Cadastre seu Email

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Exército proibe cidades pequenas de comprar armas de fogo para guardas

Segundo o Estatuto do Desarmamento, só podem andar armados os guardas das cidades com população acima de 50 mil habitantes Mais uma polêmica: cidades pequenas estão conseguindo na Justiça o direito de adquirir armas para uso da Guarda Municipal, mas o Exército diz que é proibido. Em São Paulo, 35 cidades com menos de 50 mil moradores receberam autorização da Justiça para armar os guardas municipais. A liminar dá direito ao guarda de portar uma arma durante o horário de trabalho. “Embora a Guarda Municipal tenha uma natureza preventiva, ela estando desarmada, como que ela vai coibir o criminoso? Não tem como enfrentar o criminoso. Por isso que o armamento é, na minha ótica, imprescindível”, afirma o juiz Jayme Walmer. Mas o Exército, que autoriza a compra da munição e das armas, discorda da interpretação dos juízes. “As cidades com menos de 50 mil habitantes não têm autorização para adquirir armas nem munição”, afirma o major do Exército Alexandre Oliveira Moço. O Exército leva em consideração o que está escrito no Estatuto do Desarmamento de 2003. Pela lei, só podem andar armados os guardas das cidades com população acima de 50 mil habitantes. Os prefeitos dos pequenos municípios discordam: dizem que a Constituição Federal está sendo desrespeitada porque, neste caso, o estatuto dá tratamento diferenciado a cidades. Cabreúva, a 80 quilômetros de São Paulo, decidiu renovar o armamento de toda a Guarda Municipal. Mas esbarrou na proibição do Exército, mesmo tendo uma liminar. “Graças a Deus, nos últimos anos, não havia a necessidade da guarda participar de qualquer ocorrência letal com o uso e disparo de arma de fogo. Ainda bem, porque não conseguimos comprar”, explica César Zarantonello, comandante da Guarda Municipal de Cabreúva. Em Itupeva, foi a população que doou parte do armamento para a guarda da cidade. “Nós temos recebido doações de armas, de pessoas que se desfazem da arma, e acabam doando para a prefeitura”, afirma Ocimar Polli, prefeito de Itupeva. Segundo a assessoria jurídica de Itupeva, das 18 armas, 7 foram doadas por moradores e registradas na Polícia Federal em nome da prefeitura. O Exército diz que isso é irregular: “Se ela não está na região metropolitana e não tem mais de 50 mil habitantes, essa doação não será autorizada. Qualquer doação que não seja da forma legal, estabelecida na lei, é irregular e o material pode ser apreendido”, explica o major Alexandre Oliveira Moço. “Uma decisão transitada e julgada não pode ser questionada por quem quer que seja. Se o Exército está agindo assim, ele está afrontando a coisa julgada. E não poderia ser feito assim”, afirma o juiz Jayme Walmer.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

GM começa a usar pistolas de choque em Campinas nesta segunda

Serão 180 armas de disparo de corrente elétrica nas ruas da cidade Da Agência Anhanguera A Guarda Municipal (GM) de Campinas começa nesta segunda-feira, 28, a usar pistolas Taser, de choque, como parte da nova diretriz da corporação de utilizar armamento não letal para controle de multidões. Serão 180 armas de disparo de corrente elétrica nas ruas da cidade. Para manusear o novo armamento, os guardas municipais passaram por diversos cursos ao longo dos últimos meses, todos ministrados pela Força de Segurança Nacional. A arma é de baixa letalidade e paralisa a pessoa atingida, impossibilitando qualquer tipo de reação instantaneamente. Pode ser usada para controlar tumultos ou para evitar ação de criminoso que esteja próximo (a arma tem um alcance pouco superior a 10 metros). A GM passa a ser uma das primeiras forças policiais municipais a utilizar tal armamento no Brasil. Os cursos foram realizados na base da GM na Lagoa do Taquaral e tiveram o objetivo principal de capacitar guardas e policiais para o uso da arma de choque, exigido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

EXERCITO AUTORIZA COMPRA DE MUNIÇÕES PARA GM GOIANIA

CONCERTO BANDA DA AGMGO

Com arma em punho, PM causa confusão para liberar filho de blitz - 14/11/11

domingo, 27 de novembro de 2011

PESQUISA IBOPE

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO/2011 PESQUISA CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria Executiva - DIREX José Augusto Coelho Fernandes Diretor Executivo Carlos Eduardo Abijaodi Diretor de Operações Mônica Messenberg Guimarães Diretora de Relações Institucionais Outubro / 2011 Confederação Nacional da Indústria Pesquisa CNI-IBOPE Retratos da Sociedade Brasileira: S egurança Pública CNI Unidade de Pesquisa, Avaliação e Desenvolvimento – PAD © 2011. CNI – Confederação Nacional da Indústria. Qualquer parte desta obra poderá ser reproduzida, desde que citada a fonte. CNI Serviço de Atendimento ao Cliente - SAC Confederação Nacional da Indústria Tels.: (61) 3317-9989 / 3317-9992 Setor Bancário Norte sac@cni.org.br Quadra 1 – Bloco C Edifício Roberto Simonsen 70040-903 – Brasília – DF Tel.: (61) 3317- 9001 Fax: (61) 3317- 9994 http://www.cni.org.br FICHA CATALOGRÁFICA Pesquisa CNI – IBOPE: retratos da sociedade brasileira: segurança pública – (outubro 2011) – Brasília: CNI, 2011. 65 p. 1. Segurança Pública 2. Principais problemas do Brasil 3. Situação da segurança pública no Brasil P474 CDU 351.78 SUMÁRIO Principais resultados 9 1 Principais problemas do Brasil 11 2 Situação da segurança pública no Brasil 12 3 Avaliação das instituições 14 4 Convivência da população com a violência e a criminalidade 17 5 Políticas e ações para melhorar a segurança pública no país 21 6 Tabelas 6.1 Segmentação por sexo, idade e grau de instrução 34 6.2 Segmentação por região e renda familiar 44 6.3 Segmentação por condição e porte do município 54 7 Especificações técnicas da pesquisa 64 9 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Principais resultados Principais problemas do Brasil • A segurança pública e a questão das drogas foram apontadas como segundo e terceiro lugar no ranking de principais problemas do País. Tomadas conjuntamente, alcançam o primeiro lugar, com 56% de assinalações. Situação da segurança pública no Brasil • 51% da população consideram a segurança pública no Brasil “ruim” ou “péssima”. • Apenas 15% da população percebem melhora na situação da segurança pública nos últimos três anos. Avaliação das instituições • As Forças Armadas e a Polícia Federal são reconhecidas pela população como as instituições mais eficientes em assuntos de segurança pública; o Congresso Nacional e o Poder Judiciário são considerados os mais ineficientes. • O brasileiro se mostra dividido ao avaliar a evolução dos serviços prestados pela polícia nos últimos 12 meses: para 21% melhorou, mas para 19% piorou. • A população acredita que a melhora da atuação policial requer aumento dos salários e melhora da formação e do treinamento dos policiais. Convivência da população com a violência e a criminalidade • 30% dos entrevistados sofreram diretamente com a violência nos últimos 12 meses. • Quase 80% dos entrevistados presenciaram a violência ou a criminalidade nos últimos 12 meses. A ocorrência mais comum é o uso de drogas na rua. 10 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 • 45% da população aumentaram os cuidados com a segurança nos últimos três anos. • 80% dos entrevistados mudaram seus hábitos devido à violência. A mudança mais frequente é evitar andar com dinheiro. • A violência vem restringindo a circulação da população pela cidade. Políticas e ações para melhorar a segurança pública no País • O combate ao tráfico de drogas é considerado prioritário para melhorar a situação da segurança pública. • Entre as ações mais defendidas pela população, muitas estão na área de repressão ao crime. • A população brasileira entende que políticas sociais são mais eficazes para a redução da criminalidade do que ações repressivas. • A sociedade também defende punições mais duras contra o crime, sobretudo contra os mais violentos. • A maioria dos entrevistados concorda que a certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade e apoia uma política de tolerância zero e penas mais rigorosas. • A população apoia a prisão perpétua, mas está dividida com relação à pena de morte. • Para a população, maior rigor não significa tratar de maneira igual os diferentes. A adoção de penas alternativas à prisão para crimes de menor gravidade também é consenso. • A grande maioria dos entrevistados defende a redução da maioridade penal para 16 anos. • A maioria da população é contrária ao direito ao porte de arma a todo cidadão. • A população discorda que a legalização da maconha reduzirá a criminalidade. • A sociedade apoia o uso das Forças Armadas no combate à criminalidade. 11 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 1 Principais problemas do Brasil A segurança pública e as drogas estão entre os principais problemas enfrentados pelo País Apresentados a uma lista de 23 problemas que o Brasil estaria enfrentando, os entrevistados escolheram os dois principais. A saúde foi apontada por 52% da população como um dos dois principais problemas do País. Em segundo lugar tem-se a segurança pública, seguida pela questão das drogas com, respectivamente, 33% e 29% de assinalações. Como será mostrado adiante, a população brasileira considera que as drogas e a segurança pública (ou falta de) estão fortemente correlacionadas. Dentre os entrevistados, 56% assinalaram pelo menos um desses problemas como um dos dois principais enfrentados pelo Brasil, o que mostra a preocupação da maioria da população com a segurança pública. Áreas nas quais o Brasil tem os maiores problemas Percentual de respostas (%) 1 11 2 2 3 3 5 5 8 9 10 27 29 33 52 NS/NR Outros Meio ambiente Custo de vida/ Preços Habitação Estradas Impostos Salários Fome/ Miséria Combate à corrupção Empregos Educação Drogas Segurança pública Saúde * Entrevistados podiam assinalar até duas áreas 12 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 2 Situação da segurança pública no Brasil Mais da metade da população brasileira reprova as condições de segurança no País Dentre os entrevistados, 51% consideram a situação da segurança pública no Brasil “ruim” ou “péssima”, enquanto 36% a consideram “regular”. Apenas 12% a avaliaram como “ótima” ou “boa”. O percentual de respondentes que avaliaram a situação da segurança pública como “ruim” ou “péssima” chega a 58% entre os entrevistados residentes na Região Nordeste e 57% entre os residentes nas periferias das capitais brasileiras. Avaliação da situação atual da segurança pública Percentual de respostas (%) 11 36 23 28 0 1 Ótima Boa Regular Ruim Péssima NS/NR 13 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Percepção é que a segurança pública se deteriorou nos últimos três anos Apenas 15% da população brasileira percebe melhora na situação da segurança pública nos últimos três anos. Para 37% a situação piorou e para 47% se manteve inalterada. No caso das capitais, o percentual dos que percebem melhora (18%) é superior à média nacional de 15%, mas o percentual daqueles que acreditam que a segurança pública piorou (40%) também é superior à média nacional, que é 37%. Nas periferias, mais da metade (53%) respondeu que a situação atual é a mesma de três anos atrás. Mais uma vez, na região Nordeste há o maior percentual de avaliações negativas: 46% dos entrevistados da região identificaram piora na segurança pública, mas a região, junto com o conjunto do Norte e Centro-Oeste, tem 17% de seus residentes defendendo que houve melhora da situação, ou seja, percentual superior à média nacional de 15%. Situação da segurança pública no Brasil nos últimos três anos Percentual de respostas (%) 15 47 37 1 Melhor Igual Pior NS/NR 14 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 3 Avaliação das instituições Forças Armadas e Polícia Federal são consideradas as instituições mais eficientes No que diz respeito à eficiência das instituições públicas responsáveis direta ou indiretamente pela questão de segurança no país, há um claro reconhecimento do trabalho das Forças Armadas e da Polícia Federal e, no outro extremo, uma alta insatisfação com o Congresso Nacional e o Poder Judiciário. Apenas no caso das Forças Armadas e da Polícia Federal mais da metade dos entrevistados que externaram sua opinião consideram as instituições “ótima” ou “boa”: 63% e 60%, respectivamente. No caso do Congresso Nacional, esse percentual cai para 23%, alcançando 30% para o Poder Judiciário e os agentes penitenciários. Avaliação das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública Percentual de respostas válidas* (%) 23 30 30 33 34 35 38 41 42 60 63 33 37 41 35 39 41 39 40 38 29 27 45 34 29 32 27 24 23 20 21 11 10 0% 20%40%60%80%100% Congresso Nacional Justiça/Poder Judiciário Agentes penitenciários Prefeitura Polícia Militar Polícia Civil Governo Estadual Governo Federal Guarda Municipal Polícia Federal Forças Armadas Ótima / Boa Regular Ruim / Péssima * - Percentuais foram recalculados, excluindo-se as opções “não se aplica”, “não sabe”, “não conhece” e aqueles que não responderam. 15 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Avaliação do serviço da polícia na cidade Percentual de respostas (%) Brasileiro se mostra dividido com relação à evolução da polícia Não houve consenso entre os entrevistados com relação à evolução do serviço prestado pela polícia de sua cidade nos últimos 12 meses. Para 21% o serviço melhorou e para 19% piorou. Parcela significativa da população (58%) considera que o serviço nem melhorou, nem piorou. O percentual dos que acreditam que o serviço piorou é maior na região Nordeste: 30%, sete pontos percentuais acima dos que acham que o serviço melhorou na região. Essa é a única região em que o percentual de entrevistados com percepção de piora é superior ao do com percepção de melhora. 21 58 19 2 Melhorou Está igual Piorou NS/NR População acredita que a melhora da ação policial passa por mudanças nos salários e da formação dos policiais Entre as ações com o intuito de melhorar a atuação policial, o aumento dos salários e a melhora da formação profissional aparecem entre as mais citadas. Na escolha das duas ações principais, essas medidas foram assinaladas por 42% e 41% dos entrevistados, respectivamente. Em seguida, também com percentual de respostas significativo, estão a punição exemplar de maus policiais (37%) e a melhora nos equipamentos utilizados pela polícia (36%). 16 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Principais ações para melhorar a atuação policial Percentual de respostas (%) 2 0 14 27 36 37 41 42 NS/NR Nenhuma destas Reconhecer e premiar os bons policiais Aumentar o número de policiais Equipar melhor a polícia Punir exemplarmente os maus policiais Melhorar a formação profissional e treinamento dos policiais Melhorar o salário dos policiais (militar, civil, federal) 17 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 4 Convivência da população com a violência e a criminalidade 30% dos entrevistados sofreram diretamente com a violência nos últimos 12 meses Dentre os entrevistados, 9% foram furtados, assaltados ou agredidos, 19% possuem um parente que sofreu algum desse tipo de violência e em 2% tanto o entrevistado como um parente seu sofreram diretamente com a violência nos últimos doze meses. No total, pode- se afirmar que 30% da população sofreu diretamente com a violência. Considerando o entrevistado e algum parente, o percentual dos que reportaram terem sido furtados, assaltados ou agredidos nos últimos 12 meses é de 43% no conjunto das regiões Norte e Centro-Oeste e de 33% no Nordeste. O percentual também é elevado entre os residentes nas capitais (42%) e nas cidades grandes, ou seja, com mais de 100 mil habitantes (38%). Exposição direta à violência nos últimos 12 meses Percentual de respostas (%) 9 19 2 68 2 Sim, o próprio entrevistado Sim, algum parente Sim, ambos Não, nem o entrevistado nem algum parente NS/NR 18 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Quase 80% dos entrevistados sofreram indiretamente com a violência nos últimos 12 meses Grande parte da população brasileira presenciou a violência ou a criminalidade nos últimos 12 meses. Dentre os entrevistados, 79% presenciaram pelo menos uma das nove ocorrências listadas no gráfico abaixo. A ocorrência mais comum é o uso de drogas na rua, presenciado por 67% da população. Além disso, 51% já viram a polícia prendendo alguém e 41% alguém sendo agredido. Alguém sendo assassinado foi presenciado por 8% da população. A presença da violência é maior nas capitais. Entre seus residentes, 82% presenciaram alguém usando drogas na rua, 63% viram a polícia prendendo alguém e 51% assistiram alguém sendo agredido. Ainda nas capitais, 16% presenciaram alguém recebendo um tiro e 12% testemunharam um assassinato. A exposição à violência dos residentes nas regiões Norte e Centro-Oeste para cada uma das ocorrências listadas, excetuando-se o uso de drogas, supera a média nacional. Convivência com a violência ou a criminalidade nos últimos 12 meses Percentual de respostas (%) 8 9 18 20 20 28 41 51 67 Alguém sendo assassinado Alguém recebendo um tiro Alguém sendo ameaçado com uma faca Tiroteios Brigas de gangues Alguém sendo assaltado Alguém sendo agredido A polícia prendendo alguém Alguém usando drogas na rua 19 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Quase metade da população aumentou os cuidados com a segurança nos últimos três anos Dentre os eleitores entrevistados, 45% aumentaram os cuidados com segurança nos últimos três anos, enquanto 49% os mantiveram inalterados nesse período. Apenas 4% diminuíram os cuidados com segurança. O percentual de respondentes que afirmou ter aumentado os cuidados com segurança cresce de acordo com a renda, alcançando 56% das famílias com renda superior a 10 salários mínimos e 55% das famílias com renda entre 5 e 10 salários mínimos. O aumento dos cuidados com a segurança foi mais comum na Região Nordeste (54%), nas cidades grandes – com mais de 100 mil habitantes – e nas capitais. Em ambos os casos, 49% dos residentes afirmaram terem aumentado os cuidados com segurança. Cuidados com a segurança nos últimos três anos Percentual de respostas (%) 45 49 4 2 Aumentou Manteve inalteradoDiminuiu NS/NR 80% da população mudaram seus hábitos devido à violência O receio da violência leva grande parte dos brasileiros a mudarem seus hábitos. 80% da população adotaram pelo menos uma das oito mudanças listadas. A mais frequente mudança de hábito causada pela violência é “evitar andar com dinheiro”. Essa opção foi assinalada por 63% dos entrevistados. Além disso, mais da metade da população aumentou o cuidado ao sair de e entrar em casa, trabalho ou escola (57%). 20 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Mudança de hábitos devido à violência Percentual de respostas (%) 2 10 36 48 52 54 57 63 Comprar uma arma Contratar seguro contra roubo/ furto Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Evitar sair à noite Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Evitar andar com dinheiro A violência vem restringindo a circulação da população pela cidade. 54% dos entrevistados evitam sair à noite, 48% deixaram de circular por alguns bairros ou ruas e 36% mudaram o trajeto entre a residência e o trabalho ou a escola. Entre os brasileiros que mudaram seus hábitos por falta de segurança, a maior parte diz ter alterado seu comportamento mais recentemente, ou seja, nos últimos três anos. Em todos os itens, o percentual de entrevistados que afirmou ter incorporado a mudança no último triênio superou os 60%. “Deixar de circular por alguns bairros/ruas da cidade” foi o item com maior percentual de respostas nos últimos três anos (71%). “Evitar sair à noite” e “mudar o trajeto entre casa e atividade rotineira” também foram mudanças que predominaram nos últimos três anos, ambas com 70% das respostas. Entre as opções, aquela que teve o maior percentual de mudança há mais tempo (mais de três anos) foi “colocar grades, cadeado ou trancas em sua residência”, com 36% de respostas. 21 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 5 Políticas e ações para melhorar a segurança pública no País Combate ao tráfico de drogas é elencado como ação prioritária para melhorar a situação da segurança pública A melhora da segurança pública no país deve passar necessariamente pelo combate ao tráfico de drogas. Para 58% dos entrevistados essa é uma das duas principais medidas dentre as oito apresentadas. As ações mais defendidas pela população estão na área da repressão ao crime. Em segundo lugar têm-se “aumentar o policiamento nas ruas”, com 37% de assinalações, “aumentar as penas pelos crimes cometidos”, com 27%, e “maior combate à venda ilegal de armas”, com 24%. A opção “maior presença do Estado com políticas de educação, saneamento, etc. nas comunidades carentes” foi escolhida por 17% dos entrevistados e “ampliar as políticas de combate à pobreza” teve 14% de preferência. Ações para melhorar a segurança pública no País Percentual de respostas (%) 3 1 6 13 14 17 24 27 37 58 NS/NR Nenhuma destas Ampliar os programas de reintegração dos presos à sociedade Agilizar a atuação do Sistema Judiciário Ampliar as políticas de combate à pobreza Maior presença do Estado com políticas públicas de educação, saneamento, etc nas comunidades carentes Maior combate à venda ilegal de armas Aumentar as penas pelos crimes cometidos Aumentar o policiamento nas ruas Maior combate ao tráfico de drogas 22 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 O combate ao tráfico de drogas é escolhido como uma das duas ações prioritárias para a maioria dos entrevistados de todos os cortes da pesquisa: gênero, idade, grau de instrução, renda familiar, região e condição do município. A assinalação é maior no Nordeste (67%) e especialmente elevada nas cidades de até 20 mil habitantes (70%). A opção “maior presença do Estado com políticas de educação, saneamento, etc. nas comunidades carentes” – que é apenas a quinta ação prioritária para o país como um todo (com 17%) – é a segunda ação mais assinalada pelos respondentes de educação superior (33% de assinalações) ou de renda familiar acima de 10 salários mínimos (34%). População defende maior rigor no combate ao crime É consenso entre a população brasileira que as políticas sociais são mais eficazes para a redução da violência, mas a grande maioria também defende punições mais duras contra o crime, sobretudo contra os mais violentos. A população concorda que a certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade e apóia uma política de tolerância zero e penas mais duras, como, por exemplo, a prisão perpétua. No entanto, a sociedade está dividida com relação à pena de morte. Mais rigor não significa tratar de maneira igual os diferentes. A adoção de penas alternativas à prisão para crimes de menor gravidade também é consenso. No entanto, a população defende o monitoramento eletrônico de presos através do uso de bracelete ou tornozeleira com GPS, nos casos de prisões domiciliares, regime semi aberto ou saídas temporárias dos presídios. Os crimes praticados por menores é uma preocupação da população, que também demanda ações mais severas nesses casos. A redução da maioridade penal para 16 anos é defendida pela grande maioria dos entrevistados. A população quer mais rigor, mas sem violência por parte da polícia e sem que tenhamos uma sociedade armada. A grande maioria é contrária ao direito ao porte de arma a todo cidadão. A maioria dos entrevistados concorda que a proibição de bebidas alcoólicas após a meia noite contribui para a redução da criminalidade, mas não concorda que a legalização da maconha contribui. O uso das Forças Armadas no combate ao crime e a unificação das polícias civil e militar são propostas defendidas pela maioria dos entrevistados. A privatização dos presídios é apoiada por pouco mais da metade dos entrevistados. 