Cadastre seu Email

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Vídeo mostra execução de guarda civil municipal em Sorocaba


Imagens mostram o momento em que o guarda recebeu vários tiros.
Dois suspeitos do crime foram presos nesta quinta-feira (20).

Do G1 Sorocaba e Jundiaí
6 comentários
Imagens da câmera do circuito de segurança de um supermercado do Parque São Bento, em Sorocaba (SP), mostram o momento em que um guarda civil municipal, que morava no bairro, mas trabalhava em Porto Feliz (SP), foi executado por dois criminosos (veja vídeo ao lado).
O crime aconteceu na noite do dia 14 de janeiro, mas as imagens foram divulgadas somente nesta quinta-feira (20) pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG), quando dois suspeitos de terem cometido o crime também foram apresentados. Danilio Ferreira dos Santos, de 27 anos, estava parado em frente ao supermercado, falando ao telefone, quando dois homens chegaram em uma moto, desceram e começaram a efetuar os disparos contra ele.
Investigações O GCM tentou correr dos criminosos, mas, por ter recebido vários tiros, caiu no chão. Antes de fugir de moto, os criminosos ainda levaram a arma da vítima, que caiu longe do corpo. Danilio chegou a ser socorrido no local, porém não resistiu aos ferimentos e morreu.
A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba (SP) apresentou na manhã desta quinta-feira (20) dois suspeitos de executar o guarda civil municipal. De acordo com o delegado da DIG, José Urban Filho, o crime é uma execução. "Esses crimonosos estavam entendendo que qualquer elemento que fizesse parte de uma força de segurança e morasse naquele bairro, seria considerado um freio inibidor para a prática de outros crimes", explica.
Os suspeitos, ambos de 21 anos, estão presos e foram apresentados à imprensa na manhã desta quinta-feira. Outro, de 28 anos, que seria o mandante do crime, ainda está foragido.
Vídeo mostra execução de guarda civil municipal em Sorocaba (Foto: Divulgação/DIG)Vídeo mostra execução de guarda civil municipal em Sorocaba (Foto: Divulgação/DIG)
tópicos:
Prefeito Pupin me disse, no mês passado, que só daria armas letais aos guardas municipais depois que a Câmara de Vereadores mudasse a Lei Orgânica de Maringá.
Pois então, nesta terça-feira a Câmara irá votar, em primeiro turno, proposta de emenda à Lei Orgânica do Município feita inicialmente pelos vereadores Luciano Brito (PSB) e tenente Edson Luiz (PMN), ambos da Comissão de Segurança, e assinada por vários vereadores, que amplia as atribuições da Guarda Municipal.
Pelo projeto, a Guarda Municipal terá caráter eminentemente preventivo, e os guardas municipais deverão estar armados e uniformizados, também autoriza o Município a celebrar convênios com o Estado e a União.
Determina ainda que os guardas municipais desempenhem “suas funções após treinamento, que inclua conhecimentos básicos de psicologia, sociologia e direitos humanos”. Eles irão utilizar as armas apenas após o treinamento adequado e aprovação em avaliação técnica e psicológica

Prefeitura gasta R$ 500 mil em armas, 

Mais de 300 revólveres e pistolas estão guardados há 9 anos porque agentes não têm porte de arma. Mesmo assim, guarda admite trabalhar armado.

