Cadastre seu Email

quinta-feira, 16 de maio de 2013


15/05/2013 11:33

PC-27 prende cinco em três dias

A operação ocorreu em todo o país e foi realizada pela Polícia Civil de Jundiaí e Guarda MunicipalMICHELE STELLA 
michele.stella@bomdiajundiai.com.br
Durante três dias da semana passada a Polícia Civil de Jundiaí, com apoio da GM (Guarda Municipal), trabalhou intensamente em uma operação que ocorreu em todo o país, a PC-27, para esclarecer crimes pendentes e tirar criminosos procurados das ruas. 

Na cidade, foram relacionados nove homens no total. Destes, dois não foram reconhecidos pelas supostas vítimas e foram liberados, e outros dois já estavam presos por crimes anteriores. Cinco foram presos durante a operação, sendo quatro pela prática de roubos e um - Gilvan Gomes da Silva, 57 anos, pedreiro -, por homicídio duplamente qualificado. 

Entre os cinco presos, uma dupla agiu junto em um assalto a uma residência, no Centro, no dia 30 de dezembro do ano passado. Anderson Francisco Coelho, conhecido como Sapão, 23, e Vinícius Augusto dos Reis Rocha, 22, moradores do Jundiaí-Mirim, participaram com mais três comparsas de uma ação que rendeu R$ 200 mil em joias e aparelhos eletrônicos. Todos armados e muito agressivos, os ladrões, na ocasião, usaram um Corsa Sedan de um familiar de um deles para seguir um casal de empresários que deixou a casa de amigos no próprio bairro Jundiaí-Mirim na noite do crime. 

Eles entraram na casa e levaram tudo de valor que havia no local. A investigação contou com imagens das câmeras de vigilância da GM e fotos de um dos ladrões, encontradas pela polícia, usando um boné que foi esquecido na casa das vítimas. “Fizemos um cruzamento de dados e o fato de o boné ser bem característico ajudou bastante”, explica o delegado Marcel Fher, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Jundiaí. 

Homicídio / No caso de Gilvan, o único preso por homicídio, ele participou com o filho do assassinato de um homem no São Camilo, recentemente, por causa de brigas envolvendo um aparelho de som emprestado entre eles. 

Copa 2014

Comissão de segurança define ações de 15 Oficinas - 14/05/2013 15:50

Já foram definidas as ações das 15 Oficinas Temáticas da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para Grandes Eventos no âmbito do Estado do Paraná (Coesge-PR), em reunião realizada nesta terça-feira (14), no Salão Nobre da Prefeitura Municipal de Curitiba.

O encontro, coordenado pelo delegado da Polícia Federal, Flúvio Cardinelle Oliveira Garcia, contou com a presença do secretário estadual da Copa, Mario Celso Cunha, e do general do Exército Fernando Marques de Freitas.

Segundo o presidente da Coesge, chegou o momento de partir para as simulações para padronizar todos os protocolos de segurança, respeitando as atribuições constitucionais e legais das instituições que compõem a comissão. Flúvio Cardinelle lembrou que todos os protocolos devem estar 100% completos até o próximo dia 31 de maio.

“Fiquei satisfeito com os avanços que foram feitos através das Oficinas Temáticas, pois nove delas já estão com 100% de protocolos finalizados, tendo outras três quase chegando no ponto desejado e apenas três delas atrasadas, mas com prazo para suas conclusões”, disse o secretário estadual da Copa, Mário Celso.

Das quinze Oficinas, apenas as de Comando e Controle Integrados, Comunicações e Segurança Cibernética estão concluindo as mais diversas definições para apresentar o trabalho final de protocolos para a Operação Copa 2014.

O general Freitas, que coordena as ações da Copa pelas Forças Armadas, declarou que as oficinas estão integradas neste processo porque além da segurança pública se está pensando em segurança nacional. “Vamos ajudar com nossa tropa e equipamentos que forem necessários”.