23 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Políticas sociais são consideradas mais eficazes no combate à violência Frase: “Ações sociais como educação e formação profissional contribuem mais para diminuir a violência no país do que ações repressivas, como o aumento do policiamento ou maior rigor na punição de criminosos” Percentual de respostas (%) É praticamente consenso entre a população brasileira que “ações sociais como educação e formação profissional contribuem mais para diminuir a violência no país do que ações repressivas, como o aumento do policiamento ou maior rigor na punição de criminosos”. Entre os entrevistados, 90% concordam totalmente ou em parte com essa afirmativa. Medida: Políticas públicas para reinserção dos presos na sociedade Percentual de respostas (%) 61 29 4 3 2 2 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 53 23 7 6 6 4 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR As políticas públicas para a inserção de presos na sociedade também recebem grande apoio da sociedade: 76% são totalmente ou parcialmente favoráveis a tais políticas. 24 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 É preciso acabar com a impunidade A impunidade é reconhecida como um dos principais problemas para o aumento da criminalidade. Grande parte da população (87%) concorda total ou parcialmente com a afirmação “a certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade”. Frase: “A certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade” Percentual de respostas (%) Frase: “Para reduzir a criminalidade é preciso impor uma política de tolerância zero, em que todo tipo de infração ou ilegalidade sejam punidos” Percentual de respostas (%) Para reduzir a criminalidade, 83% dos entrevistados concordam total ou parcialmente com a adoção de uma política de tolerância zero, em que todo tipo de infração ou ilegalidade sejam punidos. 66 21 5 3 4 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 54 29 6 7 4 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 25 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 População defende maior rigor com criminosos Dentre os entrevistados, 79% concordam total ou parcialmente que penas mais rigorosas reduzem a criminalidade. Frase: “Penas mais rigorosas reduzem a criminalidade” Percentual de respostas (%) Medida: Prisão perpétua Percentual de respostas (%) Corroborando a demanda por maior rigor nas penas, 69% dos entrevistados são favoráveis à prisão perpétua. No entanto, 15% são totalmente contra essa medida. 55 24 6 8 6 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 51 18 6 8 15 1 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 26 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 A demanda por maior rigor não chega ao ponto de se apoiar a pena capital. A população brasileira está dividida quanto à adoção da pena de morte. Dentre os entrevistados, 46% mostram-se a favor (31% totalmente e 15% parcialmente), outros 46% são contrários (34% totalmente e 12% parcialmente). Medida: Pena de Morte Percentual de respostas (%) 31 15 7 12 34 1 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 27 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Rigor para os crimes violentos, penas alternativas para os crimes leves A população brasileira defende penas mais rigorosas para os crimes violentos. No caso de crimes leves, 82% dos entrevistados são a favor total ou parcialmente da aplicação de penas alternativas à prisão como, por exemplo, trabalho comunitário. Medida: Adoção de penas alternativas à prisão para crimes de menor gravidade, como trabalho comunitário Percentual de respostas (%) Medida: Monitoramento eletrônico de presos através do uso de bracelete ou tornozeleira com GPS, nos casos de prisões domiciliares, regime semi aberto ou saídas temporárias dos presídios Percentual de respostas (%) Ainda que defenda penas alternativas para crimes leves, a população entende que deve haver mais rigor no controle dos condenados. 80% são a favor total ou parcialmente do monitoramento eletrônico, como por exemplo, o uso de braceletes ou tornozeleiras com GPS. 60 22 5 5 6 2 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 61 19 6 3 8 3 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 28 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 População defende mais rigor com os menores que praticam crimes Dentre os entrevistados, 83% concordam que a responsabilidade penal somente após os 18 anos tem incentivado o uso de menores em crimes. Frase: “A atribuição da responsabilidade penal somente a partir dos 18 anos incentiva a participação de menores de idade na prática criminosa” Percentual de respostas (%) Medida: Redução da maioridade penal para 16 anos Percentual de respostas (%) A preocupação com a participação de menores de idade em crimes reflete-se na defesa da redução da maioridade penal para 16 anos por 86% dos entrevistados, sendo que 75% são totalmente a favor da medida. 64 19 6 5 4 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 75 11 4 3 6 1 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 29 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Frase: “Os menores de idade que cometam crimes violentos/ hediondos devem ser julgados como adultos” Percentual de respostas (%) 75 16 3 2 3 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR A sociedade manifesta sua preocupação com os crimes praticados por menores também ao apoiar fortemente o julgamento de menores como adultos no caso de crimes violentos ou hediondos. Dentre os entrevistados, 91% concordaram total ou parcialmente com a afirmação: “Os menores de idade que cometam crimes violentos/ hediondos devem ser julgados como adultos”. 30 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 População quer mais rigor, mas sem violência policial ou população armada Ressalte-se, contudo, que a defesa de maior rigor não se traduz em defesa de violência policial. A população mostrou-se dividida diante da frase “A violência dos criminosos justifica uma ação violenta dos policiais”. Metade da população concorda com a afirmação (apenas 25% totalmente), enquanto 36% discordam (19% totalmente). Frase: “A violência dos criminosos justifica uma ação violenta dos policiais” Percentual de respostas (%) Medida: Direito a porte de armas a todo cidadão Percentual de respostas (%) A sociedade é contrária ao direito de porte de arma a todo cidadão. O percentual de entrevistados contrários, total ou parcialmente, alcança 70%, ante 23% favoráveis. 25 25 13 17 19 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 14 9 6 16 54 1 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 31 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Para a população, legalização da maconha não reduzirá a criminalidade A sociedade não concorda com a afirmação “Legalizar a venda e o uso da maconha reduzirá a criminalidade”. 70% dos entrevistados discordam da afirmação, sendo 57% totalmente. Frase: “Legalizar a venda e o uso da maconha reduzirá a criminalidade” Percentual de respostas (%) Frase: “A proibição de venda de bebidas alcoólicas após a meia noite contribui para a redução da criminalidade” Percentual de respostas (%) Para 65% dos entrevistados, a proibição da venda de bebidas alcoólicas após a meia noite é uma medida que contribui para a redução da criminalidade. 13 10 6 13 57 1 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 41 24 9 10 15 2 Concorda totalmente Concorda em parte Não concorda nem discorda (Espontânea) Discorda em parte Discorda totalmente NS/NR 32 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Brasileiro defende uso das Forças Armadas contra a criminalidade A população defende o uso das Forças Armadas no combate à criminalidade. Dos entrevistados, 84% são favoráveis, sendo que 65% afirmaram ser totalmente a favor. O percentual de contrários à ideia é de apenas 7%. Medida: Uso das Forças Armadas no combate à criminalidade Percentual de respostas (%) Medida: Unificação das polícias (civil e militar) Percentual de respostas (%) A maioria da população também defende a unificação das polícias civil e militar: 67% dos entrevistados concordam total ou parcialmente com essa ideia. 65 19 7 3 4 2 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 47 20 12 6 10 6 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 33 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 Medida: Privatização dos presídios Percentual de respostas (%) O percentual de favoráveis à privatização dos presídios supera o percentual de contrários. Enquanto 53% da população é favorável (parcial ou totalmente), 26% é contrária. 36 17 12 8 18 9 Totalmente a favor Parcialmente a favor Nem a favor nem contra (Espontânea) Parcialmente contra Totalmente contra NS/NR 34 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 6 Tabelas 6.1 Segmentação por sexo, idade e grau de instrução TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Falando sobre os problemas do país, na sua opinião, quais o Brasil tem maiores problemas? Segurança pública 33 3531303234303737323131 Educação 27 2529282729302322242838 Saúde 52 4855484751545654515248 Estradas 3 42333254331 Agricultura 1 21011223111 Energia elétrica 1 11111110110 Fome/ Miséria 8 79999878995 Habitação 3 42333422433 Reforma agrária 1 10001111110 Menor abandonado 2 13312222222 Empregos 10 912141110610111497 Saneamento básico 1 21131111121 Salários 5 65865544674 Drogas 29 2930292728293236312524 Seca/ Abastecimento d´água 1 11201111111 Meio ambiente 2 22432111331 Cultura e lazer 1 01111000011 Desenvolvimento 1 10111001011 Juros 1 12221121112 Combate à corrupção 9 1177109118581015 Impostos 5 63775431369 Custo de vida/ Preços 2 23123422223 Capacitação profissional 1 21121211123 Nenhuma destas 0 00000000000 Não sabe/Não respondeu 1 10100011001 Como o(a) Sr.