Em Belo Horizonte, a Guarda Municipal tem mais de 300 armas estocadas há nove anos. O arsenal custou quase R$ 500 mil. Mas os agentes não podem usar as armas porque não têm treinamento.
No Brasil, cidades com mais de 50 mil habitantes podem armar as Guardas Municipais. Mas é preciso seguir critérios como treinamento técnico e autorização daPolícia Federal para porte de arma e testes de capacidade psicológica.
A Guarda Civil Metropolitana de São Paulo trabalha armada. No Rio de Janeiro, uma lei municipal proíbe essa prática.
Em Belo Horizonte, a prefeitura chegou a comprar, em 2005, 300 revólveres calibre 38 e outras 50 pistolas 380 para os guardas municipais. Só que as armas nunca foram distribuídas e estão até hoje sob os cuidados da Polícia Militar – um gasto de quase meio milhão de reais.
O Ministério Público está processando o município e quer saber porque o dinheiro foi gasto dessa maneira. “Eles tiveram uma autorização do Exército para comprar, mas eles não tiveram uma autorização da Polícia Federal para portar a arma. Então, sem o porte, você não pode utilizar a arma em via pública”, explica o promotor de Justiça Eduardo Nepomuceno.
A assessoria da Guarda Municipal informou, em nota, que o uso das armas depende da análise de questões técnicas e orçamentárias.
Alheio à indefinição do poder público, um guarda municipal vai para o trabalho armado. Ele diz que outros colegas também usam armas. E explica que é uma forma de proteção porque muitas vezes precisam fazer a segurança em áreas perigosas. “A gente vê isso toda hora, tráfico na frente da gente. Nós já passamos por ocasião da pessoa ter sido roubada, com arma de fogo, e a gente ficar assim, indefeso”, diz o guarda municipal, sem se identificar.
O especialista em Segurança Pública Luiz Flávio Sapori não vê necessidade de armar a corporação. “Não é o trabalho de ficar prendendo criminosos, de ficar reprimindo o tráfico de drogas, por exemplo. Arma de fogo é adequada para alguém, para um profissional que está em embate direto com o crime, principalmente, com o crime violento”, avalia o doutor em Sociologia.
A Guarda Municipal de Belo Horizonte informou que se algum agente for flagrado usando arma de fogo, ele será punido e pode ser exonerado. Nem a prefeitura, nem a Guarda Municipal quiseram explicar por que as armas foram compradas, se os agentes não tinham porte.

Caraguatatuba vai implantar guarda municipal armada

Diário do SudoesteFolhaPress 


Por Ricardo Hiar
CARAGUATATUBA, SP, 17 de fevereiro (Folhapress) - Considerado o município mais violento do Estado de SP nos últimos três anos, Caraguatatuba vai implantar uma guarda municipal armada para atuar já neste ano.
O edital para contratação dos agentes de segurança deve ser lançado em até 15 dias, de acordo com a administração municipal da cidade do litoral norte.
Segundo o prefeito Antonio Carlos da Silva (PSDB), o objetivo é realizar o concurso público e treinar os guardas para que até dezembro, quando começa a temporada de verão, o efetivo tenha condições de agir.
Em seu quarto mandato, o prefeito diz que só agora sentiu necessidade de um reforço policial na cidade e nega que a ação esteja ligada aos resultados do último índice de violência, que colocou Caraguatatuba no topo do ranking das mais violentas do Estado pela terceira vez consecutiva.
De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública, a cidade registrou no ano passado 31 homicídios. No cálculo de mortes violentas por 100 mil habitantes, Caraguatatuba tem índice de 28,3, quase o triplo da média de todo o Estado, de 10,5.
Apesar de ter decidido criar a guarda armada, o prefeito contesta a pesquisa e diz que ela não leva em consideração a população flutuante da cidade, que chega a triplicar na alta temporada.
"Esses dados estão errados. Eu nunca pensei antes em implantar guarda, porque sempre confiei no trabalho da Polícia Militar. Mas acho que a cidade está crescendo e agora é preciso ter um reforço policial", disse.
Desde o início, a Guarda Municipal de Caraguatatuba será armada e deverá contar com um efetivo inicial de 80 profissionais -20% deles do sexo feminino.
Os critérios do edital ainda estão sendo definidos, mas, segundo o prefeito, é possível que seja exigido nível superior e que as inscrições só possam ser feitas pessoalmente, para priorizar o acesso de pessoas com familiaridade com o município.
Os guardas deverão portar pistolas 380 e ter também carabina calibre 12 para situações mais graves.
No litoral norte, São Sebastião e Ubatuba são outras cidades que têm Guarda Civil municipal armada.  

Guarda municipal é morto a tiros em estrada de Cerquilho

É a segunda morte de agente de segurança na região no fim de semana

Marcelo Roma
marcelo.roma@jcruzeiro.com.br

O guarda civil municipal José Roberto da Silva, 37 anos, foi morto com três tiros na estrada vicinal Pedro Della Torre, em Cerquilho, no sábado à noite. Ele não estava em serviço, mas portava um revólver calibre 38, que não chegou a disparar. José Roberto trabalhava na GCM de Cerquilho e o sepultamento foi feito no final da tarde de deste domingo, no cemitério municipal. Foi a segunda morte de agente de segurança na região durante o fim de semana. Em Sorocaba, um policial militar aposentado foi morto a tiros em frente a uma padaria no Jardim Prestes de Barros, na sexta-feira à noite.

