Cadastre seu Email

sábado, 5 de março de 2016

29/02/2016 - 21h50
Segurança Pública

Guardas municipais iniciam formação em Teresina

A função da Guarda Municipal é garantir a proteção ao patrimônio público.

RAYANE TRAJANO, DO GP1
Atualizada em 29/02/2016 - 21h52
 O curso de formação dos guardas municipais de Teresina teve início nesta segunda-feira (29).  As aulas acontecem na Academia de Policia Civil (Acadepol), através de parceria firmada entre Governo do Estado e Prefeitura da Capital.  A aula inaugural contou com a presença do Secretário de Segurança, Fábio Abreu e do delegado geral, Riedel Batista.
Imagem: Secretaria de SegurançaAula inaugural do curso de formação de Guardas Municipais(Imagem:Secretaria de Segurança)Aula inaugural do curso de formação de Guardas Municipais
Ao todo 220 guardas convocados no concurso realizado pela Prefeitura de Teresina, participam da formação.  O curso tem 300 horas/aula, com duração de 2 meses. “Essa é a 5ª etapa do processo de implantação da guarda municipal de Teresina. Nosso objetivo é nomear, até abril,  100 alunos que concluíram essa formação”, explicou o delegado Samuel Silveira, coordenador do Grupo de Trabalho de Formação da Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social. De acordo com ele, os guardas serão treinados também em armas letais e não letais.
Imagem: Secretaria de SegurançaGuardas municipais terão curso de formação na Acadepol(Imagem:Secretaria de Segurança)Guardas municipais terão curso de formação na Acadepol
Segundo o delegado Roberto Carlos, diretor da Acadepol, os alunos irão contar com a mesma estrutura utilizada no curso de formação dos delegados, agentes e escrivães de Polícia Civil. “Durante o curso, os alunos terão acesso aos alojamentos, estande de tiros e com a grade curricular específica para eles”, informou.
 
O Secretário Fábio Abreu  destacou o desejo de integração das forças de segurança. “O Estado, através da Secretaria de Segurança, está oferecendo a instalação física e o quadro de pessoal para formação dos novos guardas. Nós já trabalhamos de forma integrada com as policias Militar e Federal e acreditamos nessa integração. Por isso, é tão importante a parceria da Secretaria de Segurança e Prefeitura na formação desses guardas. Temos certeza que a utilização da nossa estrutura vai fazer a diferença na qualidade do profissional lá no final, quando ele tiver a serviço da população” disse o secretário.
 
Abreu ressaltou que a Secretaria de Segurança está estendendo parceria com as guardas municipais de outras cidades. “José de Freitas, Demerval Lobão e Monsenhor Gil já demonstraram interesse em firmar parceria com a gente. E nossa meta é proporcionar a essas guardas treinamentos aqui na Acadepol para que eles fiquem habilitados à portarem armas e desempenhar bem o seu trabalho”, reforçou.
 
A função da Guarda Municipal é garantir a proteção ao patrimônio público, tais como hospitais, escolas, praças públicas e prédios onde funcionam órgãos da administração. A guarda vai ficar servindo aos prédios públicos municipais e o Estado vai ter de volta os policiais que estão à disposição da Prefeitura de Teresina.

