Cadastre seu Email

domingo, 23 de junho de 2013

A voz do povo nas ruas: São Pedro fazendo história - 21/06/2013
temp
temp
temp
temp
temp-thumb
temp-thumb
temp-thumb
temp-thumb
Se em o todo o país mais de um milhão de pessoas participaram dos protestos, em de São Pedro, não foi diferente. Um grande número de são-pedrenses mais de 500 pessoas percorreram as ruas da cidade, em uma marcha pacífica por melhorias em todos os setores da sociedade e contra o aumento da taxa de iluminação pública.
Gritando palavras de ordem, os manifestantes levantaram bandeiras contra a falta de investimento municipal na saúde e exigiam mais médicos na Santa Casa e a abertura imediata da UPA, além de uma reestruturação na UMIS.
Na área da educação os manifestantes queriam mais transparência no dinheiro do FUNDEB, o fornecimento de apostilas, uma merenda escolar de qualidade e a valorização dos professores. A promessa da subvenção ao transporte universitário também foi lembrada, já que grande parte dos manifestantes era de jovens.
Na segurança, os manifestantes exigiram mais investimentos e a contratação de mais Guardas Municipais, assim como a qualificação deles.
“ A cidade nunca havia visto uma manifestação deste porte, é São Pedro fazendo história” disse dona Lara Almeida comerciante há mais de 30 anos em São Pedro.
Segundo Elisabeth dos Santos, uma das organizadoras, a manifestação de São Pedro foi convocada por meio das redes sociais que saiu às ruas para mostrar que não são covardes.
“Eu, sou são-pedrense com muito orgulho, com muito amor”, cantou o povo pelas ruas da cidade.
O protesto teve início às 17h, na Praça Santa Cruz local da concentração. Os manifestantes logo seguiram pela Rua Veríssimo Prado, passaram pela Rua Nicolau Mauro, e pararam em frente a Prefeitura de São Pedro, a intenção era entrar no paço, mas os portões estavam fechados e guardas municipais faziam a segurança.
Após chamarem sem sucesso o prefeito ou algum representante da prefeitura para dialogar, os manifestantes cantaram o Hino Nacional Brasileiro e leram um manifesto com as reivindicações para o prefeito Hélio Zanatta, que não apareceu.
Todos os cartazes e faixa foram colocados na faixada da prefeitura, demostrando assim a organização do evento que transcorreu de maneira pacífica.
Por fim, os manifestantes voltaram à Praça Santa Cruz onde, escoltados de longe pela polícia militar finalizaram sua marcha.
“O povo está reencontrando o orgulho de ser brasileiro e, mais importante que isso, abandonando a herança cultural do “é assim mesmo, não tem jeito”. O povo descobriu a sua força. Nesta manifestação, tivemos jovens, idosos e famílias com seus filhos. Lutamos por melhorias na nossa cidade e a realização das promessas eleitoreiras. Queremos o fim da corrupção no Brasil, mostramos isso com um ato de civilidade e libertação de sentimentos” concluiu um dos organizadores, Jhonny.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!