As circunstâncias do homicídio em Cerquilho estão sendo investigadas pela Polícia Civil. O guarda foi ferido com três tiros ao lado do seu carro, um Uno, no início da estrada vicinal, saída da cidade para Jumirim, por volta das 20h. Moradores ouviram os disparos e avisaram a Polícia Militar. José Roberto foi levado ainda com vida para a Santa Casa de Cerquilho, mas não sobreviveu aos graves ferimentos. A investigação é coordenada pela delegada Silvia Betti Albiero.

Logo após os disparos, um carro - que pode ter sido usado pelo autor do homicídio - saiu rapidamente do local. Policiais militares fizeram buscas a fim de localizar pessoas com arma e que poderiam ter alguma relação com o crime, mas nenhum suspeito foi preso até este domingo à tarde. Nada teria sido roubado do guarda municipal, o que descarta a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte). A principal hipótese é de vingança por alguma desavença, não se sabe se no exercício da profissão ou por questão particular. 

Na sexta-feira à noite, o policial militar aposentado Adilson Lopes, 50 anos, foi morto com pelo menos cinco tiros na rua Emerenciano Prestes de Barros, às 20h. Ele não estaria armado. O autor do crime chegou em um Celta, desceu do carro armado com pistola calibre ponto 40 e com capuz cobrindo o rosto. Mandou Adilson virar-se de costas, ficando de frente para uma parede, e fez os disparos. 

Momentos antes, o policial conversava com um conhecido, que correu para a padaria pois pensou que era um assalto. A Polícia Civil de Sorocaba investiga o crime. Imagens da câmera de segurança da padaria estão sendo analisadas e poderão ajudar no esclarecimento. 

Outro caso

No ano passado, no dia 9 de agosto, o subcomandante da GCM de Mairinque, Laércio de Souza Lanes, 48, e a esposa Lindalva Lanes, 38, foram mortos a tiros dentro de casa. O crime aconteceu em Mairinque e também foi baleado o filho do casal, de 10 anos, mas que sobreviveu à tragédia. A polícia apurou que houve latrocínio e identificou os acusados, incluindo dois adolescentes. A quadrilha queria armas e o dinheiro da venda de uma casa.

Promotor de Justiça Oficializa Congratulações ao Excelentíssimo Prefeito Municipal pelos Serviços prestados pela Guarda Municipal de Ilha Solteira - SP




Ilha Solteira - SP

O Ministério Público do Estado de São Paulo e a Promotoria de Justiça da Comarca de Ilha Solteira - SP, representado pelo Promotor de Justiça senhor Rafael de Oliveira Costa,  vem por meio do presente ofício, apresentar congratulações a todos os membros da Guarda Municipal pelo eficiente serviço prestado no Município de Ilha Solteira em 2013. Consigno que o trabalho da Guarda Municipal foi e continua sendo de extrema importância para diminuir as atividades criminosas nesta cidade.
Ademais, também é necessário frisar o importantíssimo papel dos Guardas Municipais em Juízo, que, na qualidade de testemunhas, trazem relevantes informações, sem as quais, inúmeras condenações criminais seriam de impossível concretização.
 Sem mais, apresento a Vossa Senhoria meus protestos de estima e distinta consideração.

Fonte: Promotoria de Justiça da Comarca de Ilha Solteira - Ofício nº 157/2014

gm de natal

Prefeito realiza entrega de novas viaturas para a GMN



Secretário da Semdes, Osair Vasconcelos, prefeito do Natal, Carlos Eduardo, e o comandante da GMN, Gilderlan de Sousa.
O prefeito do Natal, Carlos Eduardo Alves, entregou em solenidade realizada na manhã desta quarta-feira (26) na sede administrativa da Guarda Municipal do Natal (GMN) as chaves das novas viaturas adquiridas para realização de patrulhamento preventivo e atividades administrativas da corporação. Foram entregues seis pick-ups, seis veículos sedan administrativos, oito automóveis sedan operacionais, três vans e duas motocicletas de 300 cilindradas, além de um ônibus equipado com sistema de videomonitoramento.

