Cadastre seu Email

sábado, 15 de setembro de 2012

Mãe diz que guardas prenderam o filho em canil de delegacia no Paraná

Polícia nega que o local seja um canil e caso deve ir para a Corregedoria.
Três adolescentes foram detidos, suspeitos de furtar aparelho de som.

 

Três adolescentes, um deles com 13 anos, foram detidos na Delegacia da Mulher e do Adolescente de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, nesta sexta-feira (14). Eles foram encaminhados por guardas municipais por serem suspeitos de participar do furto de um aparelho de som de um carro. Segundo a mãe de um dos garotos, eles ficaram presos dentro de um canil.
Apesar de terem sido liberados, a situação indignou a mãe. Para ela, o filho é inocente. “Foi um abuso de autoridade. Eles podiam levar os meninos para uma salinha, mas não daquele jeito, como um animal. Eu, como mãe, fiquei indignada”, desabafou Iodete Cristina da Costa Silva, que é dona de casa.

Iodete contou que os garotos foram liberados da escola mais cedo e, no percurso para casa, o filho dela viu um colega sair de um carro. Mais a frente, esse adolescente e outro colega do filho de Iodete o chamaram. “Ele foi e acabou sendo preso junto porque o dono do carro disse que eles que tinham roubado (...) O meu filho viu o outro mexendo, mas não estava no meio”, afirmou a mãe. As outras mães não quiseram comentar o assunto.

Garoto se defende
“A polícia parou nós, mandou colocar a mão na cabeça e virar de costa (...) pegaram as nossas coisas, mexeram para ver se tinha alguma coisa e não tinha. Eu falei que não tinha roubado”, contou o menino. O garoto disse também que se sentiu como um cachorro e falou que estava com medo de ser preso por uma coisa que não fez.
A mãe disse ainda que logo que chegou à delegacia e viu onde o filho foi detido questionou os policiais. “Eu falei assim para o homem da polícia: vocês vão deixar as crianças ali? Meu filho não é bandido”, contou. “Meu filho não é uma criança arteira, que me da dor de cabeça, e foi taxado como menor infrator”, acrescentou Iodete. Em 5 de novembro, haverá uma audiência com o juiz.
Polícia nega existência de canil
Quem teria deixado os jovens naquele espaço foi o escrivão. Em nota, a Polícia Civil negou que o espaço onde os adolescentes ficaram seja um canil. A instituição alegou também que a casa onde está a Delegacia da Mulher e do Adolescente é nova e a intenção é utilizar o suposto canil como depósito. Os jovens, ressaltou a polícia, ficaram no local por alguns instantes até serem ouvidos. A Corregedoria será informada sobre o caso.
Já a Guarda Municipal também emitiu uma nota sobre o caso. Em relação à mãe que alega a inocência do filho, a Guarda informou que o dono do carro furtado teria reconhecido os adolescentes. Por essa razão, eles foram encamnhados à delegacia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!