOLVIDOS NESTE IMPORTANTE PASSO QUE DEU AS GUARDAS MUNICIPAIS DO ESTADO DE GOIÁS.
...A LUTA CONTINUA

segunda-feira, 19 de abril de 2010

GO-GUARDA MUNICIPAL DE GOIÂNIA É REFERÊNCIA PARA OUTRAS GUARDAS

Na manhã de hoje, 19, o comando da Agencia da Guarda Municipal de Goiânia-AGMG recepcionou o inspetor da Guarda Municipal de Curitiba, Claudio Frederico de Carvalho, que será um dos palestrantes do 1 º Seminário das Guardas Municipais de Goiás, amanhã ,20, a partir das 8 horas no Auditório Costa Lima, da Assembléia Legislativa do Estado de Goiás. O Inspetor Frederico falou que está impressionado com a estrutura organizacional da AGMG e veio dizer da experiência curitibana para a aquisição e porte de armas implantado há três anos naquela capital. Ele também conheceu todos os detalhes técnicos que já foram encaminhados para a Superintendência da Policia Federal para a assinatura do convênio e o plano de ação e metas para que a AGMG possa conceder o porte de arma a sua corporação. “Depois de todos os tramites legais e necessários aprovados pela PF acredito que a GM Goiânia fará o curso de armamento e tiro e a avaliação psicológica para que seus agentes possam estar devidamente qualificados para o uso da arma”, explicou o inspetor. Também estiveram presentes na manha de hoje na AGMG, o Capitão Ednir de Campos e o cabo Mota da Guarda Municipal de Formosa. Eles vieram buscar as experiências da GM Goiânia para implantá-las naquela cidade. Segundo o futuro Comandante da GM Formosa, Cabo Mota, “depois de ouvirmos a experiência em segurança pública do presidente comandante da AGMG, Coronel Camelo e dos técnicos da agência, saímos daqui com a certeza que teremos que trabalhar muito, pois são muitas as responsabilidades e investimentos para a viabilização de uma corporação planejada, disciplinada, hierarquizada e bem equipada com uma doutrina de organização bem determinada”, afirmou o comandante.

sábado, 17 de abril de 2010

SP-Guarda Municipal apreende 520 quilos de maconha em Piracicaba, SP

A Guarda Municipal de Piracicaba apreendeu 520 quilos de maconha que estavam em um carro no bairro Santa Terezinha, perto da rodovia que liga Piracicaba a Charqueada, na madrugada desta sexta-feira. Um homem foi preso. A Guarda Municipal chegou ao local depois de uma denúncia anônima. Além da droga, também foram apreendidos 940 pacotes de cigarro.

SP-Guarda Municipal prende quadrilha em flagrante

Uma quadrilha foi presa em flagrante no início da noite de quinta-feira (15), pela Guarda Municipal de Indaiatuba, que contou com o apoio de uma unidade do Grupo de Apoio Preventivo (GAP). Por volta das 17h, os ladrões, sendo quatro homens e uma menor de idade, assaltaram uma loja localizada na região central de Indaiatuba e fugiram. Uma das vítimas do roubo conseguiu anotar a placa do carro dos bandidos e acionou a Guarda Municipal. A placa do veículo foi inserida no sistema do Centro de Operações e Inteligência e quando passou por uma área monitorada foi identificada. As viaturas foram acionadas para abordar o automóvel e durante a perseguição o veículo foi alcançado pelos guardas. Presos em flagrante, os integrantes da quadrilha foram levados para a Delegacia Central de Indaiatuba.

Fica proibida a reprodução total ou parcial das reportagens do site sem autorizaçao prévia do editor.

