Cadastre seu Email

sábado, 19 de outubro de 2013

Agentes, policiais e guardas civis municipais de Roraima fazem curso


Treinamento visa instruir como agir em casos de incidentes prisionais.
As aulas são ministradas na Academia de Policia Coronel Santiago.


Agentes carcerários, policiais militares e guardas civis participam de curso (Foto: Natacha Portal/G1 RR)
Agentes carcerários, policiais militares e guardas
civis municipais participam de curso
(Foto: Natacha Portal/G1 RR)
Os agentes penitenciários do Grupo de Intervenções Táticas (GIT) da Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), policiais militares e guardas civis municipais recebem qualificação de doutrinas táticas relativas às atividades no sistema penitenciário. O treinamento começou hoje (16) e seguirá até sexta-feira (18).
Ministrado pelos oficiais do XXI Batalhão de Choque da Polícia Militar do Distrito Federal, o comandante Alexandre Sérgio Vicente Ferreira e o subcomandante Carlos Renato Machado Paim, o Curso de Formação de Intervenção e Tática visa capacitar os profissionais em relação a procedimentos de restabelecimento da ordem em unidades prisionais do estado.
Segundo Ferreira, o curso garante mais segurança e preservação dos direitos humanos de todos os internos, evitando excessos por parte dos agentes, policiais e guardas. "A partir de agora, eles [alunos] irão construir uma doutrina de procedimentos, vão estabelecer uma conduta dentro e fora do sistema prisional, como em escoltas e recaptura de presos", explicou.
Mais de 40 alunos participam da capacitação, entre eles seis mulheres, que irão passar por aulas práticas e teóricas. De acordo com o comandante Ferreira, haverá um espaço dentro da cadeia pública destinado ao treinamento prático, que ocorrerá no último dia de curso.
Como forma de disciplina e ordem, os alunos participantes do curso rasparam a cabeça, inclusive as mulheres. "É um procedimento da coordenação. Para atuar no ambiente prisional, eles precisam estar coesos, pensar como equipe e não como grupo. Existe diferença. Todos precisam pensar como se fossem um corpo só, uma massa em movimento. Cortar o cabelo e usar o mesmo uniforme fazem parte do processo psicológico da equipe", esclareceu.
Mulheres da segurança de Roraima também participam de treinamento (Foto: Natacha Portal/G1 RR)Mulheres da segurança de Roraima também
participam de treinamento
(Foto: Natacha Portal/G1 RR)
Mulheres na segurança
Seis mulheres participam do Curso de Formação de Intervenção e Tática. Elas passam por todo o processo teórico e prático, assim como os homens. O que mostra a força do sexo feminino na segurança em Roraima.
Entre as  participantes, está a agente carcerária identificada como aluna 35. Ela contou que o treinamento tem sido produtivo para o crescimento profissional e é muito gratificante fazer parte da equipe.
"Estamos recebendo instrutores do Distrito Federal, altamente capacitados. Estamos aqui porque escolhemos. Já tínhamos uma ideia do que estava por vir. Cortar o cabelo e 'nem nada' mais foi dificuldade", destacou, ressaltando ainda que todos os participantes são voluntários, então estando preparadados para qualquer situação.
As aulas são ministradas na Academia de Policia Coronel Santiago em turno integral (manhã e tarde). Após a conclusão do curso, os alunos serão certificados em nível de especialidade.
tópicos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!