(a) avalia a situação da segurança pública no Brasil? Ótima 1 21102111110 Boa 11 131013141013911121112 Regular 36 3637403535333836363736 Ruim 23 23232223242622 25 232224 Péssima 28 2729242829283027272927 Não sabe/Não respondeu 0 00001100101 De uma maneira geral, o(a) Sr.(a) diria que a situação da segurança pública no Brasil está melhor, igual ou pior do que há três anos? Melhor 15 1613191612131414151417 Igual 47 4945484351484546464946 Pior 37 3440333936384039383636 Não sabe/Não respondeu 1 11121121111 35 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Na sua opinião, qual é a principal ação para melhorar a situação da segurança pública no país? Maior combate à venda ilegal de armas 24 2324232223222629252217 Maior combate ao tráfico de drogas 58 5759545954616266615548 Aumentar o policiamento nas ruas 37 3638383936343940403730 Aumentar as penas pelos crimes cometidos 272827292827252726253025 Agilizar a atuação do Sistema Judiciário 13 1512131414161111121419 Ampliar as políticas de combate à pobreza 141514161617141110171617 Ampliar os programas de reintegração dos presos à sociedade 6 75757654677 Maior presença do Estado com políticas públicas de educação, saneamento, etc nas comunidades carentes 17 1717181619211211111833 Nenhuma destas 1 10001011000 Não sabe/Não respondeu 3 32222163224 Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições? Forças armadas Ótima 13 1511151613141116131212 Boa 46 4845484642484844455044 Regular 26 2527262428262522272630 Ruim 6 66478556756 Péssima 4 34345444344 Não conhece 1 11121112111 Não sabe/Não respondeu 4 26325477434 Polícia Federal Ótima 12 1311111313121014131011 Boa 46 5043444745494745425044 Regular 28 2631312829282625292734 Ruim 6 67876577865 Péssima 5 45356454564 Não conhece 0 01101011101 Não sabe/Não respondeu 3 14212255221 Polícia Militar Ótima 5 65654756655 Boa 28 2828282325303232292624 Regular 39 3839394041373835354242 Ruim 16 1616172315151415181519 Péssima 11 12 101081510109111211 Não conhece 0 00001000000 Não sabe/Não respondeu 1 11001121101 Polícia Civil Ótima 5 55574646643 Boa 30 2931312528303332302830 Regular 41 4041394340433938404339 Ruim 14 1514171515121312161318 Péssima 9 1187912810981011 Não conhece 0 00001000100 Não sabe/Não respondeu 1 12011133110 CONTINUA 36 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições: Justiça/Poder Judiciário Ótima 4 44653334451 Boa 24 2424242024222729242221 Regular 35 3535383437363031343639 Ruim 18 1917181919191617182019 Péssima 14 1413101612151510141319 Não conhece 1 11121112210 Não sabe/Não respondeu 5 36444477441 Agentes penitenciários Ótima 3 43334434433 Boa 22 2123242023202224232218 Regular 34 3534343435343330353638 Ruim 14 1514161514141313141517 Péssima 10 11981210910911913 Não conhece 4 45553646444 Não sabe/Não respondeu 12 101410111113151610128 Guarda Municipal Ótima 3 43543422444 Boa 27 2728262529282827302627 Regular 28 2828282531282724263131 Ruim 9 10810111087711811 Péssima 7 77586776579 Não conhece 11 111010141010111310118 Não sabe/Não respondeu 15 1417171513161721151410 Governo Federal Ótima 4 53443444543 Boa 35 3535363234373539323631 Regular 38 3937364041383636383842 Ruim 12 1113131112121210131314 Péssima 7 86777675878 Não conhece 1 01111011100 Não sabe/Não respondeu 4 35343366332 Governo Estadual Ótima 4 44444544542 Boa 33 3234333131333536343227 Regular 37 3837374039383537353742 Ruim 14 1414151315131412121516 Péssima 8 1079988869911 Não conhece 1 11111011101 Não sabe/Não respondeu 3 24242355332 CONTINUA 37 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições: Prefeitura Ótima 3 33221344322 Boa 28 2827272924302932302522 Regular 32 3232312836333129293341 Ruim 15 1515191914141313151814 Péssima 14 1413131315141311151514 Não conhece 3 23333233233 Não sabe/Não respondeu 6 57566578755 Congresso Nacional Ótima 2 31222323221 Boa 19 1720181618201922201615 Regular 30 3128342929302727283133 Ruim 19 1919192120161918202115 Péssima 21 2220172122242117222127 Não conhece 1 21221211122 Não sabe/Não respondeu 9 61178861212777 Vou ler mais algumas frases e gostaria que para cada uma delas o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda. Ações sociais como educação e formação profissional contribuem mais para diminuir a violência no país do que ações repressivas, como o aumento do policiamento ou maior rigor na punição de criminosos Concorda totalmente 61 63 605861656359 60 626260 Concorda em parte 29 26 313228262729 28 292733 Não concorda nem discorda (Espontânea) 4 5 354335 5 352 Discorda em parte 3 3 344323 3 334 Discorda totalmente 2 2 213132 2 221 Não sabe/Não respondeu 2 2 210123 3 211 Para reduzir a criminalidade é preciso impor uma política de tolerância zero, em que todo tipo de infração ou ilegalidade sejam punidos Concorda totalmente 54 54 534854585454 52 545550 Concorda em parte 29 28 303230262730 30 272928 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 7 685576 7 775 Discorda em parte 7 7 686676 7 758 Discorda totalmente 4 4 335543 3 337 Não sabe/Não respondeu 1 1 110112 1 111 Penas mais rigorosas reduzem a criminalidade Concorda totalmente 55 57 534755565858 57 565551 Concorda em parte 24 23 252722232425 24 242426 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 6 777567 8 665 Discorda em parte 8 7 81110776 6 8810 Discorda totalmente 6 6 676864 4 679 Não sabe/Não respondeu 1 1 110111 1 111 A violência dos criminosos justifica uma ação violenta dos policiais Concorda totalmente 25 27 242326272625 26 242723 Concorda em parte 25 25 252725232226 26 232622 Não concorda nem discorda (Espontânea) 13 13 131011121416 18 121110 Discorda em parte 17 17 182117171814 12 191626 Discorda totalmente 19 18 201820211917 16 212020 Não sabe/Não respondeu 1 1 211112 2 210 CONTINUA 38 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Vou ler mais algumas frases e gostaria que para cada uma delas o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda. A atribuição da responsabilidade penal somente a partir dos 18 anos incentiva a participação de menores de idade na prática criminosa Concorda totalmente 64 6564616568656362666566 Concorda em parte 19 1920211817211921181920 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 66855566665 Discorda em parte 4 45435365535 Discorda totalmente 5 65583644464 Não sabe/Não respondeu 1 11111122110 Legalizar a venda e o uso da maconha reduzirá a criminalidade Concorda totalmente 13 1313141513131012131214 Concorda em parte 10 128159899881113 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 76776466675 Discorda em parte 13 1313131315141011141215 Discorda totalmente 57 5559505657596361575752 Não sabe/Não respondeu 1 12111122111 A proibição de venda de bebidas alcoólicas após a meia noite contribui para a redução da criminalidade Concorda totalmente 41 3844354339434443434234 Concorda em parte 24 2226252120262528212127 Não concorda nem discorda (Espontânea) 9 10799108891187 Discorda em parte 10 10101281299891210 Discorda totalmente 15 1812181817131110141621 Não sabe/Não respondeu 2 22111133211 A certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade Concorda totalmente 66 6766576969736565656670 Concorda em parte 21 2021262119162221212120 Não concorda nem discorda (Espontânea) 5 54444656453 Discorda em parte 3 34543323434 Discorda totalmente 4 53625144444 Não sabe/Não respondeu 1 12211122110 Os menores de idade que cometam crimes violentos/hediondos devem ser julgados como adultos Concorda totalmente 75 7575707778757577777471 Concorda em parte 16 1516201812151514151618 Não concorda nem discorda (Espontânea) 3 34324434244 Discorda em parte 2 23232422333 Discorda totalmente 3 434 1 4333235 Não sabe/Não respondeu 1 11101021110 Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Prisão Perpétua Totalmente a favor 51 5250485750505351515250 Parcialmente a favor 18 1620181820191616171921 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 66575578465 Parcialmente contra 8 8886108891087 Totalmente contra 15 1615191115161414181515 Não sabe/Não respondeu 1 12200223111 CONTINUA 39 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Pena de Morte Totalmente a favor 31 3428333630292930283430 Parcialmente a favor 15 1416151812171414141616 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 86778488766 Parcialmente contra 12 111313814131214121112 Totalmente contra 34 3236313135343732373336 Não sabe/Não respondeu 1 11211212110 Redução da maioridade penal para 16 anos Totalmente a favor 75 7773697979717775737576 Parcialmente a favor 11 1012121110131011111111 Nem a favor nem contra (Espontânea) 4 44523355433 Parcialmente contra 3 24452333432 Totalmente contra 6 671036855777 Não sabe/Não respondeu 1 11111212101 Direito à porte de armas a todo cidadão Totalmente a favor 14 1910141514151315141314 Parcialmente a favor 9 9997961010979 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 75764666566 Parcialmente contra 16 1616161715191517131717 Totalmente contra 54 4860545458525450585654 Não sabe/Não respondeu 1 11110212101 Unificação das polícias (civil e militar) Totalmente a favor 47 4746444747494744504748 Parcialmente a favor 20 1920222020162122201818 Nem a favor nem contra (Espontânea) 12 121315138131413101411 Parcialmente contra 6 76747865777 Totalmente contra 10 1189121496781113 Não sabe/Não respondeu 6 37444689444 Uso das Forças Armadas no combate à criminalidade Totalmente a favor 65 6466646867646563646865 Parcialmente a favor 19 1918202017191818201819 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 76765978764 Parcialmente contra 3 34334344433 Totalmente contra 4 545 4 6432459 Não sabe/Não respondeu 2 13112244211 Privatização dos presídios Totalmente a favor 36 3933373837353432383833 Parcialmente a favor 17 1817181818161717181620 Nem a favor nem contra (Espontânea) 12 1113131011131212101311 Parcialmente contra 8 610898898799 Totalmente contra 18 1917181720201515181922 Não sabe/Não respondeu 9 61169781315965 CONTINUA 40 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Monitoramento eletrônico de presos através do uso de bracelete ou tornozeleira com GPS, nos casos de prisões domiciliares, regime semi-aberto ou saídas temporárias dos presídios Totalmente a favor 61 6162616465635758616462 Parcialmente a favor 19 1918202017191919191819 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 56755477573 Parcialmente contra 3 33222454425 Totalmente contra 8 10796997710710 Não sabe/Não respondeu 3 24132266221 Políticas públicas para reinserção dos presos na sociedade Totalmente a favor 53 5453536156554847505762 Parcialmente a favor 23 2125262121232425262122 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 9674771010783 Parcialmente contra 6 76558666775 Totalmente contra 6 66776665768 Não sabe/Não respondeu 4 35232388421 Adoção de penas alternativas à prisão para crimes de menor gravidade, como trabalho comunitário Totalmente a favor 60 6060556362625857605965 Parcialmente a favor 22 2222242221202322252218 Nem a favor nem contra (Espontânea) 5 64744466463 Parcialmente contra 5 55565566565 Totalmente contra 6 678477554710 Não sabe/Não respondeu 2 23221245310 Pensando nos últimos doze meses, o(a) Sr.