Cadastre seu Email

quinta-feira, 8 de novembro de 2012


 
 

SP: guardas municipais são feridos em tiroteio após assalto a mercado

08 de novembro de 2012  02h12  atualizado às 09h01
Equipe da Guarda Civil de Cotia é alvejada a tiros e revida os disparos na rodovia Raposo Tavares. Foto: Helio Torchi/Futura Press
Equipe da Guarda Civil de Cotia é alvejada a tiros e revida os disparos na rodovia Raposo Tavares
Foto: Helio Torchi/Futura Press
Dois guardas municipais foram baleados em Cotia, na região da Grande São Paulo, depois de uma troca de tiros entre policiais e quatro bandidos que assaltaram um supermercado na altura do km 33 da rodovia Raposo Tavares. A Delegacia Central de Cotia chegou a informar que três criminosos haviam morrido, mas por volta das 8h40 retificou-se, informando que dois criminosos foram mortos e os outros dois foram detidos.
Os guardas municipais não correm risco de morte. O caso foi encaminhado para o Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP), que vai investigar as circunstâncias do ataque.
Onda de violência 
Desde o início do ano, ao menos 90 policiais foram assassinados no Estado. Desse total, 18 eram aposentados e três estavam em serviço. Além disso, o Estado continua a enfrentar um grande índice de violência. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, só na capital houve um crescimento de 102,82% no número de pessoas vítimas de homicídio no mês de setembro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em todo o Estado, a alta foi de 26,71% no mesmo período.
Terra
Colaborou com esta notícia o internauta Cloves Ferreira, de Cotia (SP), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

POLÍTICA
Tamanho do texto: A A A A
08/11/2012

Redução de horas extras derruba comandante da GM


A Guarda Municipal de Uberaba tem novo comandante. O coronel PM da reserva Antônio de Sousa Filho passa a responder pela Direção da GM em substituição a Marco Túlio Gianvecchio, exonerado do posto dois dias após ter revelado que, ante a proximidade do fim do mandato do prefeito Anderson Adauto (sem partido), decidiu-se pela redução das horas extras dos agentes, o que levou à suspensão das atividades da Patrulha do Silêncio no fim de semana.
A revelação feita pelo então diretor da Guarda Municipal teria desagradado ao prefeito. Esta não é a primeira vez que AA substitui o comando da GM após declarações consideradas inadequadas. Em 2006, ainda no primeiro mandato, Anderson determinou a exoneração de Valter Pereira, que já havia colocado o cargo à disposição, depois que, em solenidade na Câmara Municipal, disse que o salário da categoria precisava melhorar.
Subsecretário de Trânsito e Transportes Especiais, Antônio de Sousa Filho irá acumular as duas funções, mas adianta que vê com tranquilidade a situação. Ele também assegura que a Patrulha do Silêncio, o Patrulhamento Escolar e a orientação do trânsito, principalmente na região das obras do programa Água Viva, na área central, serão prioridades do efetivo, formado por cerca de 300 guardas municipais.

Publicado em 07 de Novembro de 2012, ás 14h41min

PM garante aumento de um terço no efetivo em Arapongas

Vinte novos policiais serão encaminhados para o município no ano que vem

TNOnlineCássio Gonçalves, da Tribuna do Norte
  
Credito:  Profeta Major não confirma o número, mas reconhece que o efetivo é defasado. ( Profeta)
O efetivo policial de Arapongas deve ter um acréscimo de 20 homens a partir do ano que vem. A confirmação foi obtida por uma comitiva do Conselho Municipal de Segurança Pública (Conseg), que, na semana passada, esteve em Londrina tratando do assunto com o comando regional da Polícia Militar (PM). Mesmo considerado insuficiente, o reforço deve atenuar um dos principais problemas ligados à segurança no município. Atualmente, segundo apurou a Tribuna, a Guarda Municipal (GM) possui mais homens nas ruas do que a própria polícia.

O aumento do número do efetivo é uma das principais reivindicações em Arapongas, que teve um crescimento populacional de 21,9% nos últimos dez anos, mas não viu esse número compensado em mais policiais. Pelo contrário, a PM vem sofrendo com transferências e aposentadorias sem reposições adequadas. “Neste ano, tivemos cinco baixas por aposentadoria. É um número que parece pequeno, mas para nós é significativo”, considera o major José Luiz de Oliveira, comandante da 7ª Companhia Independente de Arapongas, completando que, desde que assumiu o posto, houve o acréscimo de 11 homens.