Novas viaturas sedans vão ser utilizadas no serviço operacional.
Outros 17 automóveis estão passando por processo de licitação e até o final deste semestre devem ser disponibilizados para ampliar o serviço de segurança pública e defesa social desempenhado pela GMN e Defesa Civil de Natal. Os recursos para aquisição dos veículos e modernização da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) são da ordem de R$ 3,2 milhões e são provenientes do Governo Federal através do Ministério da Justiça e do programa Crack é Possível Vencer.
Novas pick-ups recebidas pela corporação.
Durante a solenidade, o prefeito Carlos Eduardo enalteceu o trabalho desenvolvido pela GMN em prol da segurança pública do cidadão natalense e apontou para prioridade e o empenho de se ter uma corporação equipada e preparada para atuar com eficiência. “O esforço e a dedicação de cada um somam-se para que a gente possa cada vez mais e sempre estruturar esse serviço essencial da administração municipal”, disse. 
Subcomandante de Segurança da GMN, Carlos Cruz, comandou a tropa.
O titula da Semdes, Osair Vascocelos, também fez uso da palavra e pontuou a importância do investimento para melhoria dos serviços prestado pela corporação. Ele apontou também para a aprovação do plano de cargos, carreiras e salários que se encontra em tramitação nos órgãos administrativos da prefeitura e que vem para conceder ao guarda municipal maiores condições e dignidade na profissão. 

Representação do Grupamento de Ação Ambiental da GMN
De acordo com o comandante da GMN, João Gilderlan Alves de Sousa, os novos veículos e equipamentos adquiridos para a instituição são responsáveis pelo maior investimento feito até hoje na Guarda Municipal. “Nesses 22 anos de GMN este é o momento em que recebemos a maior estrutura de toda a nossa história e tudo isso vem para ampliarmos ainda mais nossa ação protetora e nossa capacidade de sermos cada vez mais competentes no serviço desempenhado”, garantiu. 

Orquestra de violões do projeto Semente Cidadã da GMN apresentaram canções durante a solenidade.
O momento contou ainda representação dos grupamento de Ação Ambiental e da Ronda Ostensiva Municipal da GMN, além da apresentação da orquestra de violões dos jovens atendidos pelo Programa Semente Cidadã da GMN, que apresentou na abertura do evento a canção Asa Branca e ao final da solenidade tocou o Hino Nacional do Brasil.

Novos veículos vão ampliar serviço da GMN na capital.
Participaram também do evento o chefe de gabinete da prefeitura do Natal, Sávio Hackradt, o secretário municipal adjunto de Defesa Civil e Direitos Humanos, Urbano Medeiros, o subcomandante de Segurança da GMN, Carlos Cruz, o subcomandante de Instrução da GMN, Ariberto Araújo, além de assessores da prefeitura do Natal e integrantes da GMN.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com. 

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

NOTICIA BOA PARA GCM GOIÂNIA

NotíciasVoltar
APROVADO EM PRIMEIRA VOTAÇÃO PROJETO DO PREFEITO QUE DESAFETA 18 ÁREAS PÚBLICASAPROVADO EM PRIMEIRA VOTAÇÃO PROJETO DO PREFEITO QUE DESAFETA 18 ÁREAS PÚBLICAS
26/02/2014 16:16
Apesar dos protestos da oposição, a proposta de venda das áreas foi aprovada por 22 votos a 11. O projeto segue agora para a Comissão de Urbanismo
Com 22 votos favoráveis e oito contra, foi aprovado na sessão de hoje, Projeto de Lei Complementar, de iniciativa do executivo, que permite a desafetação e alienação de 18 áreas públicas do município localizadas em vários setores da Capital e uma boa parte, na região do Park Lozandes, próximas ao Paço Municipal. As áreas passarão a fazer parte dos Projetos Diferenciados de Urbanização-PDU-1 , o que permitirá o seu adensamento através da verticalização dos imóveis.

O projeto condiciona a venda das áreas à construção ou aquisição de hospital, criação do Parque do Cerrado no Park Lozandes, construção das sedes da Secretaria de Educação, Secretaria de Defesa Social e da Guarda Metropolitana, no mesmo bairro; construção de viaduto na BR-153, no setor Novo Mundo,; viaduto na Avenida 136 com a Marginal Botafogo; duplicação da Avenida Engler, duplicação da Avenida da Divisa, no setor Jaó; duplicação da Avenida Pio Correia, no setor Marilizia; implantação dos corredores exclusivos de ônibus nas avenidas 85, T-7,T-9 e 24 de Outubro e construção de viaduto na PL-2 com a BR 153, no Park Lozandes.