PARTICIPANTES - Participaram da reunião: Coronel René Witek (Prefeitura Municipal de Curitiba), Coronel Milton Fadel (Polícia Militar), Coronel Rômulo Marinho (Exército Brasileiro), Coronel Paulo Roberto (Exército Brasileiro), Coronel Antonio Pacheco (Marinha), Coronel Marcos Paulo Ramos (Aeronáutica), Delegado Roberto Milaneze (Polícia Federal), Major PM Adilson Santos (Coesge-PR), Major Semmer (Polícia Militar), Major Antonio Geraldo Hiller (Defesa Civil), Inspetor Cláudio Frederico (Guarda Municipal de Curitiba), Inspetor Cláudio Oliveira (Guarda Municipal), Delegado Clóvis Galvão (Polícia Civil), Delegado Marco Lagana (Polícia Civil), Delegado Eduardo Castella (Polícia Civil), Juliana Moschetta (Polícia Civil), Antonio Carlos Silva (Detran-PR), Leonardo Napoli (Detran-PR), Inspetor Luis Antonio Rubin (Guarda Municipal), Daniela Dorneles (Anvisa), Marcio Villatore (Infraero), Susana Lins Costa (Ippuc), Zelinda do Rosário (Secopa Municipal), José Antonio (GGI), Eduardo Augusto Moreira Junior (DER), Miriam de Oliveira (DER), Luis Gelusniak (Anatel), Bernardo Pires (Anatel), Heitor Shade (Anatel), Lilia Moraes (Abin), Ten. Coronel Rui Rota (Bope), Ten. Cel. Wosny (Polícia Militar), Ten. Coronel Barros (Defesa Civil), Alan Diório (Secretaria Municipal da Saúde), Capitão Carrijo (Polícia Militar), Supervisor Grubba (Defesa Civil), Supervisora Leoni (Defesa Civil), Capitão Freitas (Corpo de Bombeiros), Capitão Ivan (Secretaria de Estado da Segurança Pública), José Valêncio (Receita Estadual), Josis Martins (Setran), Rodrigo Alves (Setran), Capitão Lima (Polícia Militar), Capitão Marco (Polícia Militar), Capitão Maia (Polícia Militar), Capitão Janata (Polícia Militar), Emerson Freitas (Secretaria Municipal de Defesa Social), Ivan Plantes Machado (APPA), Anthony Nascimento (Polícia Rodoviária Federal), Olavo Vianey Nunes (Polícia Militar), Osiris Pontoni (superintendente da Secretaria Municipal de Defesa Social), Julio César (Secopa Estadual) e Claudemiro Toral (Secopa Estadual).

Guarda proíbe transexual de usar sanitário feminino em Piracicaba


O caso foi registrado em terminal de ônibus e gerou boletim de ocorrência.
GM informou que transexual 'constrangeu' mulheres que estavam no local.