(a) diria que o serviço prestado pela polícia em sua cidade melhorou, piorou, ou está igual? Melhorou 21 2319201822192425221820 Está igual 58 5661605957625453566265 Piorou 19 1918192220171719211915 Não sabe/Não respondeu 2 23121254220 Na sua opinião, qual é a principal ação para melhorar a atuação policial? Melhorar o salário dos policiais (militar, civil, federal) 42 43423338414550 47 423943 Equipar melhor a polícia 36 3835373936333739383628 Melhorar a formação profissional e treinamento dos policiais 41 41424340414439 35 414349 Punir exemplarmente os maus policiais 37 3738404039383333364041 Reconhecer e premiar os bons policiais 14 1414131514151314151216 Aumentar o número de policiais 27 2628322627242729262922 Nenhuma destas 0 0 0000000000 Não sabe/Não respondeu 2 22333224221 O(A) Sr.(a), ou algum parente, foi furtado, assaltado ou agredido nos últimos 12 meses? Sim, o próprio entrevistado 9 9101215887781113 Sim, algum parente 19 1919221819191917192120 Sim, ambos 2 22223111214 Não, nem o entrevistado e nem algum parente 686867636467717173696562 Não sabe/Não respondeu 2 22223223222 41 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior Pensando nos últimos doze meses, dentre os acontecimentos que eu citar, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) presenciou algum deles em sua cidade: Alguém sendo assaltado Presenciou 28 3224313229302122263037 Não presenciou 71 6775676871707877736963 Não sabe/Não respondeu 1 11211011110 Brigas de gangues Presenciou 20 2317272620171415192422 Não presenciou 79 7682717379838684817678 Não sabe/Não respondeu 1 11211111110 Alguém recebendo um tiro Presenciou 9 117101199878127 Não presenciou 90 8892898991919292928792 Não sabe/Não respondeu 1 11211011110 A polícia prendendo alguém Presenciou 51 5746585454484542515559 Não presenciou 48 4253414545525557484441 Não sabe/Não respondeu 1 11211011110 Alguém sendo assassinado Presenciou 8 96998777896 Não presenciou 92 9093909191939392929094 Não sabe/Não respondeu 1 11211011111 Tiroteios Presenciou 20 2218212521181718182123 Não presenciou 80 7881787579828281827876 Não sabe/Não respondeu 1 11211011110 Alguém sendo agredido Presenciou 41 4637494645393230394849 Não presenciou 58 5362495355616769605151 Não sabe/Não respondeu 1 11211111111 Alguém sendo ameaçado com uma faca Presenciou 18 2116261822151215192217 Não presenciou 81 7883728178858784817883 Não sabe/Não respondeu 1 11211011111 Alguém usando drogas na rua Presenciou 67 7064727167656357657571 Não presenciou 32 2935272932353742352529 Não sabe/Não respondeu 1 11211011110 Pensando na sua segurança pessoal e na segurança de sua família, o(a) Sr.(a) diria que nos últimos três anos: Aumentou os cuidados com a segurança 45 4446434845474441424654 Manteve os cuidados com a segurança 49 5049514648485153524939 Diminuiu os cuidados com a segurança 4 44445334345 Não sabe/Não respondeu 2 32222232322 42 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior O receio da violência pode levar as pessoas a mudarem algumas coisas no seu dia-a-dia. Vou citar algumas atitudes e medidas que podem ser tomadas por causa da violência e gostaria que o(a) Sr.(a) me dissesse se já fez ou nunca fez cada uma delas Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Fez 36 3437354138402827294148 Nunca fez 64 6663655862607273715952 Não respondeu 0 00001000000 Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Fez 48 4550465749504139435164 Nunca fez 52 5550544350505861574935 Não respondeu 0 00001000001 Evitar sair à noite Fez 54 4860435655605754545356 Nunca fez 46 5240574445404345464744 Não respondeu 0 00001000000 Evitar andar com dinheiro Fez 63 6067576662676561636272 Nunca fez 36 4033433437333539373828 Não respondeu 0 00010000000 Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Fez 57 5559525959635553525970 Nunca fez 42 4540484140374547484130 Não respondeu 0 00001000000 Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Fez 52 5153494855575046505264 Nunca fez 48 4947515244435053504735 Não respondeu 0 00011000000 Contratar seguro contra roubo/ furto Fez 10 101061012101057922 Nunca fez 90 9090949087899094948977 Não respondeu 1 11101111010 Comprar uma arma Fez 2 32224222224 Nunca fez 96 9696979794959697969695 Não respondeu 2 22212321222 O(A) Sr.(a) diria que tomou essa medida nos últimos três anos ou há mais tempo que isso? Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Fez nos últimos três anos 70 6872707374706667756973 Fez há mais tempo 29 3227302725303432243127 Não respondeu 1 01001111110 Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Fez nos últimos três anos 71 7072727570766667747272 Fez há mais tempo 28 3027272529233532262728 Não respondeu 0 10101101110 Evitar sair à noite Fez nos últimos três anos 70 6972767571716567707469 Fez há mais tempo 29 3128242529293533292631 Não respondeu 0 00001000000 CONTINUA 43 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL SEXO IDADE GRAU DE INSTRUÇÃO Masc Fem 16 a 24 25 a 29 30 a 39 40 a 49 50 e mais Até 4ª série do fund. 5ª a 8ª série do fund. Ensino médio Superior O(A) Sr.(a) diria que tomou essa medida nos últimos três anos ou há mais tempo que isso? Evitar andar com dinheiro Fez nos últimos três anos 70 7069727871646867687370 Fez há mais tempo 30 2930272228363233322630 Não respondeu 1 01001000010 Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Fez nos últimos três anos 68 7067698070646463697269 Fez há mais tempo 31 3032312028363637312831 Não respondeu 1 01002010111 Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Fez nos últimos três anos 63 6362626863616361636267 Fez há mais tempo 36 3637373235393739373732 Não respondeu 1 11103100111 Contratar seguro contra roubo/ furto Fez nos últimos três anos 69 6970787674586772747461 Fez há mais tempo 29 2928222423403121262636 Não respondeu 2 22004327003 Comprar uma arma Fez nos últimos três anos 65 64651006075385473804767 Fez há mais tempo 33 363004019634627205325 Não respondeu 2 04006000008 44 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 6.2 Segmentação por região e renda familiar TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Falando sobre os problemas do país, na sua opinião, quais o Brasil tem maiores problemas? Segurança pública 33 324029322933313435 Educação 27 262230303433282522 Saúde 52 504456565451545148 Estradas 3 732504334 Agricultura 1 211252121 Energia elétrica 1 111101110 Fome/ Miséria 8 589979995 Habitação 3 324223335 Reforma agrária 1 110100111 Menor abandonado 2 313123221 Empregos 10 991295491213 Saneamento básico 1 221101210 Salários 5 656502486 Drogas 29 254026222025292840 Seca/ Abastecimento d´água 1 120000112 Meio ambiente 2 122122223 Cultura e lazer 1 111000110 Desenvolvimento 1 111000011 Juros 1 211201212 Combate à corrupção 9 11791017131167 Impostos 5 74471510632 Custo de vida/ Preços 2 223252232 Capacitação profissional 1 311123210 Nenhuma destas 0 000000000 Não sabe/Não respondeu 1 100001001 Como o(a) Sr.(a) avalia a situação da segurança pública no Brasil? Ótima 1 111001110 Boa 11 141011121010101314 Regular 36 433136413233393635 Ruim 23 162324283726222224 Péssima 28 263527192231272927 Não sabe/Não respondeu 0 001001001 De uma maneira geral, o(a) Sr.(a) diria que a situação da segurança pública no Brasil está melhor, igual ou pior do que há três anos? Melhor 15 17171492016151317 Igual 47 483652534945494644 Pior 37 334633383238363938 Não sabe/Não respondeu 1 211 1 01120 45 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Na sua opinião, qual é a principal ação para melhorar a situação da segurança pública no país? Maior combate à venda ilegal de armas 24 272424182015222528 Maior combate ao tráfico de drogas 58 566753626151576066 Aumentar o policiamento nas ruas 37 413836373234363941 Aumentar as penas pelos crimes cometidos 27232728281525292827 Agilizar a atuação do Sistema Judiciário 13 13101515202013139 Ampliar as políticas de combate à pobreza 1415141514152016149 Ampliar os programas de reintegração dos presos à sociedade 6 757528663 Maior presença do Estado com políticas públicas de educação, saneamento, etc nas comunidades carentes 17 161320193427191311 Nenhuma destas 1 110000001 Não sabe/Não respondeu 3 333220125 Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições? Forças armadas Ótima 13 1917133248141416 Boa 46 473848554653474345 Regular 26 252526272227262622 Ruim 6 494556567 Péssima 4 344324442 Não conhece 1 121000122 Não sabe/Não respondeu 4 174603356 Polícia Federal Ótima 12 221594246101217 Boa 46 493946554254504537 Regular 28 202831292931282728 Ruim 6 396425677 Péssima 5 346422555 Não conhece 0 011000001 Não sabe/Não respondeu 3 142301145 Polícia Militar Ótima 5 8745104458 Boa 28 272727342427292828 Regular 39 403640414236403938 Ruim 16 161816121517161616 Péssima 11 910138101411127 Não conhece 0 000000000 Não sabe/Não respondeu 1 111001012 Polícia Civil Ótima 5 864323467 Boa 30 322629373226312928 Regular 41 38404142344242 40 41 Ruim 14 151714102016131615 Péssima 9 7811712131177 Não conhece 0 100000000 Não sabe/Não respondeu 1 121100122 CONTINUA 46 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições? Justiça/Poder Judiciário Ótima 4 753351446 Boa 24 252323311727232524 Regular 35 303435394634363528 Ruim 18 18191815717191720 Péssima 14 14131692218141311 Não conhece 1 221000122 Não sabe/Não respondeu 5 5553243411 Agentes penitenciários Ótima 3 733222434 Boa 22 242121242921212518 Regular 34 293435392931363532 Ruim 14 141714101213151314 Péssima 10 13811810161089 Não conhece 4 4553106454 Não sabe/Não respondeu 12 10141114712101119 Guarda Municipal Ótima 3 434223433 Boa 27 302327342930292623 Regular 28 153531184426262831 Ruim 9 101194578109 Péssima 7 578359856 Não conhece 11 17691771213116 Não sabe/Não respondeu 15 19151321713131721 Governo Federal Ótima 4 763172446 Boa 35 373432423736353633 Regular 38 333941324441383836 Ruim 12 11131212710121214 Péssima 7 947958854 Não conhece 1 011000111 Não sabe/Não respondeu 4 335404237 Governo Estadual Ótima 4 563152258 Boa 33 353030453235333530 Regular 37 353840314431393738 Ruim 14 111614121517131315 Péssima 8 118875131074 Não conhece 1 011000110 Não sabe/Não respondeu 3 324303235 CONTINUA 47 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições: Prefeitura Ótima 3 433121333 Boa 28 222026503228302822 Regular 32 253236283234333130 Ruim 15 18201310249141620 Péssima 14 241213971716138 Não conhece 3 153024136 Não sabe/Não respondeu 6 8953073713 Congresso Nacional Ótima 2 232120133 Boa 19 221714291517182117 Regular 30 273426343932293027 Ruim 19 192120131718191922 Péssima 21 191527182428231817 Não conhece 1 212021220 Não sabe/Não respondeu 9 88105058814 Vou ler mais algumas frases e gostaria que para cada uma delas o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda. Ações sociais como educação e formação profissional contribuem mais para diminuir a violência no país do que ações repressivas, como o aumento do policiamento ou maior rigor na punição de criminosos Concorda totalmente 61 44 69606768 62 616461 Concorda em parte 29 41 23282817 30 292728 Não concorda nem discorda (Espontânea) 4 8 2425 4 434 Discorda em parte 3 5 2317 3 333 Discorda totalmente 2 1 3212 2 213 Não sabe/Não respondeu 2 1 2210 0 123 Para reduzir a criminalidade é preciso impor uma política de tolerância zero, em que todo tipo de infração ou ilegalidade sejam punidos Concorda totalmente 54 48 54555359 50 545456 Concorda em parte 29 32 29253615 32 282928 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 8 5767 6 668 Discorda