Cadastre seu Email

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Uberaba atinge 8º lugar no ranking de violência nas escolas

Uberaba atinge 8º lugar no ranking de violência nas escolas


Guarda Municipal recebeu mil solicitações no 1º semestre.
Drogas têm sido maior preocupação nas instituições.

G1 Triângulo Mineiro

O último Censo Escolar aponta que Uberaba está entre as dez cidades com maior número de ocorrências de violência nas escolas, entre 29 municípios com mais de 100 mil habitantes analisados. Em primeiro lugar está Patos de Minas, seguida de Juiz de Fora e Divinópolis. Uberaba aparece em oitavo lugar no ranking, na frente de Uberlândia e Belo Horizonte.
O clima de tensão e violência é uma realidade nas escolas de Minas Gerais. Nos 29 municípios com mais de 100 mil habitantes abalizados, o censo registrou 1.363 ocorrências nessas instituições. Uma situação que preocupa pais e professores de Uberaba.
No primeiro semestre desse ano, a Guarda Municipal recebeu uma média de mil solicitações para socorrer ocorrências na porta de escolas. Em uma delas, as grades nas janelas já não eram mais o suficiente para conter a violência. Por isso, o muro foi construído no mês passado. 
Uberaba no ranking de violência nas escolas (Foto: Reprodução/TV Integração)Comandante Hermínio de Jesus garante que
patrulhamento nas escolas é feito regularmente.
(Foto: Reprodução/TV Integração)
Segundo o comandante da Guarda Municipal, Major Hermínio Jesus da Silva, a droga tem sido a maior preocupação nas escolas. Como ação preventiva, ele explicou que o patrulhamento nesses locais é feito regularmente. “Durante o patrulhamento já foram feitas apreensões dentro e fora das escolas. Um adolescente foi pego com maconha dentro de sala de aula.”
Escolas constroem muros
O medo da violência fez com que a dona de casa Célia Maria de Souza tirasse a neta de 13 anos da escola perto de onde mora. “Minha neta já presenciou um aluno fumando maconha no recreio”, contou. 
A avó explicou que, agora, a menina precisa acordar uma hora mais cedo e pegar ônibus para chegar até a nova instituição, que fica em outro bairro. “A gente sai de casa antes das 6h pra pegar ônibus, ela não chegou a estudar seis meses na escola e ela mesma pediu para mudar por medo da violência”, desabafou a avó.
A escola onde Célia Regina Alvarez é diretora já sofreu oito tentativas de invasão, só neste ano. O último arrombamento foi em maio. A cerca elétrica violada mostra que o recurso já não intimida tanto. Armários, janelas e portas foram danificados.
Para se esconder da criminalidade e diminuir a sensação de insegurança entre alunos e funcionários, Célia justifica a construção de um novo muro. “Pensamos na segurança de todos, principalmente das crianças, pois é um direito delas virem para a escola com segurança. Sem o muro não tínhamos a sensação de segurança.”
Cidades com mais ocorrências nas escolas por 100 mil habitantes
1ª Patos de Minas - 267,2
2ª Juiz de Fora - 180,4
3ª Divinópolis - 174
4ª Itabira - 146,26
5ª Teófilo Otoni - 100,88
6ª Araguari - 92,6
7ª Ubá - 91
8ª Uberaba - 85,6
9ª Uberlândia - 79
10ª Belo Horizonte - 77,7
5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!