O prefeito Paulo Garcia, em sua justificativa, afirma que estas áreas estão subutilizadas e por isso são passiveis, em tese, de alienação e adensamento. O Chefe do executivo destaca ainda o dispositivo incluído no projeto, com forme TAC firmado com o Ministério público, que obriga a Prefeitura a abrir conta bancária específica e destinar a verba de negociação das áreas para as obras elencadas no texto da lei.

REAÇÃO

Os vereadores da oposição protestaram contra a aprovação do projeto alegando se tratar de projeto que atende apenas aos interesses do setor imobiliário e não aos interesses da população goianiense. Foram feitos pedidos de destaque para alguns artigos do projeto, na tentativa de retirar o PDU-1 de algumas áreas e também a tentativa de incluir alguns setores para construção de moradias populares e regularização de outros já existentes. Todas foram rejeitadas pela base aliada do Prefeito.

O vereador Djalma Araújo chegou a pedir vistas do projeto, mas teve seu pedido negado pelo Plenário por 12 votos favoráveis contra 17. O vereador Elias Vaz-PSB ocupou a tribuna da Casa para segundo ele “alertar os colegas para votar contra a aprovação do projeto, porque a venda dessas áreas, será um crime histórico contra a Cidade”, disse ele. Elias afirmou ainda que caso a Câmara aprove a proposta do Prefeito Paulo Garcia-PT, a Casa estará rasgando o Plano Diretor de Goiânia, já que a matéria propõe a transformação de áreas não adensáveis , previstas no PD, em áreas adensáveis, o que gerará transtornos de toda natureza no futuro, concluiu.

A matéria chegou à Câmara no final do ano passado e causou bastante polêmica o que acabou adiando a votação para este ano. O projeto segue agora, para a Comissão de Habitação e Urbanismo, que é presidida pela vereadora Tatiana Lemos-PC do B, que já adiantou que vai propor a realização de Audiências Públicas sobre o assunto com vários setores da sociedade, antes de colocar a matéria para a segunda e última votação do Plenário.

Votaram contra a aprovação do projeto os vereadores Fábio Lima-PRTB, Djalma Araújo-SDD, Virmondes Cruvinel Filho-PSD, Pedro Azulão Júnior-PSB, Tatiana Lemos-PC do B, Elias Vaz-PSB e os tucanos Anselmo Pereira, Dr. Gian, Dra. Cristina, Geovani Antonio e Thiago Albernaz O vereador Rogério cruz não estava presente à sessão. Os outros 22 votaram favoráveis ao projeto. (Silvana Brito)
(Foto: Eduardo Nogueira) (Diretoria de Comunicação)
 
Todas as notícias

aos gcms de goiânia


terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Inauguração da sede da GCM e entrega das novas viaturas

Arma de PM dispara e atinge agente da PRF e guarda municipal em Cuiabá


COMPARTILHE
Arma disparou quando os policiais saíam de uma reunião antes de operação. Estilhaços da bala feriram a perna de um policial rodoviário federal.

A arma de um policial militar disparou acidentalmente durante concentração para a realização da primeira blitz da Operação Lei Seca, que teve início no sábado (22) e terminou neste domingo (23). A arma estava destravada e disparou após reunião para definir estratégias da operação. O tiro atingiu o chão e os estilhaços da bala feriram a perna de um policial rodoviário federal e o supercílio de uma mulher da guarda municipal de Várzea Grande, região metropolitana da capital. Os dois passam bem.

A reunão foi realizada no auditório de Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Conforme informações de uma equipe da TV Centro América, que presenciou a cena, o disparo ocorreu quando os policiais saíam dessa reunião.

Além disso, na blitz um delegado da Polícia Civil foi detido neste domingo por suspeita de dirigir embriagado na Avenida Isaac Póvoas, na capital. De acordo com a Polícia Civil, o delegado que atua como corregedor-adjunto da instituição foi autuado por dirigir sob efeito de álcool e liberado após pagar fiança.

O balanço do número de detenções durante essa primeira blitz deve ser divulgado nesta segunda-feira (24). Conforme o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, a previsão é de que sejam feitas duas blitzes por mês, com o intuito de reduzir o indíce de acidentes de trânsito motivadas por embriaguez ao volante.