em parte 7 9 77215 7 675 Discorda totalmente 4 2 3525 5 532 Não sabe/Não respondeu 1 1 1110 1 112 Penas mais rigorosas reduzem a criminalidade Concorda totalmente 55 49 57536349 50 575657 Concorda em parte 24 25 22252722 28 222325 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 12 5722 6 676 Discorda em parte 8 8 107415 8 877 Discorda totalmente 6 5 58412 8 664 Não sabe/Não respondeu 1 1 1100 0 112 A violência dos criminosos justifica uma ação violenta dos policiais Concorda totalmente 25 19 25233820 29 242626 Concorda em parte 25 22 23282024 14 26 27 23 Não concorda nem discorda (Espontânea) 13 16 111575 9 121221 Discorda em parte 17 26 18141524 23 171711 Discorda totalmente 19 16 22181927 24 211716 Não sabe/Não respondeu 1 1 1210 1 114 CONTINUA 48 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Vou ler mais algumas frases e gostaria que para cada uma delas o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda. A atribuição da responsabilidade penal somente a partir dos 18 anos incentiva a participação de menores de idade na prática criminosa Concorda totalmente 64 526863736169686265 Concorda em parte 19 281619182017182118 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 967104577 Discorda em parte 4 644376354 Discorda totalmente 5 4563124554 Não sabe/Não respondeu 1 111100113 Legalizar a venda e o uso da maconha reduzirá a criminalidade Concorda totalmente 13 13111411215141310 Concorda em parte 10 16611624131089 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 867356469 Discorda em parte 13 161114912913159 Discorda totalmente 57 466652695656585661 Não sabe/Não respondeu 1 112101212 A proibição de venda de bebidas alcoólicas após a meia noite contribui para a redução da criminalidade Concorda totalmente 41 393939533746443840 Concorda em parte 24 292123262725242323 Não concorda nem discorda (Espontânea) 9 88124577119 Discorda em parte 10 151393125101010 Discorda totalmente 15 101816132017141513 Não sabe/Não respondeu 2 122200124 A certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade Concorda totalmente 66 517367668172656568 Concorda em parte 21 311419311521212118 Não concorda nem discorda (Espontânea) 5 755122564 Discorda em parte 3 543122343 Discorda totalmente 4 444103534 Não sabe/Não respondeu 1 112100113 Os menores de idade que cometam crimes violentos/ hediondos devem ser julgados como adultos Concorda totalmente 75 687975747376757675 Concorda em parte 16 191115211019151613 Não concorda nem discorda (Espontânea) 3 543021346 Discorda em parte 2 423171322 Discorda totalmente 3 233473423 Não sabe/Não respondeu 1 111000112 Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Prisão Perpétua Totalmente a favor 51 495649534654524755 Parcialmente a favor 18 211619173218161916 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 757423677 Parcialmente contra 8 12788251097 Totalmente contra 15 101317181719161513 Não sabe/Não respondeu 1 131101033 CONTINUA 49 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Pena de Morte Totalmente a favor 31 303526392928332933 Parcialmente a favor 15 161416121716141514 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 11675567710 Parcialmente contra 12 1711129107131310 Totalmente contra 34 263139343942333530 Não sabe/Não respondeu 1 131101013 Redução da maioridade penal para 16 anos Totalmente a favor 75 757673766377767570 Parcialmente a favor 11 1271214171411109 Nem a favor nem contra (Espontânea) 4 345252454 Parcialmente contra 3 542252245 Totalmente contra 6 47761057610 Não sabe/Não respondeu 1 121000013 Direito à porte de armas a todo cidadão Totalmente a favor 14 181411161214141316 Parcialmente a favor 9 166881068109 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 855825567 Parcialmente contra 16 181416191714171613 Totalmente contra 54 405959475660565353 Não sabe/Não respondeu 1 111220013 Unificação das polícias (civil e militar) Totalmente a favor 47 434747515154494442 Parcialmente a favor 20 271919161718172023 Nem a favor nem contra (Espontânea) 12 16121017514121214 Parcialmente contra 6 795421875 Totalmente contra 10 5812815121189 Não sabe/Não respondeu 6 2575102386 Uso das Forças Armadas no combate à criminalidade Totalmente a favor 65 636468626869696362 Parcialmente a favor 19 251917171716162020 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 6651428767 Parcialmente contra 3 253122344 Totalmente contra 4 3464105444 Não sabe/Não respondeu 2 132201134 Privatização dos presídios Totalmente a favor 36 273237483440393333 Parcialmente a favor 17 211420112214152015 Nem a favor nem contra (Espontânea) 12 171210141014111213 Parcialmente contra 8 131067761087 Totalmente contra 18 172118142219191815 Não sabe/Não respondeu 9 612975661016 CONTINUA 50 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a FAVOR ou CONTRA: Monitoramento eletrônico de presos através do uso de bracelete ou tornozeleira com GPS, nos casos de prisões domiciliares, regime semi-aberto ou saídas temporárias dos presídios Totalmente a favor 61 596658666361646057 Parcialmente a favor 19 201719192020181822 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 1056304667 Parcialmente contra 3 244152342 Totalmente contra 8 851071211986 Não sabe/Não respondeu 3 243302147 Políticas públicas para reinserção dos presos na sociedade Totalmente a favor 53 435157595960565149 Parcialmente a favor 23 272522202423212523 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 1278255789 Parcialmente contra 6 675805784 Totalmente contra 6 9558128757 Não sabe/Não respondeu 4 344300249 Adoção de penas alternativas à prisão para crimes de menor gravidade, como trabalho comunitário Totalmente a favor 60 545860677366625655 Parcialmente a favor 22 252221231518212521 Nem a favor nem contra (Espontânea) 5 865052468 Parcialmente contra 5 665326464 Totalmente contra 6 757558756 Não sabe/Não respondeu 2 233101226 Pensando nos últimos doze meses, o(a) Sr.(a) diria que o serviço prestado pela polícia em sua cidade melhorou, piorou, ou está igual? Melhorou 21 272320142224212123 Está igual 58 574562756859605753 Piorou 19 163015111016172022 Não sabe/Não respondeu 2 123102223 Na sua opinião, qual é a principal ação para melhorar a atuação policial? Melhorar o salário dos policiais (militar, civil, federal) 42 4136406049 45 444044 Equipar melhor a polícia 36 403732433435343839 Melhorar a formação profissional e treinamento dos policiais 41 3740463239 42 434135 Punir exemplarmente os maus policiais 37 433640273738373836 Reconhecer e premiar os bons policiais 14 131413171217161310 Aumentar o número de policiais 27 253426202920242932 Nenhuma destas 0 000000000 Não sabe/Não respondeu 2 123102223 O(A) Sr.(a), ou algum parente, foi furtado, assaltado ou agredido nos últimos 12 meses? Sim, o próprio entrevistado 9 1211877121097 Sim, algum parente 19 272116152025191820 Sim, ambos 2 412172311 Não, nem o entrevistado e nem algum parente 6854637277666067 71 67 Não sabe/Não respondeu 2 332001125 51 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 Pensando nos últimos doze meses, dentre os acontecimentos que eu citar, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) presenciou algum deles em sua cidade: Alguém sendo assaltado Presenciou 28 352927213436312617 Não presenciou 71 656973796664697479 Não sabe/Não respondeu 1 120000013 Brigas de gangues Presenciou 20 312016201521221916 Não presenciou 79 687884808579788180 Não sabe/Não respondeu 1 120000014 Alguém recebendo um tiro Presenciou 9 151076510998 Não presenciou 90 848893949590919089 Não sabe/Não respondeu 1 120000013 A polícia prendendo alguém Presenciou 51 585349466358534844 Não presenciou 48 414451543742475153 Não sabe/Não respondeu 1 120000013 Alguém sendo assassinado Presenciou 8 1586406797 Não presenciou 92 8490949610094939189 Não sabe/Não respondeu 1 120000013 Tiroteios Presenciou 20 302016181717202022 Não presenciou 80 697784828383808075 Não sabe/Não respondeu 1 120000013 Alguém sendo agredido Presenciou 41 484140403949453835 Não presenciou 58 525660606151556162 Não sabe/Não respondeu 1 130001014 Alguém sendo ameaçado com uma faca Presenciou 18 302115131518201817 Não presenciou 81 697785878581808179 Não sabe/Não respondeu 1 130001013 Alguém usando drogas na rua Presenciou 67 646275567672736452 Não presenciou 32 363625442428273545 Não sabe/Não respondeu 1 020000013 Pensando na sua segurança pessoal e na segurança de sua família, o(a) Sr.(a) diria que nos últimos três anos: Aumentou os cuidados com a segurança 45 495437495655464344 Manteve os cuidados com a segurança 49 454156473742485248 Diminuiu os cuidados com a segurança 4 434453544 Não sabe/Não respondeu 2 323021224 52 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 O receio da violência pode levar as pessoas a mudarem algumas coisas no seu dia-a-dia. Vou citar algumas atitudes e medidas que podem ser tomadas por causa da violência e gostaria que o(a) Sr.(a) me dissesse se já fez ou nunca fez cada uma delas Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Fez 36 404231314937393228 Nunca fez 64 605868695162616772 Não respondeu 0 000001000 Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Fez 48 515443477150534343 Nunca fez 52 484557532949475757 Não respondeu 0 100001000 Evitar sair à noite Fez 54 566247585950585454 Nunca fez 46 443853424250424646 Não respondeu 0 000001000 Evitar andar com dinheiro Fez 63 646661657367686157 Nunca fez 36 353439352733323942 Não respondeu 0 100000000 Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Fez 57 615755637865665051 Nunca fez 42 394345372235345048 Não respondeu 0 000001000 Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Fez 52 555848515657564850 Nunca fez 48 444252494443445249 Não respondeu 0 100000001 Contratar seguro contra roubo/ furto Fez 10 94131227201251 Nunca fez 90 919586887380879497 Não respondeu 1 011001102 Comprar uma arma Fez 2 712224320 Nunca fez 96 919897939895959798 Não respondeu 2 212401312 O(A) Sr.(a) diria que tomou essa medida nos últimos três anos ou há mais tempo que isso? Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Fez nos últimos três anos 70 667071757071776763 Fez há mais tempo 29 323029253029223337 Não respondeu 1 300000110 Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Fez nos últimos três anos 71 716969805969757166 Fez há mais tempo 28 263131204131242834 Não respondeu 0 300000100 Evitar sair à noite Fez nos últimos três anos 70 687269727563727171 Fez há mais tempo 29 302831282537282930 Não respondeu 0 200000000 CONTINUA 53 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL REGIÕES RENDA FAMILIAR (EM SAL. MÍNIMOS) Norte/ Centro- Oeste Nordeste Sudeste Sul mais de 10 mais de 5 a 10 mais de 2 a 5 mais de 1 a 2 até 1 O(A) Sr.