Cadastre seu Email

quinta-feira, 15 de março de 2012

GUARDA MUNICIPAL DE UBERABA/MG DETÉM HOMEM QUE AGREDIA A PRÓPRIA IRMÃ

http://www.youtube.com/watch?v=4mZ4Tszv2Jk&feature=player_embedded

quinta-feira, 15 de março de 2012 Guarda Municipal de Campinas irá cooperar com a PF no Aeroporto de Viracopos

quinta-feira, 15 de março de 2012

Guarda Municipal de Campinas irá cooperar com a PF no Aeroporto de Viracopos

quinta-feira, 15 de março de 2012

Guarda Municipal de Campinas irá cooperar com a PF no Aeroporto de Viracopos

Cooperação foi acertada entre prefeitura e polícia nesta segunda-feira.
Em dezembro de 2011, criminosos assaltaram casa de câmbio no saguão.

A Guarda Municipal de Campinas, interior de São Paulo, irá atuar em cooperação com a Polícia Federal no Aeroporto de Viracopos. Segundo o secretário de Segurança Pública, Sinval Dorigon, uma reunião entre a PF e a prefeitura nesta segunda-feira (12) firmou o acordo. Dorigon afirmou ainda que uma reunião com a superintendência da Infraero definirá se os agentes municipais terão uma base no aeroporto.

O secretário de Segurança Pública disse que a atuação da Guarda ocorrerá inicialmente com dois agentes em parceria com a PF, principalmente em voos internacionais. Os guardas utilizarão cães farejadores.

Outro tema oficializado na reunião foi a cooperação da Guarda nas ações envolvendo delitos cometidos dentro do aeroporto, que passará também a contar com vigilância dos agentes municipais. A Guarda ainda irá auxiliar nas escoltas de detidos pela Polícia Federal até hospitais e delegacias, segundo Dorigon.

Assaltos
Em 9 de dezembro uma casa de câmbio dentro do aeroporto foi assaltada e os criminosos levaram pelo menos R$ 50 mil. Após a ação, a Infraero informou que disponibilizaria uma sala para a Polícia Militar no saguão de Viracopos, mas até esta segunda-feira o espaço não está em funcionamento, segundo o major da PM Marci Elber. No primeiro semestre de 2011 foram registradas 440 ocorrências de furtos e roubos no aeroporto.

Cadela da GM acha maconha em painel de carro

Cadela da GM acha maconha em painel de carro

Ao se depararem com a viatura da GM, ocupantes do veículo fugiram pelo Jundiaí-Mirim e não foram presosREDAÇÃO
DivulgaçãoCadela Íris vasculhou o carro em busca de drogas e encontrou no painelCadela Íris vasculhou o carro em busca de drogas e encontrou no painel

A Guarda Municipal, com a ajuda da cadela Íris, encontrou porções de maconha em um carro alugado, nesta segunda-feira (12), em Jundiaí, segundo informações da TV TEM. Ao se depararem com a viatura da GM, os ocupantes do veículo fugiram pelo Jundiaí-Mirim e não foram localizados.
Com o auxílio de uma cadela treinada, os guardas localizaram o entorpecente no painel do veículo. A droga estava embalada e pronta para ser comercializada.

A ocorrência foi apresentada no plantão policial, onde a droga foi apreendida. O dono do carro compareceu à delegacia, informando que teria alugado o carro na sexta-feira (9). O veículo foi devolvido.

Em segundo dia de greve, vigilantes bancários fazem manifestação no Centro Leia mais sobre esse assunto em http://oreporter.com/detalhes.php?id=73590

Em segundo dia de greve, vigilantes bancários fazem manifestação no Centro

Por Thaiana de Oliveira - 13.03.2012 às 11:37:00 - 626 Views

Bluna Machado/colaboração para O Repórter

[ATUALIZADA ÀS 12:52]

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - Os vigilantes bancários do Rio, em greve pelo segundo dia consecutivo, relizaram, na tarde desta terça-feira (13), um protesto, na Avenida Rio Branco, no Centro. De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, os manifestantes ocupam a faixa da esquerda da via.

Homens da Guarda Municipal e da CET-Rio estão no local para orientar no trânsito. Agentes da Polícia Militar também acompanham a manifestação.

