Cadastre seu Email

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Pré-candidato, Franscisco Vuolo quer fazer uma gestão humanizada
Publicado em: 15/04/2012 às 16:16TAMANHO DA LETRA: A A A A

Diário de Cuiabá

Eleito vereador por Cuiabá em 2008, Francisco Vuolo deixou o Legislativo para assumir o comando da Secretaria Extraordinária Intermodal de Transportes após a reeleição do governador Silval Barbosa (PMDB). Ele é o pré-candidato do PR à prefeitura da Capital. Tanto no Legislativo quanto no Executivo, sua principal bandeira sempre foi trazer os trilhos da ferrovia que leva o nome do seu pai, Vicente Vuolo, a Cuiabá. Por isso, promete concluir os encaminhamentos necessários para a execução do projeto antes de deixar o cargo para disputar candidatura. Com perfil mais comedido, Francisco Vuolo evita fazer avaliações mais profundas sobre a gestão do atual prefeito da Capital, Chico Galindo (PTB), porém afirma que o município não está cumprindo sua obrigação nas áreas da Saúde e Segurança. Se for eleito prefeito da Capital, o republicano promete fazer uma gestão “humanizada”, que atenda às necessidades dos cidadãos e da qual eles possam participar ativamente, além de priorizar o desenvolvimento de ações em áreas sociais. Diário de Cuiabá – O senhor foi apontado pelo PR para ser o candidato do partido à prefeitura de Cuiabá. Sua candidatura é irreversível? Francisco Vuolo – O processo político que o PR construiu foi de forma natural e com base científica. O partido fez uma pesquisa que incluiu uma série de nomes respeitados que teriam condições de disputar candidatura em 2012 e o nosso nome foi apontado pela questão da pouca rejeição e por possuir um perfil mais voltado para a área administrativa. Submetemos o resultado da pesquisa a análise de todos os líderes do partido e o nosso nome transitou de forma unânime. Conseguimos apoio muito forte e, apesar de não estarmos inicialmente focados numa disputa eleitoral, já que estamos cumprindo missão à frente da Secretaria Extraordinária Intermodal de Transportes, aceitamos o convite diante do chamamento do partido. O objetivo do PR é ter candidatura própria por deliberação da nacional e é com base nisso que o partido inicia a construção do nosso nome. O objetivo é construir uma proposta que atenda aos anseios da população. Diário – A que o senhor atribui o resultado dessa pesquisa? Vuolo – Existe um trabalho que estamos fazendo principalmente como vereador, mas agora à frente da secretaria de logística, com pautas que, com certeza, atendem aos anseios da população na questão do desenvolvimento. Como todos sabem, não apenas na militância, mas na minha vida como um todo, sempre estivemos muito envolvidos com a questão da ferrovia Vicente Vuolo. Não especificamente pela ferrovia em si, mas por tudo o que a ferrovia traz, em termos de desenvolvimento, transformação econômica, atração de indústrias, fortalecimento da qualidade de vida da população e geração de oportunidades, que já foi demonstrando claramente em cidades onde a ferrovia já chegou. Agora, os trilhos da ferrovia atravessam rumo a Cuiabá. Também devido ao histórico da nossa família, do nosso pai, que teve uma vida construída de forma, graças a Deus, muito limpa. Uma vida que nos remete a ter muita responsabilidade dos nossos atos, em função de um passado que nos honra muito. Um pai que foi deputado estadual duas vezes, prefeito de Cuiabá, deputado federal, senador da República e lutou com e sem mandato por Cuiabá. Essa junção de ações e também o fato de nunca termos nosso nome envolvido em qualquer situação que o macule, sem dúvida, são elementos que contribuem para uma baixíssima rejeição e para que possamos propor para Cuiabá um plano de governo que comungue com as transformações pelas quais a cidade passa. Diário – Como estão os encaminhamentos para a chegada da ferrovia a Cuiabá? Vuolo – Estamos já na iminência da inauguração do terminal da ferrovia em Itiquira. Estamos