(a) diria que tomou essa medida nos últimos três anos ou há mais tempo que isso? Evitar andar com dinheiro Fez nos últimos três anos 70 687465776066727072 Fez há mais tempo 30 302635234034273027 Não respondeu 1 200000101 Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Fez nos últimos três anos 68 647463765369726962 Fez há mais tempo 31 352637234731283137 Não respondeu 1 101100011 Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Fez nos últimos três anos 63 536563687459676257 Fez há mais tempo 36 453536312640323842 Não respondeu 1 201102101 Contratar seguro contra roubo/ furto Fez nos últimos três anos 69 6486667455707277100 Fez há mais tempo 29 32143417462728200 Não respondeu 2 400903030 Comprar uma arma Fez nos últimos três anos 65 711005429100636885100 Fez há mais tempo 33 290465703832150 Não respondeu 2 0001400000 54 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 6.3 Segmentação por condição e porte do município TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Falando sobre os problemas do país, na sua opinião, quais o Brasil tem maiores problemas? Segurança pública 33 36 32 32 34 31 34 Educação 27 31 25 26 23 26 29 Saúde 52 58 48 50 53 51 52 Estradas 3 3 2 4 9 3 2 Agricultura 1 0 1 2 3 1 1 Energia elétrica 1 1 1 1 2 1 1 Fome/ Miséria 8 7 8 8 7 7 9 Habitação 3 2 5 3 2 3 3 Reforma agrária 1 0 1 1 1 1 1 Menor abandonado 2 2 3 2 1 2 2 Empregos 10 9 9 11 11 13 8 Saneamento básico 1 2 1 1 1 1 1 Salários 5 4 5 6 6 7 5 Drogas 29 24 30 31 27 31 29 Seca/ Abastecimento d´água 1 1 0 1 1 1 1 Meio ambiente 2 2 4 2 2 1 2 Cultura e lazer 1 0 0 1 1 1 1 Desenvolvimento 1 0 2 1 0 1 1 Juros 1 1 1 2 3 1 1 Combate à corrupção 9 9 12 8 8 7 10 Impostos 5 4 4 5 5 6 4 Custo de vida/ Preços 2 2 4 2 1 3 2 Capacitação profissional 1 2 1 1 1 1 2 Nenhuma destas 0 0 0 0 0 0 0 Não sabe/Não respondeu 1 1 0 0 0 0 1 Como o(a) Sr.(a) avalia a situação da segurança pública no Brasil? Ótima 1 2 0 1 0 1 1 Boa 11 12 11 11 16 9 11 Regular 36 34 31 39 41 37 35 Ruim 23 17 26 25 23 26 21 Péssima 28 34 31 25 20 27 31 Não sabe/Não respondeu 0 1 0 0 1 0 1 De uma maneira geral, o(a) Sr.(a) diria que a situação da segurança pública no Brasil está melhor, igual ou pior do que há três anos? Melhor 15 18 17 12 15 11 16 Igual 47 40 53 49 54 49 44 Pior 37 40 30 38 31 39 38 Não sabe/Não respondeu 1 2 1 1 0 1 2 55 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Na sua opinião, qual é a principal ação para melhorar a situação da segurança pública no país? Maior combate à venda ilegal de armas 24 23 16 25 24 26 22 Maior combate ao tráfico de drogas 58 53 54 62 70 59 55 Aumentar o policiamento nas ruas 37 34 45 37 33 42 36 Aumentar as penas pelos crimes cometidos 2729 33 25 25 25 29 Agilizar a atuação do Sistema Judiciário 13 13 16 13 14 14 13 Ampliar as políticas de combate à pobreza 1416 14 14 14 12 16 Ampliar os programas de reintegração dos presos à sociedade 6 7 5 6 5 4 7 Maior presença do Estado com políticas públicas de educação, saneamento, etc nas comunidades carentes 17 19 14 16 12 17 18 Nenhuma destas 1 1 0 0 0 0 1 Não sabe/Não respondeu 3 4 2 2 2 2 4 Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições? Forças armadas Ótima 13 11 11 15 16 13 12 Boa 46 45 44 47 40 51 46 Regular 26 26 34 24 26 23 27 Ruim 6 8 2 6 7 5 6 Péssima 4 5 3 3 3 3 4 Não conhece 1 1 0 1 2 1 1 Não sabe/Não respondeu 4 4 5 4 6 4 4 Polícia Federal Ótima 12 10 9 13 14 13 11 Boa 46 43 46 47 46 48 45 Regular 28 31 33 26 26 26 30 Ruim 6 7 6 6 5 7 6 Péssima 5 6 4 5 4 5 5 Não conhece 0 0 0 1 1 0 0 Não sabe/Não respondeu 3 3 3 2 4 2 3 Polícia Militar Ótima 5 5 5 6 7 5 5 Boa 28 22 24 31 37 31 24 Regular 39 37 36 40 38 39 39 Ruim 16 22 18 13 11 16 18 Péssima 11 14 16 9 7 9 13 Não conhece 0 0 0 0 0 0 0 Não sabe/Não respondeu 1 1 0 1 1 1 1 Polícia Civil Ótima 5 4 5 5 4 6 5 Boa 30 25 27 33 37 31 27 Regular 41 39 43 41 39 42 40 Ruim 14 19 12 13 13 12 16 Péssima 9 12 12 8 7 8 11 Não conhece 0 0 0 0 0 0 0 Não sabe/Não respondeu 1 2 1 1 1 1 1 CONTINUA 56 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições? Justiça/Poder Judiciário Ótima 4 2 2 5 5 5 3 Boa 24 18 20 28 32 27 20 Regular 35 32 41 34 35 36 34 Ruim 18 22 19 16 11 17 21 Péssima 14 20 12 11 9 8 18 Não conhece 1 1 2 1 0 2 1 Não sabe/Não respondeu 5 5 4 5 7 5 4 Agentes penitenciários Ótima 3 3 2 4 4 3 4 Boa 22 16 18 25 27 25 19 Regular 34 34 43 33 31 35 35 Ruim 14 20 10 13 10 12 16 Péssima 10 14 8 9 7 8 12 Não conhece 4 6 8 3 3 3 6 Não sabe/Não respondeu 12 8 12 14 19 14 9 Guarda Municipal Ótima 3 2 5 4 2 3 4 Boa 27 27 29 28 20 27 30 Regular 28 34 37 23 10 24 35 Ruim 9 15 7 7 4 7 11 Péssima 7 10 9 5 3 5 9 Não conhece 11 5 5 14 25 15 4 Não sabe/Não respondeu 15 8 8 21 36 20 7 Governo Federal Ótima 4 3 3 5 5 4 4 Boa 35 29 34 38 52 34 31 Regular 38 38 41 38 25 41 40 Ruim 12 16 9 11 8 12 13 Péssima 7 10 8 5 6 5 8 Não conhece 1 1 0 1 1 1 0 Não sabe/Não respondeu 4 4 5 3 3 3 4 Governo Estadual Ótima 4 2 4 5 4 5 3 Boa 33 24 27 38 50 35 27 Regular 37 36 43 37 27 40 39 Ruim 14 21 13 11 9 11 17 Péssima 8 12 9 6 7 7 10 Não conhece 1 1 0 0 1 0 1 Não sabe/Não respondeu 3 4 4 3 3 3 4 CONTINUA 57 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Baseando-se em suas experiências de vida e no que o(a) Sr.(a) tem ouvido sobre a eficiência das instituições que servem a comunidade em assuntos de segurança pública, como o(a) Sr.(a) avalia a atuação de cada uma das instituições: Prefeitura Ótima 3 2 3 3 4 3 2 Boa 28 15 19 35 47 29 21 Regular 32 36 41 28 28 28 36 Ruim 15 21 13 13 9 14 18 Péssima 14 16 15 12 9 15 14 Não conhece 3 4 1 3 0 2 4 Não sabe/Não respondeu 6 6 8 6 4 9 6 Congresso Nacional Ótima 2 1 1 3 3 2 2 Boa 19 15 14 21 32 18 15 Regular 30 28 31 30 30 31 28 Ruim 19 20 18 19 16 20 19 Péssima 21 26 27 18 10 22 24 Não conhece 1 3 0 1 2 1 2 Não sabe/Não respondeu 9 8 9 9 7 6 10 Vou ler mais algumas frases e gostaria que para cada uma delas o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda. Ações sociais como educação e formação profissional contribuem mais para diminuir a violência no país do que ações repressivas, como o aumento do policiamento ou maior rigor na punição de criminosos Concorda totalmente 61 56 64 63 65 61 60 Concorda em parte 29 31 28 27 24 29 30 Não concorda nem discorda (Espontânea) 4 7 1 3 4 2 5 Discorda em parte 3 3 3 3 3 4 2 Discorda totalmente 2 2 3 1 1 2 2 Não sabe/Não respondeu 2 1 1 2 2 2 2 Para reduzir a criminalidade é preciso impor uma política de tolerância zero, em que todo tipo de infração ou ilegalidade sejam punidos Concorda totalmente 54 51 60 54 49 58 52 Concorda em parte 29 30 21 30 38 27 28 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 8 4 6 8 3 8 Discorda em parte 7 8 8 6 4 7 7 Discorda totalmente 4 3 6 3 1 5 4 Não sabe/Não respondeu 1 1 1 1 2 0 1 Penas mais rigorosas reduzem a criminalidade Concorda totalmente 55 53 58 55 54 58 53 Concorda em parte 24 22 22 26 27 24 24 Não concorda nem discorda (Espontânea) 6 8 5 6 7 4 7 Discorda em parte 8 10 8 6 7 6 9 Discorda totalmente 6 5 6 6 4 7 6 Não sabe/Não respondeu 1 1 0 1 1 1 1 A violência dos criminosos justifica uma ação violenta dos policiais Concorda totalmente 25 23 28 26 30 27 23 Concorda em parte 25 25 22 25 24 25 24 Não concorda nem discorda (Espontânea) 13 14 11 13 15 10 14 Discorda em parte 17 19 17 16 18 16 18 Discorda totalmente 19 18 20 19 13 22 19 Não sabe/Não respondeu 1 1 2 1 1 1 1 CONTINUA 58 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Vou ler mais algumas frases e gostaria que para cada uma delas o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda. A atribuição da responsabilidade penal somente a partir dos 18 anos incentiva a participação de menores de idade na prática criminosa Concorda totalmente 64 62 76 63 66 66 63 Concorda em parte 19 21 12 20 16 21 20 Não concorda nem discorda (Espontânea) 69 4 5 6 4 7 Discorda em parte 4 4 4 5 7 3 5 Discorda totalmente 5 4 3 6 3 6 5 Não sabe/Não respondeu 1 1 1 1 2 0 1 Legalizar a venda e o uso da maconha reduzirá a criminalidade Concorda totalmente 13 13 14 12 8 14 13 Concorda em parte 10 11 14 9 4 10 12 Não concorda nem discorda (Espontânea) 67 7 6 10 4 6 Discorda em parte 13 14 12 13 16 10 14 Discorda totalmente 57 56 53 59 62 61 54 Não sabe/Não respondeu 1 1 1 1 1 2 1 A proibição de venda de bebidas alcoólicas após a meia noite contribui para a redução da criminalidade Concorda totalmente 41 36 34 45 42 47 38 Concorda em parte 24 27 27 22 22 23 25 Não concorda nem discorda (Espontânea) 97 10 9 9 6 10 Discorda em parte 10 12 14 8 8 9 11 Discorda totalmente 15 16 15 14 16 14 15 Não sabe/Não respondeu 2 1 0 2 3 2 1 A certeza da impunidade é uma das principais razões para o aumento da criminalidade Concorda totalmente 66 65 75 65 63 68 66 Concorda em parte 21 21 13 22 24 20 20 Não concorda nem discorda (Espontânea) 56 4 4 6 3 5 Discorda em parte 3 4 3 3 3 4 3 Discorda totalmente 4 3 5 4 3 4 4 Não sabe/Não respondeu 1 1 2 2 1 1 1 Os menores de idade que cometam crimes violentos/ hediondos devem ser julgados como adultos Concorda totalmente 75 73 80 74 78 77 73 Concorda em parte 16 17 10 16 16 14 16 Não concorda nem discorda (Espontânea) 35 3 3 2 2 5 Discorda em parte 2 2 2 2 1 2 3 Discorda totalmente 3 2 5 3 1 4 3 Não sabe/Não respondeu 1 0 1 1 1 1 1 Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Prisão Perpétua Totalmente a favor 51 51 54 51 46 56 50 Parcialmente a favor 18 19 15 18 13 19 19 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 7 7 6 10 3 6 Parcialmente contra 8 9 10 7 12 5 9 Totalmente contra 15 14 14 16 15 15 15 Não sabe/Não respondeu 1 1 0 2 4 1 1 CONTINUA 59 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Pena de Morte Totalmente a favor 31 34 34 29 33 30 31 Parcialmente a favor 15 18 14 14 7 17 16 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 7 4 7 10 5 8 Parcialmente contra 12 13 14 11 15 10 13 Totalmente contra 34 28 33 37 32 37 33 Não sabe/Não respondeu 1 0 1 2 3 1 1 Redução da maioridade penal para 16 anos Totalmente a favor 75 77 80 73 74 74 75 Parcialmente a favor 11 10 8 12 13 10 11 Nem a favor nem contra (Espontânea) 4 3 2 5 5 3 4 Parcialmente contra 3 3 4 3 2 4 3 Totalmente contra 6 6 7 7 3 8 6 Não sabe/Não respondeu 1 1 0 1 3 1 1 Direito à porte de armas a todo cidadão Totalmente a favor 14 14 14 14 13 13 15 Parcialmente a favor 9 10 5 9 6 10 8 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 5 4 7 14 4 5 Parcialmente contra 16 15 26 15 18 13 18 Totalmente contra 54 56 50 55 48 59 53 Não sabe/Não respondeu 1 0 1 1 1 1 1 Unificação das polícias (civil e militar) Totalmente a favor 47 43 48 48 45 50 45 Parcialmente a favor 20 17 15 22 19 26 16 Nem a favor nem contra (Espontânea) 12 14 10 12 19 8 13 Parcialmente contra 6 11 7 4 5 5 8 Totalmente contra 10 9 11 10 5 10 11 Não sabe/Não respondeu 6 5 10 5 8 3 7 Uso das Forças Armadas no combate à criminalidade Totalmente a favor 65 61 71 66 57 69 65 Parcialmente a favor 19 21 16 18 14 21 18 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 6 4 7 15 3 6 Parcialmente contra 3 5 2 3 5 2 4 Totalmente contra 4 6 5 4 3 4 5 Não sabe/Não respondeu 2 1 2 3 6 1 1 Privatização dos presídios Totalmente a favor 36 34 45 35 35 34 37 Parcialmente a favor 17 16 15 18 16 19 17 Nem a favor nem contra (Espontânea) 12 12 10 12 18 8 13 Parcialmente contra 8 10 7 8 8 9 8 Totalmente contra 18 22 15 17 11 21 18 Não sabe/Não respondeu 9 6 8 10 13 9 7 CONTINUA 60 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Pensando ainda na questão da segurança pública, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) é a favor ou contra: Monitoramento eletrônico de presos através do uso de bracelete ou tornozeleira com GPS, nos casos de prisões domiciliares, regime semi-aberto ou saídas temporárias dos presídios Totalmente a favor 61 58 62 63 65 63 60 Parcialmente a favor 19 17 19 19 18 21 17 Nem a favor nem contra (Espontânea) 6 7 5 5 6 4 7 Parcialmente contra 3 5 4 2 3 2 4 Totalmente contra 8 10 7 7 3 8 10 Não sabe/Não respondeu 3 3 2 3 5 3 3 Políticas públicas para reinserção dos presos na sociedade Totalmente a favor 53 52 63 52 49 54 54 Parcialmente a favor 23 22 19 25 20 28 21 Nem a favor nem contra (Espontânea) 7 10 7 6 8 4 9 Parcialmente contra 6 7 5 6 8 4 7 Totalmente contra 6 7 4 6 8 5 6 Não sabe/Não respondeu 4 2 3 5 6 4 3 Adoção de penas alternativas à prisão para crimes de menor gravidade, como trabalho comunitário Totalmente a favor 60 57 61 61 64 59 59 Parcialmente a favor 22 19 23 23 19 26 20 Nem a favor nem contra (Espontânea) 5 5 4 5 7 4 5 Parcialmente contra 5 8 5 4 3 5 6 Totalmente contra 6 9 5 5 3 4 8 Não sabe/Não respondeu 2 2 2 3 3 3 2 Pensando nos últimos doze meses, o(a) Sr.