Pela Lei Seca, qualquer motorista que se recusar a fazer o teste poderá ser autuado por infração gravíssima e pagar multa e perder sete pontos na carteira, tendo ou não mostrado indícios de consumo de álcool. É a mesma pena dada a quem é flagrado no bafômetro com teor igual ou superior a dois decigramas de álcool por litro de sangue. O flagrante lavrado pela Polícia Civil com os delegados da Delegacia de Trânsito que estarão no local para arbitrar a fiança, como foi o caso do delegado da Polícia Civil.







http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2014/02/arma-de-pm-dispara-e-atinge-agente-da-prf-e-guarda-municipal-em-cuiaba.html

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Guarda Municipal impede sequestro de bancária em Indaiatuba, SP


Criminosos invadiram casa ao abordar o marido dela, segundo os GMs. 
Grupo fugiu pelos fundos e deixaram munição e pistola para trás.

Do G1 Campinas e Região
1 comentário
Guarda Municipal  impediu osequestro de uma bancária, na noite de quinta-feira (20), no Jardim Califórnia, em Indaiatuba (SP). Segundo a GM, os criminosos entraram na casa junto com o marido da funcionária do banco, mas foram vistos pelo vizinho. Ele avisou guardas municipais passavam pela rua e os suspeitos fugiram pulando o muro da residência. Houve troca de tiros, mas ninguém ficou ferido.
Dentro da casa
Os agentes de segurança tocaram a campainha e conversaram com a bancária. Orientada pelos criminosos, ela disse que estava tudo bem, mas o agente a puxou para fora e os criminosos reagiram efetuando disparos. Eles pularam o muro e fugiram pelos fundos de outra casa e chegaram a quebrar uma cerca elétrica para escapar.
Ainda segundo a Guarda, os suspeitos deixaram para trás quatro carregadores de fuzil com mais de 120 munições e uma pistola calibre 380. A polícia acredita que a ação dos suspeitos duraria até a manhã desta sexta-feira (21), no horário em que a bancária fosse trabalhar. Ninguém foi preso.
  •  
Criminosos deixaram munição e pistola após fuga em Indaiatuba (Foto: Reprodução/EPTV)Criminosos deixaram munição e pistola após fuga em Indaiatuba (Foto: Reprodução/EPTV)

Guardas municipais não vão trabalhar 

Decisão foi publicada no Diário Oficial do Município de quinta-feira (20).
96 profissionais passaram usar armas após receberem licenças para porte.

Do G1 BA
1 comentário
Os Guardas Municipais de Salvador não irão trabalhar armados durante o carnaval. A determinação foi publicada no Diário Oficial do Município de quinta-feira (20). Noventa e seis profissionais começaram a usar armamento no dia 3 de fevereiro, após o prefeito ACM Neto entregar as licenças para os portes de arma à primeira turma qualificada.
Através de nota, a prefeitura informou que os guardas vão trabalhar em "caráter preventivo em apoio a diversos órgãos municipais". Durante a folia eles poderão usar os seguintes equipamentos: tonfa (tipo de cassetete), algema e arma de baixa letalidade (de choque).
SegurançaA prefeitura afirma ainda que durante a folia os guardas vão utilizar câmeras instaladasdentro e fora do circuito. Cerca de 950 agentes irão trabalhar na capital baiana no carnaval, informou o órgão municipal.
Durante a solenidade para entrega das licenças aos guardas municipais, o prefeito ACM Neto disse que a decisão pela liberação no uso de armas teve como objetivoaumentar a segurança dos moradores. Segundo a Prefeitura de Salvador, atualmente, a Guarda Municipal realiza trabalho de prevenção em 14 das 40 praças de grande porte da cidade. Em duas delas, a do Campo Grande e a do Largo de Roma, os profissionais atuam 24 horas. A corporação conta com um efetivo de 1.296 homens, 40 viaturas e um ônibus.
primeira turma qualificada da Guarda Municipal para atuar armada em Salvador passou por um treinamento com aulas teóricas, de tiros e capacitação psicológica. No dia 31 de janeiro, o gerente de operações da Guarda Municipal, Carlos Damasceno, informou que a expectativa é de que outra turma seja iniciada ainda este ano.
"A gente quer dar continuidade, mas é um trabalho cauteloso. Queremos colocar a guarda armada de forma responsável. Para o efeitivo da Guarda Municipal que temos hoje o resultado está sendo altamente satisfatório, mas pode ser melhorado", disse Damasceno na ocasião.
tópicos:
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!