Cadastre seu Email

terça-feira, 5 de novembro de 2013

03/11/2013 18h06 - Atualizado em 03/11/2013 18h06

GM acha réplica de submetralhadora em bolsa no Centro de Campinas, SP

De acordo com a Guarda Municipal, material pertence a morador de rua.
Suspeito foi detido e levado ao 1º DP, mas nega ser dono do objeto.

Do G1 Campinas e Região

tópicos:
Réplica de submetralhadora encontrada em Campinas (Foto: Alfredo Morgante / EPTV)Réplica de submetralhadora encontrada em
Campinas (Foto: Alfredo Morgante / EPTV)
Uma réplica de submetralhadora foi encontrada na área do Terminal Central, na manhã deste domingo (3), em Campinas (SP). Segundo a Guarda Municipal, o objeto estava em uma bolsa que pertence a um morador de rua. O suspeito foi detido.
“Inicialmente a suspeita era de porte de entorpecente, e aí foi encontrado o simulacro”, afirmou o guarda municipal Wagner Roberto de Souza. De acordo com ele, o suspeito negou ser dono do objeto e disse que outra pessoa passou pelo local e jogou a bolsa.
Segundo a GM, o suspeito tem passagem na polícia por roubo, furto e receptação. A réplica foi apreendida e levada para o 1º Distrito Policial.
03/11/2013 09h50 - Atualizado em 03/11/2013 09h50

Guarda municipal reage a assalto e 



A guarda foi abordada quando chegava em casa, neste domingo (3).
Dupla estava em um carro roubado e o segundo assaltante fugiu a pé.

Do G1 Campinas e Região
10 comentários
Uma guarda municipal de Campinas (SP) reagiu a uma abordagem e matou um assaltante na madrugada deste domingo (3) no Jardim Carlos Lourenço. Segundo a corporação, a guarda foi abordada por dois homens quando chegava em casa, por volta das 5h30.
Ainda segundo a corporação, a dupla chegou ao local com um carro roubado. O assaltante que não foi baleado conseguiu fugir a pé. O veículo foi apreendido e o caso foi encaminhado para o 1º Distrito Policial.
tópicos:

Adolescentes detidos após pisotearem viatura

A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes deteve, na manhã de ontem, dois adolescentes que tentaram depredar uma viatura da Corporação, no Socorro. Os garotos tentaram fugir e se esconder na Santa Casa de Misericórdia, na região central.
O boletim de ocorrência (B.O.) do caso foi registrado como ato infracional e dano pela Polícia Civil, no 1º Distrito Policial (D.P.), no Parque Monte Líbano. Segundo o documento, dois agentes faziam ronda pela Rua Sebastiana Nhanha de Melo, quando observaram três indivíduos em atitudes suspeitas. Ao averiguar, os guardas constataram que tratavam-se de menores de idade. Dois deles, um de 16 e outro de 17, pularam no teto do Volkswagen Gol (GNW2404), de propriedade da JSL, que cede os veículos para serviços da GM, e pisotearam o carro. Em seguida, a dupla desceu e correu até a Rua Barão de Jaceguai, onde se escondeu na Santa Casa.
O terceiro menor, de 17 anos, não trouxe dano e foi mencionado no B.O. apenas como testemunha.

Furto
O bancário K.F.F.S., de 22 anos, teve o carro furtado na Rua Schwartzmann, próxima à garagem da Rodoval, perto da Avenida Anchieta. Ele deixou, ontem pela manhã, o carro no local para pegar o trem e levar o pai ao médico, na Capital. Ao retornar, às 12h30 constatou o furto de seu Volkswagen Fox (DNZ7492). (Lucas Meloni)
Operação da Guarda Municipal gera confusão após abordagem de PM
Publicado em 04/11/2013, às 11h51 
Última atualização em 04/11/2013, às 18h37

Pedro Borges
Foco da operação é coibir irregularidades
Guarda Municipal: Foco da operação é coibir irregularidades


