Cadastre seu Email

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Polícia Federal cancela convênio e Guardas Municipais estão sem porte de armas em Florianópolis

Como consequência da decisão, os Guardas não atuaram neste domingo sinalizando a ciclofaixa de Coqueiros
Desde sábado (2) os Guardas Municipais de Florianópolis estão sem o porte de armas, que foi retirado pela Polícia Federal porque os agentes não passaram pelas horas/aula exigidas pela PF. De acordo com o secretário de Segurança do município, José Paulo Rubim Rodrigues, há um mês a prefeitura negocia com a Polícia Federal a regularização da situação, que se arrastava há oito anos. Há um mês, quando o secretário diz que tomou conhecimento da pendência, entrou em contato com a Polícia Civil e Polícia Rodoviária, que afirmaram que poderiam aplicar o curso aos guardas em 4 ou 5 meses. “Acreditávamos que a Polícia Federal manteria o convênio, pois estava tudo resolvido, mas eles simplesmente cancelaram o porte”, enfatiza.
Arquivo/ND
Guardas estão sem o porte de armas em Florianópolis

Em 10 de novembro de 2008, a superintendência da Polícia Federal em Santa Catarina e a prefeitura de Florianópolis assinaram o convênio para a concessão do porte de armas de fogo para a Guarda Municipal por cinco anos.  De acordo com o secretário, o convênio foi renovado novamente para 2016, e venceria nesta segunda-feira (04). Como a PF decidiu cancelar o convênio, a prefeitura estuda entrar na Justiça para reaver o direito do porte de armas.
Felipe Alves/ND
Secretário de segurança do município, José Paulo Rubim Rodrigues, deu entrevista coletiva neste domingo
Como consequência desta decisão, neste domingo (03), a população que utiliza a ciclofaixa de Coqueiros aos domingos foi pega de surpresa com a falta de Guardas Municipais que fazem a sinalização com cones do local. O secretário disse que foi surpreendido pela ausência dos guardas, pois eles podem atuar sem estarem desarmados em algumas situações. “Não vou colocar um guarda para enfrentar um bandido desarmado, seria loucura minha, mas tem uma série de outras atividades que eles podem exercer sem por em risco à vida, como colocar os cones na ciclofaixa”, afirma Rubim. Uma reunião entre o secretário e o comando da guarda deverá ser realizada nesta segunda para tentar resolver a situação.
O Notícias do Dia tentou contato com o comando da Guarda e com a Polícia Federal, mas não obteve resposta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!