Cadastre seu Email

segunda-feira, 13 de agosto de 2012


Notícias / Cidades

08/08/2012 - 09:06

Terceirizados deixarão de atender chamadas de emergência: 190 e 193

Da Redação - Victor Cabral
Foto: Victor Cabral
Terceirizados deixarão de atender chamadas de emergência: 190 e 193
O contrato com a empresa responsável pelo atendimento das linhas de emergência das Polícias Militar (190) e Civil (197), Corpo de Bombeiros (193) e Guarda Municipal (192) pode não ser renovado. Servidores que estão na reserva remunerada da Secretaria Estadual de Segurança Pública devem assumir o cargo a partir de 01 de outubro.

“O procedimento deve ser mudado novamente pra Instituições pela questão de legalidade. O contrato com a Pestalozzi foi feito há quase cinco anos e foi renovada anos atrás, mas dia 01 de outubro não pode ser renovada”, explicou o tenente coronel da Polícia Militar Eduardo Henrique Souza.

Outra opção, que pode ser adotada mas não é prioritária no momento, é a abertura de um processo licitatório. Porém, 60 policiais militares, civis e bombeiros devem assumir o atendimento, que é feito pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

 - Comitiva da Polícia Militar do Distrito Federal conhece Ciosp

 - Sejusp capacita equipe do Ciosp para atendimento a ocorrências de alta complexidade

“Hoje é essa a intenção, mas amanhã pode mudar. O caminho que estamos tomando aqui no Ciosp é pra que venham pessoas das instituições e elas sejam homens e mulheres pra trabalharem nessa função”, pontuou o tenente coronel Henrique.

Com a substituição da empresa terceirizada para servidores da reserva, pode ser que não consiga se chegar aos mesmos 60 atendentes no Ciosp. “Se não atingirmos a totalidade, 80 a 90% pelo menos serão de pessoas de reserva remunerada”, detalhou.
Ele ainda ressaltou que a mudança não vai impactar negativamente nas ruas. “Assim como é importante o policial nas ruas é no atendimento”. O tenente coronel Henrique frisou que com a mudança a população vai continuar tendo atendimento capacitado.

Atendimento terceirizado 

O atendimento do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) é realizado atualmente por 60 pessoas terceirizadas, divididos em três turnos, já que os números de emergência funcionam 24 horas por dia.

A população já reclamou da quantidade de perguntas que são realizadas pelos atendentes, mas o tenente coronel da Polícia Militar responsável pela coordenação do Ciosp, Eduardo Henrique Souza, disse que quanto mais informação os oficiais tiverem é melhor.

“A população não precisa se preocupar, o serviço é de emergência mesmo. Apesar de o atendente continuar perguntando, o nosso sistema permite que a viatura seja acionada e enquanto as perguntas continuam sendo feitas”, disse.

Referência de integração
A integração de atendimento em Mato Grosso começou em 2002 e se tornou referência para outros Estados. “Fomos os pioneiros nesse sistema e alguns Estados ainda não possuem esse sistema”, informou Henrique.

O tenente coronel ainda frisou que o sistema que é adota no Estado é uma exigência da FIFA para a Copa do Mundo 2014. “Tem que ter um espaço único, um espaço físico de trabalho integrado entre as forças para as ações poderem ser coordenadas desse espaço físico, que a gente está chamando Centro de Comando e Controle”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!