Cadastre seu Email

terça-feira, 17 de julho de 2012

ELEIÇÃO EM FORTALEZA

Candidatos do PT e do PSB têm as mesmas prioridades


Elmano de Freitas e Roberto Cláudio dizem que, se eleitos, vão priorizar educação, saúde e mobilidade
Ao apontarem o que vão priorizar na administração municipal caso sejam eleitos, os candidatos a prefeito de Fortaleza apoiados pelo governador Cid Gomes, Roberto Cláudio (PSB), e pela prefeita Luizianne Lins, Elmano de Freitas (PT), elencam as mesmas áreas: educação, saúde e mobilidade urbana. Enquanto Roberto Cláudio volta seu discurso para o apoio de Cid, prometendo implementar ideias do Governo do Estado no Município, Elmano de Freitas destaca obras e recursos captados pela atual gestão municipal.

As promessas feitas pelos candidatos durante o período eleitoral são muitas, e o orçamento de Fortaleza pode ser insuficiente para realizar todas as ações propostas e prometidas pelos candidatos na campanha. Diante disso, Roberto Cláudio argumenta que, com planejamento, é possível administrar bem a cidade. Já Elmano de Freitas reconhece que o orçamento municipal não comporta todas as ações que Fortaleza precisa, alertando que é preciso priorizar os problemas mais urgentes da cidade.

Elmano de Freitas, apoiado por Luizianne, e Roberto Cláudio, defendido pelo governador Cid, cumprimentam-se ante do debate da TV DN FOTO: ALEX COSTA

O candidato à Prefeitura de Fortaleza pelo PSB, Roberto Cláudio, faz questão de destacar que sua gestão, caso seja eleito, contará com o apoio do governador Cid Gomes, o que, segundo ele, deverá facilitar o andamento dos projetos e iniciativas que terão a parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

Roberto Cláudio promete administrar bem o orçamento da Capital, que é restrito e depende de transferências como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por exemplo. Mas para a administrar bem os recursos do tesouro municipal é necessário planejamento, destaca o candidato, algo que, segundo ele, Fortaleza nunca teve.

Mudança
Roberto Cláudio informa que pretende priorizar três setores da administração municipal: saúde, educação e trânsito. Com as propostas que pensou para essas três áreas, entende, já é o suficiente para dar um choque na administração de Fortaleza, de modo que a população sinta a mudança de governo.

Para a saúde, Roberto Cláudio pretende levar para o campo municipal ideias implantadas no governo de Cid. É o caso das policlínicas. O candidato compromete-se em colocar para funcionar uma policlínica em cada Regional da cidade. Outro exemplo são as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24 horas. Segundo Roberto Cláudio, a meta da sua gestão é garantir 19 UPAs, além de 118 postos de saúde, um em cada bairro.

Durante o debate, o parlamentar reclamou da falta de postos de saúde, de médicos e de medicamentos. De acordo com ele, nenhum leito foi aberto nos hospitais municipais e não há uma política de internamento para os dependentes químicos. "O mais urgente é colocar para funcionar o que não está funcionando como os Gonzaguinhas, Frotinhas e postos de saúde", avaliou.

Educação
No campo da educação, o socialista pretende aumentar o número de crianças nas creches e garantir alfabetização "adequada", já que Fortaleza possui, hoje, a segunda pior nota na avaliação do nível de alfabetização no Estado, conforme dados do Sistema Permanente de Avaliação Básica (Spaece). Ele também pretende apostar nas escolas em tempo integral.

No que pese ao setor da mobilidade urbana, Roberto Cláudio prometeu, em um ano, tapar todos os buracos da cidade. O candidato almeja ainda expandir, requalificar e integrar os terminais de ônibus.

O candidato destacou também ações para a Guarda Municipal. Na avaliação do socialista, é preciso qualificar e aumentar o efetivo de guardas municipais que, segundo, é formado por cerca de 1400 guardas. "Não se vê uma viatura da Guarda Municipal", observou, argumentando que o guarda municipal deve ser um agente da cidadania e da prevenção da violência.

Roberto Cláudio disse que pretende, se eleito, fazer um governo "humano e participativo". A ideia é criar um tipo de "observatório" ligado ao gabinete do prefeito, onde caberá às principais entidades representativas sugerir ideias e apontar falhas.

Questionado sobre seus doadores de campanha, Roberto Cláudio afirmou não ter problema em divulgar aqueles que irão contribuir para a sua candidatura e deixou claro não ter assumido nenhum compromisso com qualquer doador sobre futuras benesses. Em relação a aliança com 12 partidos em torno da sua candidatura, ele argumentou que não se faz um Governo só.

