Cadastre seu Email

terça-feira, 3 de junho de 2014

SALVADOR

Guarda Municipal vai mandar 96 agentes armados de pistola às ruas na Copa

A Guarda Armada na Copa faz parte do Plano Integral de Operações da Prefeitura que será lançado nos próximos dias
Bruno Wendel (bruno.cardoso@redebahia.com.br)
Atualizado em 27/05/2014 13:31:50
  
A primeira vez que a Guarda Municipal de Salvador estará portando armas de fogo em um evento de grande porte será na Copa do Mundo, que acontece entre 12 de junho e 13 de julho. 
Dos 598 agentes que irão trabalhar no Mundial, principalmente durante os dias de jogos na capital baiana, 96 podem fazer uso das pistolas calibre 380 nas barreiras montadas ao redor da Arena Fonte Nova e em operações de outros órgãos municipais, com o objetivo de garantir a segurança de funcionários de governo e organização do evento que estiverem em atuação. 

A Guarda Armada na Copa faz parte do Plano Integral de Operações da Prefeitura que será lançado nos próximos dias. “A GM (Guarda Municipal) vai estar armada na Copa e todas as ações partirão do Centro de Comando e Controle (CICC), no Parque Tecnológico da Bahia”, confirmou o tenente-coronel Peterson Tanan Portinho, superintendente da Guarda.
 
ESTREIA 
Como o Carnaval, a Copa é um evento de grande porte. Mas, só agora, será possível o emprego da arma de fogo em um evento dessa magnitude, devido a alguns fatores, conforme explica o subgerente de planejamento do órgão, Vagner Santos. 

“No Carnaval, a GM atuou principalmente no combate ao comércio informal dentro do circuito (da folia), com uma grande concentração de pessoas. Paralelo a isso, a quantidade de guardas armados que temos hoje não era suficiente para todos os postos”, conta Santos, ressaltando que os 96 oficiais armados estarão espalhados no entorno da  Arena Fonte Nova.
Guardas no Campo Grande: pontos estratégicos já têm vigilância reforçada (Foto: Evandro Veiga)

Criada em julho de 2007, na gestão do ex-prefeito João Henrique (PSL), a Guarda Municipal  só contou com efetivo nas ruas quase um ano depois. Desde então, os guardas estavam munidos apenas de armas não letais: taser (pistola de choque), cassetete e spray de pimenta. A função do órgão é garantir a proteção dos bens, serviços e instalações do poder público municipal e contribuir com a prevenção da violência contra os cidadãos. Os guardas passaram a andar armados a partir de janeiro deste ano. 

OPERAÇÃO 

Segundo Vagner Santos, a operação da Guarda na Copa começou desde o último dia 21, quando guardas municipais armados começaram a circular em pontos estratégicos da cidade como Barra, Centro Histórico, Campo Grande, Praça Irmã Dulce (Cidade Baixa). No entanto, conforme ressalta, a concentração das ações será mesmo nos dias de jogos - Espanha x Holanda, 13 de junho; Alemanha x Portugal, 16 de junho; Suíça x França, 20 de junho; Bósnia  x Irã, 25 de junho; partida das oitavas-de-final, 1º de julho;  jogo das  quartas-de-final, 5 de julho.

APOIOS A cerca de um quilômetro e meio da Fonte Nova, serão montados pontos de verificação veicular (PDVs). Lá, os guardas municipais, a maioria armados, vão atuar junto com agentes da Superintendência de Trânsito (Transalvador). “Só poderão ter acesso a esse perímetro veículos autorizados pela Fifa”, explica o subgerente.

Em ações em conjunto com a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), os guardas estarão nas 15 barreiras fixas montadas no entorno do estádio, no intuito de controlar o comércio informal e a fiscalização dos produtos licenciados pela Fifa que podem ser comercializados no perímetro. Nas barreiras volantes, ou seja, montadas em horários alternados, também haverá agentes armados.

Os guardas municipais darão apoio ainda aos fiscais da Superintendência de Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom) para garantir a proteção da publicidade das marcas permitidas pela Fifa.

“Na Copa das Confederações, por exemplo, tivemos que usar um caminhão dos Bombeiros para retirar uma propaganda não autorizada da sacada de um prédio. Isso chama-se marketing de emboscada.  São empresas que, de alguma forma, tentam colocar a visibilidade de sua marca em local não permitido”, adverte Vagner Campos, da GM.

Em ações da Secretaria de Promoção Social e de Combate à Pobreza (Semps), a Guarda também estará munida de arma de fogo. “Vamos auxiliar na relocação de moradores de rua para albergues. Muitos deles estarão sob efeito de álcool e drogas e, por isso, acabam partindo para agressão”, prevê o subgerente,  que faz uma ressalva. “Necessariamente, não significa que um guarda armado vá usar a arma, mas, sim, para inibir qualquer ação delituosa por parte do agressor”, tranquiliza.

TREINAMENTO 
Ainda de acordo com o subgerente do órgão auxiliar de segurança, não há nenhum treinamento específico dos guardas municipais para atuar na Copa. 

“Para os guardas armados, há  uma tranquilidade sobre isso. São pessoas que têm experiências do uso dessa ferramenta (pistola), não na Guarda, mas em instituições anteriores”, explica, listando ainda as qualificações: “Passaram por vários cursos , entre eles, o da Academia da Polícia Militar; nos cursos de armamento e tiro defensivo, que é  considerado um dos melhores do estado”. Além da arma de fogo, os guardas municipais estão munidos de pistola taser, spray de pimenta (alguns com jato direcional) e cassetete.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!