Cadastre seu Email

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Guardas pedem reajuste de 30% e prometem parar

VÂNYA SANTOS E VINÍCIUS SQUINELO 06/05/2014 09h30
 
foto
Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado
Categoria afirma ainda não reconhecer a autoridade do coronel Jonys Cabreira Lopes
Os guardas municipais da Capital prometem parar suas atividades. Eles pedem reajuste salarial de 30% e dizem que não reconhecem o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Campo Grande (Sisem) como representante da categoria, uma vez que estão em processo de criação de um sindicato da classe. O salário base dos profissionais atualmente é de R$ 843.
Conforme Alberto da Costa, representante do Sindgm/CG, sindicato em processo de criação, a categoria também afirma não reconhecer a autoridade do coronel Jonys Cabreira Lopes, atual comandante da Guarda Municipal.
Já o prefeito Gilmar Olarte (PP) afirma não reconhecer o sindicato dos guardas municipais, já que não tem carta sindical.
A assembleia geral dos guardas está marcada para as 15h da próxima quinta-feira (8), na Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems).
Matéria editada às 10h20min para acréscimo de informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!