Volta Redonda
Agentes da Guarda Municipal apreenderam na manhã de hoje (4), a motocicleta, placa LOH-7482, que estava sendo pilotada por um sargento da Polícia Militar. A apreensão foi realizada durante uma operação na Avenida Adalberto de Barros Nunes (Beira Rio). De acordo com o órgão, o veículo estava com o licenciamento atrasado desde 2010 e o lacre da placa, violado. O policial militar será autuado por desobediência.
O objetivo da operação era coibir irregularidades cometidas por motociclistas em desacordo com os artigos do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). O guarda municipal envolvido afirmou, em depoimento, que o PM teria resistido à abordagem e, para evitar a apreensão do veículo, ainda teria apontado um revólver em sua direção.
Policiais militares que faziam patrulhamento no local do incidente disseram que presenciaram a discussão, porém, não confirmaram a versão do GM. O caso foi registrado na 93ª DP (Volta Redonda).
No início da tarde, o sargento compareceu à delegacia para prestar depoimento. O policial negou ter tentando fugir do local e, sobre ter apontado o revólver para o guarda, explicou que foi um mal entendido. Segundo ele, o agente não entendeu sua reação.
De acordo com o delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Antônio Furtado, o PM disse que o guarda retirou a chave da ignição da motocicleta para impedir sua saída. Segundo ele, a documentação do veículo está realmente atrasada, e a moto só será liberada após a regularização.
- Para o policial, a atitude do guarda não tem explicação, já que não estava nos seus planos fugir do local. O PM ainda falou que durante a abordagem acabou se desiquilibrando e caindo e, por este motivo, segurou a arma para que esta não caísse no chão. E chegou a afirmar, em depoimento, que o guarda também apontou a arma durante a discussão. Não acredito nessa versão e acho que o policial poderia realmente fugir caso não fosse impedido pelo guarda - enfatizou.
O comandante do 28º BPM (Batalhão de Polícia Militar), tenente-coronel Marcos Vinícius da Silva Mello, afirmou que o sargento envolvido na ocorrência não trabalha mais na área de abrangência do batalhão, e sim, na DGP (Diretoria Geral de Pessoal)


Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,80778,Moto%20de%20PM%20e%20apreendida%20em%20operacao%20da%20Guarda%20Municipal.html#ixzz2jnMDoKA1

Guarda é suspeito de furtar computador da Prefeitura

Servidor retirou o equipamento e foi flagrado pelo sistema de vigilância eletrônica



João Carlos Ávila

Novo Hamburgo  - Sob a argumentação de testar a fragilidade da segurança no Centro Administrativo Leopoldo Petry, um servidor da Guarda Municipal retirou, no fim de semana dos dias 25 e 26 de outubro, um computador da Prefeitura de Novo Hamburgo. A ação foi flagrada pelo sistema de vigilância eletrônica e está sendo investigada.
Hoje, a denúncia deve chegar à Corregedoria da Guarda. Ainda não se tem uma conclusão se o assunto será tratado como furto ou apropriação indébita. No mesmo dia o guarda procurou seus superiores e devolveu o equipamento. “Só posso adiantar que foi feita a comunicação para apuração dos fatos ao secretário de Segurança. O assunto retornou na sexta-feira e será encaminhado na segunda-feira (hoje) ao corregedor da Guarda”, resume o diretor-geral da corporação, Everaldo Rosa de Souza.
O corregedor Daniel Dieter confirmou ontem à tarde, por telefone, que foi informalmente avisado do episódio e que a guarda comunicação formal para iniciar seu trabalho. O assunto não foi levado à Polícia Civil e o servidor permanece no cargo.
Como será a apuração
A partir da descoberta da ação, a Guarda Municipal comunicou o secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Danilo de Oliveira. Na sexta-feira à tarde, Oliveira devolveu o procedimento à corporação, que agora encaminhará ao corregedor Daniel Dieter, o que vai ocorrer ainda nesta segunda-feira pela manhã.
De posse da denúncia, Dieter deve juntar toda a documentação, inclusive as imagens feitas pela vigilância eletrônica da Prefeitura, ouvir as partes envolvidas, fazer relatório e devolver para a secretaria. Caberá ao titular da pasta definir se o assunto será arquivado ou se vai ser aberta uma sindicância ou, ainda, outro procedimento administrativo.
“Primeiro, é preciso levantar o que houve. Sei que o diretor (da Guarda) estava em busca de informações, inclusive cópia das imagens, para ver o que aconteceu”, resume o corregedor.
Operação da Guarda Municipal gera confusão após abordagem de PM
Publicado em 04/11/2013, às 11h51 
Última atualização em 04/11/2013, às 18h37