A categoria pede o reajuste salarial de 10% e melhoria nas condições de trabalho, segundo o vice-presidente do Sindicato dos Vigilantes e Empregados em Empresas de Segurança (Sindvig), Antonio Carlos Silva de Oliveira.

"A greve começou ontem em todo o Estado do Rio por tempo indeterminado, essa foi a decisão das várias assembléias que ocorreram no dia primeiro de março no Rio de janeiro", disse Oliveira.

De acordo com a Polícia Federal, foi feita uma vistoria nas agências que estavam funcionando sem segurança, mas nenhuma irregularidade foi encontrada.

Segundo o Sindicato dos Vigilantes, a greve afeta os serviços que contam com profissionais vinculados a empresas de segurança como bancos, hospitais, lojas e shoppings. De acordo com o sindicato, são cerca de 50 mil vigilantes no estado, sendo 35 mil na capital. Ainda segundo a organização, a estimativa é que 60% da categoria tenha aderido à paralisação.

Além do reajuste salarial, os profissionais exigem ainda reposição inflacionária do período, 30% do risco de vida e aumento do auxílio alimentação, que atualmente é de R$ 8,85, para R$ 16,50.

Atualmente, o piso salarial da categoria é de R$ 864. Os profissionais esperam que, com o início da greve, seja convocada uma assembleia, em conjunto com o sindicato patronal, para tentar uma nova negociação.



Leia mais sobre esse assunto em http://oreporter.com/detalhes.php?id=73590#ixzz1pCQaqxgF
© 2009 - 2012. Todos os direitos reservados a O Rep&ocute;rter.com Ltda Me. Reprodução de conteúdo proibida sem autorização escrita dos editores do portal.

Professores da rede municipal pedem reajuste de 36% salarial

Professores da rede municipal pedem reajuste de 36% salarial

FOTO: AIRTON SOARES
Os manifestantes foram proibidos de entrar na prefeitura pela Guarda Municipal causando um tumulto na porta da prefeitura

BARRA MANSA

Os professores da rede municipal foram hoje a porta da prefeitura reivindicar junto ao poder público, a falta de reajuste que já leva 12 anos.

Por volta de 50 professores estiveram na porta da prefeitura hoje desde as 9 horas e 30 min, para entregar ao prefeito Zé Renato, uma Carta-Compromisso que expõe todos os pedidos e reivindicações que o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação( Sepe) está querendo.

A coordenadora do Sepe, Isa Maria da Silva explica que a classe está pedindo um reajuste de 36% uma vez que a 12 anos os profissionais de educação não obtém reajuste. “Desrespeito com a categoria, desde o ano passado negociamos junto a prefeitura e até agora nada foi apresentado para gente” fala a coordenadora.

Os manifestantes foram proibidos de entrar na prefeitura pela Guarda Municipal causando um tumulto na porta da prefeitura. O secretário de educação, Mauro de Paiva Luciano e o secretário de governo Levi Gama escutaram na porta da prefeitura os profissionais de educação e receberam a carta em nome do prefeito e por fim se comprometeram a marcar uma reunião dos manifestantes com o prefeito para que possam ser discutidas e acertas a situação dos professores.

14/03/2012 -- 19h59 PM nega dar aulas de tiro aos guardas municipais

14/03/2012 -- 19h59
PM nega dar aulas de tiro aos guardas municipais
A Secretaria Estadual de Segurança Pública rompeu o convênio de cooperação técnica firmado há quase três anos com a Prefeitura de Londrina. O acordo possibilitou que cursos de capacitação e aperfeiçoamento pudessem ser prestados para a Guarda Municipal (GM). Um exemplo claro dessa parceria ocorreu logo na implantação da GM, quando policiais militares deram aulas de formação aos agentes.

A rescisão do convênio de cooperação técnica ocorreu na última sexta-feira. Com o rompimento fica impossibilitado qualquer tipo de treinamento prático ou teórico de armamento e tiro da Polícia Militar aos guardas.

''A PM entendeu que perdeu objeto e pediu o rompimento do convênio. A gente entendeu que há condições da Prefeitura de Londrina formar os guardas municipais e fazer instruções de tiro por outros meios, como a contratação de algum instituto particular. Não é conveniente (para a PM) assumir esse encargo'', afirmou o subcomandante do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Londrina, capitão Sidinei Garcia.