buscando apenas a licença operacional, pois a obra já está pronta para operar. As obras também já estão avançando para Rondonópolis. Já estão sendo feitas as primeiras movimentações para dar início à construção do terminal ferroviário e a previsão é de que chegue à cidade no início de 2013. Também já conseguimos junto ao governo federal os recursos necessários, na ordem de R$ 14 milhões, para a elaboração do projeto básico, dos estudos de impacto ambiental e de viabilidade do trecho de Rondonópolis a Cuiabá. Essa fase já está adiantada. A previsão é de que todos esses estudos e projetos estejam prontos no ano que vem, prevendo não só a possibilidade de transportar carga neste trecho, como também passageiros. Ao concluir a obra em Rondonópolis e o projeto para Cuiabá, já há expectativa nossa de licitar no ano que vem, ou no máximo em 2014, e começar as obras de lá até a Capital. Diário – Voltando a falar em eleições, como reverter baixo índice de rejeição em alto índice de aprovação e garantir a vitória nas urnas? Vuolo – A construção de uma campanha eleitoral cumpre algumas etapas. Num primeiro momento, estamos vivendo a construção política do processo, ou seja, definindo composições partidárias, formação de arco de alianças e elaboração das propostas para que possamos, em um segundo momento, iniciar a campanha eleitoral. Nessa primeira etapa temos um grupo forte nos dando respaldo, afinal o PR conta com um senador, um deputado federal, sete deputados estaduais, sete secretários de Estado e cinco presidentes de autarquia. O partido participou diretamente da eleição do atual governo e participa ativamente da gestão. Isso nos dará condições de formar um arco forte de alianças, onde possamos encabeçar uma chapa com um projeto que atenda às necessidades da população. Num segundo momento, delinearemos as estratégias da campanha eleitoral e levaremos isso para a população decidir. Diário – O que o senhor considera que possui de diferencial em relação aos demais pré-candidatos que se apresentam até o momento? Vuolo – Existem fatores importantes que iremos trabalhar junto às propostas para Cuiabá. O primeiro deles é a importância de estarmos junto com o Estado e a União. Isso é um elemento muito importante para nossa construção. O segundo é o fato de estarmos em um momento de transformação. Cuiabá receberá a Copa do Mundo em 2014 e também a chegada da ferrovia. Precisamos fazer com que a cidade se prepare e se organize para essas transformações, que não estão só nas obras necessárias para a cidade. Passam por um planejamento que deve ser muito bem-feito para colocarmos o cidadão em primeiro lugar nas discussões. É necessário que possamos imprimir na nossa cidade a humanização das ações, onde o cidadão seja o ator principal de todo esse processo. Para isso, é preciso que a prefeitura promova ações que atinjam diretamente os anseios da população. Precisamos ter uma educação cuja qualidade chegue às crianças. Há uma grande preocupação nossa em fazer com que as crianças de 1 a 4 e de 5 a 8 anos recebam atenção devida do município para que promovam as transformações necessárias para as futuras gerações. Não podemos pensar só no imediatismo. Precisamos pensar na cidade para os nossos filhos e netos. Acreditamos que, ao passar isso para a sociedade, discutindo ponto a ponto cada elemento que a prefeitura tem sob sua responsabilidade, conseguiremos imprimir aquilo que é necessário para garantir as transformações na cidade. Diário – Diante da densidade eleitoral apresentada pelos demais pré-candidatos, o senhor acredita que possui reais chances de vencer a disputa? Vuolo – Com certeza! Não existe eleição fácil ou difícil. Existe eleição e ela é feita com trabalho. É o que pretendemos fazer. Uma eleição com muito trabalho, com planejamento e propostas importantes para a sociedade. Com certeza, com o relacionamento que temos de um modo geral dentro de Cuiabá, esperamos atingir a população e receber dela