Exército fiscaliza sede da Guarda de Mairinque e encontra irregularidades

Guardas reclamam de coletes à prova de balas e munições vencidas.
Equipe paralisou as atividades até que reivindicações sejam atendidas.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí
O Exército fez nesta terça-feira (1º) uma fiscalização na sede da Guarda Municipal de Mairinque (SP) e encontrou várias irregularidades, entre elas, a falta de avará de funcionamento, coletes à prova de balas e munições com a data de validade vencida. Sem equipamentos, os guardas resolveram suspender as atividades
Sem uma licença regularizada para atuar, a corporação não consegue a liberação feita pelas Forças Armadas para comprar novos equipamentos de segurança. O documento foi protocolado na prefeitura após reportagem publicada pelo G1 sobre uma investigação aberta pelo Ministério Público para apurar as irregularidades nos uniformes.
Além dos equipamentos de segurança, o Exército constatou que as armas também eram mantidas em situação irregular há pelo menos oito anos. "Elas [armas] deveriam ser recolhidas e é preciso fazer a solicitação da destruição", explica o Coronel do Exército Brasileiro, Ariovaldo Obregon.
O comandante da Guarda Municipal, Elialdo Rodrigues da Paz, que assumiu o cargo em 2013, preferiu não dar entrevista, mas informou que não sabia à época sobre a renovação do alvará, vencido em 2008. Segundo ele, essa informação só foi passada durante um curso em que participou em 2015. O documento foi providenciado junto à Polícia Civil e ficou pronto nesta terça-feira.
Irregular
A Guarda de Mairinque funcionou de forma irregular durante sete anos.
"Desde 2008 eles não poderiam portar arma de fogo ou colete e não poderiam fazer o policiamente ostensivo. Na verdade, essa função é da Polícia Militar. Mas a guarda civil acaba fazendo esse tipo de trabalho algumas vezes. Ano passado foi descoberta a situação irregular no ano passado", disse o secretário de Assuntos Jurídicos Jessé Romero. 
Exército fez fiscalização na Guarda Municipal de Mairinque (Foto: Reprodução/TV TEM)Exército fez fiscalização na Guarda Municipal de
Mairinque (Foto: Reprodução/TV TEM)
A informação foi rebatida pelos guardas, dizendo que com base em uma lei de 2014, podem atuar na prevenção e policiamento. "Entre essas ações podemos atuar no policiamento preventivo, com a finalidade de cuidar da população, e competências de trânsito", explicou o guarda municipal Anderson Santana. 
Paralisação
Para tentar encerrar a paralisação, uma reunião foi feita na segunda-feira (29) entre a prefeitura e representantes do sindicato da categoria. Além dos coletes e munições, vencidas há quase quatro anos, as viaturas estão com os pneus carecas e os capacetes também estão fora do prazo de validade. Depois de 45 minutos, os guardas saíram insatisfeitos com a negociação.
A comissão que representa os guardas municipais disse que da pauta de 10 reivindicações à prefeitura, apenas uma deve ser atendida. "Nós não estamos pedindo verba, estamos pedindo condições para trabalhar. Nem nós e nem a população podem correr riscos", diz o GCM Anderson Santana. 
Sem equipamentos de segurança, a patrulha rural também não está sendo feita, já que não há carros. Durante a reunião, os guardas foram informados pela prefeitura que uma licitação está em andamento para a compra de 36 coletes à prova de balas. O pedido foi feito em dezembro de 2015, mas o Exército precisa autorizar a solicitação.
Coletes da Guarda Municipal de Mairinque estão vencidos há quase quatro anos (Foto: Divulgação / Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mairinque)Coletes da Guarda Municipal de Mairinque estão vencidos há quase quatro anos (Foto: Divulgação / Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mairinque)
Sobre o restante dos pedidos dos guardas municipais, o secretário de Assuntos Jurídicos diz que não é possível, no momento, atender todas as solicitações. "É preciso dar um passo de cada vez, já que não temos dinheiro para atender todas as exigências", afirma Jessé Remero. 
Inquérito
Após denúncias, o Ministério Público (MP) enviou uma série de questionamentos à prefeitura, que devem ser respondidos em até 30 dias após a notificação. O processo administrativo ainda pode ter o prazo extendido.
O MP não divulgou informações sobre o conteúdo da denúncia envolvendo os coletes de segurança, mas um grupo de guardas teria se reunido com o sindicato para fazer reclamações sobre as condições de trabalho. "Fomos informados pelos trabalhadores que eles estão com coletes à prova de balas e munições vencidas desde 2012, além da falta de manutenção dos equipamentos e veículos", afirma Roberto da Silva, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. 
Veículos da Guarda estão com pneus carecas (Foto: Reprodução/TV TEM)Veículos da Guarda estão com pneus carecas
(Foto: Reprodução/TV TEM)
Riscos
Fotos enviadas ao G1 mostram que os coletes que os guardas usam, fabricados em 20 de setembro de 2006, estariam vencidos desde o dia 20 de setembro de 2012. A própria etiqueta, inclusive, possui marcas de desgate por conta do uso. "Segundo repassado pelos guardas, todos os coletes estão nestas condições. É um assunto de extrema importância porque é a vida do servidor que está em risco. Todos estão preocupados", diz Roberto.
De acordo com o presidente do sindicato, uma reunião foi realizada com o prefeito Binho Merguizo na semana passada para cobrar informações sobre a situação. O sindicato também teria dado o prazo de 20 dias para que a prefeitura tomasse providências, caso contrário, existiria o risco de uma paralisação ou de a equipe ficar somente nos quartéis.
Segundo o porta-voz de uma empresa que produz coletes balísticos na região de Sorocaba, Carlos Alberto Costa, o uso dos equipamentos de segurança fora do prazo de validade pode trazer riscos aos guardas municipais.
"Risco existe, mas não há como ser avaliado, uma vez que depende de armazenamento e forma de uso do colete", afirma ao explicar que seria necessário avaliar cada um dos equipamentos individualmente para verificar o risco aos usuários. "A nossa indicação é de uso por no máximo cinco anos, de acordo com normas técnicas. A responsabilidade de uso é exclusiva de quem o usa ou de quem determina seu uso", finaliza o representante da empresa.
Viaturas  também estão sem condições de uso (Foto: Reprodução/TV TEM)Viaturas também estão sem condições de uso (Foto: Reprodução/TV TEM)