A Tribuna apurou que, atualmente, Arapongas conta com 60 PMs, distribuídos entre funções externas e administrativas. O reforço, portanto, representa um acréscimo de um terço.

O major não confirma o número, mas reconhece que o efetivo é defasado. “A cidade cresceu muito e o ingresso desses 20 policiais vai nos deixar respirar um pouco diante das perdas dos últimos três anos”, diz. Segundo ele, a mão-de-obra ajudará a restaurar alguns áreas carentes. “Primeiro, iremos restabelecer o policiamento de trânsito, depois a central e, em seguida, reforçaremos a Rotam e a P2 (Serviço de Inteligência)”, revela.

De acordo com Devanir Estrada, presidente do Conselho de Segurança, a comitiva foi formada por Sérgio Ueda, ex-presidente da entidade, o vice-prefeito eleito, Pedro Paulo Basana, Abdo Tanuri e pelo secretário municipal de Segurança Pública, major Edwayne Arduin. “Conversamos com o coronel Altivir Cieslak (comandante da regional de Londrina) e ele nos garantiu que 20 dos 43 calouros da escola de formação de Rolândia serão destinados a Arapongas”, conta ele, destacando que o prefeito de Rolândia, Johnny Lehmann, confirmou que recebeu a determinação.

A formatura deve ocorrer em março. “Mas, dependendo da situação, eles podem até antecipar. Além disso, alguns desses estudantes já devem estagiar nas ruas de Arapongas ainda neste ano”, informa. Estrada classifica o efetivo local como “hiperdefasado”. “Essa conquista irá apenas atenuar o problema. Hoje, quem ajuda muito a polícia são os 83 Guardas Municipais. Ambas as instituições trabalham em conjunto”, disse.

FORMAÇÃO
Outro fator que deve ajudar a corrigir o baixo efetivo é a sala de aula para a formação de policiais, praticamente já montada na sede da Companhia. “Uma companhia independente deve formar os próprios policiais. A partir do ano que vem, já estaremos aptos a oferecer essa formação”, adianta. Segundo o major, o espaço tem a capacidade de agregar até 40 estudantes. “Esse é o número que a gente imagina, mas a quantidade vai depender da receita do Estado”, explica.

Publicidade

GM na Câmara

Hoje foi uma tarde tensa na Câmara de Vereadores de Londrina. Guardas municipais fardados e outros à paisana estiveram na Casa pedindo a volta dos GMs que atuam de moto, no apoio às ações. O tema armamento também voltou à tona.
O comandante da GmM major Raul Leão Vidal disse que não quer que os guardas enfrentem bandidos, que é um trabalho de responsabilidade da PM .
Segundo ele, que já foi diretor da Penitenciária e Londrina, há bandidos de São Paulo agindo na cidade e não quer ” velar corpo de GM na Câmara” .

PM e guardas municipais são alvos de ataques na Grande São Paulo
9

  • Folhapress
    PM foi baleado no Córrego Taioca, no limite entre Santo André e São Bernardo do Campo, no ABC paulista, em São Paulo
    PM foi baleado no Córrego Taioca, no limite entre Santo André e São Bernardo do Campo, no ABC paulista, em São Paulo


Um policial militar e dois guardas municipais foram alvos de ataques na noite desta quarta-feira (7), na Região Metropolitana de São Paulo.
De acordo com policiais do 6º Batalhão da PM de São Bernardo do Campo (SP), um PM foi baleado por volta das 22h no Córrego Taioca, no limite entre os municípios de Santo André e São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista. Eles não souberam informar em que circunstâncias o crime ocorreu.

Ainda segundo a PM, o policial foi atingido na perna e no abdome. Ele foi socorrido pela própria Polícia Militar para o Pronto-socorro Central da cidade e depois transferido para o Hospital Anchieta, onde passa por cirurgia. De acordo com a polícia, nenhum suspeito pelo crime foi preso.
Em Cotia, dois guardas municipais faziam patrulha de carro por volta das 22h, na rodovia Raposo Tavares, nas imediações do km 34, quando foram atacados por quatro homens armados. As informações são da 3ª companhia do 33º Batalhão da PM.
Segundo a polícia, houve tiroteio. Três suspeitos foram baleados e morreram a caminho do hospital. Um quarto acusado foi detido e três armas, apreendidas. Um dos guardas municipais foi atingido de raspão no tórax, mas passa bem.

Segurança Pública Municipal - Barueri - São Paulo- BR

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!