RJ-Guarda Municipal já arrecadou 80 toneladas de donativos #chuvanorio

Cerca de 80 toneladas de mantimentos já foram doados. - Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio
A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria da Ordem Pública e da Guarda Municipal, já arrecadou mais de 80 toneladas de donativos para auxiliar a população desabrigada em consequência das fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro. Em menos de uma semana, a GM-Rio, responsável pela campanha, já contabilizou 12 caminhões-baú com capacidade para cinco toneladas cada, dois caminhões com 10 toneladas cada, além de três ônibus e uma doblô lotada de donativos. Os materiais doados foram enviados a pontos de distribuição de donativos, como a Cruz Vermelha, Sesi-Senai (Paciência), além de unidades de distribuição da Prefeitura. A Campanha de Arrecadação de Donativos começou na última terça-feira, dia 6, e continua nas dez unidades da Guarda Municipal, que recebem as doações. Entre os produtos mais necessários neste momento estão alimentos não-perecíveis, colchonetes, leite em pó, água, fraldas descartáveis, entre outros produtos de higiene. Endereços dos postos: · Centro: no Centro Administrativo São Sebastião (sede da Prefeitura - Rua Afonso Cavalcanti 455, Cidade Nova) · São Cristóvão: na sede da Guarda (Avenida Pedro II, nº 111) · Botafogo: na base operacional da GM-Rio (Rua Bambina, nº 37) · Barra da Tijuca: na 4ª Inspetoria (Avenida Ayrton Senna, nº 2001) · Madureira: na 6ª Inspetoria (Rua Armando Cruz, s/nº) · Praça Seca: na 7ª Inspetoria (Praça Barão da Taquara, nº 9) · Lagoa: 2ª Inspetoria (Rua Professor Abelardo Lobo, s/nº - embaixo do viaduto Saint Hilaire, na saída do Túnel Rebouças) · Bangu: na 5ª Inspetoria (Rua Biarritz, s/n) · Tijuca: na 8ª Inspetoria (Rua Conde de Bonfim, nº 267). · Campo Grande: na 13ª Inspetoria (Rua Minas de Prata, nº 200)

RJ-Novo Comandante da Guarda Municipal é apresentado em Porto FelizNovo Comandante da Guarda Municipal é apresentado em Porto Feliz

Foto
O novo Comandante da Guarda Civil Municipal de Porto Feliz, Pedro Ernesto Segura, foi apresentado oficialmente no dia 7 de abril. A apresentação foi feita a toda corporação da Guarda Civil Municipal no Centro de Formação Continuada (COC) e teve a presença do diretor de Operações Comunitárias Eric Zorob. Segura expôs seu plano de trabalho e elogiou os guardas municipais pelos serviços prestados aos munícipes. Em relação a novos trabalhos, ele destacou a criação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI/M). O programa consiste em unir secretarias municipais para desenvolver ações educacionais a crianças e adolescentes. Também citou o objetivo de implantar o georreferenciamento no município, sistema voltado a diagnosticar níveis de vulnerabilidade de cada região da cidade e com isso transformá-las em locais mais seguros. Além disso, pretende firmar convênio com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, o Pronasci, para buscar verbas e investir em equipamentos, veículos e melhorar a estrutura da corporação. “Acredito que a modernização da GCM é um fator muito importante para podermos dar mais segurança à população”, comentou o comandante. Segura é funcionário da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado licenciado.

domingo, 11 de abril de 2010

RJ-Guarda Municipal já recebeu 15 toneladas de donativos

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro informou nesta sexta-feira que já tinha recebido, até ontem, cerca de 15 toneladas de donativos, entre alimentos, cobertores, roupas, colchonetes e fraldas. Entre os alimentos perecíveis, a Guarda Municipal (GM) pede a doação de enlatados que permitam a ingestão sem necessidade de cozimento.

O volume de doações continua a aumentar nesta sexta-feira, mas ainda não há novos números. A Guarda Municipal também não soube informar se a distribuição já está sendo realizada. Essa tarefa ficará a cargo de outro órgão municipal. Inicialmente, todas as doações foram levadas dos postos de arrecadação da GM para a sede da instituição, em São Cristóvão.

RS-Discussão acaba com algemas em aposentado

Caxias do Sul – Uma discussão entre um comerciante aposentado de 65 anos e um guarda municipal de 49 foi parar na delegacia ontem. O aposentado diz ter sido humilhado pelo guarda ao ser algemado e conduzido à 2ª Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (2ª DPPA). O servidor público defende que houve desacato de autoridade e que o senhor teria inclusive dado um soco nele. A direção da Guarda Municipal (GM) vai instaurar um procedimento para apurar o caso. O aposentado conta que foi o primeiro a chegar no Centro Especializado de Saúde (CES), no bairro São Pelegrino, por volta das 5h45min. A intenção era marcar horário com um médico para mostrar exames. Ele tem câncer de próstata e precisava da consulta para encaminhar uma cirurgia. O guarda municipal teria chegado depois de 20 minutos. – Ele perguntou o que estávamos fazendo lá aquela hora. E questionou se desconhecíamos a greve dos médicos – relatou. Conforme o aposentado, o guarda começou a ficar nervoso e a gritar. O comerciante também se alterou e os dois trocaram ofensas verbais. – Depois de um tempo, o guarda saiu e voltou acompanhado de outros colegas em duas viaturas. O guarda veio me revistar e agiu com violência, me empurrando. Depois disso, fui levado até a delegacia, onde permaneci algemado. O aposentado foi ouvido e liberado, mas conta que o guarda municipal ficou com seu celular, chave e carteira durante todo o tempo, impedindo que ele se comunicasse com sua família. As algemas deixaram marcas no pulso do idoso. No plantão da Polícia Civil, foi registrada a ocorrência por desacato à autoridade. No depoimento à polícia, o guarda diz que, ao chegar no CES, informou o senhor sobre a greve dos médicos e que entrou no prédio para desligar o alarme. Quando voltou, o senhor teria começado a discutir com ele. O servidor relatou que o aposentado teria lhe dado um soco e puxado sua jaqueta. Por isso, ele teria detido o senhor por desacato. O guarda não tinha lesões aparentes, mas foi encaminhado para exame no Departamento Médico Legal (DML). A ocorrência será encaminhada para a Central de Termos Circunstanciados. Conforme o aposentado, ao voltar para o CES, ficou sabendo que seu médico não aderiu à greve. A consulta foi marcada para a tarde.

