Cadastre seu Email

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Guarda Municipal coíbe ação de ambulantes e flanelinhas no Cemitério Municipal

Mais de 100 homens da Polícia Militar, da Guarda Municipal e da Polícia Civil foram destacados para garantir a segurança dos visitantes. No local, segundo o gerente de Defesa Social do município, Paulo Mantovani, circularam até 50 guardas municipais, preparados para coibir abusos dentro e fora do cemitério. Dentro, um dos problemas é a atuação invasiva de alguns ambulantes, fato que pode causar desconforto aos visitantes. Fora do cemitério, o problema é a ação dos flanelinhas. "Os flanelinhas entenderam nosso pedido e hoje não estão trabalhando na região do cemitério", declarou Mantovani à rádio CBN. Segundo ele, nenhuma ocorrência de maior gravidade foi registrada no local. Houve um caso de vandalismo a um dos túmulos mais visitados e a pessoa que tentava furtar velas e flores do local, relatou Mantovani, foi detida pela PM. Força-tarefaO Dia de Finados mobilizou seis secretarias de Maringá, que atuaram de forma conjunta no Cemitério Municipal – conforme já havia adiantando O Diário. Agentes da Secretaria de Transportes (Setran) orientaram motoristas e garantiram fluidez do trânsito principalmente nos horários de maior fluxo de pessoas. Nesta data, homens dos Serviços Públicos também ficaram de plantão. Fiscais da Secretaria Municipal de Controle Urbano e Obras Públicas (Seurb) fiscalizaram o comércio ambulante e equipes de agentes da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde deram orientações aos visitantes sobre os riscos de deixar água parada em vasos e outros objetos, criadouro em potencial do mosquito da dengue

Guarda Municipal coíbe ação de ambulantes e flanelinhas no Cemitério Municipal

Mais de 100 homens da Polícia Militar, da Guarda Municipal e da Polícia Civil foram destacados para garantir a segurança dos visitantes. No local, segundo o gerente de Defesa Social do município, Paulo Mantovani, circularam até 50 guardas municipais, preparados para coibir abusos dentro e fora do cemitério. Dentro, um dos problemas é a atuação invasiva de alguns ambulantes, fato que pode causar desconforto aos visitantes. Fora do cemitério, o problema é a ação dos flanelinhas. "Os flanelinhas entenderam nosso pedido e hoje não estão trabalhando na região do cemitério", declarou Mantovani à rádio CBN. Segundo ele, nenhuma ocorrência de maior gravidade foi registrada no local. Houve um caso de vandalismo a um dos túmulos mais visitados e a pessoa que tentava furtar velas e flores do local, relatou Mantovani, foi detida pela PM. Força-tarefaO Dia de Finados mobilizou seis secretarias de Maringá, que atuaram de forma conjunta no Cemitério Municipal – conforme já havia adiantando O Diário. Agentes da Secretaria de Transportes (Setran) orientaram motoristas e garantiram fluidez do trânsito principalmente nos horários de maior fluxo de pessoas. Nesta data, homens dos Serviços Públicos também ficaram de plantão. Fiscais da Secretaria Municipal de Controle Urbano e Obras Públicas (Seurb) fiscalizaram o comércio ambulante e equipes de agentes da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde deram orientações aos visitantes sobre os riscos de deixar água parada em vasos e outros objetos, criadouro em potencial do mosquito da dengue

PA- Em regime de escala, a Guarda Municipal conta com 40 homens

Expressivo número de visitantes esteve no final de semana nos cemitérios públicos de Belém, se antecipando ao Dia de Finados, nesta segunda-feira. Para hoje, cem mil pessoas são esperadas somente no Santa Izabel, o maior cemitério da capital paraense. A expectativa é do Departamento Municipal de Necrópoles e representa um crescimento de cerca de 20 mil pessoas em comparação ao ano passado.Para garantir a melhor segurança dos visitantes e familiares dos sepultados, a Secreretaria de Urbanismo (Seurb) providenciou a limpeza do local, utilizando a mão de obra de outras secretarias, como a de Meio Ambiente. Em regime de escala, a Guarda Municipal conta com 40 homens que, entre outras ações, estarão trabalhando juntamente com o Conselho Tutelar, na prevenção de menores nas dependências do cemitério.

CE-POLÍCIA PRENDE IRMÃOS ACUSADOS DE ASSASSINAR GUARDA MUNICIPAL EM MASSAPÊ

A Polícia Militar de Massapê, na região Norte do Estado, prendeu neste domingo os irmãos Amadeu Sousa Rodrigues, 44, e Joao Jaime Rodrigues, 46. Eles são acusados de assassinar à tiros o guarda municipal francisco Venício do Nascimento. E no município de Pereiro, Gerardo Oliveira da Silva Neto, 27, foi assassinado à bala após uma discussão banal na madrugada desta segunda-feira.
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!