Cadastre seu Email

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Notícia - Prefeitura de Curitiba dá calote nos guardas municipais
Prefeitura de Curitiba dá calote nos guardas municipais
O SIGMUC-Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba (entidade filiada à UGT) está indignado com as recentes atitudes da administração municipal curitibana, relacionadas com a omissão de pagamento de vários benefícios dos guardas municipais.  “Pelo jeito o prefeito Gustavo Fruet  quer fechar sua gestão com chave de ouro, aplicando novo calote aos servidores”, denuncia o presidente do SIGMUC, Luiz Vecchi.
Segundo o sindicato, pelo  segundo mês consecutivo, foram identificados problemas na folha de pagamento dos servidores da guarda municipal.
“Com a publicação do contracheque, chegaram várias denúncias no sindicato, informando que não estão sendo pagas as horas extras trabalhadas, as progressões de carreira (avanço por titulação) e a média de horas dos servidores licenciados para tratamento de saúde e férias. . Solicitamos uma resposta sobre o contingenciamento de R$ 1,3 milhão do orçamento da nossa secretaria. A gente sabia que esse dinheiro seria retirado de algum lugar, mas não que seria desse pagamento”,  adiantou a diretora de Finanças do sindicato, Rejane Soldani.
Diante das denúncias, o sindicato entrou em contato com a Secretaria de Recursos Humanos (SMRH), mas ninguém foi encontrado para prestar esclarecimentos.
A direção do SIGMUG  convocou todos os guardas municipais, principalmente aqueles que não receberam horas extras, progressões e média de horas para comparecerem na sede do sindicato, para Assembleia Geral Extraordinária, para deliberarem sobre as irregularidades e tomarem as providências sindicais cabíveis.
Notícia - Prefeitura de Curitiba dá calote nos guardas municipais
Prefeitura de Curitiba dá calote nos guardas municipais
O SIGMUC-Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba (entidade filiada à UGT) está indignado com as recentes atitudes da administração municipal curitibana, relacionadas com a omissão de pagamento de vários benefícios dos guardas municipais.  “Pelo jeito o prefeito Gustavo Fruet  quer fechar sua gestão com chave de ouro, aplicando novo calote aos servidores”, denuncia o presidente do SIGMUC, Luiz Vecchi.
Segundo o sindicato, pelo  segundo mês consecutivo, foram identificados problemas na folha de pagamento dos servidores da guarda municipal.
“Com a publicação do contracheque, chegaram várias denúncias no sindicato, informando que não estão sendo pagas as horas extras trabalhadas, as progressões de carreira (avanço por titulação) e a média de horas dos servidores licenciados para tratamento de saúde e férias. . Solicitamos uma resposta sobre o contingenciamento de R$ 1,3 milhão do orçamento da nossa secretaria. A gente sabia que esse dinheiro seria retirado de algum lugar, mas não que seria desse pagamento”,  adiantou a diretora de Finanças do sindicato, Rejane Soldani.
Diante das denúncias, o sindicato entrou em contato com a Secretaria de Recursos Humanos (SMRH), mas ninguém foi encontrado para prestar esclarecimentos.
A direção do SIGMUG  convocou todos os guardas municipais, principalmente aqueles que não receberam horas extras, progressões e média de horas para comparecerem na sede do sindicato, para Assembleia Geral Extraordinária, para deliberarem sobre as irregularidades e tomarem as providências sindicais cabíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!