Corpo do neto de Chico Anysio será cremado neste sábado

O corpo de Rian Brito, neto de Chico Anysio, que estava desaparecido desde o último dia 23 e teve o corpo encontrado na manhã desta quinta-feira (3), na Praia do Valão, na Reserva de Jurubatiba, em Quissamã, no norte fluminense, será cremado neste sábado, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju. A mãe de Rian, Marcia Brita Brazil, informou em sua página do Facebook que a cerimônia precisou ser adiada e que ainda não tem horário definido. 
"Peço com amor a todos que não conhecemos pessoalmente, que entendam que o lugar é pequeno e só poderemos receber a família e amigos pessoais. Peço a imprensa que nos deixe só. Obrigada", escreveu ela. Nesta sexta, a polícia informou que a causa da morte foi por asfixia por afogamento e que Rian estava de jejum. 
Marcia e Nizo Neto, filho do humorista Chico Anysio, estiveram no IML de Macaé (RJ) para fazer o reconhecimento do corpo que, segundo o tenente Amaro Garcias, coordenador da Defesa Civil de Quissamã, estava com a pulseira, cordão e a bermuda que o filho usava quando desapareceu. De acordo com a Polícia Civil, o corpo foi identificado por impressão digital.
Às 18h20 de quinta, um carro funerário deixou o IML com rumo ao Rio de Janeiro. Dez minutos depois, a família deixou o local sem falar com a imprensa. De acordo com o tenente Garcias, o corpo estava a 25 km de onde foram encontrados documentos pessoais, um cartão bancário, uma camisa e os chinelos de Rian, no dia 28, na Praia do Paulista. Segundo a delegada de Polícia Elen Souto, titular da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), uma perícia foi realizada no local antes do encaminhamento do corpo ao IML de Macaé para necropsia e identificação.
Ao UOL, o tenente Garcias disse que o corpo de Rian foi encontrado por um pescador e um guarda municipal, que passaram a informação para a Defesa Civil. "Fomos até o local, uma área de difícil acesso. O corpo está em decomposição, provavelmente foi jogado do mar para a mata. Eu queria achar ele com vida, estou com 36 anos de bombeiro e a gente se emociona pelo drama dos pais. Nós levamos a mãe até o local onde achamos os pertences dele esta semana e isso é muito triste," declarou.
Rian Brito de Oliveira de Paula tinha 25 anos, cursava Produção Musical em uma faculdade particular do Rio e desapareceu após ter sido deixado pela mãe em uma autoescola no bairro de São Conrado, zona sul do Rio de Janeiro. No domingo (29), a Polícia Civil divulgou imagens que mostravam Rian entrando num táxi na porta de um shopping no mesmo bairro. Na quarta-feira, Nizo contou em seu Facebook que câmeras registraram o rapaz sozinho, pegando sozinho na rodoviária do Rio um ônibus para Quissamã, na noite do dia 23.
 

