Cadastre seu Email

segunda-feira, 2 de julho de 2012


PMs e GMs são suspeitos de agressão em Barra Mansa Publicado em 1/7/2012, às 19h04









Última atualização em 1/7/2012, às 19h04













Thaís Cruz



Thais.cruz@diariodovale.com.br



Barra Mansa



Policiais civis da 90ª DP (Barra Mansa) estão investigando dois policiais militares lotados no 28º Batalhão e dois guardas municipais da cidade, suspeitos de terem agredido um fisioterapeuta no mês passado. A reportagem do DIÁRIO DO VALE ainda não teve acesso à ocorrência completa do caso, portanto ainda não foram divulgados os nomes dos envolvidos e mais detalhes sobre o crime. Toda a ação foi registrada pelo circuito interno de monitoramento do prédio da vítima e o DIÁRIO DO VALE teve acesso exclusivo às imagens.



O homem teria chegado correndo na delegacia, informando ter sido agredido pelos PMs e guardas. Já os policiais se apresentaram na unidade policial, acusando o fisioterapeuta de desacato e resistência. A vítima chegou a ser atendida em um hospital da cidade, com ferimentos no rosto.



A confusão teria sido iniciada quando o homem parou seu carro, o Xsara Picasso preto, em uma rua do Centro de Barra Mansa. Ele estaria aguardando a saída de um ônibus que impedia a entrada na garagem do prédio onde mora.



Os guardas municipais abordaram o fisioterapeuta e teriam solicitado que ele retirasse o carro da rua, mas ele teria se negado, informando que entraria na garagem do prédio. Eles teriam começado uma discussão e, em seguida, o fisioterapeuta entrou com o carro na garagem. Porém, quando estacionou em sua vaga dentro do prédio, o homem foi surpreendido pelos PMs e guardas municipais, que o agrediram ainda dentro do veículo.



Após as agressões, o homem conseguiu assumir a direção do veículo novamente e deixar o local.



De acordo com informações da polícia, os dois PMs e os dois guardas municipais já foram indiciados por lesão corporal grave e abuso de autoridade. Os quatro ainda poderão ser presos pelos crimes.



Outro caso



No final de maio, outros quatro PMs do 28º Batalhão foram presos suspeitos de praticar extorsão e tortura contra seis pessoas, também em Barra Mansa. Em junho, os crimes foram reconstituídos pela Polícia Civil e as supostas vítimas reconheceram os policiais na delegacia. Os PMs foram acusados de terem forjado um flagrante de apreensão de drogas e agredido as vítimas com requintes de crueldade.




















Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!