Pedro Borges
Foco da operação é coibir irregularidades
Guarda Municipal: Foco da operação é coibir irregularidades


Volta Redonda
Agentes da Guarda Municipal apreenderam na manhã de hoje (4), a motocicleta, placa LOH-7482, que estava sendo pilotada por um sargento da Polícia Militar. A apreensão foi realizada durante uma operação na Avenida Adalberto de Barros Nunes (Beira Rio). De acordo com o órgão, o veículo estava com o licenciamento atrasado desde 2010 e o lacre da placa, violado. O policial militar será autuado por desobediência.
O objetivo da operação era coibir irregularidades cometidas por motociclistas em desacordo com os artigos do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). O guarda municipal envolvido afirmou, em depoimento, que o PM teria resistido à abordagem e, para evitar a apreensão do veículo, ainda teria apontado um revólver em sua direção.
Policiais militares que faziam patrulhamento no local do incidente disseram que presenciaram a discussão, porém, não confirmaram a versão do GM. O caso foi registrado na 93ª DP (Volta Redonda).
No início da tarde, o sargento compareceu à delegacia para prestar depoimento. O policial negou ter tentando fugir do local e, sobre ter apontado o revólver para o guarda, explicou que foi um mal entendido. Segundo ele, o agente não entendeu sua reação.
De acordo com o delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Antônio Furtado, o PM disse que o guarda retirou a chave da ignição da motocicleta para impedir sua saída. Segundo ele, a documentação do veículo está realmente atrasada, e a moto só será liberada após a regularização.
- Para o policial, a atitude do guarda não tem explicação, já que não estava nos seus planos fugir do local. O PM ainda falou que durante a abordagem acabou se desiquilibrando e caindo e, por este motivo, segurou a arma para que esta não caísse no chão. E chegou a afirmar, em depoimento, que o guarda também apontou a arma durante a discussão. Não acredito nessa versão e acho que o policial poderia realmente fugir caso não fosse impedido pelo guarda - enfatizou.
O comandante do 28º BPM (Batalhão de Polícia Militar), tenente-coronel Marcos Vinícius da Silva Mello, afirmou que o sargento envolvido na ocorrência não trabalha mais na área de abrangência do batalhão, e sim, na DGP (Diretoria Geral de Pessoal)


Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,80778,Operacao%20da%20Guarda%20Municipal%20gera%20confusao%20apos%20abordagem%20de%20PM.html#ixzz2jnLq7jvN

plano aprovado em segunda votação

GUARDA MUNICIPAL

Após dois meses ser protocolado na Câmara, o plenário aprovou hoje (5), por 29 votos, o projeto de lei do prefeito que dispõe sobre o Plano de Carreira e Vencimentos da Guarda Civil Metropolitana. Dezenas de guardas ocuparam a tribuna da Casa para acompanhar a votação. A maioria do efetivo, de 1.800 guardas, está incluída nos três níveis da carreira. O Paço prevê igualmente a possibilidade de criação do vale alimentação a ser concedido aos guardas civis metropolitanos.

Da tribuna, os vereadores Felisberto Tavares, do PT, e Anselmo Pereira, do PSDB, elogiaram o Paço pela iniciativa de criar a Guarda Civil Metropolitana. "É uma luta antiga, de mais de 13 anos. Esse é um momento histórico para os guardas, pois o projeto atende aos pleitos desses trabalhadores. A sociedade agradece porque o prefeito está investindo na paz social do cidadão", citou o petista. Já o tucano lembrou os "longos anos de luta dos guardas. É preciso agora investir na infraestrutura para qualificar mais ainda o trabalho dessa gente, como, por exemplo, a criação de um quartel e a possibilidade de usar armamento no serviço de segurança".
(Antônio Ribeiro dos Santos)


(Diretoria de Comunicação)
 
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!