Cadastre seu Email

terça-feira, 18 de março de 2014

GO: bandidos usam fardas da PM e da Guarda Municipal para assaltar

Bom Dia Brasil descobriu que o uniforme é vendido livremente no estado.
Polícia desconhece qualquer sumiço ou roubo recente de uniforme.

Em Goiás, vítimas de roubo estão sendo surpreendidas por bandidos disfarçados de policiais e guardas municipais. O Bom Dia Brasil descobriu que o uniforme de PM é vendido livremente no estado.
Os dois homens, vestidos como guardas municipais, pediram para usar o banheiro. Dentro do prédio, surpreenderam os guardas da prefeitura de Aparecida de Goiânia. Depois, com o rosto já encoberto, um dos assaltantes pichou a câmera de segurança, para esconder a ação. O caixa eletrônico foi explodido e o dinheiro, roubado.
Os guardas que estavam de serviço vão ser investigados. “Caso seja identificado alguma situação de participação, ambos serão responsabilizados”, afirma o coordenador da Guarda Municipal Antonimar Alves.
Em Goiânia, dois homens com farda e acessórios completos da Polícia Militar invadiram e roubaram uma casa. O casal de moradores acordou confuso, sem saber se eram policiais ou assaltantes. “Eu perguntei: ‘Quem é?’. Falaram: ‘É polícia, é polícia. Fiquem quietos. É polícia. Se olhar eu mato’”, conta uma das vítimas.
Os suspeitos ainda não foram identificados. “A Polícia Militar é a maior interessada em elucidar essa situação”, afirma o porta-voz da PM Divino Alves.
Por enquanto, o modo como os bandidos tiveram acesso às fardas, e se elas são verdadeiras, é um mistério. A polícia desconhece qualquer sumiço ou roubo recente de uniforme.
Com uma câmera escondida, uma produtora esteve em cinco lojas especializadas em fardas e conseguiu fazer uma encomenda, sem ter que comprovar que é policial.
Produtora: Eu preciso trazer alguma coisa para pegar?
Vendedora: Não.
Produtora: Um documento?
Vendedora: Não precisa de nenhum documento. Só pega o uniforme.
“A venda do fardamento deve acontecer somente com a identificação funcional”, afirma o porta-voz da PM.
A PM de Goiás disse que a loja não chegou a cometer irregularidade porque a produtora da TV Anhanguera não concluiu a compra do uniforme. A PM disse que vai reforçar a fiscalização desse tipo de comércio.
Existe uma lei de 2012, que exige a apresentação de identificação para a compra de fardas, mas como falta regulamentação, não há punição para este crime.
tópicos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!