Cadastre seu Email

terça-feira, 16 de abril de 2013

MAPA DA VIOLÊNCIA EM GOIÁS MOSTRA CRESCIMENTO DA INSEGURANÇA PÚBLICA

MAPA DA VIOLÊNCIA EM GOIÁS MOSTRA CRESCIMENTO DA INSEGURANÇA PÚBLICA

dados alarmantes sobre o Brasil e Goiás
16MAI

Mapa da violência revela dados alarmantes sobre o Brasil e Goiás

Avalie este artigo
(3 votos)
 O estado de Goiás tem o 15º maior índice de homicídios no país, são 30 assassinatos a cada 100 mil habitantes, número maior que a média nacional, que é de 26. No Brasil, o índice diminui, enquanto o ritmo dos homicídios em Goiás cresce ano após ano.
50 mil assassinatos no Brasil em um ano; taxa de homicídios em Goiás beirando 30 assassinatos para cada 100 mil habitantes; mais de 30 mil mulheres assassinadas a cada década. Esses são alguns dados revelados pelo estudo Mapa da Violência no Brasil, realizado pelo Instituto Sangari e divulgado mês passado. O documento faz uma análise da violência entre os anos 1980 e 2010.
No país, o ritmo atual é de 137 homicídios diários. São 26 assassinatos a cada 100 mil habitantes. “Fica difícil compreender como, em um país sem conflitos religiosos ou étnicos, de cor ou de raça, sem disputas territoriais ou de fronteiras, sem guerra civil ou enfrentamentos políticos violentos, consegue-se exterminar mais cidadãos do que na maior parte dos conflitos armados existentes no mundo”, ressalta o estudo.
Goiás
A taxa de homicídios em Goiás é crescente. No mesmo ano, 2010, a taxa de assassinatos subiu de 20,2 para 29,4 a cada 100 mil habitantes. No país, esse percentual recuou de 26,7 para 26,2. Em dez anos, a taxa de homicídios no estado subiu 45%, colocando Goiás como o estado com o 15º maior índice de homicídios no país.
A população goiana vive insegura e sofre com o aumento das ocorrências de roubos, assassinatos, corrupção, violência policial, tráfico de drogas e de pessoas. Apesar dos dados alarmantes, o Governo Estadual se mantém indiferente, sem uma atuação efetiva em busca de soluções para diminuir os casos de violência no Estado.
A violência policial é gritante em Goiás. Integrantes da Polícia Militar são acusados, frequentemente, de graves violações aos direitos humanos. Ano passado, a Operação Sexto Mandamento revelou a existência de grupos de extermínio, formados por PMs, que executavam jovens. Mais de dez anos de execuções de jovens foram necessários para que houvesse divulgação pública da existência desses grupos.
Mulher
Entre 1980 e 2010, mais de 90 mil mulheres foram assassinadas no Brasil. Sendo que a última década concentrou 43,5% das ocorrências do período avaliado. O caderno Homicídio de Mulheres no Brasil apresenta índices de assassinatos contra mulheres. O percentual de vítimas identificadas anualmente cresceu mais de 200% em 30 anos. São cerca de 4,4 homicídios para cada grupo de 100 mil representantes do sexo feminino. Essa situação coloca o Brasil em sétimo lugar no ranking dos países onde mais ocorrem feminicídios.
O Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde aponta 48.152 atendimentos a mulheres relativos à violência doméstica, sexual e outras formas de agressão. A cada cinco minutos, uma mulher é agredida no país. A mulher sofreu a agressão na própria residência em quase 70% dos casos notificados, sendo o cônjuge o principal agressor.
A Lei Maria da Penha Mapa, sancionada em 2006, desencadeou uma diminuição na taxa de homicídios contra as mulheres. Em 2007, ocorreu a única queda, dentro do período de 30 anos, na taxa de feminicídio. No ano seguinte, o índice voltou a crescer.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!