Em protesto, a transexual esteve no terminal para colocar banners de orientação (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
A transexual Luciana Stocco, de 33 anos, foi impedida de usar o banheiro público feminino do Terminal Central de Integração (TCI) de Piracicaba (SP) na tarde desta segunda-feira (13). Ela disse que, como de costume, entrou no sanitário destinado às mulheres, mas foi abordada na porta por um guarda municipal que mandou que ela se retirasse do local.
Luciana e integrantes do Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual (CMADS) fizeram um protesto no TCI na tarde desta terça-feira (14) e colocaram cartazes e adesivos sobre a legislação que barra ações de preconceito.
Proibir o acesso de transexuais a banheiros femininos, conforme orientação da Defensoria Pública do Estado, contraria o que prevê a lei estadual 10.948/2001, que penaliza "toda manifestação atentatória ou discriminatória praticada contra cidadão homossexual, bissexual ou transgênero".
Luciana colou adesivos informativo nos banheiros do terminal (Foto: Fernanda Zanetti/G1)Luciana colou adesivos informativos nos banheiros
do terminal de ônibus (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Luciana, que participa do conselho, relatou que ficou constrangida com a situação. “O guarda parou na porta e me mandou sair do banheiro feminino. Eu questionei o motivo e ele disse aos gritos que eu deveria usar o banheiro masculino. E ainda afirmou que na semana passada havia retirado duas transexuais do banheiro feminino.”
A transexual tentou argumentar com o guarda e até se propôs a explicar a lei para ele. Mas, segundo Luciana, o guarda afirmou que "era ele quem mandava ali" e não quis ouvir a explicação. “Na hora tinha muitas pessoas no terminal, quem passava ficava olhando. Eu me senti uma criminosa, mas não estava fazendo nada de errado. Cheguei a falar das leis que referem-se a penalidades a serem aplicadas à prática de discriminação em razão de orientação sexual, mas não adiantou.”
“Pagamos pelo transporte como qualquer outro cidadão e não está correto o que está acontecendo. A luta não é só pelos transexuais. É também por negros, índios, idosos e mulheres. Esse abuso de autoridade não pode continuar", relatou Luciana. Denúncias podem ser encaminhadas ao conselho municipal pelo email cmadspiracicaba@gmail.com e pelo telefone (19) 9602-3668.A transexual procurou a polícia e disse que irá representar contra o guarda.“Eu não quero que ninguém mais passe pelo que eu passei. Na hora fiquei muito mal, mas procurei todos os órgãos responsáveis. O boletim de ocorrência foi registrado como abuso de autoridade, mas vou lutar para que ele responda pelo que fez”, relatou Luciana.
Na tarde desta terça-feira (14) Luciana entrou no banheiro feminino e não foi barrada (Foto: Fernanda Zanetti/G1)Nesta terça-feira, Luciana entrou no banheiro
e não foi barrada (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Durante o protesto na tarde desta terça-feira, a transexual entrou no banheiro feminino do TCI para colar os adesivos nas portas e dessa vez não foi barrada no local.
Resposta da Prefeitura
A Guarda Civil, por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura de Piracicaba, informou que tomou conhecimento dos fatos através do boletim de ocorrência, porém apurou que o guarda municipal só tomou a atitude de ir ao banheiro feminino e solicitar que a transexual saísse devido "ao constrangimento que estava causando às mulheres que usavam o local no momento".
A assessoria informou ainda que o capitão Silas Romualdo, comandante da Guarda, irá ouvir ambas as partes nesta quarta-feira (15) para averiguar o caso. O comandante também relatou que irá encaminhar a denúncia à Ouvidoria da GM, a quem cabe decidir eventuais medidas disciplinares.
Respeito ao gênero
Um entendimento da Defensoria Pública do Estado de São Paulo sobre a utilização de banheiros por travestis e transexuais indica que a atitude do guarda municipal foi contrária à legislação vigente. "Se as travestis e transexuais se veem como pertencentes ao gênero feminino, deve a elas ser assegurado o direito de uso do banheiro feminino. Impor-lhes a utilização de banheiro não compatível com sua identidade de gênero constitui conduta discriminatória e incompatível com o respeito à diversidade", orienta a Defensoria
.
Trânsito

Guarda Mirim faz blitz no Centro

Uma blitz de trânsito diferente aconteceu na manhã de ontem, na Praça Tiradentes, Centro de Curitiba. Um grupo de 22 guardas municipais mirins, formado por estudantes da Unidade de Ensino Integral Vila Torres, com idades entre 8 e 12 anos, abordou pedestres e motoristas com orientações sobre trânsito.
Acompanhadas por professores, guardas municipais e agentes da Setran, as crianças param os veículos, entregam material educativo e conversam com os motoristas, especialmente sobre o respeito às leis e ao pedestre. É a continuação do projeto Vida no Trânsito, uma parceria entre as secretarias municipais da Defesa Social, do Trânsito e da Educação.
“Pelo fato de ter sido orientado por uma criança, me sinto muito mais sensibilizado”, disse o empresário Juliano Antônio Pilatti, motorista parado na blitz e abordado por um estudante. “Uma blitz como essa é realmente educativa e importante”, afirmou.
Segundo o diretor de Educação da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), Cassiano Ferreira Novo, a intenção é cada vez mais envolver crianças em projetos educacionais. “Elas têm um papel importante na estratégia de sensibilização, com grande impacto na conscientização da população”, explica.

