Cadastre seu Email

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Com dinheiro na conta há um ano, prefeito não sabe quando vai implantar videomonitoramento 

Clique na foto para ampliar
Câmeras farão a segurança de 22 pontos do centro da Capital
Foto: Deurico/Arquivo Capital New

Embora tenha recebido, há um ano, R$ 865 mil do governo federal para implantar o sistema de videomonitoramento do centro da cidade, a Prefeitura de Campo Grande ainda não tem previsão de quando as câmeras de segurança serão instaladas. Segundo o coronel Jonys Cabrera, comandante da Guarda Municipal, está sendo feita adequação no projeto, que terá de passar por análise do Tribunal de Contas do Estado (TCE) antes da abertura de nova licitação.
O recurso do governo federal foi liberado para o município em janeiro do ano passado, conforme publicação do Diário Oficial da União (DOU) de 11 de janeiro de 2013. Mas, impasse na Justiça e com o TCE impede o uso da verba.
A prefeitura lançou licitação para contratar empresa que vai implantar o sistema no dia 20 de maio do ano passado. Mas, no dia 6 de junho o processo foi suspenso, depois que um dos participantes entrou com ação na Justiça contestando o processo licitatório.
Até agora, não foi aberta nova concorrência pública.
Aproveitamento
De acordo com o coronel Jonys Cabrera, o projeto de instalação de câmaras de segurança em 22 pontos do centro da cidade está sendo adequado para que o cabeamento de fibra ótica do sistema semafórico seja aproveitado.
Concluída esta etapa, o novo edital de licitação ainda terá de ser analisado pelo TCE, para evitar qualquer tipo de contestação futura.
Clique na imagem para acessar a galeria

..
Foto: Deurico/Capital News
Videomonitoramento
O projeto para o monitoramento central de Campo Grande foi elaborado pela gestão do prefeito Nelson Trad Filho.
O videomonitoramento vai cobrir o perímetro central, compreendido entre as ruas 26 de Agosto, Rui Barbosa, Orla Morena/Orla /Ferroviária, Rui Barbosa e a região do entorno da Santa Casa, e Feira Central.
As câmeras são equipadas com uma lente zoom que permitirá o monitoramento de várias quadras com o mesmo equipamento.
O monitoramento 24 horas vai cobrir o circuito turístico-cultural que começa no Mercadão Municipal, Camelódromo, Morada dos Bais, segue pela Orla Ferroviária, cobre toda a extensão da Orla Morena, desde a Rua Eça de Queiroz até a Avenida Júlio de Castilho.
 

Fonte: Anahi Zurutuza e Lucas Junot - Capital News (www.capitalnews.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!