(a) diria que o serviço prestado pela polícia em sua cidade melhorou, piorou, ou está igual? Melhorou 21 21 23 21 17 23 21 Está igual 58 56 61 59 66 56 58 Piorou 19 21 14 19 16 20 19 Não sabe/Não respondeu 2 2 3 2 1 2 3 Na sua opinião, qual é a principal ação para melhorar a atuação policial? Melhorar o salário dos policiais (militar, civil, federal) 42 38 46 43 49 42 40 Equipar melhor a polícia 36 33 32 39 45 39 32 Melhorar a formação profissional e treinamento dos policiais 41 46 44 38 26 45 43 Punir exemplarmente os maus policiais 37 44 38 34 31 31 43 Reconhecer e premiar os bons policiais 14 13 15 14 16 11 15 Aumentar o número de policiais 27 25 24 29 30 30 25 Nenhuma destas 0 0 0 0 0 0 0 Não sabe/Não respondeu 2 2 2 3 3 2 2 O(A) Sr.(a), ou algum parente, foi furtado, assaltado ou agredido nos últimos 12 meses? Sim, o próprio entrevistado 9 14 10 7 3 7 13 Sim, algum parente 19 25 21 16 10 18 22 Sim, ambos 2 3 2 1 1 1 3 Não, nem o entrevistado e nem algum parente 6857 66 73 83 73 60 Não sabe/Não respondeu 2 2 2 3 4 2 2 61 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil Pensando nos últimos doze meses, dentre os acontecimentos que eu citar, gostaria de saber se o(a) Sr.(a) presenciou algum deles em sua cidade: Alguém sendo assaltado Presenciou 28 41 29 22 10 20 37 Não presenciou 71 59 71 77 85 80 62 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Brigas de gangues Presenciou 20 26 17 18 10 21 22 Não presenciou 79 74 83 81 86 79 78 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Alguém recebendo um tiro Presenciou 9 16 8 6 3 8 11 Não presenciou 90 84 92 93 93 92 89 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 A polícia prendendo alguém Presenciou 51 63 48 47 32 47 59 Não presenciou 48 38 52 52 64 53 41 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Alguém sendo assassinado Presenciou 8 12 7 6 3 7 9 Não presenciou 92 87 93 93 93 93 90 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Tiroteios Presenciou 20 34 23 13 5 15 27 Não presenciou 80 66 77 86 91 85 73 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Alguém sendo agredido Presenciou 41 51 43 36 24 40 47 Não presenciou 58 48 57 62 72 60 53 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 1 Alguém sendo ameaçado com uma faca Presenciou 18 22 12 18 13 21 18 Não presenciou 81 78 88 81 83 79 81 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Alguém usando drogas na rua Presenciou 67 82 70 59 38 62 78 Não presenciou 32 18 30 40 59 38 22 Não sabe/Não respondeu 1 0 0 1 4 0 0 Pensando na sua segurança pessoal e na segurança de sua família, o(a) Sr.(a) diria que nos últimos três anos: Aumentou os cuidados com a segurança 45 49 46 43 38 42 49 Manteve os cuidados com a segurança 49 46 52 50 53 52 46 Diminuiu os cuidados com a segurança 4 3 2 5 5 5 3 Não sabe/Não respondeu 2 2 1 3 4 2 2 62 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil O receio da violência pode levar as pessoas a mudarem algumas coisas no seu dia-a-dia. Vou citar algumas atitudes e medidas que podem ser tomadas por causa da violência e gostaria que o(a) Sr.(a) me dissesse se já fez ou nunca fez cada uma delas Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Fez 36 42 36 33 21 34 41 Nunca fez 64 58 64 67 78 66 59 Não respondeu 0 0 0 0 0 0 0 Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Fez 48 55 46 45 34 45 53 Nunca fez 52 45 54 55 66 55 46 Não respondeu 0 0 0 0 0 0 0 Evitar sair à noite Fez 54 58 55 52 43 53 58 Nunca fez 46 42 45 48 57 47 42 Não respondeu 0 0 0 0 0 0 0 Evitar andar com dinheiro Fez 63 69 63 61 44 63 69 Nunca fez 36 31 37 39 56 37 31 Não respondeu 0 0 0 0 0 0 0 Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Fez 57 64 60 54 38 58 63 Nunca fez 42 36 40 46 62 42 37 Não respondeu 0 0 0 0 0 0 0 Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Fez 52 55 56 50 35 50 58 Nunca fez 48 45 44 50 65 50 41 Não respondeu 0 0 0 0 0 0 1 Contratar seguro contra roubo/ furto Fez 10 12 10 9 7 7 12 Nunca fez 90 87 90 91 93 92 87 Não respondeu 1 1 0 1 1 1 1 Comprar uma arma Fez 2 3 2 2 3 2 2 Nunca fez 96 95 98 96 95 97 95 Não respondeu 2 2 0 2 1 1 2 O(A) Sr.(a) diria que tomou essa medida nos últimos três anos ou há mais tempo que isso? Mudar o trajeto entre a casa e o trabalho, ou entre a casa e a escola Fez nos últimos três anos 70 68 70 72 77 76 67 Fez há mais tempo 29 32 30 27 23 24 32 Não respondeu 1 0 0 1 0 0 1 Deixar de circular por alguns bairros/ ruas da cidade Fez nos últimos três anos 71 67 70 74 73 76 69 Fez há mais tempo 28 33 30 26 28 24 31 Não respondeu 0 0 0 1 0 0 1 Evitar sair à noite Fez nos últimos três anos 70 66 68 73 65 75 69 Fez há mais tempo 29 34 32 27 35 25 31 Não respondeu 0 0 0 1 0 0 1 CONTINUA 63 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 TOTAL CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO PORTE DO MUNICÍPIO (EM NÚMERO DE HABITANTES) Capital Periferia Interior Até 20 mil Mais de 20 a 100 mil Mais de 100 mil O(A) Sr.(a) diria que tomou essa medida nos últimos três anos ou há mais tempo que isso? Evitar andar com dinheiro Fez nos últimos três anos 70 66 64 73 71 72 69 Fez há mais tempo 30 33 36 27 29 28 31 Não respondeu 1 1 0 1 0 0 1 Aumentar o cuidado (a precaução) ao sair/ entrar de casa/ trabalho/ escola Fez nos últimos três anos 68 66 68 70 64 73 67 Fez há mais tempo 31 33 32 30 35 27 33 Não respondeu 1 1 0 1 1 0 1 Colocar grades, cadeados, ou trancas em sua residência Fez nos últimos três anos 63 57 67 65 64 65 62 Fez há mais tempo 36 42 33 34 35 35 38 Não respondeu 1 1 0 1 1 0 1 Contratar seguro contra roubo/ furto Fez nos últimos três anos 69 63 68 74 80 66 69 Fez há mais tempo 29 38 32 22 15 30 31 Não respondeu 2 0 0 4 5 5 1 Comprar uma arma Fez nos últimos três anos 65 61 83 63 60 75 62 Fez há mais tempo 33 39 17 33 30 25 39 Não respondeu 2 0 0 4 10 0 0 64 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 7 Especificações técnicas da pesquisa Período de campo De 28 a 31 de julho de 2011. Universo A pesquisa é realizada com eleitores de 16 anos ou mais da área em estudo. O universo de eleitores é estratificado. Com exceção dos estados do Acre, Amapá e Roraima que juntos constituem apenas um estrato, cada um dos demais estratos é composto por apenas um estado brasileiro. Uma vez que o Estado possua Região Metropolitana, o seu universo é estratificado em Região Metropolitana e Interior. Amostra O modelo de amostragem utilizado é o de conglomerados em 3 estágios. No primeiro estágio os municípios são selecionados probabilisticamente através do método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho), com base na população de 16 anos ou mais de cada município. No segundo estágio são selecionados os conglomerados: setores censitários, com PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho) sistemático. A medida de tamanho é a população de 16 anos ou mais residente nos setores. Finalmente, no terceiro estágio é selecionado em cada conglomerado um número fixo de eleitores segundo cotas de variáveis descritas abaixo. Variáveis para cotas amostrais • SEXO: Masculino e Feminino. • GRUPOS DE IDADE: 16-17, 18-24, 25-29, 30-39, 40-49, 50-69 e 70 anos e mais. • INSTRUÇÃO: Até 4ª série do fund.; 5ª a 8ª série do fund.; Ens. Médio; Superior. • ATIVIDADE: Setor de dependência - agricultura, indústria de transformação, indústria de construção, outras indústrias, comércio, prestação de serviços, transporte e comunicação, atividade social, administração pública, outras atividades, estudantes e inativos. • FONTES DE DADOS PARA ELABORAÇÃO DA AMOSTRA: Censo 2000, PNAD 2008 e TSE 2010. • NÚMERO DE ENTREVISTAS: 2.002 entrevistas em 141 municípios. 65 PESQUISA CNI-IBOPE RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: SEGURANÇA PÚBLICA OUTUBRO 2011 • MARGEM DE ERRO: O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. • COLETA DE DADOS: Entrevistas pessoais com utilização de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa. As entrevistas são realizadas por uma equipe de entrevistadores do IBOPE, devidamente treinada para abordagem deste tipo de público. • CONTROLE DE QUALIDADE: Há filtragem em todos os questionários após a realização das entrevistas. Fiscalização em aproximadamente 20% dos questionários. Perfil da amostra% Sexo Masculino 48 Feminino 52 Idade 16 a 24 19 25 a 29 13 30 a 39 22 40 a 49 19 50 e mais 27 Grau de instrução Até 4ª série do fundamental 28 5ª a 8ª do fundamental 21 Ensino Médio 35 Superior 16 Região Norte/Centro-Oeste15 Nordeste 27 Sudeste 43 Sul 15 Perfil da amostra% Renda familiar (em salários mínimos) Mais de 10 2 Mais de 5 a 10 9 Mais de 2 a 5 35 Mais de 1 a 2 34 Até 1 14 Não respondeu 6 Condição do município Capital 27 Periferia 13 Interior 60 Porte do município (em número de habitantes) Até 20 mil 15 Mais de 20 a 100 mil 31 Mais de 100 mil 53 OBSERVAÇÃO: As perguntas cujas somas das porcentagens não totalizam 100% são decorrentes de arredondamentos ou de múltiplas respostas. CNI Unidade de Pesquisa, Avaliação e Desenvolvimento – PAD Renato da Fonseca Gerente-Executivo Marcelo Souza Azevedo Isabel Mendes de Faria Marques Edson Veloso Equipe Técnica DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO - DIRCOM Carlos Alberto Barreiros Diretor de Comunicação Gerência Executiva de Publicidade e Propaganda – GEXPP Carla Cristine Gonçalves de Souza Gerente Executiva Alisson Costa Projeto Gráfico e Diagramação DIRETORIA DE SERVIÇOS CORPORATIVOS - DSC Área de Administração, Documentação e Informação - ADINF Renata Lima Normalização Elaboração da Pesquisa IBOPE Inteligência

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

GPC APOIANDO AMT

Hoje (25) pela manhã, em solicitação ao pedido do Subcomandante da Guarda Municipal, Inspetor Antônio de Pádua, o Grupo de Proteção ao Cidadão - GPC apoiou os agentes de trânsito da Agência de Trânsito, Transporte e Mobilidade - AMT em várias operações ocorridas na cidade. Seguindo o planejamento da AMT, os locais escolhidos para hoje foram: Vila Moraes (Av. Anhanguera, próximo ao viaduto da BR 153); setor Serrinha (Av. Rui Barbosa); e setor Marista (Av. 136 com Av. 148). Segundo o Chefe (interino) do GPC, Ailton Paniago, foram apreendidas seis motos, três veículos e expedidas cem notificações, a equipe do GPC sempre estará disposta a dar apoio quando for solicitada, nosso agentes estão sempre prontos para qualquer tipo de pedido, enfatizou o comandante. Participaram da ação os GMs: Albert, D. Fernando, Frazão, Marcos Rezende, Oliveira Neto, Paniago (chefe), Patrício, Saldanha e Siqueira.
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!