Além disso, a PM não vai garantir o armazenamento das armas adquiridas pelo município no 5º BPM, como cogitado no passado. ''A PM faz a cautela individual. Quando o policial entra na corporação recebe kit com colete, escudo, arma, munições e carregadores. Isso tudo fica na cautela dele para não haver possibilidade dos armamentos ficarem guardados dentro de quartel. Assumir esse ônus é voltar ao passado'', revelou.

A Prefeitura adquiriu 75 pistolas e 15 revólveres por mais R$ 315 mil. ''Solicitei ao comando do 30º Batalhão do Exército de Apucarana e fui prontamente atendido. Isso já está superado'', rebateu o secretário de Defesa Social, Jefferson Dias Chaves.

Esse é o segundo embate envolvendo Município e Estado, cujo objeto principal é a Guarda Municipal. Há poucos dias, a Empresa Paranaense de Classificação de Produtos (Claspar) solicitou a desocupação do imóvel onde funciona a base operação da GM. O município recebeu prazo de 90 dias para deixar o prédio localizado no Jardim Califórnia (Zona Leste).

A base vai funcionar provisoriamente no antigo prédio do Corpo de Bombeiros às margens do Lago Igapó II, no Jardim Higienópolis (Zona Oeste). ''Já a sala de monitoramento das câmeras de vigilância funcionará no prédio da Capsmel'', disse Chaves. A mudança deve ocorrer em até 50 dias. (com informações do repórter Danilo Marconi, da Folha de Londrina)

Agentes da Destra iniciaram greve na madrugada desta terça-feira

Agentes da Destra iniciaram greve na madrugada desta terça-feira

AGRESTE // GREVE

Agentes da Destra iniciaram greve na madrugada desta terça-feira

Publicado em 13.03.2012, às 11h15


41433d9d65f6f68d334d263ca985c9a0.jpg
Apenas 30% do efetivo está trabalhando
Foto: Internet

Do NE10Núcleo SJCC/Caruaru

Começou a zero hora desta terça-feira (13) uma greve dos agentes de trânsito e guardas municipais da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes a Destra, de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

Apenas 30% do efetivo está nas ruas. Entre as reivindicações dos servidores estão a diminuição da carga horária para os agentes de trânsito e guardas municipais para 30 horas semanais; eles pedem ainda que sejam pagas as horas extras trabalhadas de forma retroativa, conforme a Legislação e auxílio alimentação. Os agentes e guardas fizeram uma paralisação de advertência no mês passado.

Algumas negociações entre servidores e prefeitura foram iniciadas há cerca de um ano, mas não houve êxito. A greve pode permanecer por 30 dias, caso não se chegue a um acordo.

Sobre a greve, a Destra divulgou uma nota em que afirma que toda inspetoria mais o efetivo de educação está nas ruas organizando o tráfego. Além disso, as centrais de monitoramento estão reforçando a fiscalização do trânsito e a segurança da cidade.

Ainda segundo a Destra de forma preventiva, foi solicitado apoio da Polícia Militar para garantir fluidez no trânsito, principalmente, nas proximidades da Feira da Sulanca. Além das câmeras que monitoram a feira 24h, a Polícia também foi acionada para reforçar a segurança na feira.

De acordo com a Autarquia também foi enviado um ofício ao DETRAN pedindo apoio de agentes, caso necessário. E por fim a Destra informou que até o momento o trânsito se encontra tranquilo nos pontos monitorados e nesta manhã nenhum acidente foi registrado.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

