Cadastre seu Email

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Secretaria de Segurança vai analisar denúncia de agressão a advogado

Secretário-adjunto afirma que não houve exagero, e sim desacato.
Prefeitura afirma que ainda não recebeu ofício encaminhado pela OAB-MA.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante

tópicos:
A Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania,  em São Luís, diz que vai analisar a ação dos guardas municipais no episódio envolvendo um advogado no último domingo, no centro histórico da capital.

O advogado afirma que foi agredido física e verbalmente pelos guardas municipais mas, segundo o secretário-adjunto de Cidadania, que também é o comandante da Guarda Municipal, não houve exagero na condução do advogado até a delegacia.
Algumas testemunhas gravaram momentos da ação com o celular. As imagens foram postadas em redes sociais na internet, e mostram o advogado sendo conduzido preso até a viatura. Na gravação, é possível perceber o momento em que uma das testemunhas reclama da atitude de um guarda tentando evitar a gravação das imagens.O secretário-adjunto de segurança com cidadania defendeu a ação dos guardas municipais. E disse que eles procederam dessa forma após terem sido desacatados. "Houve uma discussão e o advogado começou a proferir palavras que não eram condizentes até mesmo com sua profissão, denegrindo a imagem da Guarda Municipal e citando incitando as pessoas a serem contra a atuação da Guarda. A gota d'água, que foi exatamente o desacato, foi ele dizer que o valor da cueca dele ser maior ou igual ao salário de um guarda. Por esse motivo ele foi conduzido para uma delegacia para ser ouvido por um delegado. Um fato normal. Não houve nenhum exagero com relação a isso", disse George Bezerra.

O advogado não nega que tenha feito a afirmação, mas diz que foi motivado pela ação agressiva dos guardas municipais. "Eu não nego que durante certo momento eu retruquei essas palavras, porque já estava sendo ofendido a pelo menos uns 10 minutos, ninguém tem sangue de barata para não revidar. Nesse momento eles passaram a dizer que eu estava desacatando eles", lembrou.

Nessa terça-feira, a OAB divulgou uma nota afirmando que enviou um ofício à Prefeitura de São Luís relatando o ocorrido e solicitando que sejam tomadas as devidas providências. Mas, nesta quarta-feira, o secretário-adjunto da Semusc afirmou que ainda não recebeu qualquer notificação sobre o assunto. "Oficialmente não chegou", confirmou George Barbosa.

O advogado Hugo Farias afirma que teria tentado impedir a ação dos guardas contra um artesão. A mulher do advogado estava no momento em que ele foi encaminhado para o carro da guarda municipal, d denuncia que também foi agredida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!