A educação pública está na pauta de prioridades selecionadas pelo candidato do PT, Elmano de Freitas, caso ele venha ser eleito o próximo prefeito de Fortaleza. O petista, que foi secretário de Educação de Fortaleza, informou pretender integrar educação com cultura e esporte.

A ideia de Elmano é promover convênios entre a Prefeitura e entidades de cultura e esporte, proporcionando essas atividades aos estudantes nos seus próprios bairros. Ou seja, em um turno a criança estaria na sala de aula e, quando a aula acabasse, teria direito ao reforço escolar e a praticar algum esporte ou atividade cultural no seu bairro.

Para isso, Elmano pretende fazer um mapeamento das atividades esportivas e culturais que já acontecem na cidade. "Se a criança tem perto de si uma escolinha de caratê ou de judô, fará essa atividade no bairro dela. Um turno na escola e no outro a criança terá reforço escolar e atividades culturais e esportivas perto de suas casas", pontuou.

Elmano fez promessas não apenas para os alunos, mas também aos professores. Garantiu que, se for eleito, vai proporcionar maior tempo para que o professor se dedique ao planejamento de suas aulas, como também na sua formação, alegando já ter havido um avanço no Plano de Cargos e Carreiras da categoria, principalmente no que pese ao valor da remuneração.

Desafio
Elmano também quer focar na saúde e na mobilidade urbana. Segundo ele, a saúde pública é, hoje, o grande desafio em todo o País, e o maior problema desse setor, considera, é o financiamento público, ponto que, no seu entendimento, deve ser discutido. O candidato disse que pretende dar atenção ao Hospital da Mulher e acabar com a fila de seis mil mulheres que aguardam por atendimento médico. Ele também promete contratar mais profissionais da saúde, como médicos e enfermeiros.

Quanto a mobilidade urbana, Elmano propõe um trânsito com mais fluidez e transportes públicos mais rápidos, fazendo com que o trabalhador perca menos tempo no trajeto de casa para o trabalho e vice-versa. Para isso, o candidato aposta em corredores exclusivos para ônibus e obras para desafogarem o trânsito, intervenções essas, garante, com recursos assegurados.

Tratam-se das obras de mobilidade para a Copa do Mundo de 2014, como os quatro túneis previstos para os cruzamentos com as avenidas Santos Dumont, Padre Antônio Tomás e Alberto Sá, além das melhorias previstas para Alberto Craveiro e Paulino Rocha. "Tivemos nos últimos anos as passagens de transporte mais baratas. Vou avançar, enfrentando as filas nos terminais e os ônibus lotado", pontuou.

Mas para implantar tudo que pretende é preciso ter sensibilidade, segundo avalia. Isso porque Fortaleza conta com um orçamento limitado e ainda depende de repasses tanto do Governo do Estado quanto da União. "O orçamento de Fortaleza não dá conta de todas as demandas legítimas de educação, saúde, habitação popular, temos que fazer escolhas", alertou Elmano.

Na análise do candidato, o governante tem que pontuar suas prioridades e, no seu governo, garante, a prioridade será "cuidar das pessoas", mesmo discurso adotado pela atual prefeita da cidade, Luizianne Lins (PT). "Entre, às vezes, uma grande obra faraônica e ampliar e construir creches, temos que optar pela creche, porque isso significa, concretamente, que você prioriza as pessoas que mais precisam", argumentou.

Elmano de Freitas deixou claro ser o candidato do PT de Lula, da presidente Dilma e da prefeita Luizianne. Ele não deixou de citar ações da gestão atual, como o baixo preço da passagem de ônibus, o Hospital da Mulher e o Plano de Cargos e Carreira do magistério. Elmano tocou ainda na questão da acessibilidade. Esclareceu que, atualmente, pessoas com necessidades especiais têm direto à livre passagem nos ônibus. A sua meta, seria então, adaptar toda a frota de ônibus para as pessoas com deficiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários,críticas,sugestão são bem vendas!

SE VOCÊ GM, QUER QUE SEJA PUBLICADO AQUI ALGUMA MATERIA , PODE SER SUA; OU UMA SUGESTAO ,MANDE PRA O MEU E-MAIL- bloggmgo@gmail.com É UMA FORMA DEMOCRATICA DE PARTICIPAREM DO BLOG. QUE É NOSSO E LIVRE!