OAB avaliará a proposta que proíbe ação dos flanelinhas

OAB avaliará a proposta que proíbe ação dos flanelinhas

O vereador Valter José de Souza (DEM), o Valtão, se reuniu na noite de ontem com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil Subseção de Ponta Grossa (OAB-PG) para expor a sua proposta de apresentar um projeto na Câmara com o objetivo de proibir a atuação dos guardadores de carros no Município, os chamados ‘flanelinhas’. O parlamentar quer saber a opinião da entidade sobre a legalidade da matéria, que tem origem em uma lei já em vigor no município de Novo Hamburgo, na região Metropolitana de Porto Alegre.
A reunião não havia terminado até o fechamento desta edição, mas na tarde de ontem o presidente da OAB-PG, Luiz Alberto Kubaski, relatou à reportagem que se trata de uma matéria delicada que pode esbarrar em questões de constitucionalidade e competência. Um exemplo é a designação da Guarda Municipal para fiscalizar a aplicação da lei, atribuindo aos guardas municipais poder de polícia. “Temos que ver até que ponto isso é legal, dar poder de polícia à Guarda Municipal. É preciso avaliar se o Município tem ou não competência para isso”, explicou Kubaski.

Prefeito comemora, mas especialistas criticam uso de arma de fogo pela Guarda Municipal

Prefeito comemora, mas especialistas criticam uso de arma de fogo pela Guarda Municipal

O coronel Antônio Jorge Ferreira, professor e pesquisador do Programa de Gestão, Pesquisas e Estudo de Segurança Pública (Progesp) da Ufba ressalta que a Guarda Municipal pode assumir o mesmo papel da polícia

Da Redação

O uso de armas de fogo por guardas municipais, aprovado em um convênio assinado com a Superintendência Regional da Polícia Federal nesta quarta (14), gera controvérsias entre especialistas em segurança pública. O coronel Antônio Jorge Ferreira, professor e pesquisador do Programa de Gestão, Pesquisas e Estudo de Segurança Pública (Progesp) da Ufba, acredita que apesar da legalidade quanto ao armamento, o órgão municipal está queimando etapas.

“Não discutimos a legalidade, mas a necessidade do uso de armas de fogo. Em discussões sobre o assunto com representantes da prefeitura, percebi que eles (os guardas municipais) não se sentem funcionários públicos sem uma arma na cintura”.

Ele defende a ampliação do uso de armas não-letais. “Poderiam usar a Taser, o expandidor de gás, entre outros, mas existe uma cultura da arma de fogo. A orientação é para que não cometam esse erro ou, então, usem balas de borracha”, diz Ferreira.

O coronel ressalta que a Guarda Municipal pode assumir o mesmo papel da polícia. “O condicionamento físico e a defesa pessoal foram deixados de lado. Agora, tudo é arma de fogo. Se usar da mesma forma que a polícia, será apenas polícia e não vai poder criar uma maior aproximação com a sociedade”.

Prefeito comemora
Para o prefeito, é um momento histórico. “Vamos dar mais condições e responsabilidades. A expectativa é muito grande sobre a Guarda Municipal de Salvador. Já fomos solicitados em momentos perigosos e os integrantes sentiam-se desaparelhados”. A data, porém, para que pelo menos parte do efetivo de 1.328 guardas municipais comece a andar armada não foi definida. “Pela nossa vontade, ainda este ano teremos a guarda armada, mas não tenho como definir prazos”, diz o superintedente da GMS, coronel Sérgio Raykil.



Convênio foi assinado em cerimônia realizada no Palácio Thomé de Souza

O delegado Carlos Daniel Veras, superintendente em exercício da Polícia Federal, também é a favor: “Sou a favor do armamento. Sem a arma, o guarda soa como um guia turístico. Armar é dar bônus e ônus, mas é para isso que existe o treinamento contínuo”.

A estrutura fornecida pela prefeitura para a atuação da Guarda compreende 22 carros, 11 motos e 50 rádios portáteis e três rádios em estações fixas. Entre os integrantes, 40 guardas atuam no Grupo de Atendimento ao Turista (GAT), principalmente na região do Centro Histórico. Atualmente, os guardas vão às ruas portando algemas e tonfas. Só em casos excepcionais, como o Carnaval, eles usam a Taser (arma não letal, que libera carga elétrica de 50 mil wolts).

De acordo com o superintendente regional da PF em exercício, delegado Carlos Daniel Veras, que assinou o convênio com o prefeito, a partir da próxima semana outros acordos de cooperação serão firmados. “Conceder o porte de armas foi o primeiro passo. A partir de agora vamos tracejar os outros. Os guardas municipais terão curso com carga mínima de 80 horas e vão passar por testes de tiro ao alvo, psicológicos e provas teóricas”.

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!