o apoio integral à nossa eleição. Diário – Com quais partidos o PR está conversando para formar uma possível composição? Vuolo – O PR dará início às conversações partidárias oficialmente nesta semana. A partir daí estaremos junto com os partidos fazendo as divulgações. Até o momento, temos cinco partidos que já se manifestaram pra sentar-se à mesa com o PR e iniciar as discussões. Aqueles partidos que comungarem dos mesmos projetos e propostas, com certeza, participarão do arco de alianças que estaremos encabeçando e, lógico, vamos abrir conversações com todos os outros partidos. Diário – Quais são esses cinco partidos? Vuolo – Isso nós vamos finalizar esta semana e vamos anunciar juntos, a partir do momento em que os partidos formalizarem essa autorização. Diário – Como vai ficar a relação do PR com o PMDB, principalmente diante do anúncio feito na última semana, pelo governador Silval Barbosa, de que ele apoiará o candidato do seu partido à prefeitura de Cuiabá? Vuolo – Eu considero importante que todos os partidos participem do processo político com candidatura própria. Quem ganha com isso é a população, que tem maior oportunidade de escolher entre os candidatos. Isso é extremamente saudável. Em relação ao PMDB, não é diferente. A gente espera que o PMDB possa, de fato, disputar eleição, para que a população avalie. Em relação ao governador, é uma pessoa extremamente politizada, que sabe conciliar todos os seus atos. Ele sabe se posicionar, sabe se colocar diante dos momentos políticos. Espero que ele tome decisões de forma favorável. O primeiro passo ele já deu. Em reunião com o partido, já endossou a nossa disputa eleitoral, o que foi extremamente positivo. Por fazermos parte do seu arco de alianças, e termos, inclusive, participado do pleito eleitoral como coordenadores de sua campanha em Cuiabá, tenho certeza de que ele dará total apoio para que possamos fazer na Capital um trabalho conjunto com o governo do Estado. Diário – Como o senhor avalia a gestão do prefeito Chico Galindo? Vuolo – Em relação à atual gestão, o que eu tenho para colocar é que precisamos encerrar esse ciclo, que iniciou com o ex-prefeito Wilson Santos e continua com o atual prefeito, Chico Galindo. A população já tem uma avaliação sobre essa gestão. Temos a expectativa de que esse ciclo seja concluído e possamos iniciar um novo com novas propostas e novas ações para que possamos inserir Cuiabá nas transformações que ocorrerão nos próximos anos. A gestão quem deve avaliar é a população e cabe a ela tecer comentários a respeito da mesma. Diário – Se for eleito prefeito, o senhor dará prioridade ao desenvolvimento de ações em quais setores? Vuolo – É lógico que isso virá de uma forma mais consistente por meio de um plano de governo. Porém, a questão da Saúde e da Segurança são dois elementos importantes que, em nossa visão, o município não está cumprindo. E aí você me pergunta: a Segurança não é papel do Estado? É papel do Estado, mas o município tem que cumprir sua parte, desenvolvendo, por exemplo, ações preventivas contra as drogas para minimizar os problemas. Cito, como segundo exemplo, a Guarda Municipal. Meu pai criou a Guarda Municipal, depois ela foi extinta e voltou recentemente, porém sem uma função específica. Se desde aquela época a Guarda Municipal tivesse sido mantida e trabalhado no cumprimento de seu papel orientativo, com certeza os índices de violência teriam diminuído. Esse é um dos papéis que a prefeitura tem que cumprir. Queremos fazer uma gestão humanizada, voltada para o cidadão. Que ele enxergue a prefeitura de portas abertas para recebê-lo e discutir ações concretas para que ele se sinta o cidadão, participe daquilo com que ele contribui. Se ele contribui com impostos, tem que receber, de alguma forma, benefícios. É esse o grande desafio e é isso que vamos acrescentar às nossas propostas de trabalho, estendendo as outras áreas, c

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!