Cadastre seu Email

segunda-feira, 2 de julho de 2012

quinta-feira, 28 de junho de 2012 7:36


Câmara de S.Caetano vota legalização do 'bico' de GCM

Gustavo Pinchiaro

Do Diário do Grande ABC

1 comentário(s)

Nas sessões extraordinárias que encerram o primeiro semestre Legislativo de 2012, hoje, a Câmara de São Caetano vota em dois turnos o projeto de lei do prefeito José de Auricchio Júnior (PTB) que vai formalizar o ‘bico' dos GCMs (Guardas- Civis Municipais). Mecanismo já utilizado pelo Estado na contratação da Polícia Militar, no entanto, é inédito nas corporações do Grande ABC.



O projeto é formalmente intitulado de ‘atividade operacional diferenciada'. A intenção do Paço é criar mecanismo legal para contratar o guarda que estiver fora do expediente em ocasiões especiais, como eventos da administração ou operações estratégicas formuladas pela Secretaria de Segurança municipal. "Poderemos aumentar o efetivo da guarda em até 30%, dependendo da ocasião", explicou Auricchio.



Quem for deslocado para fazer horas extras receberá gratificações no valor da hora paga normalmente com acréscimo que varia entre 50% a 100%. Cada convocação será classificada com uma complexidade dentro dessa escala.



O aumento, já implementado por Auricchio, no salário base da GCM - saltou de cerca de R$ 200 para R$ 700 - será utilizado nos cálculos de gratificações. Esse acréscimo foi a primeira ação prevista no PCCV (Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos), aprovado em abril deste ano.



Denominado de operação delegada, a formalização do ‘bico' começou em 2009 com o prefeito da Capital, Gilberto Kassab (PSD), que solicitou o efetivo da Polícia Militar para combater ambulantes irregulares na região central da cidade. A contratação de efetivo extra da corporação militar depende do prefeito de cada cidade. Esse sistema funciona nos mesmos moldes em que Auricchio pretende colocar a GCM.



OUTRA PROPOSTA



O aumento salarial para vereadores, prefeito e vice também será votado na sessão de hoje. O acréscimo só entra em vigor em 2013, quando há renovação nos quadros após eleição municipal. No secretariado o valor pago será de R$ 19 mil. O salário de Auricchio, que hoje é de R$ 15 mil - o terceiro maior da região -, salta para R$ 20 mil. O vice passará o ordenado de R$ 7,500 para R$ 10 mil.



No Legislativo o aumento será geral. A Casa passará de 12 cadeiras para 19. E os novos parlamentares terão o subsidio aumentado de R$ 6.200 para R$ 10 mil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!