Cadastre seu Email

domingo, 21 de abril de 2013


População reclama da ausência da Guarda Municipal no trânsito

17/04/2013

Por falta de fiscalização no trânsito, ocorreu um acidente em frente à Escola Estadual Quintiliano Jardim / Sandro Neves

Sandro Neves
A ausência dos agentes da Guarda Municipal (GM) na área central em horário de pico vem sendo motivo de queixas. Na Redação do JORNAL DE UBERABA (JU), centenas de reclamações e e-mails chegam diariamente, com relatos de pessoas que se sentem inseguras com o desrespeito dos motoristas. Segundo os pais de alunos, nas portas das escolas, também não há fiscalização dos GM’s para reforçar a segurança, e, assim, vários acidentes ocorrem por causa do congestionamento.

O contador Marcos Olavo ressalta que, além do engarrafamento, a lentidão do trânsito pode gerar transtornos. A partir de agora, os estacionamentos rotativos da Área Azul voltarão a ser administrados pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes Especiais e Proteção de Bens e Serviços Públicos (Settrans), assumindo o que antes estava a cargo  do Hospital Dr. Hélio Angotti. “Segundo informações, a Settrans contratou 12 fiscais e cerca de 18 agentes da Guarda farão a fiscalização dos estacionamentos. Será que a preocupação das autoridades é multar os pagadores de impostos? E no horário noturno, onde estão os agentes da Guarda Municipal?”, indagou o contador.
Da Redação - Em outra reclamação, leitora relata a dificuldade enfrentada ao tentar chegar ao bairro Abadia. Em seu relato, ela exemplifica a situação nas proximidades do Colégio Dr. José Ferreira, onde, nos horários de entrada e saída de alunos, é humanamente impossível suportar o caos. A mesma leitora comenta que não se vê mais guardas municipais na região das avenidas centrais, onde os engarrafamentos são uma constante. Outro leitor questiona a situação da rotatória da Univerdecidade, onde o caos se estabelece por conta das obras do terminal de ônibus, as quais continuam paradas.
Coordenação – Conforme o chefe de policiamento da Guarda Municipal, Mário Nelson Lorena Emerenciano, na atual administração, através de estudos, os agentes foram redistribuídos para áreas que realmente necessitam dos GM’s. “Atualmente, são 125 integrantes para atender a todas as demandas possíveis. Escolas estaduais e municipais ultrapassam esse número. Humanamente, é quase impossível atender a toda a demanda, mas a GM intensificou suas ações em várias regiões. A cidade foi separada por setores. Nessa administração, foi feito um planejamento de atendimento em locais que realmente precisam”, esclareceu.

Segundo Mário Nelson, vale lembrar que há agentes da GM na avenida Guilherme Ferreira, nas obras do Água Viva e na avenida Santos Dumont para realizar, orientar e promover a fluidez do trânsito. “A nossa intenção é melhorar a qualidade de vida dos motoristas no dia a dia no trânsito e evitar maiores transtornos. A questão do congestionamento é da configuração do trânsito, mas já estão sendo feitos estudos para que, em breve, o problema seja resolvido”, acrescentou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!