Cadastre seu Email

quinta-feira, 14 de março de 2013


Polícia
Enviado por Marcelo Almeida 11/3/2013 01:27:40
Os peritos do ICCE recolheram, no local do crime, 18 cápsulas deflagradas de calibre 38 (Foto: Lei Seca/ Maricá) ::

Guarda Municipal é executado em Maricá

O guarda municipal de Maricá, Ivandi Rodrigues de Azevedo, conhecido como Guarda Azevedo, de 38 anos, foi assassinado no fim da noite de sábado, na Estrada do Boqueirão, no bairro de mesmo nome, enquanto tomava uma cerveja com amigos em um bar em frente à Casa de Festas Passione.

A esposa de Ivandi, Itaeli Jane Ribeiro Pitthan, 32, disse que poucos dias antes do crime ele teria comentado algo sobre estar recebendo ameaças, mas, para não deixá-la preocupada, não entrava em detalhes. 
“Ontem eu estava com ele no bar o chamei para ir embora, mas ele disse que ia ficar mais um pouco e que já estava indo. Uns 10 minutos depois, já em casa, eu recebi a notícia do que tinha acontecido”, disse.

No bar, testemunhas disseram que ele foi chamado para conversar com um homem, que não foi identificado, e logo depois pegou a sua moto e saiu. Mesmo antes de poder tomar o caminho de onde iria, ele foi atingido por um tiro e depois de cair da moto o homem se aproximou e o matou ainda no chão.

Os clientes do bar não souberam descrever o assassino, pois como ficaram muito assustados com o som dos tiros, correram para dentro do estabelecimento, só saindo de lá depois que os tiros cessaram. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) recolheram, no local do crime, 18 cápsulas deflagradas de calibre 38.

Investigação - O caso foi registrado na 82ª DP (Maricá), onde os policias trabalham com a hipótese de execução, familiares e amigos da vítima serão chamados para depor e ajudar a polícia a montar uma linha de investigação. A principal hipótese é que ele tenha sido morto por algum fato relativo à sua atividade como guarda municipal. 
“Geralmente todos que trabalham na segurança pública, seja em que esfera for, são odiados por aqueles que vivem fora da lei. Essa é sempre uma possibilidade”, disse um dos policiais.
Desolação - Segundo familiares, Ivandi era uma pessoa alegre e sempre de bem com a vida. Ele trabalhava na Guarda Municipal de Maricá há mais de 10 anos. Era casado, tinha dois filhos, um de 15 e outro de 11 anos. O corpo foi sepultado, ontem, no Cemitério Municipal de Maricá.

O pai dele, que preferiu não de identificar, disse que não perdeu apenas um filho, mas um grande amigo. 
“Meu filho para mim era tudo. Meu filho, meu irmão, meu amigo. Não sei como vai ser minha vida daqui em diante”, revelou emocionado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!