SP-Concurso para guarda municipal da Prefeitura de Carapicuíba

ATENÇÃO-

A Prefeitura de Carapicuíba (SP), na região metropolitana de São Paulo, encerra nesta quarta-feira (7) as inscrições para 100 vagas de guarda civil municipal – 70 para guarda municipal masculino e 30 para guarda municipal feminino. Os candidatos devem ter nível médio completo e carteira nacional de habilitação. O salário é de R$ 708,71 (veja aqui o edital). Os aprovados ainda terão direito a benefícios como cesta básica, vale-transporte e vale-sacolão.

As inscrições devem ser feitas até as 23h59 no site www.rboconcursos.com.br ou no posto de atendimento localizado na Avenida Miriam, nº 153, 1º andar, Centro, Carapicuíba (SP), das 9h às 16h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 13h, aos sábados. A taxa é de R$ 38.

O concurso terá provas escritas objetivas, avaliação de potencialidade física, exames médico, biométrico e psicológico, entrega da documentação e frequência, aproveitamento e aprovação no curso de formação.

A convocação para a prova escrita será afixada no quadro de avisos da prefeitura, situada na Avenida Presidente Vargas, nº 280, Centro de Carapicuíba, e nos sites

www.carapicuiba.sp.gov.br e

www.rboconcursos.com.br,

apartir do dia 23 de abril.

SP-Guarda municipal do Guarujá-SP filma atuação de jornalistas

Repórteres da baixada santista, litoral de São Paulo, reclamam que a Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarujá, há cerca de um mês, filma o trabalho da imprensa local em eventos e manifestações relacionados ao órgão municipal. De acordo com a prefeitura do município, a ação não tem o propósito de intimidar os jornalistas.

Segundo Manoel Antonio Vergara, que mantém o blog “Inconfidências do Guarujá”, as filmagens teriam começado depois que um repórter do jornal A Tribuna, de Santos, foi agredido por um guarda municipal enquanto cobria uma manifestação. “Eles alegam que foi isso, mas é um jeito de intimidar a imprensa”. Vergara também diz que a prefeitura tenta proibir a distribuição do Inconfidentes, versão impressa do blog, que estaria bloqueado para acesso na repartição municipal.

Apesar disso, para ele, o problema maior está no ato de filmar os trabalhos dos jornalistas. “Constranger a imprensa assim é um problema grave”, critica.

O repórter fotográfico do jornal A Tribuna, Edison Baraçal, que trabalha há 24 anos no veículo, concorda com Vergara. “Os jornalistas não trabalham mais tranquilos, a gente está trabalhando e eles filmando. Estamos conversando com presidente do sindicato para ver como resolver isso”, afirmou.

Prefeitura diz que filmagem é praxe A Prefeitura de Guarujá, por meio de nota, negou que tenha orientado os guardas a filmar os jornalistas. De acordo com o órgão, a iniciativa é apenas uma forma de resguardar a Guarda Civil e garantir a fidedignidade do serviço prestado pela corporação.

“O município ressalta ainda que as imagens produzidas pela corporação nestes eventos servem como ferramenta de avaliação da conduta dos profissionais que trabalham cotidianamente para proteger os interesses de Guarujá e lembra que o trabalho dos GCMs não tem qualquer interesse de constranger ou tolher o direito a livre expressão e manifestação do pensamento”, diz a nota. A prefeitura também informou que não houve nenhuma restrição ou bloqueio ao blog “Inconfidentes do Guarujá”.

O diretor regional do Sindicato dos Jornalistas Profissionais em Santos, Carlos Alberto Ratton, se diz surpreso com a resposta da prefeitura e alega que a ação tem mesmo o propósito de intimar a imprensa. “É uma afronta o que eles fazem. Até onde eu sei, não existe isso em lugar nenhum do Brasil, só lá. É um constrangimento para os jornalistas”, contesta Ratton, que disse que desde a agressão ao repórter de A Tribuna, tenta conversar com a prefeitura, mas até agora sem sucesso.