Kenny Mendes consegue verba para reforma do Canil da Guarda Municipal

Após denúncia, vereador da Câmara de Santos solicitou e conseguiu emenda de R$ 250 mil do deputado federal Guilherme Mussi (PP)

por Carlos Ratton
Guardas municipais de Santos se alimentam em local precário e sem higieneGuardas municipais de Santos se alimentam em local precário e sem higiene (Foto: Matheus Tagé/DL)
O vereador Kenny Mendes (sem partido) informou ontem, por intermédio das redes sociais, que conseguiu uma emenda de R$ 250 mil, do deputado federal Guilherme Mussi (PP), para reforma do Canil da Guarda Municipal de Santos. Segundo o vereador, além da área destinada aos animais, o dinheiro será investido na construção de uma cozinha, vestiários e banheiros aos guardas.  
A iniciativa de Mendes ocorreu após denúncia do Sindicato dos Guardas Municipais da Baixada Santista (Sindguardas), publicada na última quarta-feira (2) pelo Diário do Litoral. O Sindguardas quer a imediata interdição do equipamento e a realização de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público e a Prefeitura de Santos.
Canil sucateado e insalubre
Conforme já revelado, o Canil da Guarda Municipal de Santos se encontra completamente sucateado e insalubre. Há restos de móveis entulhados. Os vestiários destinados aos guardas são apertados e oferecem condições mínimas de higiene.
No mesmo estado sem encontram os banheiros para uso dos servidores.
Os guardas se alimentam em um galpão sujo, com móveis quebrados e com telhado parcialmente destruído. O fogão fica sujeito a contato de ratos e baratas. Além disso, não existe cobertura na pia onde a louça é levada.

Guarda municipal é preso durante operação da polícia em Porto Feliz

Postada em: 04/03/2016 10h32m
Atualizado:   04/03/2016 11h59m
A Polícia Militar de Porto Feliz (SP) cumpre uma série de mandados de busca, apreensão e prisão na manhã desta sexta-feira (4). Participam da operação policiais de Votorantim, Sorocaba, Itu e Porto Feliz.

A investigação foi pedida pelo Ministério Público e visa combater o tráfico de drogas na cidade. Sete mandados já foram cumpridos em quatro locais.

Entre as seis pessoas presas estão um guarda municipal e uma mulher. Eles são investigados por envolvimento com o crime.

 Ainda segundo a polícia, também foram encontradas drogas nos locais investigados com a ajuda de cães farejadores. Parte dos entorpecentes estava em um sítio. A operação continua durante a manhã.



  