Servidores municipais protestam na Avenida Vasco da Gama

Paula Pitta
Os servidores municipais protestam na manhã desta quarta-feira, 15, em frente à Vigilância Sanitária de Salvador, na Avenida Vasco da Gama. Eles reclamam de uma suposta agressão a dois dirigentes do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), Everaldo Braga e Bruno Cruz, por guardas municipais.
"Everaldo foi chutado e jogado no chão e eu tomei cacetada", diz o diretor Bruno Cruz. De acordo com ele, a agressão aconteceu nesta segunda, 13, quando eles realizavam piquete em frente ao prédio da Vigilância Sanitária.
A assessoria da Superintendência de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev) alegou que os guardas agiram na tentativa de "garantir o direito de livre acesso às instalações do prédio público". O órgão também acusa os sindicalistas de tentarem fechar a força as portas da Vigilância Sanitária e terem agredido física e verbalmente servidores da Susprev.


Os trabalhadores, que estão em greve desde a última sexta, 10, pretendem protestar em frente à Câmara Municipal de Vereadores no final desta manhã. Eles pedem 20% de reajuste, além de melhores condições de trabalho e assistência médica.
A categoria está reunida nesta manhã com representantes da prefeitura na mesa permanente de negociação, onde discutem o reajuste dos servidores. Até o momento, o governo municipal não divulgou nenhum percentual de aumento para os trabalhadores.



VITORIA DA GCM NA COMISSAO MISTA 16/05
ESTIVE HOJE NA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO MISTA QUE TRATOU EXCLUSIVAMENTE DO PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA CRIANDO A GCM, POR 8 VOTOS A 01 NOSSO PROJETO FOI APROVADO E SEGUE AGORA PARA PLENÁRIO NA PRÓXIMA TERÇA FEIRA, GOSTARIA DE AGRADECER O EMPENHO E A UNIÃO DOS NOSSO COMPANHEIROS QUE ESTIVERAM ACOMPANHANDO OS VEREADORES E CONVERSANDO PARA CONVENCE-LOS QUE NÓS PRECISAMOS DESTE PROJETO APROVADO SÃO ELES:

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO POLICARPO
INSP PÁDUA
INSP EULÁLIO
MARCELO LUZ
PIRES
PANIAGO
RALFRE
CARDOSO
PASSOS
MARCELO
DUTRA
HAMILTON

VEREADORES QUE VOTARAM A FAVOR:

ANSELMO PEREIRA
CIDA GARCES
ZANDER
FELIZBERTO TAVARES
CELIA VALADAO
EUDES VIGOR
FABIO LIMA
WELIGTON PEIXOTO

PARABENS AOS VEREADORES E CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS NA TERÇA PARA A APROVAÇAO DO NOSSO PROJETO.

A LUTA CONTINUA...............

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO POLICARPOINSP PÁDUAINSP EULÁLIOMARCELO LUZPIRESPANIAGORALFRECARDOSOPASSOSMARCELO DUTRAHAMILTON
VEREADORES QUE VOTARAM A FAVOR:
ANSELMO PEREIRACIDA GARCESZANDERFELIZBERTO TAVARESCELIA VALADAOEUDES VIGORFABIO LIMA WELIGTON PEIXOTO
PARABENS AOS VEREADORES E CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS NA TERÇA PARA A APROVAÇAO DO NOSSO PROJETO.
A LUTA CONTINUA...............
fonte gm flavio cardoso
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!