BA-Agentes da guarda municipal recebem capacitação

Mais 60 agentes da Guarda Municipal do Salvador estão sendo qualificados para atuar em ações conjuntas com a Transalvador. A primeira turma capacitada pelo órgão de trânsito já se encontra em atuação, auxiliando as operações de ordenamento, fiscalização do trânsito e rondas diárias desde o dia 24 de março.

As primeiras providências para que a Guarda Municipal do Salvador auxiliasse os agentes da Transalvador no ordenamento do trânsito da capital foram tomadas entre os dias 4 e 17 de março. Durante este período, 60 homens da Guarda Municipal participaram do curso realizado no auditório da Transalvador, na sede do órgão. A nova turma estará em ação nas ruas, em 15 dias.

O curso Capacitação para o Trânsito tem como objetivo habilitar e suprir os guardas municipais de conhecimentos necessários para atuar na área de trânsito, como força complementar às atividades de educação, segurança e circulação no trânsito.

O programa oferece as disciplinas de Ética e Qualidade no Atendimento, Legislação de Trânsito, Segurança no Trânsito, Sinalização Segura, Orientações sobre Agressões e Desacatos e Noções de Engenharia de Tráfego, além do material didático cedido.

RJ-Postos da Guarda Municipal recebem doações para desabrigados no Rio

Dez unidades da Guarda Municipal do Rio de Janeiro vão receber donativos para os mais de 1,4 mil de desabrigados no município por conta das inundações dos últimos dois dias. A prefeitura informou que as maiores necessidades são alimentos não perecíveis, água, colchonetes e roupas. Os postos estão localizados em diversos bairros da cidade e ficarão abertos 24 horas. Veja a lista dos locais de entrega de doações: * Centro do Rio Cidade Nova: Centro Administrativo São Sebastião, sede da prefeitura, na Rua Afonso Cavalcanti, número 455 * São Cristóvão: sede da Guarda na Avenida Pedro II, número 111 * Botafogo: Base Operacional da Guarda Municipal, na Rua Bambina, número 37 * Barra da Tijuca: 4ª Inspetoria, na Avenida Ayrton Senna, número 2001 * Madureira: 6ª Inspetoria, na Rua Armando Cruz, sem número (s/nº) * Praça Seca: 7ª Inspetoria, na Praça Barão da Taquara, número 9 * Lagoa: 2ª Inspetoria, na Rua Professor Abelardo Lobo, s/nº - embaixo do Viaduto Saint Hilaire, na saída do Túnel Rebouças * Bangu: 5ª Inspetoria, na Rua Biarritz, s/nº * Tijuca: 8ª Inspetoria, na Rua Conde de Bonfim, número 267 * Campo Grande: 13ª Inspetoria, na Rua Minas de Prata, número 200

SP-Guarda Municipal apreende 100 trouxinhas de maconha

A Guarda Municipal de Americana, na Região Metropolitana de Campinas, apreendeu 100 trouxinhas de maconha, na noite desta sexta-feira (9), no Bairro Matiense. Dois homens e uma adolescente de 14 anos se assustaram quando viram uma viatura da da guarda e correram para dentro de uma casa.

O local foi invadido pelos guardas que ainda encontraram uma arma, além da droga.

Um homem foi preso por tráfico, a adolescente foi entregue à família e o outro homem foi liberado porque era usuário.

GO-GUARDA MUNICIPAL ENTREGA O NOVO FARDAMENTO DA CORPORAÇÃO

A Guarda Municipal de Goiânia (GM) terá novo fardamento. A novidade poderá ser conferida a partir do próximo dia 26, data em que o prefeito Iris Rezende fará o lançamento oficial do novo uniforme. Cada guarda receberá um kit contendo calça e gandola em tecido rip stop; coturno para máxima durabilidade e solado de borracha; boina; cinto liso e de guarnição completo; camiseta branca bordada; tonfa; algemas aço carbono com travas; apito e fiel. O tecido Rip-Stop é o mais utilizado no serviço de segurança pública do país por ser mais resistente e ter uma camada de proteção maior.

Segundo o comandante da GM, Coronel Gercy Joaquim Camelo há a possibilidade de compra de mais um uniforme para toda corporação, o pedido já foi enviado para ser incluído no orçamento municipal. Ele destaca também que as mudanças da atual farda para a nova começam pela cor azul marinho, tom escolhido por ser o oficial das guardas municipais do país, e por ter um caráter importante de diferenciar a guarda de outras instituições que fazem parte da Segurança Pública de uma cidade. “Muitas das ações desenvolvidas pela Guarda Municipal não são reconhecidas pela sociedade porque nosso fardamento é muito parecido com o da Polícia Militar. Por isso, muitas vezes não levamos os créditos.

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!