Notícias do TJGO

Magistradas visitam guardas mirins de Aparecida de Goiânia

Os alunos que integram o Projeto Guarda Mirim, de Aparecida de Goiânia, receberam, na manhã desta quinta-feira (3), um tatame para artes marciais e instrumentos musicais. Os objetos foram entregues pela desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis (na foto, de laranja), coordenadora do grupo de trabalho do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) destinado a desenvolver ações no âmbito do Poder Judiciário para divulgação e promoção da campanha de combate ao trabalho infantil. Também integrante do grupo, a juíza Stefane Fiúza Cançado Machado participou da iniciativa.
O objetivo da ação é chamar a atenção de todos para a importância de combater toda e qualquer forma de trabalho infantil, além de facilitar o acesso à escola. Na ocasião, a desembargadora recebeu uma homenagem dos guardas mirins pela colaboração e apoio que tem dado aos adolescentes. “Aproveite ao máximo essa oportunidade que vocês estão tendo. Há várias crianças que queriam estar no lugar de vocês”, disse.
Helen França de Oliveira, de 12 anos, recebeu os instrumentos musicais e disse estar muito contente. “Essa entrega é simbólica e espero que seja um incentivo a todos vocês. Estamos trabalhando muito nesse projeto e queremos que vocês aproveitem e foquem ao máximo para que isso seja um benefício para sua vida e, oportunamente, multipliquem o bem com as pessoas que estão próximas a vocês”, reforçou Stefane.
A jovem Hélida Letícia França de Oliveira, de 15 anos, agradeceu as magistradas em nome de todos os alunos. “Levem com vocês o nosso muito obrigada e saibam que esses objetos mudarão as nossas vidas”, frisou.
De acordo com o comandante da Guarda Mirim de Aparecida de Goiânia, Inimilton Miranda Sobral, lembrou que o projeto iniciou em 2010 e depois que o Poder Judiciário passou a apoiar, eles conseguiram aumentar as vagas. “Foram 4 anos com 30 alunos e, nos últimos dois anos, esse número passou para cem. Tudo isso devido a essa parceria com a Justiça”, salientou.
Ele lembrou ainda da importância da visita das magistradas ao local. “Antes, para eles, a figura do juiz ou desembargador era algo muito distante e, esta visita, dá uma motivação extra a essas crianças. Isso pode ser visto no brilho dos olhos delas. Muitos aqui já falam que querem ser igual a elas”, contou.
A ação é também em parceria com o Tribunal Regional do Trabalho de Goiás, que informou que, no País, há 3,2 milhões jovens com idades entre 5 e 17 anos que já estão trabalhando.
O Projeto
O Projeto Guarda Mirim é da Guarda Civil de Aparecida de Goiânia, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Atende a cerca de cem crianças e adolescentes – meninos e meninas entre 14 e 17 anos, matriculados na rede pública de ensino.
Este é o caso de Emerson Ruan Souza (foto), de 11 anos, que sempre teve o sonho de lutar, mas não tinha condições. “Estou muito feliz com esse tatame, estou realizando meu sonho”, comemorou.
O programa oferece escolaridade, resgatando a defasagem escolar com a aceleração de estudos, e treinamento básico nos serviços administrativos, encaminhando e acompanhando os adolescentes para empresas conveniadas, como aprendizes, onde permanecerão até os 18 anos de idade. (Texto: Arianne Lopes / Fotos: Hernany César – Centro de Comunicação Social do TJGO)
ROMU Goiânia adicionou 7 novas fotos.
. Com o mesmo foi localizado 15 RG's, cheques e máquinas de passar cartões. Em contatos com apenas três vítimas, conseguimos constatar um prejuízo de mais de R$ 20.000 mil reais. Ainda falta comunicar dezenas de vítimas. O mesmo possui diversas passagens na justiça
Guarda Civil Metropolitana De Goiânia adicionou 3 novas fotos.
AÇÃO ROMU E SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA:
Guarda Civil Metropolitana (GCM), em ação conjunta da equipe Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) e Serviço de Inteligência conseguiram prender em flagrante um estelionatário aplicando golpes na cidade. Com o mesmo foi localizado 15 RG, cheques, máquinas de passar cartões. Em contatos com apenas 03 vítimas, conseguimos constatar um prejuízo de mais de R$ 20 mil. Ainda falta comunicar dezenas de vítimas. O mesmo possui diversas passagens na justiça.
O Comando da Corporação orienta às vitimas a procurarem a Central de Flagrantes da polícia civil para reconhecimento
SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!