Cadastre seu Email

sábado, 2 de junho de 2012


Hora H

30/05/2012 | 15:43

Chefe da guarda
Empossado ontem à tarde em evento que lotou o salão de reuniões da prefeitura, o novo diretor de Defesa Social, Rogério Mello, afirmou que vai apoiar os 298 integrantes da Guarda Municipal e também estender a eles cursos para que se preparem melhor e reciclem conhecimentos.
Agradecimento
O prefeito Roberto Pupin elogiou a experiência do novo gerente na área da segurança e aproveitou para agradecer o guardas municipais “pelo bom trabalho que realizam” em defesa dos próprios públicos e da cidade. Também elogiou Paulo Mantovani, que deixou a chefia para fazer campanha a vereador, “esperando contar com ele também na Câmara Municipal”.
Patrulha do som
Pupim aproveitou para recomendar ao novo chefe da GM uma maior dedicação na fiscalização contra a poluição sonora, principalmente no período noturno. Disse que as muitas reclamações recebidas na prefeitura indica que o problema persiste e é preciso atender os cidadãos.
Feijoada chinesa
Se você pensa que já viu tudo na competição de produtos oriundos da China, a maioria de má qualidade, é porque não conhece o feijão chinês. Do tipo preto, vem sendo importado porque o Brasil já não produz todo o feijão que consome.
Falta estímulo
Em suas diversas regiões o Brasil planta 40 variedades de feijão. O maior produtor (22% da safra nacional) é o Paraná. Mas por falta de incentivo (preço) o feijão que os agricultores preferem plantar é o soja.
Recorde quebrado
Um ciclista amazonense, Valdeni Pinheiro Alves, de 33 anos, quebrou no último dia 23 um recorde que pertencia ao ciclista paranaense Silvio Marchiori. (20 mil quilômetros em 365 dias). Em 230 dias Valdeni pedalou 20.726 quilômetros, passou por 418 cidades e por todas as capitais brasileiras.
Simplicidade
Valdeni viajou com uma “magrela” comum, sem roupas ou calçados específicos para o esporte. Ao longo de 17 mil quilometros utilizou, até que o solado acabou, um chinelo comum, tipo havaiana.

Barganha penal

A comissão de juristas formada no Senado para elaborar o anteprojeto do novo Código Penal está propondo que confissão de crime pode levar a redução de pena. Mas para conseguir a redução, haverá necessidade da anuência do Ministério Público e da vítima.
Liberação
Pela proposta, o acordo seria possível para crimes de pequeno e médio potencial ofensivo, que podem ser respondidos inicialmente em regime de prisão aberto ou semi-aberto. Em troca da admissão da culpa, a pena do réu seria a mínima estipulada no Código Penal, podendo até ser reduzida em 1/3 (um terço).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!